O governador Beto Richa assinou nesta sexta-feira (05/12), no Palácio das Araucárias, um protocolo de intenções com a Votorantim Cimentos para a expansão da unidade da empresa em Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba. O investimento no projeto será de R$ 625 milhões e aumentará a capacidade produtiva da fábrica em 50%, passando de 4 milhões para 6 milhões de toneladas de cimento por ano.

A Votorantim foi enquadrada no programa Paraná Competitivo, criado pelo governo estadual para atrair investimentos para o Estado com a concessão de incentivos fiscais. “É mais uma importante conquista, que mostra a importância do diálogo para promover o desenvolvimento social e econômico”, disse o governador, destacando os bons resultados do programa Paraná Competitivo. “Temos confirmados investimentos de R$ 9 bilhões e mais R$ 15 bilhões em negociação”, afirmou.

A unidade ampliada da Votorantin deve entrar em operação no final de 2012, gerando 1 mil empregos diretos e indiretos, além de 1.500 postos de trabalho durante a construção. Serão construídos uma nova moagem e mais um forno.

O investimento faz parte do plano de expansão da Votorantim para atender a crescente procura por cimento em vários estados do Brasil. Além da unidade de Rio Branco do Sul, a empresa tem duas fábricas no Rio Grande do Sul e uma em Santa Catarina. O diretor financeiro da empresa, Sidney Catania, destacou o bom diálogo com o governo e a importância do investimento para a consolidação da empresa no cenário mundial.

“O Paraná é autossuficiente na produção e consumo de cimento, mas agora começa a exportar. A unidade de Rio Branco do Sul já é a maior fábrica de cimento da América do Sul e agora passa a ser uma das maiores do mundo em produção”, disse Catania. A segurança jurídica e o cenário favorável aos negócios foram os fatores que o diretor enumerou como fundamentais para a consolidação do investimento no Paraná.

CONTRAPARTIDA – O protocolo de intenção prevê algumas obras de infraestrutura a serem realizadas em conjunto entre o Estado e a Votorantim. A Copel irá fazer novos investimentos para garantir suprimento adicional de energia que sustente o funcionamento da planta ampliada. O governo negocia ainda com a empresa a duplicação da rodovia dos Minérios, no trecho de acesso à Votorantim.

“A empresa pretende ampliar a produção até 2012 e queremos que essa rodovia esteja duplicada até lá para suportar o grande fluxo de caminhões”, afirmou o secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul do Paraná, Ricardo Barros. Ele ressaltou que o governo quer fomentar a industrialização do interior e que até o fim do ano deverão ser anunciados novos investimentos.

CONSTRUÇÃO CIVIL – Além da Votorantim, existem outros investimentos em andamento pelo programa Paraná Competitivo na área de cimento. No mês passado, o governador assinou um protocolo de intenções que prevê a instalação de uma nova fábrica de cimento no município de Adrianópolis, no Vale do Rio Ribeira. A Margem Cimento, subsidiária da empresa catarinense Supremo Cimento, investirá R$ 340 milhões e deseja ampliar a produção anual de 300 mil toneladas para 750 mil toneladas de cimento.

Juntas, a Votorantim e a Supremo vão ampliar a oferta de cimento no Estado em aproximadamente 2,5 milhões de toneladas por ano.

 

AEN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.