Manchete dos Jornais nesta sexta-feira, 16 de setembro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 16th setembro 2016

Provem corrupção e irei a pé ser preso, afirma Lula
Denunciado, ex-presidente criticou ‘show pirotécnico’ da Operação Lava Jato
Um dia após ser denunciado pela força-tarefa da Lava Jato sob acusação de corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em pronunciamento que é inocente e se disse indignado. “Prova uma corrupção minha que irei a pé ser preso”, declarou em São Paulo. No discurso de pouco mais de uma hora, o petista chorou e chamou a apresentação da denúncia pelos procuradores de “show pirotécnico”. Na quarta (14), investigadores acusaram-no de ser o “comandante máximo” do esquema de corrupção na Petrobras, de governar à base de propinas e de ter recebido benesses de empreiteira envolvida com o petrolão. Em nota, o PT afirmou que a denúncia “confessadamente sem provas” expõe a intenção persecutória e autoritária da força-tarefa. o ex-presidente apresentou ao Conselho Nacional do Ministério Público representação contra procuradores da Lava Jato no Paraná. Deltan Dallagnol, da força-tarefa, declarou que a reação de Lula é natural….


O Globo

Manchete : Lula faz defesa política e convoca a militância
‘Provem uma corrupção minha que irei a pé para ser preso’
Ex-presidente se diz perseguido pelos ‘meninos’ de Curitiba, chora três vezes, mas não explica as evidências de que foi beneficiado por empreiteira no caso do tríplex em Guarujá
Denunciado à Justiça no caso do tríplex em Guarujá e acusado de chefiar uma “propinocracia”, o ex-presidente Lula fez ontem uma defesa política, na qual se disse perseguido pelos “meninos” da Lava-Jato, e conclamou a militância petista a sair às ruas. “Provem uma corrupção minha que irei a pé para ser preso”, disse, num pronunciamento em que chorou três vezes. Lula, porém, não rebateu as evidências de que foi beneficiado por empreiteiras. (Págs. 3 a 5)

Moro condena Bumlai a nove anos de prisão
O juiz Sérgio Moro condenou José Carlos Bumlai, amigo de Lula, a 9 anos e 10 meses de prisão por empréstimo fraudulento ao PT. A PF indiciou o governador de MG, Fernando Pimentel (PT), e Marcelo Odebrecht. (Pág. 6)

Marketing afasta Crivella de igreja para reduzir rejeição
Com rejeição menor do que nas últimas eleições, Marcelo Crivella vem tentando descolar sua imagem da Igreja Universal. Para isso, tem aparecido ao lado de representantes de outras religiões, incluindo um pai de santo, e até de um grupo LGBT. O senador também se aproximou de personalidades da Zona Sul e incorporou nomes da esquerda à sua equipe, informam BRUNO GÓES e GUSTAVO SCHMITT. (Pág. 8)

ANCELMO GOIS – Crivella pode ser a primeira autoridade evangélica a comandar uma metrópole como o Rio. (Pág. 8)

CANDIDATOS NO GLOBO
Osorio: ‘Rio não é oásis’
Ex-secretário de Paes, Carlos Osorio (PSDB) ataca prefeito, defende guarda armada e diz que contas da cidade passam por momento delicado. (Pág. 10)

Governo ajusta agenda e adia reforma trabalhista
Pressionado pela base, o governo decidiu adiar a reforma trabalhista para concentrar esforços na aprovação do teto para gastos. Outros projetos ficaram para depois das eleições. (Págs. 21 e 22)

Estado do Rio não paga dívida de novo e é rebaixado pela Fitch
Segundo a agência de classificação de risco, desde maio o estado já deixou de pagar R$ 160 milhões, inclusive a agências multilaterais. (Págs. 23)

Colunas
MERVAL PEREIRA- Exagero retórico do MP abriu brecha para Lula. (Pág. 4)

NELSON MOTTA – Baixa política explica por que STF não julgou Renan. (Pág. 19)

MÍRIAM LEITÃO – Estados estão em penúria, e só quem entrou na Justiça teve alívio na dívida. (Pág. 22)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Lula se compara a Tiradentes e contesta Lava Jato
Ex-presidente desafia procuradores a apresentar provas de que ele é corrupto e afirma que denúncia apresentada anteontem pelo MPF faz parte de um golpe
Em um discurso de mais de uma hora, entrecortado por choro e cheio de comparações com figuras históricas como Jesus Cristo, Tiradentes e Getúlio Vargas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desafiou procuradores da Lava Jato a apresentar provas de que ele é corrupto. “Eles têm que aprender que a única coisa de que tenho orgulho é que conquistei o direito de andar de cabeça erguida nesse país. Provem uma corrupção minha que irei a pé até a delegacia para ser preso.” Acompanhado por dezenas de aliados, ex-ministros, parlamentares, advogados e dirigentes petistas, Lula afirmou que a denúncia apresentada anteontem é mais um lance do “golpe tranquilo e pacífico” que começou com o impeachment de Dilma Rousseff. “Tenho uma história pública conhecida. Acho que só ganha de mim aqui no Brasil Jesus Cristo.” Nota aprovada pelo PT com ataques ao procurador Deltan Dallagnol trata representantes do Ministério Público Federal como “burocratas facciosos” que “buscam concluir o trabalho sujo encomendado pelas forças reacionárias”. Advogados de Lula prometem reclamar no Conselho Nacional do Ministério Público. (Política A4 a A6)

