Manchete nos Jornais desta quinta-feira, 07 de maio de 2015

124

Ano perdido?
Sem uma definição sobre o retorno das aulas, mães e pais de alunos ficam na dúvida sobre como será o ano letivo. Paralisação afeta estudo dos alunos, em especial os do terceiro ano do ensino médio, que farão o vestibular e a prova do Enem no fim de 2015. Em meio à indefinição sobre o retorno das aulas na rede pública de ensino do Paraná, mães e pais de alunos ficam na dúvida sobre como será o ano letivo dos filhos, que começou com duas paralisações praticamente seguidas dos professores. Três mães ouvidas pela reportagem reclamam de como o conteúdo será reposto e que uma resposta precisa ser dada aos estudantes. Elas acreditam que falta diálogo entre as partes envolvidas na greve…

————————————————————————————

O Globo

Manchete : Acuado por PMDB e Planalto, PT ajuda a aprovar ajuste

Para garantir vitória, governo prometeu cargos
Votação teve ‘chuva de dólares’ e panelaço
Principal medida do pacote agora vai para o Senado

Numa sessão tensa, com quase sete horas de discussões, o governo Dilma conseguiu aprovar ontem à noite, na Câmara, o texto-base da principal medida do ajuste fiscal, que muda regras para concessão de seguro-desemprego e abono salarial. Para garantir a vitória, o Planalto e o PMDB pressionaram e enquadraram o PT, além de ter havido negociação de cargos para aliados. O placar (252 votos a 227) foi apertado. Dos 64 deputados petistas, 55 participaram da votação e apenas um votou contra. Centrais sindicais, das galerias, jogaram notas falsas de dólar com os rostos de Dilma, do ex-presidente Lula e do ex-tesoureiro Vaccari, preso na Lava-Jato. A proposta será votada no Senado. (Págs. 3 e 4)

Planalto ‘descola’ Dilma do partido

Ao comentar o panelaço no país em reação ao programa do PT na TV, o ministro Edinho Silva (Comunicação Social) disse ser um erro misturar a atuação da presidente Dilma com a da sigla, numa tentativa de desvinculá-la do protesto. (Pág. 5)

Domésticas terão FGTS, e patrão pagará menos INSS

Senado aprova benefícios. Empregadores terão que recolher 11,2% para Fundo de Garantia e 8% à Previdência

Dois anos após a promulgação da proposta que assegurou aos empregados domésticos os mesmos direitos dos demais trabalhadores, o Senado concluiu a regulamentação desses benefícios. Os empregadores terão de recolher 8% para o FGTS, além de uma alíquota mensal de 3,2% para antecipar possível multa nas demissões sem justa causa. Ou seja, no total, serão 11,2%. Para compensar esse encargo, a contribuição patronal para a Previdência cairá dos atuais 12% para 8%. O governo era contrário a essa redução na alíquota do INSS, porque representa perda na arrecadação de R$ 700 milhões por ano. Não está claro o que vai ocorrer com os recursos recolhidos pelo patrão para uma eventual multa do FGTS caso a empregada peça demissão. Também foram aprovadas regras para o pagamento e compensação de horas extras dos domésticos. Se o texto for sancionado pela presidente Dilma, as novas regras entram em vigor em 120 dias. (Pág. 25)

Comissão aprova teto para aditivo em obras

Para tentar evitar o uso indiscriminado de aditivos em contratos públicos, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou ontem projeto de lei que estabelece limite máximo de 25% para acréscimos ao valor inicial de contratação de obras. Se não houver recurso, o projeto seguirá para a Câmara. (Pág. 26)

Da 30ª para a 416ª posição

A Petrobras despencou no ranking global das maiores empresas de capital aberto, saindo da 30ª para a 416ª posição, segundo a revista americana “Forbes”. (Pág. 28)

Ilimar Franco – A vitória do governo Dilma

Era previsível, até mesmo para a oposição, que o governo aprovasse a MP 665. O que não estava no horizonte dos governistas era uma vitória tão apertada. O PMDB teve que enquadrar o partido da presidente. Os petistas vacilaram na defesa de medidas fiscais consideradas fundamentais para a sobrevivência do atual governo. E, como dizem dirigentes aliados, o PMDB salvou o PT do próprio PT. (Pág. 2)

Merval Pereira – Luta política

Foi uma segunda noite seguida de horrores para o Partido dos Trabalhadores. Não bastando que até Lula tivesse sido vítima de um panelaço nacional na véspera, ontem à noite os deputados petistas sofreram calados e sem condições de reação na votação do ajuste fiscal. (Pág. 4)

