Manchete dos Jornais nesta sexta-feira, 29 de janeiro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 29th janeiro 2016

OMS fala em proliferação ‘explosiva’ do zika vírus
A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse ontem que o zika vírus se prolifera de maneira “explosiva” e pode declarar emergência internacional. Se isso ocorrer, será o quarto surto na história a ganhar tal status, após H1N1, pólio e ebola. A diretora da entidade, Margaret Chan, anunciou convocação de reunião de especialistas para segunda- feira. A situação preocupa o Itamaraty e já estaria havendo pressão do governo brasileiro para que, em caso de emissão de alerta mundial, não seja incluída a recomendação para que as pessoas não visitem o País nos próximos meses, quando haverá carnaval e Olimpíada no Rio. Em Genebra, a OMS também já se mobiliza para tentar blindar o Brasil de um impacto econômico internacional negativo. No total, 4 milhões de pessoas podem ser contaminadas nas Américas neste ano, segundo a Organização Pan-americana de Saúde…


O Globo

Manchete : Avanço de zika alarma mundo
OMS diz que epidemia se alastra ‘de forma explosiva’ e deve decretar emergência
Doença pode atingir até 4 milhões de pessoas nas Américas e 1,5 milhão no Brasil em um ano; Dilma apela por ajuda de líderes empresariais e religiosos para combater o mosquito transmissor.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que a epidemia de zika está se alastrando “de forma explosiva” pelo mundo e pediu mobilização internacional contra a doença. Margaret Chan, diretora da OMS, disse que “o nível de alarme é extremamente alto” e se declarou “profundamente preocupada”. Embora a relação da doença com a microcefalia ainda não esteja comprovada pela organização, pode ser decretada semana que vem emergência internacional semelhante à estabelecida contra o ebola, em 2014. No Brasil, a presidente Dilma fez um apelo por mobilização contra o mosquito. (Págs. 3 a 5)

Doença faz aborto voltar ao debate
Assim como ocorreu com os anencéfalos, novas ações pedindo a interrupção da gravidez, no caso em que for diagnosticada microcefalia, devem chegar ao STF. (Pág. 6)

Uma cidade refém do ‘Aedes’
Com pouco mais de 20 mil habitantes, Cordeiro, na Região Serrana, é a capital fluminense da dengue. A cidade é recordista em casos: são 589 confirmados este mês. O Aedes aegypti é assunto em ruas e igrejas. Ainda assim, os focos do mosquito se espalham a olhos vistos, deixando o único hospital local lotado de vítimas do Aedes, conta PAULA FERREIRA. (Pág. 10)

Doente terá tempo limitado nas UPAs
Para economizar, a Secretaria estadual de Saúde limitará em 12 horas a permanência de pacientes nas UPAs. Depois disso, quem não estiver recuperado terá de ir para hospital. (Pág. 11)

Delator da Lava-Jato diz que foi ameaçado e mentiu
Testemunhas ligam Lula ao tríplex que está sendo investigado pela força-tarefa
Depois de mudar depoimento e isentar o ex-ministro José Dirceu da indicação do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, o lobista Fernando Moura recuou ontem, sustentou que mentiu ao falar pela segunda vez e disse ter recebido “ameaça velada”. O juiz Sérgio Moro vai interrogar Dirceu hoje. Quatro testemunhas ouvidas pelo MP de São Paulo ligaram o ex-presidente Lula ao apartamento tríplex em Guarujá que está sendo investigado pela Lava-Jato. A associação de juízes federais divulgou carta em defesa dos magistrados da Lava-Jato e da Zelotes. (Pág. 7)

Pacote de estímulo prevê até R$ 83 bi
Na primeira reunião do novo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o governo anunciou um pacote de medidas com potencial para expandir o crédito no país em até R$ 83 bilhões. Mas, desse total, R$ 49 bilhões serão recursos do FGTS. Analistas dizem que pode não haver demanda pelo dinheiro diante da forte retração da economia. (Pág. 19)

