Manchete dos Jornais neste sábado, 26 de dezembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 26th dezembro 2015

Domesticado, Leão da Receita Federal só ruge para baixo
Sem operação do Ministério Público, a Receita Federal jamais investigaria uma “pessoa especial” como Lula. O temido Leão é um bichinho de estimação do ministro da Fazenda, que nomeia os cargos de comando.


O Globo

Manchete : Picciani nega a Pezão uso de fundo de R$ 190 milhões
Presidente da Alerj diz que reserva financeira do órgão não resolve crise
Com dívida de R$ 1,3 bilhão na saúde, governador também teria saído derrotado em negociação junto ao TJ, que dispõe de R$ 478 milhões provenientes de taxas judiciais. Situação de hospitais melhora, mas ainda falta material
Com a dívida da saúde estacionada em R$ 1,3 bilhão, o governador Luiz Fernando Pezão tentou uma manobra para lançar mão de recursos de um fundo da Assembleia Legislativa, que tem R$ 190 milhões, mas saiu da negociação derrotado. Presidente do PMDB do estado e aliado de Pezão, o presidente da Alerj, Jorge Picciani, criticou o governo por buscar saídas “paliativas” para a crise. “Daqui a três meses, o estado está sem dinheiro de novo”, disse Picciani ao GLOBO. Pedido semelhante também teria sido negado pelo Tribunal de Justiça, que dispõe de R$ 478 milhões em fundo especial. Os hospitais ainda sofrem com falta de insumos. (Pág. 5)

Disque-Denúncia corre risco de acabar (Pág. 6)

Debate – Afinal, Dilma cometeu crime?
Juristas com pontos de vista divergentes expõem seus argumentos para defender, ou rejeitar, a tese de que a presidente Dilma cometeu crime de responsabilidade ao executar as “pedaladas fiscais” e ao autorizar créditos suplementares sem aval do Congresso, razões alegadas para pedir seu impeachment, contam BRUNO GÓES e MARCO GRILLO. (Pág. 4)

Eleições municipais – Grandes cidades atormentam PT
As grandes cidades, onde a crise política e os casos de corrupção costumam influenciar mais o eleitor, assombram a cúpula do PT nas eleições de 2016. (Pág. 3)

Produção de moto pisa no freio
Crédito restrito e renda menor devem levar produção de motocicletas a nível mais baixo desde 2005, segundo associação de fabricantes. (Pág. 15)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Tesouro pressiona e BNDES vai pagar R$ 4,8 bi à União
Dividendo vai ajudar a fechar contas do governo; banco resistia a fazer repasse porque usaria recurso para empréstimo
O Tesouro Nacional buscou no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) uma ajuda para fechar as contas do governo a poucos dias do fim do exercício de 2015, informam Vinícius Neder e Adriana Fernandes. Depois de pressão da equipe econômica, o banco aprovou antes do Natal o pagamento de cerca de R$4,8 bilhões em dividendos à União. Nos últimos meses, a cúpula do BNDES vinha tentando evitar o repasse de dividendos como objetivo de reforçar seu capital para novos empréstimos. A última transferência ao Tesouro – seu único acionista – foi realizada em setembro de 2014. O pagamento dos dividendos foi acertado na mesma semana em que o governo federal decidiu colocar em dia seu débito de R$ 15,1 bilhões com o banco por causa das pedaladas fiscais. Mesmo com o aval do Congresso para fechar o ano com déficit de até R$ 119,8 bilhões, o governo ainda precisou contar com o reforço do BNDES para conseguir cumprir a meta fiscal de 2015. (Economia/ B1)

Aécio: Planalto usa ‘truque contábil’
O presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, disse que o governo usa “truques contábeis”, ao criticar a medida que permite uso de recursos do Tesouro para pagar pedaladas. (B1)

Após troca na Fazenda, Lula cobra mudança na economia
Incomodado com a recepção negativa do mercado e da base histórica do PT aos primeiros movimentos do ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, o ex-presidente Lula pressiona o governo a anunciar medidas que sinalizem mudanças na política econômica. Para o petista, a criação de expectativas positivas no início do segundo ano do governo Dilma Rousseff é fundamental para garantir apoio popular à presidente contra o impeachment. A preocupação foi manifestada por Lula a auxiliares e integrantes do governo. (Política/B4)

Hospitais do Rio reabrem, mas só para casos graves
O governo do Estado do Rio restabeleceu ontem o atendimento de casos graves em hospitais depois de receber parte dos empréstimos prometidos pela prefeitura e pela União. Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que os centros médicos “estão funcionando normalmente”, mas que os casos menos graves foram orientados a procurar Unidades de Pronto Atendimento. O Ministério Público e a Defensoria do Estado recomendaram um plano de contingência. (Metrópole/A13)

Haddad entrega 1º corredor de ônibus da gestão

O prefeito Fernando Haddad entrega, na segunda-feira, o primeiro corredor de ônibus de sua gestão, na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, na zona sul. Com 3,3 km, a via exclusiva faz parte de um pacote de 32 km que o prefeito pretende inaugurar em 60 dias. O número corresponde a um terço dos 150 km de corredores prometidos em campanha. (Metrópole/A11)

