Matéria TV Cambé

Da Folha de Londrina

Integrantes do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) acompanharam ontem a perícia realizada na cabeça do corpo encontrado em fundo de vale do Jardim Ana Eliza III, em Cambé (Norte). O trabalho realizado durou aproximadamente duas horas.

O cadáver estava enrolado em saco plástico e decapitado. Há suspeita que a vítima seja a criança desaparecida em dezembro, Josiane Pereira Moraes, 9 anos. Ela foi vista pela última vez em uma confraternização na Capela São Francisco de Assis, a poucos metros da casa onde morava.

A perícia revelou também foram encontrados um osso craniano e a mandíbula da vítima. As partes foram confrontadas com o crânio no Instituto Médico Legal (IML) de Londrina. ”Fizemos exames no crânio e nos dentes. O que a gente busca é a estimativa da idade. O que posso adiantar é que é uma criança entre 6 e 12 anos porque a dentição é mista”, disse a odontolegista do IML Isabel Cristina Kohler.

A arcada dentária vai passar por exames complementares. A radiografia panorâmica será feita na próxima semana na Universidade Estadual de Londrina (UEL).

A perícia ainda não comprovou se o corpo é de uma menina e se a vítima teria sido abusada ou espancada. ”O exame inicial não apontou lesão na cabeça, aparentemente não (se pode afirmar)”, afirmou.

Somente depois dessas etapas, e da perícia no corpo para apontar a causa da morte, as amostras serão encaminhadas a Curitiba para realização do exame de DNA. A mãe de Josiane Pereira Moraes ainda não foi chamada para coleta de sangue no IML.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.