Manchete dos Jornais desta quarta-feira, 16 de dezembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 16th dezembro 2015

Microcefalia tem 4 registros por hora
Em uma semana, o número de casos suspeitos de microcefalia subiu de 1.761 para 2.401, ou quase 4 por hora. O governo teme que o surto se espalhe pelo País…Suspeitas de microcefalia sobem, e país valida 134 casos
Em uma semana, os casos de recém-nascidos com suspeita de microcefalia relacionada ao vírus zika cresceram 22% e foram encontrados em mais seis Estados. O país investiga 2.165 registros da má-formação em 20 unidades da federação, incluindo São Paulo. Ao todo, 134 ocorrências já foram confirmadas pelo governo. Apesar da alta, o ministério aponta redução no ritmo de novos casos.


O Globo

Manchete : PF fecha cerco a PMDB e Cunha, acusado de coagir testemunhas
Presidente da Câmara tem casas vasculhadas; dois ministros são alvo
Operação Catilinárias foi realizada pela Lava-Jato no dia em que o Conselho de Ética avançou na apuração sobre o deputado e na véspera de o Supremo decidir sobre o rito do impeachment da presidente Dilma
Na véspera da discussão sobre o processo de impeachment da presidente Dilma no Supremo, nova fase da Lava Jato vasculhou casas e escritórios do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e de outros políticos do PMDB, inclusive ligados ao presidente do Senado, Renan Calheiros, e dois ministros (Celso Pansera e Henrique Eduardo Alves). As ações foram autorizadas pelo STF, que abriu um terceiro inquérito sobre Cunha, desta vez por suspeita de usar o cargo em benefício próprio, para atrapalhar as investigações contra ele. No mesmo dia, e depois de sete adiamentos, o Conselho de Ética decidiu, por 11 votos a 9, prosseguir com o processo por quebra de decoro contra Cunha. O deputado falou em revanchismo do governo e atacou o PT. A Operação Catilinárias cumpriu 53 mandados de busca e apreensão contra 17 suspeitos. (Págs. 3 a 11)

Na mira, Renan tem mandado negado
Procuradores pediram busca na casa do senador
O ministro Teori Zavascki, do STF, negou o pedido da Procuradoria-Geral da República para que a PF buscasse documentos na casa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). As provas recolhidas seriam usadas em dois inquéritos que apuram suspeitas de que Renan teria se beneficiado do esquema de desvios da Petrobras. (Págs. 9 e 10)

Amigo de Lula diz que PT teria usado laranjas
José Carlos Bumlai, amigo de Lula preso na Lava-Jato, disse que o empréstimo de R$ 12 milhões que tomou abasteceu o caixa dois do PT, que, segundo ele, pode ter usado laranjas. (Pág. 12)

‘Tem muito para acontecer’
Em Curitiba, o delator da Lava-Jato Fernando Baiano disse ao repórter RENATO ONOFRE : “Tem muito ainda para acontecer”. (Pág. 12)

Dilma contraria Levy e propõe redução da meta fiscal de 2016 para 0,5% do PIB
Com abatimentos previstos, governo poderá até abrir mão de esforço para fazer superávit
Apesar dos apelos do ministro Joaquim Levy, a presidente Dilma encaminhou ao Congresso proposta para reduzir a meta fiscal do ano que vem de um superávit de 0,7% para 0,5% do PIB. Além disso, há a possibilidade de abatimentos que permitirão ao governo nada economizar para o pagamento de juros da dívida. A decisão amplia o desgaste de Levy. O ministro dissera que era inconveniente reduzir a meta. Analistas afirmam que a nova meta pode acelerar rebaixamento do país. (Pág. 27)

Microcefalia já atinge 20 estados
Os casos suspeitos de bebês com microcefalia causada pelo zika se espalham e já chegam a 20 estados. De 2.401 notificações, 134 foram confirmadas. (Pág. 16)