Procurador vê reação ‘natural’
O procurador Deltan Dallagnol afirmou ontem ser “natural que pessoas investigadas reajam”. “Quando essas pessoas são poderosas econômica e politicamente, as reações tomam vulto. Não nos surpreendemos”, disse. (A6)

Bumlai é condenado a 9 anos de prisão
O juiz Sérgio Moro condenou o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, a 9 anos e 10 meses de prisão por gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção. Moro manteve a prisão preventiva de Bumlai, que voltou à cadeia no início do mês. (A6)

PF indicia governador de MG e Odebrecht na Acrônimo
A Polícia Federal indiciou o governador de MG, Fernando Pimentel (PT), e o empresário Marcelo Odebrecht por corrupção em esquema de liberação de financiamentos do BNDES para a empreiteira. As conclusões do caso, investigado na Operação Acrônimo, serão enviadas à Procuradoria-Geral da República, que decidirá se oferece denúncia. Foram imputados a Pimentel crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A Odebrecht, corrupção ativa. (Política A7)

Governo ressuscita câmaras setoriais
Numa tentativa de gerar empregos, grupos que reúnem empresários, trabalhadores e representantes do governo serão retomados para discutir temas setoriais. (Economia B1)

Colunistas
Alberto Bombig – Lula revelou o lado humano da jararaca, mas lágrimas não decretam o fim do processo (A4)

Eliane Cantanhêde – Era para ser uma “resposta” ao Ministério Público, mas foi uma fala para a militância do PT (A6)

Ivar A. Hartmann – Do mensalão à denúncia de Lula, qualquer coisa é lida de modo a reforçar teoria da conspiração (A6)

Celso Ming – Não há por que manter a situação artificial do Mercosul (B2)

Ignácio de Loyola Brandão – Candidatos? Coisa oferecida ou está podre ou roída (C8)

Notas&Informações
Quem desinforma é o governo – Se Temer quer mesmo combater a desinformação, deve melhorar a comunicação do Executivo (A3)

A prova do crime – O maior indício de que Lula cometeu crimes está no fato de ser chamado de “perseguido político” (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Provem corrupção e irei a pé ser preso, afirma Lula
Denunciado, ex-presidente criticou ‘show pirotécnico’ da Operação Lava Jato
Um dia após ser denunciado pela força-tarefa da Lava Jato sob acusação de corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em pronunciamento que é inocente e se disse indignado. “Prova uma corrupção minha que irei a pé ser preso”, declarou em São Paulo. No discurso de pouco mais de uma hora, o petista chorou e chamou a apresentação da denúncia pelos procuradores de “show pirotécnico”. Na quarta (14), investigadores acusaram-no de ser o “comandante máximo” do esquema de corrupção na Petrobras, de governar à base de propinas e de ter recebido benesses de empreiteira envolvida com o petrolão. Em nota, o PT afirmou que a denúncia “confessadamente sem provas” expõe a intenção persecutória e autoritária da força-tarefa. o ex-presidente apresentou ao Conselho Nacional do Ministério Público representação contra procuradores da Lava Jato no Paraná. Deltan Dallagnol, da força-tarefa, declarou que a reação de Lula é natural. (Poder A4)

Pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente, é condenado por corrupção e gestão fraudulenta (A7)

Câmara só votará nova Previdência em 2017, diz Maia
A reforma da Previdência que será enviada ao Congresso pelo governo de Michel Temer não será votada em plenário neste ano, disse à Folha o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Segundo ele, ainda que a proposta chegue ao Legislativo até o fim do mês, como promete o Planalto, a prioridade dos deputados será a aprovação da emenda à Constituição que limita os gastos federais — em tramitação há três meses. (Mercado A17)

João Manoel P. de Mello
Dilema da escolha permeia progresso da infraestrutura
O desempenho da infraestrutura ilustra o dilema das escolhas. A complexidade da desapropriação dificulta a expansão do metrô, da oferta de energia e de vagas em creches. Mas é garantia contra expropriação. Escolhas têm custos. No caso do metrô, recaem sobre os mais pobres na periferia. (A22)

Artigos e colunas
Reinaldo Azevedo – Com espetáculo e denúncia fraca, força-tarefa fez favor a petista (Poder a6)

Marcelo Coelho – As evidências não faltam no famoso caso da cobertura tríplex em Guarujá (Poder a6)

Oscar Vilhena – Presunção de inocência exige autocontenção (Poder a5)

Editoriais
Leia “Novo tom do Mercosul”, sobre ultimato do bloco à Venezuela, e “Ciência de resultados”, a respeito dos entraves da pesquisa no Brasil. (Opinião a2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sexta-Feira, 16 de Setembro de 2016

Compartilhe nossa Matéria