Manchete dos Jornais nesta quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 17th fevereiro 2016

Meta flexível permitirá déficit de até 1% do PIB neste ano
A equipe econômica estuda a flexibilização da meta para as contas deste ano do governo federal para permitir um déficit primário de até 1% do PIB, o equivalente a cerca de R$ 61 bilhões. Isso pode ocorrer caso o governo não consiga arrecadar tudo o que espera com receitas extraordinárias, como a volta da CPMF. A meta atual é de um superávit de 0,38% do PIB para a União e 0,5% para todo o setor público…


O Globo

Manchete : Dilma e Cunha jogam tudo para controlar o PMDB
Preocupado com impeachment, Planalto tenta reeleger Picciani
Em meio à tragédia da zika, ministro da Saúde vai tirar licença do cargo só para voltar à Câmara e votar em aliado; presidente da Casa, que apoia Hugo Motta, passará por um teste importante para seu futuro
No primeiro enfrentamento deste ano, a presidente Dilma e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, jogam pesado para ter o controle do PMDB na Casa, onde terá início a análise do impeachment. Em votação secreta, a bancada peemedebista escolherá hoje seu líder entre Leonardo Picciani, que se associou ao Planalto, e Hugo Motta, ligado a Cunha. Com a disputa acirrada, o governo liberou o ministro da Saúde, Marcelo Castro, que vai se licenciar em meio à epidemia de zika para votar em Picciani. Para o presidente da Câmara, que enfrenta processo de cassação, será teste de força. (Pág. 3 e Merval Pereira)

Picciani: governo Pezão é ‘muito fraco’
Em entrevista a FERNANDA KRAKOVICS e MARCO GRILLO, o presidente da Alerj, Jorge Picciani, critica duramente o governador. (Pág. 6)

STF dá dez dias para Cunha se defender
Janot afirma que deputado retalia seus adversários
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, foi notificado pelo STF na ação em que o procurador- geral da República, Rodrigo Janot, pede seu afastamento do cargo por suposta tentativa de atrapalhar a investigação do Conselho de Ética contra ele. Cunha terá dez dias para se defender. Em inquérito no STF, Janot acusa o deputado de ser “extremamente agressivo” e de retaliar adversários. (Pág. 5)

Combate ao ‘Aedes’ – Fumacê espalha polêmica
O medo da zika e da dengue tem levado condomínios no Rio a contratarem serviços de fumacê, mas especialistas condenam a medida, alegando que ela pode contribuir para deixar o Aedes resistente a inseticidas e até agravar a infestação de mosquitos na cidade. (Pág. 11)

Parceria com os EUA
Brasil e instituto americano pesquisarão relação da zika com a microcefalia. (Pág. 8)

O secretário antigay
Secretário estadual de Direitos Humanos, o pastor Ezequiel Teixeira chuta a bandeira da própria pasta. E prega a “cura gay”, que compara a doenças como Aids. (Pág. 9)

Tucanos têm sigilo quebrado
A Justiça de SP quebrou o sigilo fiscal e bancário do presidente da Assembleia, Fernando Capez (PSDB), e de dois ex-assessores da gestão Alckmin investigados na máfia da merenda. (Pág. 7)

Mudança no pré-sal – PT pressiona e votação é adiada
Por pressão do PT, o projeto que acaba com a exigência de que a Petrobras tenha 30% de todos os campos de petróleo do pré-sal não deverá mais ser votado hoje. (Pág. 20)

EUA abrirão fábrica em Cuba
O governo dos EUA autorizou, pela primeira vez em 53 anos, a abertura de uma empresa em Cuba. Um acordo de aviação permitirá 110 voos diários entre os dois países. (Pág. 23)

Colunistas
Ancelmo Gois – Escolas estaduais recebem 33 mil alunos de particulares no Rio. (Pág. 12)

Elio Gaspari – Juiz americano tinha fidelidade a princípios rara no Brasil. (Pág. 16)

