Manchete dos Jornais nesta quinta-feira, 30 de julho de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 30th julho 2015

Tirar carteira de motorista deve ficar até 35% mais caro a partir de janeiro
Por determinação do Conselho Nacional de Trânsito, o simulador de direção será obrigatório a partir de 2016. Centros de formação de condutores preveem aumento, em média, de R$ 300 no custo da habilitação…
Dilma veta nova regra de reajuste de aposentadorias
A presidente Dilma Rousseff vetou texto aprovado pelo Congresso que incorporou regra de reajuste do salário mínimo, com índices acima da inflação, a benefícios e aposentadorias concedidos pelo INSS. A alegação é de que a mudança comprometeria as contas previdenciárias.


O Globo

Manchete : Lava-Jato tem mais seis delatores e 13 novos réus
Juiz aceita denúncia contra dirigentes da Andrade Gutierrez
Nomes de cinco testemunhas são mantidos em sigilo pela Justiça no Paraná
A Lava-Jato formalizou seis novos acordos de delação premiada nos últimos dias, cinco deles mantidos em sigilo. O consultor Mário Goes, intermediário de pagamento de propinas da corrupção na Petrobras, foi o primeiro desse novo grupo a ser ouvido. Ele confessou que repassava dinheiro de empreiteiras para ex-diretores da estatal por meio de contas na Suíça. O PT seria beneficiário do esquema. Ontem, o juiz Sérgio Moro aceitou a denúncia do Ministério Público contra o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, e mais 12 acusados pelos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. (Pág. 3)

Juro sobe e eleva dívida do governo
O Banco Central aumentou a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, para 14,25% ao ano, o maior nível desde 2006. Num momento de ajuste fiscal, a elevação terá impacto de R$ 7 bilhões no custo da dívida federal em 12 meses. (Pág. 21)

Aposentados – Dilma vai vetar hoje reajuste
A presidente Dilma vetará hoje a proposta, aprovada pelo Congresso, que amplia para aposentados a regra de reajuste do salário mínimo. (Pág. 11)

‘Pedaladas fiscais’ – No TCU, tentativa de amenizar tom
A ala governista do TCU, já à espera de derrota, defende que o tribunal aprove parecer mais brando sobre as “pedaladas” do governo Dilma. (Pág. 9)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Juro sobe 0,5 ponto, para 14,25%, maior taxa em 9 anos
BC diz que decisão é necessária para inflação atingir meta em 2016; um dos diretores deixou de votar
O Banco Central elevou a taxa básica de juros em 0,50 ponto porcentual. No sétimo aumento consecutivo, a Selic chegou a 14,25% ao ano, o maior nível desde agosto de 2006. A decisão foi unânime, mas não teve o voto do diretor Tony Volpon, que deixou de participar ontem. Na semana passada, ele disse que votaria de novo pelo aumento dos juros. O Comitê de Política Monetária (Copom) justificou a decisão dizendo que “a manutenção desse patamar da taxa básica de juros, por período suficientemente prolongado, é necessária para a convergência da inflação para a meta no final de 2016”. Até a semana passada, parte dos analistas do mercado financeiro esperava alta de 0,25 ponto. Mas as apostas migraram para 0,50 depois da redução da meta de superávit pelo governo e de o diretor de Política Econômica do BC, Luiz Awazu, dizer que é preciso manter a cautela. (Economia / Pág. B1)

Deputados usam CPI contra delator de Cunha
Formada majoritariamente por aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a cúpula da CPI da Petrobrás solicitou à empresa de espionagem Kroll que priorize investigação sobre Julio Camargo, que acusa o peemedebista de ter pedido propina de US$ 5 milhões. A intenção é desqualificar a delação premiada do lobista, mostrando evidências de que ele não contou toda a verdade e, portanto, descumpriu acordo firmado com a Justiça. Contrato de R$ 1,18 milhão firmado pela CPI com a Kroll prevê investigação de 15 pessoas. (Política / Pág. A4)

Presidente da Andrade vira réu
A Justiça abriu ação penal contra o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, e mais 12 investigados na Operação Lava Jato. Ele e quatro executivos da empreiteira responderão por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro. (Pág. A6)

