A OPOSIÇÃO SE MOBILIZA

Passada a derrota eleitoral, o PSDB começa a se organizar na oposição. E aposta em novos desdobramentos da divisão da base aliada, nas dificuldades enfrentadas pela economia e em novas denúncias de corrupção na Petrobras e em outras estatais como seus trunfos.

Efeito Lava Jato bate em dívida externa de bancos

Depois da Petrobras e das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato, agora é a vez de os bancos sentirem em seus papéis os reflexos no mercado internacional. O Banco do Brasil e a Caixa também tiveram o custo dos empréstimos elevados. Embora as instituições não estejam envolvidas nas denúncias, elas podem ter que pagar multa, caso sejam encontradas irregularidades nos empréstimos liberados às empresas envolvidas.

O Globo

Manchete : Escândalos na Petrobras – MP diz haver indício de que corrupção não foi estancada

Ex-diretor Nestor Cerveró é preso por tentar ocultar bens da Justiça

Réu em processo da Operação Lava-Jato, ele tentou transferir quase R$ 500 mil para a filha e repassou imóveis para parentes

Ex-diretor da área Internacional da Petrobras e réu na Lava Jato, Nestor Cerveró foi preso na madrugada de ontem sob a acusação de tentar ocultar bens. Vindo de Londres, ele foi detido quando desembarcava no Galeão e encaminhado para a carceragem da PF em Curitiba. Procuradores da Lava Jato afirmaram que há indícios de que o esquema de corrupção na Petrobras “não foi estancado” e que ex-diretores continuaram a receber propina. Em dezembro, Cerveró tentou transferir R$ 464 mil de um plano de previdência para sua filha. Ele já havia repassado quatro imóveis para parentes, como revelara O GLOBO. Advogado do ex-diretor, Edson Ribeiro disse que a prisão é arbitrária: “Por que não prender a presidente da Petrobras, Graça Foster, que também transferiu imóveis para familiares?” (Págs. 3 a 7 e Merval Pereira)

SP cogita rodízio para água

O governador Geraldo Alckmin (PSDB), após passar um ano negando, admitiu que já existe, na prática, um racionamento de água em São Paulo. A companhia de saneamento do estado deve implementar nos próximos meses um rodízio na distribuição. (Pág. 9)

Ministro sugere economizar luz

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, recomendou que a população gaste menos energia. Com o reajuste extra, a conta de luz deve subir de 25% a 35% este ano. (Pág. 19)

Cristina é acusada de favorecer o Irã

O procurador que investiga os atentados de 1994 na Argentina acusou a presidente Cristina de ocultar a participação do Irã para obter petróleo. (Pág. 28)

Canabidiol sai da lista proibida

O canabidiol, usado para tratar epilepsia grave, saiu ontem da lista de drogas proibidas. Mas a Anvisa terá de autorizar a importação. (Pág. 25)

França reage em duas frentes

A França já abriu mais de 70 inquéritos e condenou seis pessoas por apologia ao terror desde os atentados, e decidiu enviar um porta-aviões ao Oriente Médio. (Págs. 26 e 27)

Ilimar Franco

Marta rumo ao PR?

O PR, do ministro Antônio Carlos Rodrigues (Transportes), é o destino de preferência de Marta Suplicy. Aliados relatam que ela quer sair de forma amigável do PT. Para tanto, terá nova conversa com Lula e só deve anunciar seu destino no início de março. O PR garante 1’13 na TV para um candidato a prefeito de SP. O tempo pode crescer com alianças e, por isso, Marta tem contato com outros partidos, como o PDT. (Pág. 2)

Merval Pereira

Falta um

A prisão de Nestor Cerveró, ex-diretor da área Internacional da Petrobras indicado pelo PMDB, coloca na cadeia o segundo dos três ex-diretores da estatal envolvidos nos escândalos da empresa. Paulo Roberto Costa, ligado ao PP, já estava preso, e falta agora Renato Duque, indicado pelo ex-ministro José Dirceu para a Diretoria de Serviços da Petrobras. Umbilicalmente ligado ao PT, teve o que poderia se interpretar como um tratamento diferenciado, ao receber habeas corpus para se livrar da prisão. (Pág. 4)