Colunas
Merval Pereira – Não há limites, a não ser os da lei, para a ação do MP e da PF (Pág. 4)
Ancelmo Gois – Em qualquer outro país, ação da PF teria o impacto da “Estrela da morte” (Pág. 8)
Jorge Bastos Moreno – Novas emoções virão, e amigos de Renan dizem que ele é o próximo alvo (Pág. 10)
Lauro Jardim – Temer é uma espécie de sujeito oculto de toda a operação (Pág. 11)
Elio Gaspari – Povo faltou ao encontro com a porção Bélgica do Brasil na Paulista, no domingo (Pág. 24)
Míriam Leitão – Até quando abusarão da nossa paciência? Parece que zombam do país (Pág. 28)


O Estado de S. Paulo

Manchete : PF faz buscas na casa de Cunha; ação mira PMDB e agrava crise

Sete autoridades com foro privilegiado foram alvo, incluindo os ministros Celso Pansera e Henrique Eduardo Alves
Senadores e deputados também tiveram endereços revistados
Presidente da Câmara afirmou ‘estranhar’ ação

Políticos se dizem surpresos
A Polícia Federal cumpriu ontem 53 mandados de busca e apreensão em Brasília e outros sete Estados. Os alvos foram principalmente políticos do PMDB, entre eles o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), que teve três endereços revistados e até celulares apreendidos, e os ministros Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) e Henrique Eduardo Alves (Turismo). Agentes também estiveram em endereços dos senadores Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia, e Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), ex-ministro da Integração Nacional, e dos deputados Aníbal Gomes (PMDB-CE) e Áureo Lídio (SD-RJ). No total, a operação envolveu sete autoridades com foro privilegiado. Solicitada pela Procuradoria-Geral da República e autorizada pelo Supremo Tribunal Federal, a Operação Catilinárias causou mais turbulência política e acusações de direcionamento para atingir peças centrais na continuidade dos processos de impeachment de Dilma Rousseff e de cassação de Cunha. Os políticos se disseram surpresos com a operação e prometeram colaborar com as investigações. Cunha afirmou “estranhar” uma ação com foco no PMDB e garantiu que não renunciará. (Política/ A4 a A10)

STF tira Renan da lista de buscas

A Procuradoria-Geral da República pediu, mas o Supremo Tribunal Federal não autorizou busca e apreensão de dados relativos ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). (A5)

Processo de cassação avança na Câmara

Por 11 votos a 9, o Conselho de Ética da Câmara decidiu ontem, após vários adiamentos, dar continuidade ao processo por quebra de decoro contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha. (A6)

Após operação, Planalto amplia aposta no Senado
A operação da Polícia Federal fez o governo apostar ainda mais no Senado para tentar evitar o impeachment de Dilma Rousseff. Presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL) avisou ontem que continua aliado do Planalto. O receio petista agora é de que o vice-presidente Michel Temer consiga atrair mais apoios no PMDB. (A8)

O rito do impeachment
O STF julga hoje ação que vai definir o rito do impeachment de Dilma Rousseff no Congresso. Relator do processo, Luiz Edson Fachin entregou a minuta de seu voto aos demais integrantes da Corte. (A12)

Réu na Lava Jato, Bumlai diz que PT usou ‘laranja’
O pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, disse à Polícia Federal “realmente acreditar” que o PT tomou empréstimos no Banco Schahin por meio de laranjas. Segundo ele, os recursos se destinavam à formação de caixa 2 para campanhas eleitorais do partido. Bumlai confessou a montagem de uma farsa para justificar empréstimo de R$ 12 milhões contraído no Banco Schahin e destinado ao PT. (Política/A11)

Foto-legenda : Um táxi na garagem
Estacionado na casa de Eduardo Cunha no Rio, o VW Touareg está registrado em nome de Altair Alves Pinto. Em delação premiada, Fernando Baiano disse ter entregue a Altair propina destinada a Cunha. (A6)

