Ex-governador acusa Roriz de pagar propina – Lula inaugura campus que funciona desde 2008 – União usará decisão do CNJ para reaver terras no país – Tucano defende peça em que surge com Lula – Ex-governador acusa Roriz de pagar propina- TSE confirma multa a jornal de Minas por propaganda antecipada …

Folha de S.Paulo

Dilma abre 17 pontos sobre Serra e venceria no 1º turno

Na primeira pesquisa Datafolha depois do início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, a candidata a presidente Dilma Rousseff (PT) dobrou sua vantagem sobre seu principal adversário, José Serra (PSDB), e seria eleita no primeiro turno se a eleição fosse hoje.

Segundo pesquisa Datafolha realizada ontem em todo o país, com 2.727 entrevistas, Dilma tem 47%, contra 30% de Serra. No levantamento anterior, feito entre os dias 9 e 12, a petista estava com 41% contra 33% do tucano.

A diferença de 8 pontos subiu para 17 pontos. Marina Silva (PV) oscilou negativamente um ponto e está com 9%. A margem de erro máxima do levantamento é de dois pontos percentuais.

Os outros candidatos não pontuaram. Os que votam em branco, nulo ou nenhum são 4% e os indecisos, 8%.

Marina vai usar imagem de Lula em propaganda

A exemplo de José Serra (PSDB), a presidenciável Marina Silva (PV) vai explorar a imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda eleitoral na TV.

Os verdes usarão cenas de arquivo em que os dois aparecem lado a lado, no período em que a candidata ocupou o ministério do Meio Ambiente, entre 2003 e 2008.
A c
ampanha também estuda levar ao ar uma comparação das biografias da senadora e do presidente, para vender a ideia de que ela teria mais semelhanças com Lula do que Dilma Rousseff (PT).

Estratégia de Serra tem “prazo de validade”

Apesar da reação de tucanos e aliados, está mantida a linha de comunicação da campanha de José Serra à Presidência, incluindo o eventual uso de imagens do presidente Lula na TV.

A estratégia tem, no entanto, prazo de validade: a Semana da Pátria.
A menos que haja grave turbulência até lá, a campanha trabalha com um prazo de até 15 dias para avaliação da eficácia do programa.

Tucano defende peça em que surge com Lula

O candidato José Serra (PSDB) reclamou ontem de uma questão formulada por jornalistas sobre seu programa na TV, que grudou sua imagem à de Lula.

O PT diz que vai processá-lo no TSE. O presidenciável disse que é a técnica do PT: “Eles transgridem e processam as vítimas. É sempre assim. Brincadeira”, disse.

Serra disse ter lido o texto do programa: “Aqui diz que eu e o Lula somos dois homens que têm história. É verdade ou é mentira? É verdade. O dois são líderes experientes. É verdade ou é mentira? É verdade. Lula disputou seis eleições majoritárias. Eu já disputei oito.”

Mulher de Serra passa a fazer corpo a corpo em capitais

Com perfil discreto, sem participação ativa na vida política do marido, a psicóloga Mônica Serra, 66, mudou de atitude para mergulhar na campanha de José Serra (PSDB) à Presidência.

A ofensiva começou no início do mês, quando se reuniu com mulheres tucanas em Belo Horizonte.

Ontem, ela fez caminhada em Curitiba (PR). Com agenda digna de candidato, ela visita nos próximos dias Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Ela vai conversar com populares e grupos de mulheres em busca de apoio para o candidato.

Em Curitiba, Mônica esteve ao lado de Fernanda Richa, mulher do candidato do PSDB ao governo do Estado, Beto Richa. Elas percorreram três bairros da periferia onde a prefeitura construiu casas e fez intervenções urbanas.

Em campanha, senador descola de candidato e se diz independente

Na estreia de sua propaganda eleitoral na TV, o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) se declarou “independente”, tirou o “H” do nome e pediu votos à reeleição, seja o eleitor “vermelho ou azul”.

Um dos maiores críticos do governo Lula durante oito anos de mandato no Senado, Virgílio já havia desvinculado sua campanha da candidatura de José Serra (PSDB) à Presidência.

Sem palanque na disputa ao governo, o Amazonas (1,5% do eleitorado brasileiro) é um dos Estados onde Serra tem mais dificuldades. São dois milhões de votos.

