Manchete dos Jornais nesta sexta-feira, 20 de novembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 20th novembro 2015

Ministro do Supremo defende afastamento
Ministro do STF, Marco Aurélio Mello pediu o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara durante tramitação do processo no Conselho de Ética. Para Mello, seria preciso “uma grandeza maior” de Cunha para “afastamento espontâneo” ou renúncia…

No evento de 2014, R$ 1,16 bi foram movimentados pelo evento.
Fique de olho nas ofertas e nos seus direitos
Cuidados ajudam a aproveitar a Black Friday sem dor de cabeça. Ação de vendas envolve ofertas no comércio eletrônico e lojas físicas. Confira seis dicas para não se frustrar nas compras.

Vale fez doação a 11 deputados que apuram desastre
Dos 19 deputados indicados para fazer parte da comissão para investigar a tragédia no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), 11 receberam recursos da Vale para suas campanhas eleitorais.


O Globo

Manchete : Cunha manobra com ajuda do PT e atrasa processo
Planalto apoiou articulação, que revoltou deputados
Tropa de choque usa arsenal de artimanhas para evitar leitura de parecer no Conselho de Ética
Investigado na Lava-Jato e acusado de quebra de decoro no Conselho de Ética, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), com sua tropa de choque e a ajuda do PT, usou ontem uma série de manobras para adiar decisão do colegiado e atrasar o processo. Com isso, o Conselho de Ética não conseguiu ler o relatório do deputado Fausto Pinato (PRB) pela abertura da investigação. Mas o jogo foi tão pesado que acabou enfraquecendo Cunha, pois as ações de seus aliados foram recebidas como uma afronta à independência do Conselho e provocaram reações indignadas, com gritos e uma rebelião de pelo menos cem deputado, que se retiraram do plenário depois de acusarem Cunha de utilizar o cargo em benefício próprio. Um dos apelos partiu da deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP). Em cadeira de rodas, a deputada silenciou o plenário ao dizer que Cunha está perdendo a legitimidade. O presidente da Câmara negou as manobras. (Pág. 3)

Relator do caso diz ter sido ameaçado
O relator do processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética, deputado Fausto Pinato, diz que ele e a família sofreram ameaças e pediu proteção à PF. (Pág. 4)

Ministro do STF defende renúncia
Ministro do Supremo, Marco Aurélio Mello criticou a postura “lastimável” de governantes e defendeu a saída de Eduardo Cunha da presidência da Câmara. (Pág. 3)

Samarco ignorou exigências
A Samarco, responsável pela barragem que se rompeu em Minas Gerais, já fora autuada pelo lbama por descumprir exigências ambientais em Mariana A empresa deixou de reflorestar área desmatada próxima ao local onde construiu a represa de Fundão, informa Vinicius Sassine. A Justiça deu prazo de 24 horas para a mineradora barrar a chegada da lama ao mar no Espírito Santo. A multa é de R$ 10 milhões por dia se a ordem não for cumprida (Pág. 9)

Estado faz cortes em hospitais e na merenda
Por causa da crise nas finanças do Estado do Rio, as escolas da rede pública terão a escala de limpeza reduzida a partir da semana que vem. Em seis dias de dezembro os alunos terão a refeição escolar substituída por lanche. Nos hospitais estaduais, pacientes já reclamam da falta de limpeza. (Pág. 13)

Pezão se aconselha no Rio Grande do Sul
Para sair da crise, o governador Pezão foi visitar o colega Sartori, do Rio Grande do Sul, que parcelou salários e enfrentou greve até na área de segurança. Estado do Rio já cogita aumentar ICMS. (Pág. 12)

Levy : ‘Desculpe o transtorno’
Em palestra a investidores em Nova York, o ministro Joaquim Levy comparou o país a uma obra em andamento e brincou: “Desculpe o transtorno, mas estamos trabalhando para melhorar o Brasil”. (Pág. 24)

Atentados jogam a França para a direita
Analistas preveem que os ataques em Paris levarão o eleitorado francês a posições mais duras, favorecendo extrema-direita, relata Deborah Berlinck. A polícia confirmou a morte do mentor do massacre do dia 13, Abdelhamid Abaaoud, que teria participado de 4 atentados frustrados no país este ano. (Págs. 28 a 32)