Míriam Leitão

O preço do erro

É incrível, mas houve quem comemorasse a alta de 6,41% da inflação em 2014, mesmo com o PIB perto de zero. Esse é um resultado muito ruim e não é toda a verdade, porque parte dos reajustes ficou para 2015. Há uma grande batalha neste ano para inverter a tendência da inflação. Em janeiro, o número deve ficar em torno de 1%, o que deve levar o dado em 12 meses para perto de 7%. (Pág. 20)

Editoriais

A Educação não para de preocupar

Os resultados do Enem de 2014 são apenas parte do cenário negativo no ensino, em que há a percepção de que as melhorias estancaram. Trabalho não falta a Cid Gomes (Pág. 16)

Riscos de a desordem urbana anular avanços das UPPs

Pacificação tem atraído novos moradores, que se prevalecem da leniência do poder público para ocupar áreas beneficiadas pela política de segurança nas favelas (Pág. 16)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : Ex-diretor da Petrobras preso por ocultar bens

Nestor Cerveró, um dos réus da Operação Lava-Jato, transferiu patrimônio a parentes para evitar eventual ressarcimento por desvios da estatal. (Notícias 10)

Só 20% dos municípios cumprem Lei de Acesso à Informação no RS

Três anos depois de entrar em vigor, legislação que promete acabar com o sigilo de dados públicos ainda encontra obstáculos. (Notícias 6 e 7)

Canabidiol tem uso liberado

Derivado da maconha pode ser utilizado para tratamento de doenças como a epilepsia (Sua Vida 26)

————————————————————————————

Valor

Manchete: Preço de ativos já reflete a confiança no governo

CEF financiou tesouro, conclui TCU

Ideia de Levy para taxar PJs já deu  errado em 2005

Queda do petróleo não chegou aos plásticos

Brasil Econômico

Manchete : Efeito Lava Jato bate em dívida externa de bancos

Depois da Petrobras e das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato, agora é a vez de os bancos sentirem em seus papéis os reflexos no mercado internacional. O Banco do Brasil e a Caixa também tiveram o custo dos empréstimos elevados. Embora as instituições não estejam envolvidas nas denúncias, elas podem ter que pagar multa, caso sejam encontradas irregularidades nos empréstimos liberados às empresas envolvidas. (Pág. 19)

Petrobras devolve o último campo do 1º leilão do país

Guaiamá, na Bacia de Santos, era o único projeto remanescente da licitação que pôs fim ao monopólio estatal no setor. Foi devolvido à ANP com outras dez áreas que perderam a atratividade após a descoberta do pré-sal. (Pág. 5)

Energia – Tarifa realista dará base para negociação de empréstimos

O reajuste extraordinário das contas de luz em 2015 será usado como garantia para que as distribuidoras solicitem o alongamento dos prazos para pagamento de R$ 17,8 bilhões tomados no ano passado. (Pág. 4)

Executiva do PMDB quebra tradição para apoiar Cunha

Foi a primeira manifestaçãoem momentos de eleição no Congresso empelo menos 15 anos. Nota de apoio, porém, não cita o nome do deputado fluminense que disputa o cargo como petista Arlindo Chinaglia. (Pág. 3)

Crédito mais longo estimula vendas no varejo

Móveis, eletrodomésticos, veículos e motos surpreendem com expansão em novembro. No ano, resultado é o menor desde 2003. (Pág. 6)

Mosaico Político

Gilberto Nascimento

A OPOSIÇÃO SE MOBILIZA

Passada a derrota eleitoral, o PSDB começa a se organizar na oposição. E aposta em novos desdobramentos da divisão da base aliada, nas dificuldades enfrentadas pela economia e em novas denúncias de corrupção na Petrobras e em outras estatais como seus trunfos. (Pág. 2)

