A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

Agentes da Vigilância Sanitária de Cambé estão visitando os domicílios da região central da cidade passando orientações aos moradores sobre os cuidados com o vírus Rábico. A ação de prevenção da Secretaria Municipal de Saúde foi deflagrada depois que foi confirmada a presença do vírus em um morcego na rua Holanda, centro da cidade. Um morador encontrou o animal e entrou em contato com a Vigilância Sanitária. O morcego foi recolhido e enviado para o laboratório onde foi confirmada a contaminação pelo vírus da raiva.

“A ação de prevenção é uma orientação do Ministério da Saúde quando é constatada presença da Raiva em animais. Em um raio de 500 metros do local onde o animal foi encontrado é feita uma varredura em busca de possíveis morcegos contaminados e a verificação das vacinas dos animais domésticos”, explica a secretária de Saúde, Alessandra Garcia Gonzáles Vaz. “Além das ações de verificação, os agentes vão percorrer a área instruindo os moradores das medidas necessárias para evitar o contágio da doença”, afirma a secretária.
A principal forma de transmissão do vírus da Raiva é através da saliva de animais contaminados. Apesar da maioria dos morcegos encontrados nos centros urbanos não se alimentarem de sangue, eles podem transmitir a doença. Segundo Vanderley Fernandes da Silva, médico veterinário da Vigilância Sanitária, mesmo morcegos frugívoros ou insetívoros, que se alimentam de frutas ou insetos, podem morder como medida de defesa quando atacados.
“Os morcegos são animais silvestres presentes nas áreas urbanas e não é necessariamente nocivo à saúde do homem. Quando houver indícios da presença desse animal nas residências, a recomendação é de entrar em contato com a Vigilância Sanitária e evitar o contato direto com o animal, sempre utilizando luvas protetoras ou caixas quando for necessário capturá-lo. É importante que não se tente abater os morcegos, pois além de ser um crime ambiental, isso aumenta as chances de contato com o animal”, explica ele. É preciso também redobrar o cuidado com os animais de estimação. “Cães e gatos podem ser contagiados pela doença e transmiti-la a humanos. Por isso é essencial verificar se a vacinação dos animais domésticos está em dia e cuidar para que eles não entrem em contato com morcegos”.
Outra recomendação do médico veterinário da Vigilância Sanitária é que a população fique atenta com a presença dos morcegos mortos ou alteração de seu comportamento. “Os morcegos tem hábitos noturnos. A presença desses animais durante o dia, voando ou alojados em locais abertos, pode ser um indício de que estão doentes”, afirma Vanderley da Silva. 
A Raiva, ou Hidrofobia, é uma doença infecciosa que afeta o sistema nervoso central dos mamíferos. A ocorrência da doença em humanos leva ao óbito em poucos dias caso não sejam tomadas as providências necessárias logo após o contágio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.