Zuenir Ventura – Proibição de ‘Minha luta’ pode estimular a leitura. (Pág. 17)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Janot diz que Cunha é ‘agressivo’; defesa pede prazo ao STF
Procurador-geral rebate advogados de deputado e diz que ele é ‘dado a retaliações’
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), “sempre se mostrou extremamente agressivo e dado a retaliações a todos aqueles que se colocam em seu caminho a contrariar seus interesses”. A afirmação está em parecer sobre pedido da defesa do deputado de anulação de depoimentos do lobista Júlio Camargo à Operação Lava Jato. Ontem, em tentativa de protelar processo por quebra de decoro no Conselho de Ética, o advogado de Cunha entrou com mandado de segurança no STF alegando cerceamento de defesa. Marcelo Nobre argumenta que, após substituição de relatores, Cunha deveria ter sido notificado a apresentar defesa prévia, o que não ocorreu. (Política A4)

Liminar adia depoimento de Lula sobre apartamento
Liminar concedida no final da noite de ontem por Valter Shuenquener de Araújo, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), adiou depoimento do ex-presidente Lula e de sua mulher, Marisa Letícia, no inquérito aberto pelo Ministério Público de São Paulo sobre suposta ocultação de patrimônio por meio de um apartamento tríplex no Guarujá. O depoimento estava previsto para hoje, no Fórum Criminal da Barra Funda. A liminar foi pedida pelo deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP). (Política A7)

Justiça quebra sigilos de Capez e ex-assessores de Alckmin
O desembargador Sérgio Rui da Fonseca, do Tribunal de Justiça, decretou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do presidente da Assembléia Legislativa, Fernando Capez (PSDB), e de dois ex-assessores do governo Geraldo Alckmin (PSDB) – Luiz Roberto dos Santos, o Moita, ex-chefe de gabinete da Casa Civil, e Fernando Padula, ex-chefe de gabinete da Secretaria da Educação. Eles são citados na Operação Alba Branca, que investiga fraude na merenda escolar e superfaturamento de produtos agrícolas. Capez e Padula negam irregularidades. Santos não foi localizado. (Política A9)

Meta flexível permitirá déficit de até 1% do PIB neste ano
A equipe econômica estuda a flexibilização da meta para as contas deste ano do governo federal para permitir um déficit primário de até 1% do PIB, o equivalente a cerca de R$ 61 bilhões. Isso pode ocorrer caso o governo não consiga arrecadar tudo o que espera com receitas extraordinárias, como a volta da CPMF. A meta atual é de um superávit de 0,38% do PIB para a União e 0,5% para todo o setor público. (Economia B1)

Brasil receberá verba antizika da OMS
A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou ontem um plano de resposta à epidemia de zika que prevê US$ 56 milhões de investimentos. As ações previstas envolvem vigilância, campanhas dirigidas a comunidades, controle do mosquito, cuidados médicos e pesquisa. Embora a distribuição dos recursos seja global, só países com presença de Aedes aegypti, zika e más formações congênitas receberão recursos em todas as áreas propostas. Apenas o Brasil apresenta todos esses quesitos. (Metrópole A13)

Relação com síndrome
Para o diretor da Organização Pan- Americana de Saúde Marcos Espinal, a relação de zika e síndrome de Guillain-Barré é mais evidente que a vista até agora com microcefalia. (Pág. A13)

Vendas do varejo caem 4,3% em 2015
As vendas do comércio varejista recuaram 4,3% em 2015, pior resultado da série histórica da Pesquisa Mensal do Comércio, iniciada pelo IBGE em 2001 (Economia B5)
MEC muda proposta de currículo de história (Metrópole A16)

Estado reduz ensino integral em uma hora (Metrópole A16)

Lei da anistia a opositores avança na Venezuela
A Assembléia Nacional da Venezuela aprovou em primeira votação projeto de lei que anistia opositores detidos ou presos. Mas o presidente Nicolas Maduro avisou que vetará o texto. Também ontem, o deputado opositor venezuelano Cipriano Heredia protocolou projeto de emenda constitucional para reduzir o mandato presidencial de seis para quatro anos. (Internacional A10)

Dora Kramer
Perdidos no espaço – Protegido no silêncio, Lula expõe os pobres fiéis petistas à saia-justa de defendê-lo sem argumentos consistentes e suficientes para tal. (Política A6)

