Frigorífico é interditado no interior do Paraná

242
Fiscalização constatou que aproximadamente 50 máquinas da Big Frango ofereciam risco à saúde e à segurança dos trabalhadores

Fiscalização constatou que aproximadamente 50 máquinas da Big Frango ofereciam risco à saúde e à segurança dos trabalhadores

Um frigorífico do grupo JBS Foods em Rolândia, no norte do Paraná, foi lacrado no fim da tarde de ontem (quarta, 13) por auditores do Ministério Público do Trabalho (MPT). A fiscalização constatou que aproximadamente 50 máquinas da Big Frango ofereciam risco à saúde e à segurança dos trabalhadores. A empresa abate cerca de 400 mil aves por dia e tem 3.500 empregados. E agora, só vai poder reabrir depois que corrigir as irregularidades flagradas pelas equipes técnicas. A ação faz parte de uma força-tarefa do MPT em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), INSS, Receita Federal e Advocacia Geral da União (AGU). A iniciativa tem o apoio operacional de inteligência e segurança institucional da Polícia Militar e é acompanhada por três entidades regionais e federais que representam os funcionários do setor de alimentação.

Entre outras coisas, as equipes apuraram que quase metade dos funcionários passam frio nas dependências da empresa, mais de 75% deles terminam o dia cansados ou exaustos, 53% precisam de remédios para amenizar dores causadas pela função e 38% sentem fortes dores durante o exercício da atividade diária. Além disso, alguns trabalhadores chegavam movimentar manualmente cargas de mais de 30 toneladas. Por causa da interdição, conforme o auditor, a produção do frigorífico está parcialmente interrompida e não há um prazo fixado para a retomada integral das atividades. Tudo vai depender da própria companhia.

As irregularidades verificadas na Big Frango não seriam recentes. De acordo com o Ministério Público do Trabalho, esta é a maior operação já realizada no país e foi deflagrada com base em denúncias recebidas sobre vários problemas no estabelecimento. A primeira fase da ação começou na terça-feira (12) e deve ser concluída na próxima sexta-feira (15). A expectativa é estender a fiscalização para outras empresas.  Ainda conforme o MPT, o segmento de abate de aves suínos e pequenos animais é um dos que mais registram acidentes de trabalho no Brasil. Em 2013, segundo o INSS, foram 10.388 casos contra 10.030 em 2012.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *