Com a queda brusca na temperatura, a Secretaria de Estado da Saúde orienta a população a prevenir-se contra a gripe. A higienização das mãos, uso do álcool gel, manter os ambientes bem ventilados e utilizar lenços descartáveis ou cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir são atitudes que podem diminuir o contágio. Curitiba, 18/04/2018. Foto/Arte: Divulgação Sec.Saúde

A orientação da Secretaria da Saúde é higienizar as mãos, usar álcool gel, manter os ambientes bem ventilados. A vacinação contra a gripe inicia na próxima segunda-feira (23) em todos os municípios do Estado.

Com a queda brusca na temperatura, a Secretaria de Estado da Saúde orienta a população a prevenir-se contra a gripe. A higienização das mãos, uso do álcool gel, manter os ambientes bem ventilados e utilizar lenços descartáveis ou cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir são atitudes que podem diminuir o contágio.

O diretor do Centro Estadual de Epidemiologia, João Luis Crivellaro, explica que a gripe é transmitida pelo contato com gotículas espalhadas pelo ar por meio de tosse, espirro ou até mesmo a fala de pessoas que estejam contaminadas. Crivellaro também ressalta que medidas preventivas e bons hábitos de higiene e alimentares contribuem na prevenção.

“Deve-se sempre cobrir a boca ao tossir ou espirrar, lavar as mãos e usar álcool em gel para profilaxia total. Também é essencial abrir janelas e basculantes dos ambientes, principalmente em ônibus e outros meios de transportes públicos.

A população, especialmente os grupos de risco, devem estar alerta e, acima de tudo, quem ainda não se imunizou deve tomar a vacina”, orienta o diretor.

VACINA – A vacina da Gripe inicia na próxima segunda-feira (23) em todos os municípios do Estado. A estimativa da campanha de vacinação 2018 é atingir 3,2 milhões de paranaenses e realizar cobertura vacinal de 90% da população.O público-alvo é composto por pessoas com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a 4 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres em até 45 dias depois do parto), profissionais de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e professores das instituições públicas e privadas. Para receber a dose, quem faz parte do público-alvo deve ir à unidade de saúde básica mais próxima

Os números contabilizados até última atualização foram 31 casos notificados no Paraná, ano passado, no mesmo período, o boletim tinha confirmado 52 casos.

Agência Estadual de Notícia

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.