Míriam Leitão – Razão do ajuste

As medidas do ajuste fiscal não economizam muito, mas vão exatamente em alguns pontos de escalada de aumento de gastos. As despesas com seguro-desemprego e abono salarial dobraram como percentual do PIB. Se não for através do controle desses itens, terá que haver aumento de impostos . Mas a carga tributária subiu até em 2014, ano de PIB estagnado, segundo o IBPT, e bateu novo recorde. (Pág. 26)

Editoriais

O impossível malabarismo do PT

O panelaço que acompanhou o programa de TV petista, que teve um tom oposicionista, foi sinal de que o truque de ser oposição ao próprio governo não deu certo (Pág. 14)

Mudanças são bem-vindas para a indústria do petróleo

O modelo para o pré-sal inibe potenciais investidores e também não agrada à Petrobras, assim como as atuais exigências de conteúdo local para o setor (Pág. 14)

————————————————————————————

O Estado de S.Paulo

Manchete: Câmara aprova MP do ajuste fiscal em votação tumultuada
MP aumento tempo de trabalho para pedir o seguro-desemprego; votação foi marcada por confusão.
Valor pago a hospital tem defasagem de até 434%, afirma CFM
Ministério deixou de atualizar o custo de 74% dos procedimentos atendidos via SUS, segundo conselho
Supremo nega liberdade a ex-diretor da Petrobrás
Preso desde março, Renato Duque é suspeito de participar de esquema de desvios na estatal
Empreiteiro da Lava Jato chora ao saber que seria solto
STF autorizou prisão domiciliar ao presidente da Galvão Engenharia, que usará tornozeleira
Senado conclui regulamentação dos direitos do trabalhador doméstico
Regulamentação de PEC aprovada em 2013 foi concluída e agora segue para sanção de Dilma.
Promulgada em 2013, PEC das Domésticas garantiu direitos, mas alguns dependiam ainda da normatização para entrar em vigor; texto agora segue para sanção de Dilma
Montadoras Fiat, Ford e Volkswagen anunciam férias coletivas e lay-off
Novas medidas de corte de produção se somam a outras em curso nas empresas, cujas vendas caíram 19% este ano; segundo a Fenabrave, setor já demitiu 12 mil
Produção industrial tem queda de 5,9%, puxada pelo setor automotivo
Recuo no 1º tri foi disseminado, com destaque para setor automotivo, que teve queda de 20,7%; indústria teve maior retração para o mês de março em 9 anos
Petrobrás cai de 30º para 416º em lista de maiores empresas da ‘Forbes’
Queda de da posição da companhia, considerada pela revista uma das maiores perdedoras em 2015, é decorrente de ‘escândalos contábeis e de corrupção’
Com queda nos estoques, preço do petróleo chega ao maior nível de 2015
Petróleo para junho fechou com alta de US$ 0,53 (0,88%), a US$ 60,93 por barril, nível mais alto desde dezembro; Brent encerra dia cotado a US$ 67,77…
Após 18 meses, TCU libera editais para leilão de portos em Santos e no Pará
Secretaria de Portos informou que seus técnicos foram orientados para atender no menor prazo possível as determinações para preparar os lotes para a licitação…
Lucro do BTG Pactual sobe 2,6% e vai a R$ 854 milhões no 1º trimestre
Carteira de crédito do banco encerrou o mês de março com saldo de R$ 49,105 bilhões, montante 5,9% menor que o registrado ao final de dezembro de 2014…
Lucro dos bancos privados cresce 18%, apesar de gasto maior contra calotes
Juntos, bancos Itaú Unibanco, Bradesco e Santander tiveram resultado líquido contábil de R$ 11,6 bilhões no primeiro trimestre, cifra 18% superior à registrada no mesmo intervalo do ano passado; despesa com provisão cresceu 15% em um ano…
Brasil atrai investidor estrangeiro e saldo cambial é positivo em US$ 13 bi
Resultado em abril foi influenciado pelo bom humor dos investidores estrangeiros com juro alto no Brasil e real desvalorizado; saldo de dólares é o maior desde julho de 2011…
Dólar tem queda pelo segundo dia consecutivo e fecha cotado a R$ 3,04
Cotação caiu 0,94%; dados sobre mercado de trabalho nos EUA e saldo cambial positivo de US$ 13 bilhões em abril no Brasil influenciaram baixa…

————————————————————————————

Gazeta do Povo

Manchete: Ano perdido?
Sem uma definição sobre o retorno das aulas, mães e pais de alunos ficam na dúvida sobre como será o ano letivo. Paralisação afeta estudo dos alunos, em especial os do terceiro ano do ensino médio, que farão o vestibular e a prova do Enem no fim de 2015. Em meio à indefinição sobre o retorno das aulas na rede pública de ensino do Paraná, mães e pais de alunos ficam na dúvida sobre como será o ano letivo dos filhos, que começou com duas paralisações praticamente seguidas dos professores. Três mães ouvidas pela reportagem reclamam de como o conteúdo será reposto e que uma resposta precisa ser dada aos estudantes. Elas acreditam que falta diálogo entre as partes envolvidas na greve.