Microcefalia tem 4 registros por hora
Em uma semana, o número de casos suspeitos de microcefalia subiu de 1.761 para 2.401, ou quase 4 por hora. O governo teme que o surto se espalhe pelo País. (Metrópole/A16)

Dilma contraria Levy e reduz meta fiscal para 2016

A presidente Dilma Rousseff pediu ao Congresso, à revelia do ministro Joaquim Levy (Fazenda), aval para que a meta fiscal de 2016 seja, na prática, zero. O governo propõe reduzir o superávit primário para R$ 30,58 bilhões (0,5% do PIB), com regra de abatimento até esse montante. (Economia/B1)

Celso Ming

O Fed vai agir – Começa hoje o processo de reversão da política monetária dos EUA. Pode não ser tão doloroso como tanta gente imaginou há meses (Economia B2)

Dora Kramer
Ligações tenebrosas – Versão de que a nova fase da Lava Jato é retaliação ao PMDB resultante de acerto entre o Planalto e Rodrigo Janot não resiste à lógica dos fatos nem à lisura dos atos (A6)

Notas&Informações
Aperta-se o cerco – A PF e o Ministério Público Federal estão cada vez mais atentos ao chefão do PT e sua família (A3)

O papel das empreiteiras – Empresas estão sendo constrangidas a cumprir a lei, visto que a corrupção deixou de ser recompensadora (A3)


Gazeta do Povo

Manchete: Lava Jato ‘esquenta’ o Impeachment no STF

SENADO
Aprovada, repatriação de dinheiro no exterior vai a sanção de Dilma
CURITIBA
Operação do Gaeco prende ex-vereador Juliano Borghetti
CRECHES
Curitiba vai fechar 20% das turmas de berçário para atender crianças de 4 a 5 anos
ZIKA VÍRUS
Ministério da Saúde ainda não sabe como será feita a distribuição de repelentes para gestantes
AEDES AEGYPTI
Brasil tem 2.165 casos suspeitos de microcefalia e 134 confirmados
URBANISMO
Linha Verde tem novas regras para atrair investimentos
TRANSPORTE
Curitiba terá carros elétricos compartilhados dentro de um ano
OPERAÇÃO CATILINÁRIAS
Ação da PF agrava crise entre PT e PMDB
CRISE POLÍTICA
Nova fase da Lava Jato esquenta o dia D do impeachment no STF
PRESIDENTE DA CÂMARA
Cunha sofre derrotas, mas vai ao ataque
CRISE POLÍTICA
Situação de Cunha pode influenciar decisão do STF
LAVA JATO
Sergio Moro aceita denúncia contra amigo de Lula e outras 10 pessoas
PESQUISA
Avaliação ruim/péssima do governo Dilma vai a 70%, novo recorde negativo, mostra CNI/Ibope
LAVA JATO
STJ nega liberdade a Marcelo Odebrecht
FINANÇAS PÚBLICAS
Gustavo Fruet usará até R$ 100 milhões de depósitos judiciais
OPINIÃO
Um tribunal para o impeachment
INDÚSTRIA
Plano de demissões da Volvo tem 500 adesões em Curitiba
ENERGIA
Copel planeja investimento recorde para 2016, mas reduz gasto em distribuição


Zero Hora

Manchete : PF e Conselho fecham cerco a Cunha
Governo propõe que meta fiscal possa ser zero em 2016


