Manchete dos Jornais nesta sexta-feira, 08 de janeiro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 8th janeiro 2016

Escândalo de desvio de dinheiro em obras de escolas no PR atinge políticosNomes de autoridades e parlamentares apareceram em depoimentos ao Gaeco. Procurador-geral do MP é quem pedirá ou não à Justiça para que citados sejam investigados. Por serem detentores de foro especial, todo o material com os nomes dos políticos e das autoridades foi encaminhado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) ao procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia, chefe máximo do Ministério Público do Paraná. Cabe a ele a decisão de pedir ou não ao Judiciário a abertura de uma investigação contra os citados. Os nomes não foram divulgados pelo Gaeco…


O Globo

Manchete: Dilma dá aval à reforma da Previdência e contraria PT
Presidente promete ‘encarar’ mudança, admite erros e defende CPMF
Declarações provocaram críticas imediatas de petistas, mas foram interpretadas pela equipe econômica
como um sinal verde para a agenda básica estabelecida pelo novo ministro para este ano
A presidente Dilma criticou ontem a idade média de 55 anos para aposentadoria e prometeu “encarar” a reforma da Previdência, provocando críticas imediatas de petistas. Em café da manhã com jornalistas, Dilma também admitiu erros na política econômica em 2014, com reflexos até hoje, defendeu redução da inflação para 6,5% este ano e insistiu na recriação da CPMF, afirmando que a contribuição é “questão de saúde pública”. Para integrantes do governo, a fala de Dilma foi um aval à agenda básica do ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. A nova equipe econômica avalia que a pressão da cúpula do PT para que sejam adotadas medidas com alto custo fiscal dificulta o trabalho de resgate da credibilidade do governo junto ao mercado e ao setor produtivo. (Pág. 3 e 18)

Ilimar Franco
A mensalidade paga por beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida deve aumentar. Hoje, o valor cobrado é de R$ 25, mas pode chegar a R$ 75. A presidente Dilma reuniu a equipe econômica, anteontem, para discutir o reajuste. (Pág. 2)

Merval Pereira
É cada vez maior a distância entre o PT e Dilma. (Pág. 4)
Míriam Leitão
Mercado teme uma freada brusca no PIB mundial. (Pág. 18)

Indústria do país retrocede sete anos
Produção recua 12% em novembro e volta ao patamar de janeiro de 2009; fabricação de máquinas cai 31%
A produção industrial brasileira voltou ao patamar de sete anos atrás em novembro, quando registrou queda de 12%, segundo o IBGE. A fabricação de máquinas, indicador de investimentos, recuou 31,2% no mês e 25% no ano, o que torna a recuperação futura do setor mais difícil e demorada. Com os números de 2015, a estimativa é que, em cinco anos, a indústria tenha encolhido 10%, informa Lucianne Carneiro. (Pág. 17)

Bolsas globais perdem US$ 2,5 tri em 4 dias (Pág. 19)

Inquérito vai apurar vazamento
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, mandou a PF apurar vazamento de mensagens entre Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS preso na Lava-Jato, e os ministros Jaques Wagner e Edinho Silva. Conversas com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, também vazaram. (Pág. 4)

Nelson Motta
Lava-Jato é o melhor “reality show” do momento. (Pág. 15)

Cunha: ‘Esqueceu de mim?’
Em mensagem ao ex-presidente da OAS Leo Pinheiro, delator na Lava-Jato, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, cobrou doação eleitoral: “Esqueceu de mim?” (Pág. 6)

A ameaça da lama em Abrolhos
O Ibama investiga se a lama que mancha o mar no Sul da Bahia e ameaça o santuário marinho de Abrolhos é de rejeitos da barragem que rompeu em Mariana há dois meses. (Pág. 8)

Foto-legenda: Espera e dor
Pacientes dormem à espera de atendimento na UPA de Copacabana, na madrugada de ontem. As unidades deveriam funcionar 24h, mas foram atingidas pela crise da saúde e algumas fecham à noite. A União anunciou a contratação de 2.493 profissionais de saúde que vão reforçar equipes de hospitais federais no Rio. (Pág. 10)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Janot prepara novos inquéritos; Wagner pode ser investigado
Mensagens de celular de empreiteiro devem servir de base a pedidos ao STF
Mensagens obtidas pela Operação Lava Jato no celular do ex-presidente da OAS José Adelmário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, devem embasar nova lista de investigados a ser encaminhada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo. Pelo menos três ministros da presidente Dilma Rousseff aparecem nos diálogos: os petistas Jaques Wagner( Casa Civil)e Edinho Silva (Comunicação Social) e o peemedebista Henrique Eduardo Alves (Turismo). Ontem, o Estado mostrou mensagens de Pinheiro e Wagner sobre liberação de recursos do governo federal e intermediação de financiamento de campanha eleitoral na Bahia. Caberá à equipe de Janot decifrar os supostos esquemas mencionados nas mensagens e identificar o que pode ser enquadrado como indício de crime – casos em que cabem pedidos de abertura de inquérito. Em nota, Wagner disse estar“ à disposição do Ministério Público”. (POLÍTICA / PÁG.A4)

Secretários atuaram na OAS
Executivos da OAS que aparecem em trocas de mensagens envolvendo Jaques Wagner foram nomeados secretários estaduais na Bahia. Um dos dois citados atuou na Casa Civil da gestão Wagner. (Pág. A4)

Cunha teria recebido propina por lobby, diz PGR
A Procuradoria-Geral da República (PGR) suspeita que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDBRJ), tenha recebido propina dos grupos Bertin (que atua nas áreas de infraestrutura, energia e agronegócio, entre outros) e J&F Investimentos, que controla a JBS Friboi. Cunha é investigado por, supostamente, usar sua influência para que bancos e fundos de pensão invistam em empresas privadas. Cunha e as empresas negam. (POLÍTICA / Pág. A5)

Dilma: ‘Podem continuar mevirando do avesso’

Em café da manhã com jornalistas, a presidente Dilma Rousseff afirmou ontem saber que sua vida foi “virada do avesso” na Operação Lava Jato. “Podem continuar me virando do avesso. Sobre a minha conduta não paira nenhum embaçamento.” Ela disse não ter recebido pedido do PT por uma “guinada à esquerda” e prometeu “encarar” a reforma da Previdência, sem mexer em direitos.“Não é possível que ainda de média de aposentadoria no Brasil seja de 55 anos.” (POLÍTICA / Pág.A6)

Siderúrgicas e Vale perdem R$ 80 bilhões em valor de mercado
As ações das siderúrgicas CSN, Gerdau e Usiminas e as da mineradora Vale fecharam novamente com forte queda ontem, ainda sob o impacto das notícias sobre a economia da China, maior consumidora global de commodities. Emumano, essas empresas, que estão listadas na BM &F Bovespa, perderam cerca de R$ 80 bilhões em valor de mercado e não há expectativa de recuperação no curto prazo. (ECONOMIA / Pág. B)

Notas & Informações
Dilma e as amarras do passado
Presidente precisa dar sinais muito claros de ajuste das próprias ideias e inclinações .(Pág. A3)

Depois do jantar

Dilma está no fundo do poço da popularidade, mas Lula tem tudo a perder com a persistência da crise. (Pág. A3)


capa

NOVA RESOLUÇÃO
Detran-PR pede mais prazo para início de uso de simuladores nas autoescolas
PREVIDÊNCIA
Greve de médicos peritos do INSS completa quatro meses
LAMA DA SAMARCO
Governo cria grupo para estudar recuperação de rios afetados pela lama em MG
BANHO DE LAMA À VISTA
UFPR divulga lista de aprovados no vestibular nesta sexta
ENSINO SUPERIOR
MEC abre consulta a vagas disponíveis no Sisu
SAMARCO
Lama da barragem da Samarco alcança Abrolhos, no sul da Bahia
VERÃO
Fim de semana terá chuva no litoral e estradas movimentadas
TEMPORADA
Para um verão mais saudável
OPERAÇÃO QUADRO NEGRO
Escândalo de desvio de dinheiro em obras de escolas no PR atinge políticos
VOLTA AO TRABALHO
Na primeira reunião com secretários em 2016, Richa enaltece ajuste fiscal
CRISE POLÍTICA
Por apoio à reeleição no PMDB, Temer deve defender mudança no pacto federativo
PROPOSTA
‘Vamos encarar a reforma da Previdência’, afirma Dilma
INVESTIGAÇÃO
PGR vê indícios contra presidente da Petrobras em negócio envolvendo OAS e BB
LAVA JATO
Mensagens indicam atuação de ministro da Casa Civil a favor de empreiteiros
AVÓ
Dilma viaja para Porto Alegre para conhecer neto que nasceu nesta manhã
POLÍCIA FEDERAL
Delegados desmentem ministro sobre verba para PF


Folha de S. Paulo

Manchete: Janot suspeita de rede de propina em fundos de pensão
Para procurador-geral da República, Cunha (PMDB) e Vaccari (PT) pediram vantagens para capitalizar a OAS
A força-tarefa da Lava Jato descobriu mensagens no celular do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro que sugerem reprodução do esquema de corrupção de fornecedoras da Petrobras em fundos de pensão e do FGTS, com propina paga a PT e PMDB. Segundo a Procuradoria- Geral da República, há envolvimento de Eduardo Cunha e João Vaccari Neto. As mensagens indicam que Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, e Vaccari Neto, ex tesoureiro do PT, cobraram “vantagens indevidas” por operações de capitalização das empresas do grupo OAS. Há suspeita sobre emissões de debêntures (títulos de dívida) que tiveram adesão de bancos estatais, fundos de pensão e o FI-FGTS. O grupo OAS emitiu quase R$ 3 bilhões em títulos desde 2010. “Tudo mediante pagamento de vantagem indevida aos responsáveis por indicações políticas, inclusive doações oficiais”, escreveu Rodrigo Janot, o procurador- geral da República. Cunha nega as acusações. A defesa de Vaccari Neto não foi localizada, e a de Pinheiro não comentou. (Poder A4)

Dilma defende elevação da idade para aposentadoria
A presidente Dilma defendeu nesta quinta (7) a reforma da Previdência, considerada“ essencial” para o ajuste fiscal, com elevação da idade para aposentadoria. Para ela, “não é possível” que as pessoas se aposentem com 55 anos, em média—admitindo fixar idade mínima. Para que essa reforma passe, é preciso mudar a Constituição com aprovação de 3/5 dos deputados e senadores. Questionada sobre as dificuldades para conseguir esse apoio, Dilma declarou que negociará com trabalhadores, empresários, Congresso e opositores. (Poder A7)

Haddad recorreu a empreiteiro por projeto de dívida
Mensagens obtidas pela Procuradoria indicam que o prefeito de SP, Fernando Haddad(PT), pediu a Léo Pinheiro, da OAS, que tratasse com Eduardo Cunha(PMDB) sobre projeto,depois aprovado, que reduzia dívidas com a União. Haddad diz que a conversa foi casual. (Poder A4)

Quase metade dos devedores do Fies está inadimplente
Auditoria da Controladoria- Geral da União mostra que 47% das pessoas que pagam o governo federal pelo financiamento obtido via Fies estão inadimplentes. O dado é de 2014. De 315,1 mil contratos na amortização —o aluno acabou o curso, completou a carência de 18 meses e já começou a pagar—, há atraso em 148,5 mil. O governo diz que os acordos têm garantia, o que mitigaria os riscos. (Cotidiano Pág.B1)

Saem hoje as notas do Enem (Pág. B 1)

Desastre e greve afetam indústria além do previsto
O desastre ambiental em Mariana (MG) e a greve dos petroleiros na bacia de Campos (RJ e ES) derrubaram a indústria. Em novembro, a produção industrial caiu 2,4%em relação a outubro. Na comparação com novembro de 2014, o recuo foi de 12,4%. Economistas esperavam quedas de 1% e 10,3%, respectivamente. (Mercado Pág. A14)

Contra adversário, Maduro mantém general no governo
Surpreendendo analistas, o presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou sua reforma ministerial mantendo no comando da Defesa o general Vladimir Padrino López. O ministro teria forçado o governo a aceitar a vitória da oposição nas eleições parlamentares. A decisão é vista como afronta a outro militar, Diosdado Cabello, rival político de Maduro. (Mundo Pág. A10)

Turbulência na economia chinesa assusta emergentes
As recentes turbulências na economia chinesa, com a queda do yuan e as interrupções da Bolsa, acenderam alerta em países emergentes produtores de matérias- primas, como o Brasil. A China é o maior comprador mundial de insumos e de alimentos e deve divulgar neste mês se cumpriu sua meta de crescimento (7%) em 2015. (Mercado Pág. A12)
Frequentado por Lula, pioneiro no frango com polenta no ABC fecha ( Pág.B3)

Vinícius Torres Freire
Governo usa ‘Plano Temer’ para entrar em paz com PMDB
Dilma Rousseff ofereceu, diz o PMDB, um acordo de paz com o partido. Nos termos do armistício, está a adoção de partes da “Ponte para o Futuro”, o “Plano Temer”. Difícil acreditar que o PMDB vá se comover com concessões programáticas, ainda mais tão vagas. (Mercado Pág. A14)

Editoriais
Leia “Tensão atômica”, sobre teste nuclear da Coreia do Norte, e “Erros e acertos líquidos”, acerca de recuperação do volume morto do Cantareira. (Opinião Pág. A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 08 de Janeiro de 2016

Compartilhe nossa Matéria