NEGÓCIO
Como fazer milhões a partir de R$ 500
Aos 16 anos, Anderson Rodrigues usou R$ 500 de uma rescisão para iniciar trajetória da Wingard, uma das maiores importadoras de películas automotivas do Brasil
TRABALHO
Trabalho de domésticos é regulamentado
Após dois anos de discussões no Congresso, o Senado aprovou a regulamentação dos direitos de trabalhadores domésticos. O projeto estabelece, entre outros pontos, recolhimento mensal adicional de 3,2% ao FGTS por parte dos empregadores
CORRUPÇÃO NA PETROBRAS
Youssef e mais 3 são condenados no caso mensalão
O doleiro Alberto Youssef foi condenado a cinco anos em regime fechado por lavagem de R$ 1,1 milhão do ex-deputado federal José Janene (morto em 2010). Como ele fez acordo de delação premiada, deverá ficar apenas três anos preso
JUSTIÇA
PEC da Bengala impede Dilma de indicar 17 nomes para o Poder Judiciário
VOTO A VOTO
Britânicos vão às urnas para a eleição mais acirrada em décadas

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : Após tumulto, Câmara aprova MP do seguro-desemprego

Sessão para votar a primeira das três medidas para o ajuste fiscal proposto pelo governo teve bate-boca e chuva de réplicas de notas de US$ 100 com imagens da presidente Dilma, de Lula e de envolvidos na corrupção da Petrobras (Notícias | 6, 7 e 29)

PEC regulamentada

Senado aprova direitos de empregados domésticos (Sua Vida | 32 e 33)

Cortes e atrasos podem paralisar hospitais no RS

Com 70% dos serviços do SUS no Estado, instituições reclamam de falta de repasses (Notícias | 18, 19 e 28)

Bacia de Pelotas será oferecida em licitação

Área do litoral gaúcho foi apresentada como “nova fronteira” em feira nos EUA (Marta Sfredo | 27)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Governo quer fatiar a venda de distribuidoras de energia
O governo planeja fatiar, em até quatro etapas, a privatização das distribuidoras de energia controladas pela Eletrobras. O processo de venda deve começar pela estatal goiana Celg…
Deputados aprovam 1ª MP do ajuste
O PMDB pressionou e conseguiu que o PT assumisse a linha de frente na defesa das medidas provisórias que endurecem as regras de acesso a benefícios trabalhistas e beneficiários, parte do ajuste fiscal…
Crise se agrava no Estaleiro Atlântico Sul
O Estaleiro Atlântico Sul (EAS), de Ipojuca (PE), vive uma crise cada vez maior. As dificuldades vêm desde a sua implantação, em 2005, e se agravaram recentemente por que a Sete Brasil deixou de pagar o estaleiro pela construção de sondas de perfuração.
Empresas estão mais perto de fechar acordos de leniência
A Controladoria-Geral da União avançou nas negociações com as empresas investigadas na Operação Lava-Jato e já trabalha com a possibilidade de assinar os primeiros acordos de leniência no segundo semestre…
Negociação de MPs do ajuste consumiu economia de R$ 3,5 bi, afirma Barbosa
Perda de poder de fogo com as medidas de ajuste vão obrigar governo a aumentar o contingenciamento, afirma ministro do Planejamento, Nelson Barbosa…

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete : Lucro de bancos sobe 25% com alta de juros e câmbio

Imunes à desaceleração da economia, as instituições correram para linhas de crédito de menor risco, como o consignado, venda de serviços e títulos públicos. No primeiro trimestre deste ano, o lucro líquido dos três maiores bancos privados – Itaú, Bradesco e Santander – somou R$ 11,6 bilhões. O montante é 24,9% maior do que o obtido em igual período de 2014. (Pág. 20)

Indústria – Retração no trimestre foi de 5,9%

Um momento tão crítico quanto este não era visto desde 2009, quando a atividade recuara 14,2%. Até agora, apenas a indústria extrativa é capaz de atenuar o tombo do setor, com forte crescimento de 10,3%. (Pág. 6)

PMDB decide apoiar as medidas do ajuste fiscal

Após dois dias de embate no plenário, o partido deixou claro que não apoia a Medida Provisória 665, mas sim o texto alterado pelo relator, o senador Paulo Rocha (PT-PA). (Pág. 3)

Adversários na busca de votos petistas em SP

Na luta pela reeleição, o prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) terá de enfrentar dois candidatos com potencial para tirar votos tradicionalmente dados a seu partido. (Pág. 4)

Barbosa, os erros e os acertos

Na Câmara, ministro do Planejamento tenta explicar a guinada da política econômica no novo mandato de Dilma. (Pág. 5)