Empresários não se animam com medidas
Empresários mostraram ceticismo com as medidas e alguns deixaram o evento antes do discurso de encerramento de Dilma. Para Luiz Carlos Trabuco, do Bradesco, dia foi de “depoimentos e intenções”. (Pág. 20)

Atraso de salários – Liminar opõe Pezão e Justiça
Liminar determinou que o Estado do Rio pague hoje os salários dos servidores da Justiça. Os demais terão de receber até terça. Sem dinheiro, o governo Pezão queria pagar só após o carnaval. (Pág. 12)

Mantega depõe e defende Lula
Em depoimento ontem à PF, o ex-ministro Guido Mantega negou venda de medidas provisórias e afirmou que não houve empenho por MPs pelo ex-presidente Lula. (Pág. 8)


capa (7)EDUCAÇÃO
TC apura esquema padrão ‘Quadro Negro’ em obras de R$ 67 milhões em outras escolas
BARRAGEM
Novo deslizamento de lama em Mariana é mais grave do que Samarco admite, diz procurador
AEDES AEGYPTI
4 milhões de pessoas terão zika em 2016 nas Américas, estima Opas
DIÁRIOS SECRETOS
Ação do MP pede R$ 500 milhões para HSBC e Itaú por desvios na Alep
POLÍCIA
Assessor de caciques do PT paranaense é preso na Argentina por roubo
REFORMULAÇÃO
A pedido de professores, Justiça manda governo Richa detalhar salários de servidores na internet
PMDB
Em Curitiba, Temer sofre cobranças e nega rompimento com Dilma
CORRUPÇÃO
Paraná devolveu R$ 19 mi à União de obras investigadas na Quadro Negro
JUDICIÁRIO
CNJ define regras de uso de depósitos judiciais em precatórios na próxima terça-feira
INVESTIGAÇÕES
Testemunhas ligam Lula a triplex no Guarujá em inquérito em SP
ZELOTES
Mantega diz que Lula ‘jamais manifestou qualquer empenho’ por MPs
ELEIÇÕES 2016
Visita de Temer a Curitiba fortalece campanha de Requião Filho à prefeitura
LAVA JATO
Lobista mentiu para juiz Sergio Moro e pode perder delação
ESTÍMULO
Governo quer liberar R$ 83 bi em crédito
TRIBUTAÇÃO
Nova alíquota coloca turismo em xeque e traz incertezas
PREVIDÊNCIA PRIVADA
Como “decifrar” a previdência privada para evitar perdas
NEGÓCIO
Bradesco aguarda aprovação do Cade nos próximos meses para a aquisição do HSBC
CONTAS PÚBLICAS
Governo registra rombo recorde de R$ 115 bi em 2015
PETRÓLEO
Petrobras corta diretoria e estima R$ 1,8 bi em redução de custos
TRABALHO
Desemprego médio de 2015 foi de 6,8%, maior taxa desde 2009


O Estado de S. Paulo

Manchete : Governo usa FGTS e bancos públicos para ampliar crédito
Intenção é ‘liberar’ R$ 83 bilhões, mas, para sair do papel, plano depende de interesse por empréstimos
A presidente Dilma Rousseff lançou ontem novo pacote de estímulo à economia, que prevê injetar R$ 83 bilhões em crédito via bancos públicos. A estimativa, porém, depende de fatores como autorização do Congresso e interesse de famílias e empresas em tomar empréstimos. Do total, R$ 22 bilhões se referem a recursos do FI-FGTS, fundo de investimento para infraestrutura. Outros R$17 bilhões são uma previsão de quanto pode crescer o crédito consignado se o trabalhador usar 10% do saldo do FGTS e a multa de 40% como garantias. Para empresários e trabalhadores que participaram da reunião do Conselhão, Dilma mostrou disposição em ouvir sugestões, mas há dúvidas se as promessas serão traduzidas em ações. Analistas avaliam que o problema não é de oferta de crédito, mas de demanda. A oposição criticou o plano. (Economia B1 e B5)