Ponto de Vista

Carlos Thadeu de Freitas

AJUSTES VIRÃO TAMBÉM DO EXTERIOR

Além dos desequilíbrios macroeconômicos internos, no ano de 2015 a economia brasileira também continuará contando com um cenário externo desafiador. Entretanto, os desafios no âmbito externo mudaram. (Pág. 7)

O mercado como ele é…

Luiz Sergio Guimarães

COBERTOR CURTO

Os mercados viam o rei nu, mas era preciso que uma autoridade externa, provida de lentes especiais, dissesse se ele estava completamente despido ou se ainda conseguia conservar alguma peça íntima. (Pág. 20)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Sabesp admite que pode adotar rodízio de água

Governo reduzirá pressão da água em todas as regiões da Grande SP; Alckmin afirma que ‘racionamento já existe’

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) admitiu a possibilidade de adotar rodízio de água —abastecimento alternado entre regiões— na Grande São Paulo. O presidente da Sabesp, Jerson Kelman, disse que pode chegar a ter de usar o sistema, mas vamos “torcer para que não”. A declaração veio acompanhada demais medidas. Kelman anunciou que a empresa reduzirá ainda mais a pressão da água enviada a todos os bairros da Grande São Paulo. Além disso, a companhia diminuirá a captação do Cantareira,de 16 m³/s para 13 m³/s, para evitar que o reservatório seque. As novas ações devem agravar a falta de água na Grande São Paulo. “O racionamento já existe”, disse o governador Alckmin, atribuindo a decisão à ANA (agência reguladora do setor), que determinou a redução da captação do Cantareira. A declaração ocorreu após a Justiça proibir a cobrança de sobretaxa para quem elevar o consumo. Horas depois, a Justiça voltou a liberar a taxa. (Cotidiano C1)

Ex-diretor da Petrobras é preso ao voltar da Europa

A Polícia Federal prendeu na madrugada desta quarta (14), no Rio, Nestor Cerveró sob acusação de que tentava blindar patrimônio obtido ilegalmente com transferência de bens para parentes. Foi o terceiro ex-diretor da Petrobras detido na operação que apura corrupção na estatal, depois de Paulo Roberto Costa e Renato Duque. A defesa de Cerveró disse que a justificativa para a prisão é descabida. (Poder a4 e a5)

Se houve cartel, comando foi da estatal, afirma empreiteira UTC (Poder A7)

Novo ministro recomenda consumo de energia menor

O novo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, recomendou aos brasileiros que reduzam o consumo de energia elétrica. “Não é racionamento. Nós temos energia. Ela existe, mas é cara”, afirmou Braga. Para o ministro, os aumentos que virão nas contas de luz indicarão ao consumidor que esse recurso está mais escasso e que é preciso diminuir os gastos. (Mercado B1)

Caixa estuda elevar juros para a compra da casa própria (Mercado B1)

Brasileiro vai ser executado sábado, afirma Indonésia

A Indonésia definiu que fuzilará Marco Moreira, 53, neste sábado (17), relata Ricardo Gallo. Ele foi condenado em 2004 por porte de cocaína. Será a primeira execução de um brasileiro no exterior. Dilma Rousseff tenta falar como presidente indonésio para pedir clemência, informa Patrícia Campos Mello. (Cotidiano C5)

Nova edição do ‘Charlie Hebdo’ esgota em minutos

A nova edição do “Charlie Hebdo” gerou uma corrida às bancas de jornais de Paris nesta quarta (14). Longas filas se formaram antes mesmo de o sol nascer. Para evitar confusão, jornaleiros decidiram vender somente um exemplar por pessoa, relata o enviado Leandro Colon. A tiragem será de 5 milhões, um recorde na história da mídia francesa. (Mundo a10)

Anvisa libera uso controlado de derivado da maconha (C6)

Janio de Freitas

Alta de impostos vai afetar quem vive do que ganha como trabalho (Poder A6)

Editoriais

Leia “O nome das coisas”, a respeito de crise hídrica em São Paulo, e “Custo Congresso”, acerca de aumento de salários de deputados e senadores. (Opinião A2)

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.