Secretaria de Cultura lança livro que conta a história do hino à Cambé

0
Foto: Zé Luiz Rodrigues

Na última quarta-feira (22/06) a Secretaria Municipal de Cultura lançou o livro “Hino à Cambé: A Canção Oficial da Cidade”, escrito pelo servidor e historiador Eduardo Pavinato. O lançamento aconteceu no Instituto Nossa Senhora Auxiliadora. O livro traz detalhes sobre da criação do hino em 1957 concomitantemente com a formação do município. Além do livro, também foi lançado um novo arranjo do hino composto pelo maestro Vitor Hugo Gorni.

O livro ficará disponível para as escolas da cidade. “É uma publicação da Secretaria Municipal de Cultura, de distribuição gratuita, com prioridade para os professores municipais. Após o lançamento, todas as bibliotecas das escolas de Cambé receberão exemplares”, detalha Pavinato.

O historiador Eduardo Pavinato é funcionário do Museu Histórico de Cambé. Ele conta que uma das motivações para escrever a obra foram as dúvidas frequentes de professores do município. “Muitos professores, principalmente da rede municipal de ensino, procuram o Museu de Cambé em busca de materiais históricos para subsidiar as aulas com seus alunos. Um dos assuntos mais recorrentes era sobre o hino de Cambé, sua composição e seus significados. Por isso, resolvemos ampliar as pesquisas já existentes e produzir um material capaz de responder essas perguntas dos professores. O lançamento também faz parte das comemorações do aniversário de 75 anos de emancipação da cidade”, destaca.

Para a secretária de Cultura de Cambé, Estela Camata, o livro trata também da própria formação etno-cultural da cidade. “Cambé é uma cidade privilegiada, pois é formada culturalmente por pessoas de diversas etnias que, na riqueza de sua pluralidade, construíram uma sociedade que se relaciona de forma organizada, harmônica e ordeira, cientes de sua condição de cidadão”, explica.

A obra detalha a chegada dos primeiros moradores imigrantes ao município. Além disso, relembra a composição do primeiro hino de Cambé. Em homenagem à primeira década da cidade, foi realizada uma comemoração, na qual surgiu a ideia da criação de um hino. O Maestro Andrea Nuzzi colocou em prática essa ideia e em 1967 foi oficializada a canção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.