O investigador Carlos Augusto Shinemann, 49 anos, da Delegacia de Furtos e Roubos, em Curitiba, foi preso em flagrante terça-feira (1.º), por volta das 15h, pela Corregedoria da Polícia Civil, acusado de extorsão. Shinemann ia receber R$ 50 de um ambulante que vende cigarros nas proximidades do terminal de ônibus do Alto Maracanã, na Rua Abel Scussiato, Colombo, Região Metropolitana de Curitiba.

A pessoa que denunciou a extorsão informou para um jornalista, na segunda-feira (31), que faria o pagamento de propina para o policial no dia seguinte, como fazia há pelo menos um ano.

O investigador está preso no Centro de Triagem II, Piraquara. Segundo informações do delegado operacional da Corregedoria, Marcelo de Oliveira, o inquérito será encaminhado para o Fórum de Colombo, para tramitação judicial. O inquérito também será encaminhado ao Conselho da Polícia Civil, que abrirá processo disciplinar para definir a punição do policial. A pena pode ir desde advertência até demissão.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.