Dilma veta nova regra de reajuste de aposentadorias
A presidente Dilma Rousseff vetou texto aprovado pelo Congresso que incorporou regra de reajuste do salário mínimo, com índices acima da inflação, a benefícios e aposentadorias concedidos pelo INSS. A alegação é de que a mudança comprometeria as contas previdenciárias. (Economia/Pág. B4)

Pesquisa revela desconfiança nos políticos
Medido pelo Ibope, o Índice de Confiança Social de 2015 mostra que o Congresso e Presidência da República empataram em 22 pontos, numa escala de 0 a 100, relata José Roberto de Toledo. A confiança na Presidência caiu pela metade em um ano e nos parlamentares perdeu 13 pontos. Mas os recordistas em desconfiança são os partidos, que foram de 30 a 17 pontos. (Política/Pág. A6)

País fecha compra de 36 caças suecos
O Brasil acertou a aquisição de 36 caças Gripen NG suecos por cerca de US$ 5 bilhões. O financiamento teve juros reduzidos, o que deverá gerar economia de R$ 600 milhões. (Política/ Pág. A10)

Anvisa quer sal e açúcar em rótulo
Novo presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa defende mudar embalagens para facilitar identificação de alimentos com alto teor de sal, açúcar e gordura. (Metrópole/Pág. A16)

Oliveiros S. Ferreira
Os limites do direito
Se na crítica às sentenças condenatórias e ao governo houver um mínimo de real espírito público, será possível vencer a crise sem afrontar as instituições. (Espaço Aberto/ Pág. A2)

Veríssimo
Retrocesso
A ideia da maioridade penal pré-natal é, no mínimo, coerente com o retrocesso generalizado em curso no País, onde até a UDN voltou, disfarçada. (Caderno2/Pág. C10)

Celso Ming
Mais arrocho
Se juros básicos subirem e outros subsídios praticados no crédito, como os que compõem prestações habitacionais, ficarem nos mesmos níveis, a política monetária perderá ainda mais eficácia contra a inflação. (Pág. B2)

Notas&Informações
É hora de agir, lembra a S&P
Nenhum investidor ficará sentado à espera de solução para os desarranjos da economia brasileira. (Pág. A3)


Estado de Minas

Manchete: Por que as universidades federais estão à beira do colapso?
a) Corte drástico de verbas
b) Falta de valorização profissional, que gera greves
c) Obras paradas
d)X Todas as alternativas anteriores

Adiamento de aulas é iminente na UFMG. Outras cinco instituições já tomaram a decisão
Corte superior a R$ 130 milhões no orçamento das instituições de ensino em Minas feito pelo governo e outros problemas em série, como a greve de professores e técnicos, obrigaram seis das 11 escolas a adiar a retomada do ano letivo.NaUFMG,professores já foramcomunicadosdeque as aulasnãorecomeçarãona semanaque vem,porquenão houvematrículas.As federais de Juiz Fora (UFJF),Ouro Preto(Ufop), Lavras (Ufla) e Vale do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) e o Cefet já anunciaram a decisão. Mesmoasuniversidadesque reiniciarãoas aulas agora terãosériasdificuldadespara concluiro semestredevidoaocortede33%dasverbasprevistas.Comisso,foram afetadosprogramasdepós-graduação,investimentos empesquisa e segurança e até as contasde água e energia elétrica.O contingenciamentosuspende asobrasquenão estãoaté70%concluídas e adia asnovas.Reitores alertam para a necessidade de suplementação orçamentária de até 30%para conseguir fechar o ano. Pág. 13E14

Copom eleva juros para 14,25% ao ano
Pela sétima vez consecutiva, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aumentou a taxa básica de juros do país, a Selic, que atingiu o maior patamar desde agosto de 2006. Reajuste de 0,5 ponto percentual para conter a oferta de crédito eoconsumo é uma tentativa de manter a inflação dentro da meta do governo federal. A decisão, porém, prejudica ainda mais a atividade econômica brasileira. Pág. 8

CLASSE ECONÔMICA
MP perde voos com mordomia
A Justiça proibiu integrantes do Ministério Público Federal de viajarem a serviço para o exterior em classe executiva com passagens pagas pelos cofres públicos. Para o Judiciário, regalia violava princípios da moralidade e da previsão legal de despesas públicas. Pág. 4