Jornada de trabalho fica abaixo de 40h/semana (B3)

Notas&Informações
A inflação de Barbosa e Dilma – As dúvidas sobre as contas oficiais são grande fator de risco para os próximos meses (A3)

Ganhos só no curto prazo – A nova regra para aposentadoria vai ser uma nova e poderosa fonte de déficits no futuro (A3)


capa

Manchete: Capa/foto

FUSÕES E AQUISIÇÕES
Cresce o apetite de investidores estrangeiros por empresas brasileiras em 2015
CONTAS PÚBLICAS
Barbosa precisa tirar ‘coelho da cartola’ para fazer um superávit em 2016
PLANOS DE EXPANSÃO
Paranaense, Oven investe em pizza “customizada” e mira mercado nacional
MARKETPLACE
Startup curitibana dá apoio a quem quer ser sustentável
PLANEJAMENTO URBANO
“O design funciona como ferramenta para construção de cidades”
VERÃO
Santa Catarina: entre belas praias e o caos urbano
FINANÇAS ESTADUAIS
A trajetória do poderoso secretário da Fazenda de Richa: do inferno ao céu em poucos meses
LEITURA
Uma guerra feita de livros
CIDADE DO FUTURO
Como o big data já está mudando a sua vida


Zero Hora

Manchete : Novo “dono” deve investir R$ 1,7 bi no Salgado Filho
Nono colocado no ranking de aeroportos brasileiros por movimentação, o Salgado Filho deverá ter a gestão entregue à iniciativa privada a partir de janeiro de 2017, com previsão de receber investimento de R$ 1,7 bilhão e a obra de ampliação da pista, fundamental para a geração de negócios no Estado. Essa é a previsão da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, que entregou ao Tribunal de Contas da União (TCU) o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental, etapa que precede a publicação do edital que fará o chamamento de leilão para conceder o Salgado Filho. (Notícias)


Folha de S. Paulo

Manchete : Samarco não vai reativar barragem que ruiu em MG
Em entrevista, presidente diz que futuro terá de ser discutido com a sociedade
A barragem do Fundão, que ruiu no último dia 5 de novembro, deixando ao menos 17 mortos em Mariana (MG), não deverá ser reerguida pela mineradora Samarco, informam Marcelo Leite e Estêvão Bertoni. “Não é a nossa intenção voltar a construir naquele local [Bento Rodrigues], até por tudo o que esse acidente representou e representa para a empresa”, afirmou Ricardo Vescovi, 45, diretor presidente da Samarco. Questionado sobre as causas da tragédia, por sete vezes respondeu que ainda estão sendo investigadas, e deixou em aberto questões sobre os problemas na estrutura que ruiu e as falhas no plano de emergência. Não há prazo para a conclusão das investigações. O futuro da empresa, para o engenheiro, terá de ser discutido com a sociedade. “Eu conto com a possibilidade de a Samarco dar conta disso tudo.” (Cotidiano B1)

Governo eleva vários impostos enquanto não aprova CPMF
Enquanto tenta ressuscitar a CPMF, o governo federal vem adotando uma série de medidas para aumentar sua arrecadação em 2016. Depois de aprovar, antes do recesso parlamentar, a alta no imposto sobre bebidas e produtos de informática, a próxima meta é elevar a tributação sobre ganhos de capital na venda de bens como imóveis. (Mercado A9)

Cunha quer vice no comando caso seja afastado
Eduardo Cunha (PMDB-RJ) articula para que seu vice, Waldir Maranhão (PP-MA), assuma a presidência da Câmara caso seja afastado do cargo pelo Supremo em fevereiro. O peemedebista defende que não deve haver nova eleição, uma vez que ele ainda poderia recorrer da decisão. (Poder A4)

Dirceu e Delúbio aproveitam indulto natalino para pedir fim das penas
(a6)

Previsões improváveis
Ano do histórico acordo climático fechado em Paris, 2015 termina com enchentes no Rio Grande do Sul, Paraguai, Uruguai e Argentina que causaram a morte de ao menos oito pessoas e a remoção de mais de 150 mil. Na Bahia, a barragem de Sobradinho está próxima ao volume morto e poderá interromper a geração de energia para toda a região. Em Nova York, a temperatura chegou a 22°C na véspera do Natal. (Mundo A7)

Demétrio Magnoli
Domesticado, Leão da Receita Federal só ruge para baixo
Sem operação do Ministério Público, a Receita Federal jamais investigaria uma “pessoa especial” como Lula. O temido Leão é um bichinho de estimação do ministro da Fazenda, que nomeia os cargos de comando. (Poder A6)

André Singer
Corrupção tucana tem tratamento discreto na mídia
Há dois pesos e duas medidas no tratamento que a mídia dá aos principais partidos. Enquanto o PT aparece como o mais corrupto da história, o PSDB, quando apanhado, merece registros relativamente discretos. (Opinião A2)

Editoriais
Leia “Inovação em risco”, acerca de fim da chamada Lei do Bem, e “Fio de esperança na Síria”, a respeito de resolução da ONU sobre guerra no país. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sábado, 26 de Dezembro de 2015

Compartilhe nossa Matéria