Seguranças de uma casa noturna de Londrina estão sendo acusados por frequentadores do local de espancar um jovem durante a madrugada de domingo (16). De acordo com relatos, os seguranças teriam agredido um grupo de amigos, – e um deles gravemente.

Em uma publicação nas redes sociais que já conta com quase 900 compartilhamentos, um dos rapazes que no local no momento das supostas agressões relata como tudo aconteceu. No texto há ainda depoimentos das vítimas. Confira abaixo a mensagem na íntegra:

“QUEREMOS JUSTIÇA
MEU AMIGO FOI ESPANCADO PELOS SEGURANÇAS DA LEVEL DOIS (ANTIGA KINGDOM 2800)

Dois seguranças da Level Dois, boate na avenida Higienópolis, em Londrina, também conhecida como 2800, espancaram covardemente meu amigo Arthur Brunetti na madrugada do último domingo (16), durante a festa La Casa de Funk. Não sabemos se os seguranças seriam policiais militares. O ataque foi feito na saída da boate, que é vigiada por câmeras de segurança. Exigimos o acesso a essas imagens, pra atestar que em nenhum momento meus amigos incitaram qualquer tipo de briga.

Além do Arthur, outros três amigos foram envolvidos nas agressões. Um deles explica como tudo começou:

“A gente tava esperando pra pagar, quando umas dez pessoas cortaram a fila. Não sei se essas pessoas eram da área VIP, mas os seguranças empurraram a nossa fila pra elas passarem. Tentei reclamar com um segurança e ele me deu uma ‘gravata’. Isso que atrás da gente já tinha gente reclamando, mas era outro alvoroço, outra galera. Depois da gravata não vi mais nada, quase apaguei. O que eu lembro muito claramente era de bater com a mão, pro cara parar de me enforcar. Uma covardia total.”

Foi então que o Arthur tentou tirar esse amigo dali, mas outros dois seguranças partiram pra cima dele. O que se seguiu foi um espancamento que poderia ter matado o Arthur, como ele conta aqui:

“Teve uma hora que ouvi um segurança pedindo pro outro parar de me bater, porque eu já tava ficando roxo, com as pernas bambas. Ainda tomei um chute na cara. É por isso que meu olho ficou assim. A gente reclamou da fila, não íamos agredir ninguém. Lembro bem de estar com a cabeça no chão implorando pro segurança parar, porque tinha muito sangue. Ele respondeu ‘ah, agora você quer parar?’ e me deu mais um soco. Depois disso só lembro de já estar de pé, sem meu tênis, com a camiseta rasgada.”

De visita ao Brasil, Arthur mora há quase dez anos no Reino Unido. A viagem de volta estava marcada pra hoje (18), mas teve que ser adiada, pela recuperação.

As devidas medidas legais serão tomadas contra todos os envolvidos nesse claro e desproporcional abuso.”

Em nota, a casa noturna afirmou que irá tomar as medidas necessárias para esclarecer o ocorrido. 

“Com relação às informações divulgadas pela imprensa, blogs e redes sociais, acerca dos fatos apontados na Level 2, no último final de semana, esclarecemos a nossos clientes e à comunidade em geral o seguinte:

Que a empresa citada nos fatos está em atividade contínua desde junho de 2009, a Level 2 é uma casa noturna que sempre primou pelo bom atendimento, qualidade e principalmente pelo cumprimento das normas, resoluções e leis que norteiam nossas atividades, motivo pelo qual investimos pesado para nos adequarmos, e prestar um excelente serviço a nossos clientes.

Também cabe afirmar que não toleramos nenhum tipo de violência, assédio moral ou sexual, homofobia e racismo dentro de nossa casa, o respeito pelos nossos clientes esta em primeiro lugar.

A Level 2 é uma Casa Noturna com ambiente agradável, divertido e descontraído. Entretanto, por ser aberto ao público em geral, não está livre de que aconteçam desentendimentos entre seus clientes, motivo pelo qual existe em prontidão uma equipe de seguranças terceirizados que prestam serviços para nós.

Diante de toda polêmica, não vamos medir esforços em ajudar no esclarecimento do ocorrido.

Direção Level 2.”

Fonte: TOnline

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.