José Paulo Kupfer – Só crédito não é suficiente

Aumento ou reativação de linhas de crédito não configura um programa de relançamento da economia (B1)

Dilma pede volta da CPMF e mudanças na Previdência
A presidente Dilma Rousseff usou seu discurso no Conselhão para pedir ajuda para tirar o País da crise e fazer a economia voltar a crescer. Para isso, defendeu o debate de temas polêmicos,como a volta da CPMF e a reforma da Previdência. (Pág. B1)

Delator admite ter mentido em caso que envolve Dirceu
O Ministério Público Federal requereu ao juiz Sérgio Moro novo interrogatório do delator Fernando Antonio de Moura, amigo do ex-ministro José Dirceu. O MPF alega “flagrante contradição” em relação a trecho da colaboração premiada, firmada em agosto. Moura confessou “ter mentido”, por ter se sentido ameaçado. Ele mudou a versão sobre suposta orientação de Dirceu para que deixasse o País no auge do mensalão e disse que o responsável pelas indicações do PT para a Petrobrás era Silvio Pereira. (Política/A4)

OMS fala em proliferação ‘explosiva’ do zika vírus
A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse ontem que o zika vírus se prolifera de maneira “explosiva” e pode declarar emergência internacional. Se isso ocorrer, será o quarto surto na história a ganhar tal status, após H1N1, pólio e ebola. A diretora da entidade, Margaret Chan, anunciou convocação de reunião de especialistas para segunda- feira. A situação preocupa o Itamaraty e já estaria havendo pressão do governo brasileiro para que, em caso de emissão de alerta mundial, não seja incluída a recomendação para que as pessoas não visitem o País nos próximos meses, quando haverá carnaval e Olimpíada no Rio. Em Genebra, a OMS também já se mobiliza para tentar blindar o Brasil de um impacto econômico internacional negativo. No total, 4 milhões de pessoas podem ser contaminadas nas Américas neste ano, segundo a Organização Pan-americana de Saúde. (Metrópole/A13 e A14)

Relação com microcefalia
A OMS questionou estudo do Brasil que defende que zika causa microcefalia. Para a entidade, levará até nove meses para definir se há, de fato, relação. (A12)

Foto-legenda : Contenção na barragem
Máquina trabalha na construção de uma contenção na barragem de Fundão, que ruiu em novembro e teve outro deslizamento na quarta-feira. O Ibama rejeitou o plano de ações emergenciais da Samarco, por considerá-lo “genérico” e por “minimizar” danos. (Metrópole/A17)

Fernando Gabeira
Do ‘Aedes aegypti’ à tsé-tsé – Como explicar a aberração brasileira? Certamente algum mosquito nos mordeu para suportarmos mentiras que nos fazem parecer otários. (Espaço Aberto/A2)

Notas&Informações
Barbas de molho – O avanço das investigações na direção de Lula obviamente deixa preocupados o Planalto e o PT (A3)

A ata da degradação do BC – Com ata mal costurada, o BC perdeu mais uma vez a capacidade de moldar as expectativas do mercado (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Odebrecht bancou reforma de sítio usado por Lula, dizem fornecedores
Em entrevista à Folha, ex-dona de loja de materiais afirma que engenheiro da empreiteira fazia pagamentos em dinheiro vivo
Alvo da Lava Jato, a empreiteira Odebrecht pagou a maior parte da reforma do sítio Santa Bárbara, usado pelo ex-presidente Lula e seus familiares, relataram à Folha a ex-dona de uma loja de materiais de construção e um prestador de serviço. As obras na propriedade de 14,5 mil m² em Atibaia (SP) começaram em outubro de 2010, quando Lula ainda estava no segundo mandato, informa Flávio Ferreira. A empreiteira pagou em dinheiro vivo cerca de R$ 500 mil só em materiais, diz Patrícia Nunes, à época dona do Depósito Dias, que forneceu produtos para a reforma. Ela diz que o trabalho foi coordenado pelo engenheiro da Odebrecht Frederico Barbosa, responsável por outra obra da empresa, o estádio Itaquerão. Ele confirma. O engenheiro carregava envelopes com dinheiro em malas, relata a empresária. Frequentado quase semanalmente por Lula e familiares, o sítio está em nome de dois sócios de Fábio Luís da Silva, filho do ex-presidente. Desde o ano passado, Lula é alvo de investigação tocada pelo Ministério Público do Distrito Federal para apurar suposto tráfico de influência junto a políticos de outros países para conseguir contratos com a Odebrecht. Ele negou à Justiça qualquer irregularidade. (Poder A4)