Aécio articula frente contra Paes
Enquanto a candidatura do secretário Pedro Paulo (PMDB) é questionada, por causa das agressões à ex-mulher, o tucano Aécio Neves articula frente de oposição ao candidato do prefeito Eduardo Paes e sonda o senador Romário (PSB) (Pág. 5)

Macri promete mudar economia
Às vésperas da eleição de domingo, o oposicionista Macri prometeu devolver estabilidade econômica à Argentina. Já Scioli acusou o rival de planejar desvalorizar a moeda. (Pág. 33)
Colunistas

Míriam Leitão – Na economia, país colhe o que Dilma plantou (Pág. 22)

Merval Pereira – Lula vive em um mundo particular (Pág. 4)

Nelson Motta – Imprensa livre é um bode expiatório do PT (Pág. 19)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Cunha age e evita sessão do Conselho de Ética
Aliados manobram para impedir reunião que daria continuidade a processo de cassação; deputado nega
Uma série de manobras da tropa de choque do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou para a próxima semana leitura do relatório preliminar pelo prosseguimento do processo de cassação do peemedebista no Conselho de Ética da Casa. Cunha é acusado de mentir à CPI da Petrobrás, em março, ao afirmar que não tem contas no exterior. O relator Fausto Pinato (PRB-SP) já adiantou que pedirá a abertura de processo contra ele por quebra de decoro parlamentar. Adversários acusam o presidente da Câmara de usar o cargo para protelar a sessão. Numa das manobras ontem, o deputado Felipe Bornier (PSD-RO) assumiu a presidência no lugar de Cunha e anulou a sessão do conselho em resposta a uma questão de ordem de André Moura (PSC-SE). Ambos são aliados do peemedebista. Após bate-boca e protestos, num plenário esvaziado, Cunha voltou atrás e suspendeu a decisão de Bornier. (Política/ Pág. A4)

Análise
Eliane Cantanhêde – O que ocorreu na Câmara foi um teatro do absurdo. (Pág. A4)

Revoltados, deputados abandonam plenário
A manobra de Eduardo Cunha revoltou parlamentares de vários partidos, incluindo alguns que até recentemente o apoiavam. Cerca de loa abandonaram a sessão. “Chega, senhor presidente. O senhor não consegue mais presidir. Levante desta cadeira, por favor”, disse Mara Gabrilli (PSDB-SP). (Pág. A5)

Ministro do Supremo defende afastamento
Ministro do STF, Marco Aurélio Mello pediu o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara durante tramitação do processo no Conselho de Ética. Para Mello, seria preciso “uma grandeza maior” de Cunha para “afastamento espontâneo” ou renúncia. (Pág. A4)

Governo prepara reforço de capital para Petrobrás
O governo estuda um reforço bilionário no capital da Petrobrás. A intenção é adaptar para a petroleira um mecanismo já usado para elevar o patrimônio do Banco do Brasil e o da Caixa Econômica Federal. O Broadcast apurou que o caminho escolhido foi o do aporte via instrumento híbrido de capital e dívida, operação que funciona como contrato de crédito praticamente sem data de vencimento. (Economia / Pág. B1)

França confirma morte e admite ameaça de armas químicas
Autoridades francesas confirmaram a identidade do belga Abdelhamid Abaaoud – suposto mentor dos atentados de sexta-feira em Paris – como um dos mortos na megaoperação de polícia em Seine-Saint-Denis, informa o correspondente Andrei Netto. A pre-sença do jihadista na periferia da capital exasperou as autoridades da França contra a falta de coordenação das agências de inteligência da Europa e a vulnerabilidade das fronteiras. Segundo o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, o risco de ataque químico ou bacteriológico não pode ser descartado. (Internacional / Págs. A8 a A12)

Alckmin lança pacote de privatizações de R$ 13 bilhões
Numa tentativa de garantir investimentos em infraestrutura da ordem de R$ 13,4 bilhões em tempos de crise econômica, a gestão Geraldo Alckmin (PSDB) lançou ontem um programa de privatizações no Estado. O governo deve repassar à iniciativa privada 14 rodovias estaduais, cinco aeroportos e duas linhas do Metrô. Também lançará um plano de melhorias para os ônibus rodoviários. (Metrópole/ Pág. A17)

