A moradora de Curitiba, Carina Vendramini, 25 anos, foi presa em seu apartamento em Curitiba, no dia 9 de março pela Polícia Civil de São Paulo, que divulgou na segunda-feira (19) que a telemarketing fazia parte da “Gangue das loiras”.

O grupo criminoso foi responsável por 50 sequestros-relâmpagos nos últimos cinco anos na capital paulista. Segundo informações da rádio Banda B, Carina é casada e mãe de uma criança de 2 anos e realizava os crimes durante viagens que fazia até São Paulo, sem o conhecimento do marido.

A gangue era formada por mulheres loiras de boa aparência que atraia as vítimas até um veículo. Enquanto, a pessoa permanecia no veículo como refém acompanhado do chefe do bando, as mulheres usavam os cartões da vítima. Em um dos casos, mais de R$ 17 mil foram gastos em um único cartão de crédito.

Carina já havia sido detida em 2008 por participação em roubo a condomínio. A irmã dela, Vanessa Geremias Vendramini, também fazia parte do grupo criminoso. (Com informações da rádio Banda B)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.