Folha de S. Paulo

Manchete : Operação da PF atinge 2 ministros e Cunha e agrava crise com o PMDB
Lava Jato apura se presidente da Câmara, que alega inocência, obstruiu investigação; reação de Renan preocupa Planalto
Deflagrada ontem, nova fase da Lava Jato promoveu busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ). A operação mirou também o PMDB, com foco em aliados do vice, Michel Temer, e do presidente do Senado, Renan Calheiros (AL). No total, a Polícia Federal obteve 53 mandados para realizar investigações, em oito unidades da Federação. Entre os peemedebistas na lista estavam os ministros Henrique Alves (Turismo) e Celso Pansera (Ciência e Tecnologia), o senador Edison Lobão e o ex-presidente da Transpetro (subsidiária da Petrobras) Sergio Machado. No caso de Cunha, a PF tenta descobrir se ele usou o cargo para obstruir as investigações, o que pode resultar em um pedido de prisão. O deputado estava acordado quando a PF chegou, às 6h. Foram levados celulares, aparelhos eletrônicos e documentos. Ele afirma inocência e acusa o PT de jogar sobre seu partido o ônus do “assalto na Petrobras”. Para o Planalto, a maior preocupação é com Renan. Dilma conta com ele caso o rito do impeachment chegue ao Senado. (Poder A4 a A6)

Processo contra chefe da Câmara avança; sessão pode ser anulada

Após uma série de adiamentos, o Conselho de Ética aprovou, por 11 votos a 9, parecer que dá sequência ao processo de cassação contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Aliados dele queriam mais tempo para analisar o texto, o que foi negado e poderá levar à anulação a sessão. (Poder A8)

Bumlai se torna réu após declarar que deu R$12 mi a caixa dois do PT (A9)

Dilma contraria Levy e propõe redução de meta fiscal em 2016
A presidente Dilma enviou ao Congresso proposta de redução da meta fiscal de 0, 7% para 0,5% do PIB em 2016, com a possibilidade de abater gastos com investimentos desse percentual. Isso permitirá que o superavit primário seja equivalente a zero. A decisão contraria posição do ministro Joaquim Levy (Fazenda). (Mercado B15)

Painel – Ministro já tomou a decisão de deixar a Fazenda. (Poder a4)

Suspeitas de microcefalia sobem, e país valida 134 casos
Em uma semana, os casos de recém-nascidos com suspeita de microcefalia relacionada ao vírus zika cresceram 22% e foram encontrados em mais seis Estados. O país investiga 2.165 registros da má-formação em 20 unidades da federação, incluindo São Paulo. Ao todo, 134 ocorrências já foram confirmadas pelo governo. Apesar da alta, o ministério aponta redução no ritmo de novos casos. (Cotidiano B1)

STJ nega liberdade a Marcelo Odebrecht, preso há seis meses (Poder A8)

Empresário ganha apoio de Alckmin para eleição em SP
O governador Geraldo Alckmin declarou apoio a João Doria Jr. Para a vaga de candidato do PSDB a prefeito de SP no ano que vem. Segundo ele, o empresário tem “juventude, saúde e disposição”. O partido realizará prévias para a indicação do candidato — o prefeito Fernando Haddad (PT) disputará a reeleição. (Poder A11)

Colômbia e as Farc definem reparação a vítimas de conflito
O governo colombiano e os guerrilheiros das Farc anunciaram como será a reparação das vítimas do conflito, que deixou 220 mil mortos em mais de 50 anos. Pelo acordo, as indenizações serão definidas em corte especial. Não haverá anistia a crimes contra a humanidade, como homicídios por razão política. (Mundo a12)

Eduardo Cunha
Posição da Folha contra meu direito de defesa reflete princípio ditatorial
A Folha tem todo o direito de defender o governo Dilma e de se posicionar contra o impeachment em primeira página no domingo (13). Mas confundir exercício de legítimo direito de defesa, pautado na legalidade, com manipulações inadmissíveis reflete princípios ditatoriais. (Opinião a3)

Hélio Schwartsman
Nome da operação, ‘Catilinárias’ fala de conspiração contra a República (Opinião a2)
Editoriais
Leia “O papel de cada um”, sobre rito do processo de impeachment, e “Venezuela alienada”, a respeito de reação do chavismo à derrota eleitoral. (Opinião a2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Quarta-Feira, 16 de Dezembro de 2015

Compartilhe nossa Matéria