O governador Beto Richa autorizou a abertura do processo licitatório para reforma e ampliação do Colégio Agrícola Estadual Adroaldo Augusto Colombo, em Palotina, na região Oeste do Paraná. O investimento de R$ 3,7 milhões vai proporcionar melhorias para a formação profissional dos filhos dos produtores rurais da região.

A unidade atende em tempo integral 170 alunos de mais de 10 municípios da região e do estado do Mato Grosso do Sul. A escola vai receber três laboratórios específicos para o curso técnico de Agroindústria da Carne, Leite e Vegetal e um alojamento feminino. Além disso, serão reformados o alojamento masculino, a cozinha, o refeitório e banheiros.

Recentemente a escola recebeu da Secretaria de Estado da Educação cinco laboratórios básicos e outros três específicos para agroindústrias de leite, vegetais e carnes, por meio do Programa Brasil Profissionalizado.

Para o chefe do Núcleo Regional de Educação de Toledo, Léo Inácio Anschau, as reformas representam a garantia da qualidade do ensino na região. “Durante muitos anos a escola não recebia investimentos para a melhoria do ambiente escolar. Essas reformas estão sendo aguardadas durante muitos anos pela comunidade escolar do município”, disse Anschau.

O município de Palotina está situado em uma região fortemente ligada à produção agrícola. De acordo com Anschau, com os novos investimentos, o colégio vai se tornar referência na região. “O colégio representa a continuidade da agricultura familiar. Com as reformas, vamos poder oferecer mais qualidade na formação desses alunos, despertando neles o desejo de continuar os estudos no ensino superior. Além disso, quando eles concluírem o ensino regular poderão levar esse conhecimento para a sua vida profissional”, disse o chefe do Núcleo Regional de Educação.

De acordo com o diretor do colégio, Glauco Aurélio Torino, as reformas vão garantir a melhoria do aprendizado na escola. “Essas reformas são muito importantes porque vão oferecer aos alunos as condições adequadas para desenvolver os estudos e também vão facilitar o trabalho dos professores”, afirmou.

Atualmente, outros 12 Centros de Educação Profissional estão em construção no Estado de acordo com as demandas de cada região, no valor de R$ 200 milhões, em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Outros três centros estão passando por

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.