Presidente da Samarco obtém habeas corpus contra prisão
O presidente da mineradora Samarco, Ricardo Vescovi, obteve habeas corpus preventivo para não ser preso pelo rompimento das barragens em Mariana (MG). O acidente deixou sete mortos. Há 12 desaparecidos. O MP de Minas não descarta pedir a prisão do executivo. Ontem, as multas para a empresa aumentaram. Boias estão sendo usadas para tentar conter a lama na foz do Rio Doce, no ES. (Metrópole / Pág. A14)

Taxa de desemprego vai a 7,9% em outubro (Economia/Pág. B4)

Secretário quer desocupação de escolas para abrir diálogo
Mais de um mês após o anúncio da reorganização escolar na rede estadual de SP e de uma série de manifestações, o secretário Herman Voorwald (Educação) propôs abrir discussão nas unidades sobre o projeto. O governo Geraldo Alckmin (PSDB) não recuou da reorganização. O início das discussões está vinculado à desocupação das escolas. Estudantes recusam proposta. (Metrópole / Pág. A15)

Fernando Gabeira
Pasadena não passará – Os americanos não conseguirão ver a compra da usina só como conspiração criminosa de quadros intermediários da empresa que comprou. (Espaço Aberto/Pág. A2)

Celso Ming
O desemprego avança – Aumento da população desocupada tem duas agravantes: está espalhado por toda a economia e deve se aprofundar depois da virada do ano. (Economia/Pág. B2)
Notas&Informações

Prevaricação – Eduardo Cunha age exatamente como se espera de alguém que representa a ralé política (Pág. A3)

Os resultados da Petrobras – Recuperação financeira e técnica necessária para recompor a credibilidade ainda vai demorar (Pág. A3)


Gazeta do Povo

INDICADORES
Manchete: Paraná vira a quarta maior economia do país com PIB de R$ 332,8 bi
O Produto Interno Bruto paranaense cresceu 5,6% em 2013 e atingiu a soma de R$ 332,8 bilhões, segundo dados divulgados ontem pelo IBGE e pelo Ipardes. O resultado conduziu o estado para o quarto lugar no ranking dos maiores PIBs estaduais do Brasil, deixando o Rio Grande do Sul para trás. O Paraná era a quinta economia do país desde 1949. A participação paranaense na geração nacional de riquezas passou de 5,9% em 2012 para 6,3% no ano seguinte. O estado ganhou uma posição também no PIB per capita – de 7.º em 2010 para 6.º em 2013.

CÂMARA DOS DEPUTADOS
Manobra de Cunha no Conselho de Ética revolta parlamentares
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), contou com apoio do PT e de manobras regimentais para atrasar seu processo de cassação. Deputados de vários partidos ameaçam obstruir votações.

SEGURANÇA
Mentor de atentados havia sido condenado a 20 anos de prisão
Abdelhamid Abaaoud, jovem apontado como líder dos ataques em Paris, foi morto pela polícia. Acusado de uma série de ações terroristas, em julho ele havia sido condenado a 20 anos de prisão.

INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA
Ao vencedor, as batatas
A Vapza Alimentos, indústria de médio porte vencedora do prêmio Bem Feito no Paraná de 2015, promovido pela Gazeta do Povo, trouxe da França a tecnologia para manter nutrientes em produtos pré-preparados, cozidos a vapor dentro da embalagem, sem uso de conservantes ou aditivos. A empresa aposta na praticidade para as cozinhas domésticas e restaurantes.

ELEIÇÕES
Voto impresso tem aprovação de especialistas
O Congresso derrubou o veto da presidente Dilma ao projeto que retoma o voto impresso nas eleições. Para especialistas, modelo de papel torna a eleição mais confiável. Presidente do TSE diz que é retrocesso.

MINERAÇÃO
Vale fez doação a 11 deputados que apuram desastre
Dos 19 deputados indicados para fazer parte da comissão para investigar a tragédia no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), 11 receberam recursos da Vale para suas campanhas eleitorais.