Notas&Informações
A morbidez do PT – O partido sofre uma afecção grave, cujo sintoma é a tendência à alienação da realidade (A3)

Finados em dezembro – Parte do enorme desajuste das contas públicas derivou da política errada de estímulo ao crescimento (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Antena perto de sítio foi um ‘presente’ da Oi para Lula
Amigo de petista articulou instalação próxima a imóvel, alvo da Lava Jato
Amigo do ex-presidente Lula, o ex-sindicalista José Zunga Alves de Lima foi o responsável por obter a instalação, em 2010, de uma antena de celular da Oi próxima ao sítio frequentado pelo petista e sua família em SP. A Folha apurou que Zunga, funcionário da Oi, fez gestões internas na empresa para que a antena fosse como um “presente” para Lula. Otávio Marques de Azevedo, então presidente de uma controladora da Oi, deu aval ao pedido. Delator da Lava Jato, ele foi um dos executivos que decidiu investir na Gamecorp, empresa que tem como sócio um dos filhos de Lula, Fábio Luis. Análise feita por engenheiros de telecomunicações, sob a condição de anonimato, indica que a obra custou cerca de R$1 milhão à época e foi feita com o objetivo de atender ao imóvel. Após reportagens da Folha, a Lava Jato passou a investigar se um consórcio informal de empresas, entre elas Odebrecht e OAS, foi formado para a reforma do sítio. Por meio da assessoria do Instituto Lula, o ex-presidente afirmou que não usa celular e “não tem comentários para ilações absurdas”. Zunga negou ter participado do processo de instalação da antena. Procurada, a Oi não quis comentar. (Poder a4)

Cunha retalia e é agressivo, afirma Janot no Supremo
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse no Supremo que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sempre se mostrou “agressivo e dado a retaliações aos que se colocam em seu caminho”. Janot pediu ao STF que aceite a denúncia na qual Cunha é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro. A defesa do deputado refuta as acusações. (Poder a6)

Justiça quebra sigilo bancário de Fernando Capez
A Justiça decretou a quebrados sigilos bancário e fiscal do presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB), e de dois integrantes do governo Geraldo Alckmin (PSDB), investigados por supostas fraudes na merenda escolar em São Paulo. Eles negam. (Poder a7)

Relatório da CPI do BNDES propõe não indiciar ninguém (Poder A5)

Surto de dengue se repete em cidades do interior paulista
Detalhamento dos casos de dengue em SP revela que municípios do interior que tiveram surtos da doença no começo de 2015 estão de novo com ocorrências significativas. Para especialistas, a repetição decorre de falhas na prevenção. (Cotidiano B1)

Varejo tem pior resultado desde 2001 e cai 4,3%
Desemprego, inflação em alta e oferta restrita de crédito frearam o consumo e fizeram com que as vendas do varejo tivessem queda de 4,3% no ano passado. É o pior desempenho desde 2001, início da série da pesquisa do IBGE. (Mercado a13)

Governo Alckmin nega acesso a dados sobre mortes em SP
A gestão Alckmin (PSDB) negou acesso da Folha a dados de homicídios dolosos em São Paulo, sob alegação de que eram “informações pessoais”. A decisão, que inviabiliza a checagem de estatísticas oficiais, será contestada na Justiça. (Cotidiano B4)

Campeã olímpica, iatista espanhola afirma que pegou zika no Brasil (B7)

Mônica Bergamo
Bumlai deve dizer que Marisa Letícia pediu reforma em imóvel em Atibaia
O pecuarista José Carlos Bumlai deve dizer em depoimento que, a pedido da ex-primeira- dama Marisa Letícia, foi o responsável pelo início da reforma do sítio frequentado por Lula, em 2010. Amigo do ex-presidente, ele relata que deixou de comandar o projeto porque Marisa Letícia ficou descontente com o ritmo das obras. (Ilustrada C2)

Editoriais
Leia “Tática ‘fubanga’ ”, acerca de declarações evasivas do PT, e “Boletim de opacidade”, a respeito de sigilo de documentos no Estado de São Paulo. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Quarta-Feira 17 de Fevereiro de 2016

Compartilhe nossa Matéria