Dei algum apoio, pouca coisa, estava de férias – Frederico Barbosa, Engenheiro da Odebrecht

O sr. trabalhou a serviço da Odebrecht em obras no sítio?
Prestei serviço para uma empresa contratada pelo proprietário, mas não tem nada a ver com a empresa [Odebrecht]. Dei algum apoio,mas pouca coisa. Estava de férias.

Mas para qual empresa então o sr. trabalhou?
Vocês têm que pegar o contrato com o proprietário [do sítio] e aí tiram as conclusões. Sinceramente dei um apoio muito rápido e final para o cara que me pediu. (Poder A5)

Empresa nega ter qualquer elo com reforma de imóvel
A Odebrecht disse que não identificou relação da construtora com a obra. O Instituto Lula não quis se manifestar. Jonas Suassuna, um dos sócios do filho de Lula, informou que sua área no terreno não faz parte do sítio. Fernando Bittar, outro sócio, não foi localizado. (Poder A4)

Tríplex turístico
O condomínio Solaris, em Guarujá (litoral paulista), ganhou ares de ponto turístico após a Lava Jato decidir investigar a relação do ex-presidente Lula com um apartamento tríplex da empreiteira OAS no edifício. “Tá famoso. O guia de uma excursão até parou pra mostrar”, disse funcionário de prédio vizinho. (Poder A8)

Lava Jato deixou de gravar pelo menos três depoimentos
Ao menos três depoimentos de delatores da Lava Jato sobre a participação de políticos no petrolão não foram gravados em áudio ou vídeo por procuradores — as falas foram resumidas em texto. A lei não impõe a gravação, mas o Código de Processo Penal estipula que o recurso deve ser usado “sempre que possível”. (Poder A9)

Governo anuncia R$ 83 bi para reativar a economia
Para reativar a economia, o governo anunciou no Conselhão, diante de representantes de vários segmentos da sociedade, a liberação de até R$ 83 bilhões em crédito. Entre os setores que terão acesso à verba, procedente de bancos públicos e de recursos do FGTS, estão habitação, infraestrutura e pequenas e médias empresas. Há a possibilidade de o trabalhador usar o FGTS como garantia para conseguir crédito consignado — com desconto na folha salarial. A medida foi tomada em um dia de notícias negativas: o governo encerrou 2015 com déficit de R$115 bilhões e a renda média do brasileiro caiu pela primeira vez em 11 anos. (Mercado A15, A17 e A19)

Zika avança de forma explosiva nas Américas, alerta a OMS
A Organização Mundial da Saúde afirmou que o vírus zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, pode atingir até 4 milhões de pessoas nas Américas, sendo 1,5 milhão no Brasil. Margareth Chan, diretora da OMS, disse que a epidemia se alastra “de maneira explosiva”. “O nível de alerta é extremamente alto.” A entidade realizará reunião de emergência na segunda- feira (1º). (Cotidiano B1)

Editoriais
Leia “A conta, por favor”, sobre rombo do Tesouro Nacional em 2015, e “Além da adição”, acerca de problemas na formação do docente de matemática (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sexta-Feira, 29 de Janeiro de 2016

Compartilhe nossa Matéria