LAVA-JATO
Empreiteiro no banco dos réus
O presidente da Andrade Gutierrez, Otávio de Azevedo, os ex-diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa e Renato Duque, o doleiro Alberto Youssef e outros nove investigados responderão por lavagem de dinheiro, corrupção, formação de quadrilha, entre outros. Pág. 3

Concorrência nova na praça
Como acalorado debate entre taxistas e motoristas do aplicativo Uber longe de ter uma solução, outro meio de transporte promete aumentar a polêmica na capital. Típico dos países asiáticos, os triciclos apelidados de tuk tuk (acima) já são vistos em ruas da Região Centro-Sul. Pág. 15

É Leão ou é gente?
Moradores de Congonhas lançam novos olhares sobre esculturas de Aleijadinho, como o leão do profeta Daniel, e questionam se o mestre do Barroco escondeu rostos e mensagens em suas obras. Pág. 18


Zero Hora

Manchete : Juro vai a 14,25% para frear crédito e segurar inflação
Taxa básica da economia é aumentada pela sétima vez consecutiva pelo Banco Central e atinge o maior nível em nove anos (Notícias|29 e 33)

Presidente da Andrade Gutierrez e mais 12 viram réus
Sergio Moro diz que há provas de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa (Notícias |14)

Lobista Mário Góes detalha esquema com empreiteiras
Delator, o 19° a assinar acordo com a Justiça, pode ter movimentado R$ 6,4 milhões apenas com duas empresas (Notícias|14)

RS não cobra e multas ambientais prescrevem
Crimes como queimadas e desmatamento não foram julgados pela Secretaria do Ambiente porque a junta que deveria analisar os recursos não funcionou por três anos (Notícias|10 e 11)

Servidores ameaçam paralisar se salários forem parcelados
Crise financeira deve levar Executivo a anunciar amanhã atraso da folha de pagamento (Notícias| 12 e 16)


Gazeta do Povo

FISCO ESTADUAL
Manchete: Justiça aceita denúncia contra “ala curitibana” da corrupção na Receita
O juiz Mauro Bley Pereira Junior, da 3.ª Vara Criminal de Curitiba, acatou a denúncia oferecida pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) contra o auditor fiscal Jorge de Oliveira Santos e outras quatro pessoas por suspeita de participação num esquema de corrupção na Receita Estadual do Paraná. Todos são acusados de operarem um esquema de cobrança de propina para evitar autuações por irregularidades fiscais em empresas na capital e no interior. A justiça indeferiu pedidos de prisão dos investigados, que vão responder em liberdade

BANCO CENTRAL
Taxa de juro sobe pela sétima vez e vai a 14,25%, maior nível em 9 anos
O Banco Central elevou a taxa básica de juros (Selic) em 0,50 ponto percentual, para 14,25% ao ano, na tentativa de segurar a inflação. É o maior nível desde agosto de 2006. A elevação ocorre em um momento de crise política com rápida deterioração do cenário econômico, com o reconhecimento do governo de que o ajuste das contas públicas será praticamente nulo

TRÂNSITO
Tirar carteira de motorista deve ficar até 35% mais caro a partir de janeiro
Por determinação do Conselho Nacional de Trânsito, o simulador de direção será obrigatório a partir de 2016. Centros de formação de condutores preveem aumento, em média, de R$ 300 no custo da habilitação

ESCÂNDALO NA PETROBRAS
Presidente da Andrade Gutierrez e mais 12 viram réus na Lava Jato
O juiz federal Sergio Moro abriu ontem ação penal contra o empresário Otávio Marques de Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez, e mais 12 investigados na Operação Lava Jato por corrupção na Petrobras

SEGURANÇA PÚBLICA
Quando o socorro vem pelos ares
Grupo da Polícia Militar que usa helicóptero para perseguir bandidos ou salvar vítimas completa 1,5 mil operações. Serviço que começou com prova de fogo em uma das piores tragédias do Paraná, conta hoje com uma supercâmera para auxiliar as buscas

CADERNO G
Cinema de Curitiba roda o mundo
Tarântula e Para Minha Amada Morta participam de diversos festivais, incluindo Veneza

TRÊS MESES DA BATALHA
Servidores levam bolo de “desaniversário” para o governador Beto Richa