Olhar do Planalto – José Negreiros –  APOSTA NO SUCESSO DO AJUSTE

A confusão política não impediu a forte entrada de capitais no país. O Brasil recebeu US$ 13,1 bilhões em abril, descontadas as saídas, segundo o Banco Central. A bolsa subiu e o dólar continuou rodando em torno de R$ 3,00. Entre autoridades monetárias e políticos envolvidos na votação do ajuste fiscal, é uma demonstração de que o investidor olha para frente. (Pág. 2)

Ponto de Vista – Carlos Thadeu de Freitas – TRÉGUA NO DÓLAR

A evolução nos ajustes fiscais e a queda nos preços de algumas commodities como o petróleo e o minério de ferro foram parte do entorno que acompanhou a desvalorização do real, que registrou queda de 5,6% em abril. (Pág. 7)

O mercado como ele é…

Luiz Sérgio Guimarães – INVESTIDOR BUSCA O RISCO

Um expressivo movimento de venda de títulos do Tesouro americano norteou o comportamento dos mercados financeiros do exterior e do Brasil ontem. (Pág. 21)

Ponto Final – Octávio Costa – O GRANDE PENSADOR

Intelectual admirado por Caetano Veloso, o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, é uma usina de ideias. Se desafiado, apresentará soluções para todos os problemas do país. (Pág. 32)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Uma em cada quatro cidades no Brasil tem epidemia de dengue

Segundo dados do governo, SP é o Estado em situação mais crítica, com alto nível de contágio em 82% dos município

De cada quatro cidades no Brasil, uma está com epidemia de dengue, mostra levantamento do Ministério da Saúde feito a pedido da Folha. São Paulo é o Estado em situação mais crítica, com 82% dos municípios nessa condição — a capital aparece na lista pela primeira vez. O estudo informa que 1.397 de 5.570 cidades sofrem com a epidemia. Em março, eram 511 municípios afetados no país. Segundo a Organização Mundial da Saúde, quando a incidência supera 300 casos por 100 mil habitantes, há epidemia. No Brasil, são 367 por 100 mil. O ministério afirma que as condições climáticas e problemas de infraestrutura tornam o Brasil vulnerável à dengue. Para especialistas, o ritmo de crescimento dos casos deve cair com temperaturas mais baixas e redução das chuvas nas próximas semanas. (Cotidiano B1)

Tribunal da Itália suspende extradição de Pizzolato

Um tribunal administrativo italiano suspendeu por ao menos 20 dias a extradição para o Brasil do ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no mensalão. A liminar atendeu pedido da defesa. Uma audiência foi marcada para o dia 3 de junho, em que será analisada se a decisão do governo de extradição cumpriu a lei. Até lá, ele deverá continuar preso em Módena. Para o governo brasileiro, a liminar será cassada. (Poder a7)

Senado aprova projeto que regula direitos de trabalho doméstico no país (Mercado A17)

Foto-legenda : Chuva de dinheiro

Integrantes da Força Sindical jogam notas de ‘petrodólares’ com fotos de Dilma e Lula durante sessão no plenário da Câmara, em que se discutia medida provisória sobre ajuste fiscal; acuado por Planalto e PMDB, PT é forçado a apoiar integralmente o pacote do governo (Poder a4)

Secretário de Educação do PR é demitido; crise se agrava

Sete dias após ação da PM que deixou ao menos 180 feridos em ato contra a gestão Beto Richa (PSDB), o secretário de Educação do Paraná, Fernando Ferreira, interlocutor com os professores em greve, foi demitido. Também veio a público carta em que o chefe da PM critica o secretário da Segurança, que culpou a corporação pelo ocorrido. (Poder a8)

Indústria cai 6% e tem pior primeiro trimestre em 6 anos

A produção da indústria brasileira caiu 5,9% no primeiro trimestre, o pior início de ano desde 2009, segundo o IBGE. Em março, o setor teve retração de 3,5% em relação ao mesmo mês do ano passado — a 13ª queda segui da, a mais longa sequência da série, iniciada em 2002. O resultado reforça as expectativas de analistas de um encolhimento do PIB brasileiro nos primeiros três meses deste ano. (Mercado a19)

Rogério Gentile

Aécio usa ‘desculpa esfarrapada’ ao se explicar sobre voos

Aécio Neves (PSDB) usou uma “desculpa esfarrapada” par a justificar voos em aeronaves do governo mineiro após ter deixado o comando do Estado. Tucanos eram menos compreensivos com ri v ai s em casos desse tipo. (Opinião a2)

Editoriais

Leia “Nunca antes na história”, a respeito de propaganda do PT no rádio e na TV, e “Reação irracional”, sobre medidas antiterroristas na França (Opinião A2)



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *