Qual profissão, cargo ou ocupação não é tachado ou interpretado nos dias atuais, como uma função ou posição desgastante? Ou, pelo menos, estressante? Será que essas sensações foram banalizadas ou o sistema operacional- a própria sociedade em que vivemos-, onde quase tudo é automatizado, e, ganha status de urgente, é que nos geram consequências emocionais?
Bom, as respostas para estes questionamentos são complexas, assim como algumas síndromes relativamente novas, ou seja, ainda não muito discutidas pela população, mas que surgem em diferentes áreas de atuação no mercado de trabalho, como é o caso da Síndrome de Burnout!
A Síndrome de Burnout (do inglês burn, queima; e out, exterior) é o desgaste emocional que danifica aspectos físicos e psíquicos da pessoa, reduzindo a naturalidade e a velocidade com que ela realiza suas tarefas, de acordo com psicólogos e psiquiatras. Os sintomas são: são fadiga, cansaço constante, distúrbios do sono, dores musculares e de cabeça, irritabilidade, alterações de humor e de memória, dificuldade de concentração, falta de apetite, depressão e perda de iniciativa.
E esta doença acomete profissionais de áreas completamente diferentes. Advogados, atletas, professores, médicos e jornalistas são áreas que possuem casos confirmados da Síndrome.
Como é condição de Izabella Camargo que trabalhou mais de seis anos na Globo, e foi demitida após a volta de sua licença médica por ter apresentado Síndrome de Burnout.
Segundo Izabella, ela tem feito diversas pesquisas na área e prepara um livro sobre o assunto, vamos aguardar, certo?
Mas fica o alerta em nossa Coluna, desde já! Preste atenção em sentimentos e sensações diárias…Para ser um bom ou boa profissional, antes você estar bem de saúde!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.