PREVIDÊNCIA SOCIAL
Dilma vai vetar reajuste do salário mínimo para todas as aposentadorias


Folha de S. Paulo

Manchete : BC eleva juros a 14,25 % e diz ter encerrado o ciclo de altas
Autoridade monetária deve manter taxa básica anual nesse patamar para levar inflação ao centro da meta
O Comitê de Política Monetária do Banco Central elevou a taxa básica de juros (Selic) em 0,5 ponto percentual, para 14,25% ao ano, o maior valor desde 2006. Foi o sétimo aumento consecutivo desde a reeleição da presidente Dilma Rousseff. Com a alta, o BC busca inibir o consumo para desacelerar a economia e evitar que os preços subam. A instituição indicou a suspensão do ciclo de altas, mas que será preciso manter a taxa nesse patamar por “período suficientemente prolongado.” O objetivo é trazer a inflação para o centro da meta (4,5%). A prévia do índice oficial (IPCA) atingiu, nos 12 meses terminados em julho, 9,25% — maior patamar desde dezembro de 2003. Para especialistas, o consumidor deve evitar fazer dívidas. A decisão do Copom foi anunciada em um momento em que a atividade econômica aprofunda a recessão e o dólar e o reajuste de tarifas pressionam a inflação. De acordo com analistas, o PIB (Produto Interno Bruto) recuará 1,76% em 2015. Os juros chegam ao mesmo nível de outubro de 2006, mas naquele momento estavam em queda — o BC, com um cenário de inflação contida, dava continuidade ao processo de redução da Selic. O IPCA naquele ano foi de 3,14 %. (Mercado a13)

Presidente vetará reajuste maior de aposentadorias
Para conter despesas, a presidente Dilma vetará o texto aprovado pelo Congresso que estende a política de valorização do salário mínimo, a qual inclui ganhos acima da inflação, a todos os beneficiários do INSS. Os aposentados que recebem acima de um mínimo continuarão a ter o valor reajustado pelo INPC. (Mercado a19)

Médicos do SUS são investigados em 9 Estados por supostas fraudes
Em ao menos nove Estados e no Distrito Federal, órgãos como Tribunais de Contas, Ministérios Públicos e a Polícia Federal apuram casos de médicos que batem ponto e vão embora, atendem em clínicas particulares quando deveriam estar em hospitais públicos ou registram mais horas trabalhadas. Em muitos dos casos, as fraudes têm o consentimento da direção dos hospitais. (Cotidiano B1)

PT pagou R$ 6 mi a gráfica chefiada por um motorista
A campanha à reeleição de Dilma Rousseff pagou R$ 6,15 milhões à Seg Gráfica e Editora, que não tem funcionários registrados e cujo presidente é um motorista que em 2013 ganhava R$ 1.490 à época. A Justiça Eleitoral suspeita que a empresa não tem estrutura para prestar os serviços contratados. O Planalto nega irregularidades. (Poder a7)

Justiça torna réus dois executivos da Andrade Gutierrez
O juiz Sergio Moro aceitou denúncia contra13 pessoas, entre elas Otávio Marques de Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez, sob acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Segundo a Procuradoria, a empreiteira pagou R$ 243 milhões por vantagens indevidas na Petrobras. A empresa nega. (Poder a5)

Caos na saúde pode levar Venezuela a crise humanitária
O colapso da saúde pública na Venezuela, com escassez de remédio e alta mortalidade materna, está levando o país a uma crise humanitária e pode atingir países vizinhos, diz o centro de estudos International Crisis Group. O governo venezuelano não comentou. (Mundo a12)

Monica B. de Bolle
Dilma matou a borboleta; restou ao Brasil a lagarta
Há quatro anos e sete meses, o Brasil escolheu o caminho que desaguou na pior crise econômica em 20 anos. A presidente Dilma inoculou a economia com o vírus da letargia. Matou a borboleta azul. Sobrou a lagarta vermelha, que se transforma, na melhor das hipóteses, numa mariposa cinza. (Mercado a20)

Editoriais
Leia “Candidaturas exóticas”, sobre crise de representatividade do sistema político, e “Complexa China”, a respeito de queda nas Bolsas do país. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop,  30 de Julho de 2015, ás 08:14

Compartilhe nossa Matéria