CADERNO G
Última parte da série “Jogos Vorazes” discute a sociedade do espetáculo com violência, explosões e pouco espaço para sentimentalismo
Cenas de destruição e caos são o forte do último filme de Jogos Vorazes, que discute a sociedade do espetáculo

ESPORTIVA
Chapa de oposição ganha reforço e quer Paulo Rink
Disputa pelo poder no Atlético transforma ex-ídolos da torcida em cabos eleitorais. Chapas de situação e oposição dividem o apoio de nomes como Cocito, Gustavo, Rogério Corrêa, Adriano Gabiru, Nem, Ricardo Pinto e Renaldo.

CONSUMIDOR
No evento de 2014, R$ 1,16 bi foram movimentados pelo evento.
Fique de olho nas ofertas e nos seus direitos
Cuidados ajudam a aproveitar a Black Friday sem dor de cabeça. Ação de vendas envolve ofertas no comércio eletrônico e lojas físicas. Confira seis dicas para não se frustrar nas compras.


Zero Hora

Manchete : RS não tem verba para produção de droga polêmica
Acordo prevê que governo gaúcho fará os estudos para viabilizar fosfoetanolamina, mas não há recurso para fabricar medicamento que criador afirma ser anticâncer e comunidade científica contesta. (Sua Vida | 40 e 41)

A cor da desolação
A lama escura da barragem de Mariana (MG) chegou ontem a Colatina (ES) e virou uma triste atração para os moradores à beira do Rio Doce. Justiça ordenou que a Samarco, dona da represa, impeça o avanço dos resíduos até o mar (Notícias | 26 e 28)


Folha de S. Paulo

Manchete : Cunha manobra e adia processo, mas vira alvo de ataques
Oposição ao presidente da Câmara esvazia o plenário em protesto e se articula para obstruir as votações
Com a ajuda de aliados e de manobras regimentais, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, atrasou a tramitação de seu processo de cassação. Paralelamente, o peemedebista tornou-se alvo de deputados de vários partidos, que ampliaram a pressão pela sua saída. Nesta quinta (19), o Conselho de Ética da Câmara se reuniria para apresentar parecer do relator, favorável a investigar Cunha, acusado de participação no petrolão. Não conseguiu. Primeiro, aliados do deputado recorreram a manobra protelatória para atrasar a reunião. Depois, Cunha abriu a “ordem do dia”, o que impede a sessão do Conselho. Opositores reagiram e deixaram o plenário —eles se articulam para obstruir votações. Cunha afirmou que as pressões não o constrangem. (Poder a4 )

Relator do processo diz que sofreu ameaça de morte de motoqueiro. (a5)

França confirma morte de mentor de atentados
Investigadores franceses confirmaram que o homem morto em uma megaoperação policial na quarta (18) é mesmo o belga Abdelhamid Abaaoud, 27, apontado como mentor dos ataques que mataram 129 pessoas em Paris, informam Leandro Colon e Vinicius Torres Freire. (Mundo A11)

Fluxo de lama de Minas deve afetar 9 km do mar capixaba
A enxurrada de lama de rejeitos procedente de barragem rompida em Mariana (MG), há 15 dias, deve atingir um raio de 9 km de mar no litoral do Espírito Santo. Segundo pesquisadores, o impacto no oceano Atlântico pode ser duradouro e afetar por muitos anos a presença de algas, crustáceos e peixes na região. (Cotidiano b1)

Análise
Marcelo Leite – Rio Doce não morreu, mas recuperação será lenta, cara e difícil (Cotidiano B3)

Contra invasões, Alckmin propõe rediscutir reforma
A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) propôs suspender para discussão, até o fim do ano, a reforma da rede caso alunos deixem as 62 escolas invadidas em protesto. Os estudantes querem mais tempo para debate. (Cotidiano b4)

SP anuncia plano para privatizar 15 % de suas rodovias
O governo Alckmin (PSDB) vai privatizar 15% das rodovias geridas hoje pelo Estado — entre elas a Padre Manoel da Nóbrega, acesso ao litoral paulista. Serão concedidos 2,2 mil quilômetros de vias, com investimentos de R$ 10,5 bilhões. (mercado a16)

Editorial
Leia “Abaixo da média”, acerca do desempenho da economia no governo Dilma Rousseff, e “Jogada ensaiada”, sobre atuação do PRB na área esportiva (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 20 de Novembro de 2015

 

Compartilhe nossa Matéria