PSDB-MG reduz espaço de Serra na TV

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, perdeu espaço no programa eleitoral do candidato do partido ao governo de Minas, Antonio Anastasia. A mudança ocorreu mesmo depois de a cúpula tucana ter pedido aos aliados para que aumentassem a exposição de Serra nos programas regionais.

Na última quarta-feira, Serra não teve o nome citado ou fez apenas aparições discretas nos programas dos candidatos a governador coligados a sua candidatura.

Programa de Dilma infla dados de investimentos em habitação

A propaganda da petista Dilma Rousseff inflou números para anunciar o aumento dos investimentos em habitação no governo Lula.

“Durante o governo Lula, os investimentos em habitação no Brasil saltaram de R$ 7,9 bilhões para quase R$ 70 bilhões”, diz uma repórter em programa de rádio do PT.

União usará decisão do CNJ para reaver terras no país

O Incra pedirá à Justiça de seis Estados amazônicos o cancelamento de títulos de terra que somam 3 milhões de hectares, o equivalente a dez vezes a área do DF.

Esse é o total de terras que o órgão tenta reaver por meio de 452 ações judiciais no Pará, Amapá, Amazonas, Tocantins, Acre, em Mato Grosso e em Rondônia.

A procuradora do Incra, Gilda Diniz, informou que o pedido será feito após decisão do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) de anteontem que determinou o cancelamento de 5,5 mil títulos irregulares no Pará, possivelmente frutos de grilagem de terras públicas.

Lula inaugura campus que funciona desde 2008

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), inauguraram ontem o campus da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) em Sorocaba (99 km da capital) que já funcionava desde 2008.

A obra, que consumiu R$ 17 milhões, atende hoje aproximadamente 2.000 estudantes.

Simultaneamente e acompanhado por Lula através de um telão, foi inaugurado o campus da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) em Curitibanos, a 296 km de Florianópolis.

O campus catarinense, que custou R$ 7,4 milhões, também já estava em funcionamento -desde abril de 2009, segundo a reitoria.

Ex-governador acusa Roriz de pagar propina

O ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda (ex-DEM) acusou, em depoimento prestado à Procuradoria da República no Distrito Federal, o atual candidato ao governo Joaquim Roriz (PSC) de pagamento de propina a um integrante do Ministério Público estadual.

Arruda disse ter ouvido da promotora de Justiça Deborah Guerner que Roriz lhe pagou R$ 2,4 milhões, divididos em três prestações de R$ 800 mil, para que não fosse investigado por supostas irregularidades em sua gestão.

TSE confirma multa a jornal de Minas por propaganda antecipada

O TSE confirmou anteontem, por unanimidade, multa de R$ 7.000 contra o jornal “Estado de Minas” por propaganda eleitoral antecipada. A primeira decisão havia sido proferida em julho pela ministra Nancy Andrighi.

Foi a primeira e até agora única multa que o TSE aplicou a um jornal sob a alegação de promoção de um candidato à Presidência da República.
Agora, cabem apenas recursos técnicos, chamados de embargos de declaração.

ANJ negocia acordo com sites de busca

A ANJ (Associação Nacional de Jornais) está negociando com sites agregadores de informação, como Google e Yahoo!, medidas que estimulem os internautas a buscar as notícias diretamente nas páginas on-line dos veículos que as produziram.

O anúncio foi feito no último dia do 8º Congresso Brasileiro de Jornais, no Rio, pela presidente da entidade e diretora-superintendente do Grupo Folha, Judith Brito, em meio ao debate sobre como garantir o reconhecimento dos direitos autorais e a remuneração do conteúdo de empresas jornalísticas reproduzido por terceiros na web.

Criação de conselho de autorregulamentação tem apoio de grupos de mídia

A criação do conselho de autorregulamentação dos jornais proposta pela diretoria da ANJ (Associação Nacional de Jornais) tem apoio dos principais grupos de mídia impressa do país e é considerada um modo de evitar qualquer controle externo.

O conselho de autorregulamentação terá por base código de ética do Estatuto da ANJ, segundo o diretor-presidente do grupo de comunicação RBS, Nelson Sirotsky. Congresso em Foco

Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.