‘Limbo’ do auxílio-doença; Jurisprudência nos tribunais trabalhistas condena empresas a pagar salários aos empregados que, liberados pela perícia do INSS após período de licença médica, não são reintegrados por discordância da avaliação médica da companhia…-Crise ameaça usinas de cana do País; Problemas de gestão, perda de produtividade e falta de capital para renovar o canavial são alguns dos problemas…-Distorções federativas; Estudo mostra que os municípios brasileiros gastaram mais de R$ 19 bilhões em 2011 para oferecer serviços à população que, por lei, deveriam ter sido custeados pela União e pelos Estados…

O Globo
Manchete: Sem competitividade – Indústria do país perde US$ 14 bi em exportações
Com menos investimentos, fatia do setor nas vendas externas cai de 71% para 61%

Desde o início da crise de 2008, Brasil reduziu parcela destinada a países como EUA, México e Argentina. China, Peru e Colômbia ocuparam espaço

A apatia da indústria pode fazer com que o Brasil perca a chance de avançar no mercado mundial, no momento em que os emergentes devem tomar a liderança nas vendas externas. Da crise de 2008 até 2011, a falta de competitividade custou US$ 14 bilhões ao país, equivalente à fatia que a indústria perdeu nos principais destinos das suas exportações. Até o ano passado, a participação do setor tinha recuado de 71% para 61% do total vendido. Isso é, em boa parte, resultado de uma taxa de investimento baixa, de 18,9% do PIB, a menor entre as nações dos Brics. (Págs. 1 e 17)

Depois do show de Ivete, o desabamento

Há um mês, o governador do Ceará, Cid Gomes, pagou R$ 650 mil para que a cantora Ivete Sangalo fosse à inauguração do Hospital Regional, em Sobral, que não funciona até hoje. Com problemas de drenagem, a marquise desabou ontem após chuva forte, ferindo um operário. (Págs. 1 e 4)

Enfim, Yoani deixa Cuba

A blogueira dissidente cubana Yoani Sánchez embarcou ontem para o Brasil, após cinco anos tentando em vão sair da ilha, impedida pelo regime dos irmãos Castro. Ela celebrou no Twitter o fato de não ter sido interrogada nem advertida sobre o que poderia dizer fora do país. (Págs. 1 e 25)

Vitória no Equador: Correa se reelege com 61% dos votos

O presidente do Equador, Rafael Correa, ganhou um inédito terceiro mandato em seu país já no primeiro turno das eleições, com 61% dos votos, de acordo com pesquisas de boca de urna. Analistas temem que Correa busque maior controle do Judiciário e da imprensa. (Págs. 1 e 23)

Loucura atrás das grades: Sinais de tortura em manicômios

Relatório da ONU aponta potencial de tortura em hospitais de custódia. Presos comuns e pessoas com transtornos mentais dividem espaço em unidades degradantes. No Piauí, detentos provisórios estão há duas décadas em manicômio judiciário, sem laudo médico, revela Vinícius Sassine. (Págs. 1 e 3)

Recados no Vaticano: Papa pede fim do egoísmo na Igreja

O Papa Bento XVI aproveitou sua penúltima aparição dominical para apelar pelo fim do egoísmo na Igreja Católica e defender sua renovação. O clima de despedida atraiu mais de 50 mil fiéis ao Vaticano. Em São Paulo, o cardeal Odilo Scherer criticou as especulações sobre a renúncia. (Págs. 1 e 24)

Hector Babenco entre a fé o fomento

Desanimado com as ´políticas de financiamento ao cinema no Brasil, o diretor volta a filmar depois de sete anos em um longa coletivo sobre a fé, “Words with gods”, produzido pelo cineasta mexicano Guillermo Arriaga. (Págs. 1 e Segundo Caderno)

Ciência: O impacto ambiental do incêndio na Antártica

Especialistas do Ibama avaliam os danos causados pelo incêndio na antiga estação e pela montagem de novos módulos. (Págs. 1 e 26)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo
Manchete: TRE paga R$ 5,3 milhões em bônus a 41 servidores
Tribunal Eleitoral de São Paulo se antecipou ao STF que, a pedido da AGU, vai julgar se benefício é legal

O Tribunal Regional Eleitoral de SP pagou R$ 5,34 milhões a título de vantagem pessoal a 41 funcionários administrativos em dezembro de 2012, informam os repórteres Fausto Macedo e Fernando Gallo. Os dez primeiros da lista embolsaram quantias superiores a R$ 200 mil. A corte decidiu pagá-los mesmo sem que o Supremo Tribunal Federal tenha chegado a entendimento sobre a legalidade do pagamento, contestado pela Advocacia-Geral da União. O TRE alega que a verba liberada no fim do ano teve respaldo em acórdão da própria corte. O tribunal informou que a vantagem foi paga a servidores que exerceram funções comissionadas entre 1998 e 2001. Pelo exercício do cargo de confiança, teriam direito a gratificação. (Págs. 1 e Nacional A4)

R$ 300 mil foi quanto recebeu um servidor, de uma só vez.

Crise ameaça usinas de cana do País

Das 330 usinas de açúcar e etanol do Centro-Sul, responsáveis por 90% da cana processada no País, 60 deverão fechar ou mudar de dono nos próximos anos. Problemas de gestão, perda de produtividade e falta de capital para renovar o canavial são alguns dos problemas. (Págs. 1 e Economia B1)

Candidato do papa seria o italiano Scola

A imprensa italiana avalia que um encontro entre Bento XVI e o Arcebispo de Milão, Angelo Scola, é sinal de que o cardeal é o preferido do papa para sua sucessão. O secretário de Estado, Tarcisio Bertone, por sua vez, estaria trabalhando por Gianfranco Ravasi, também italiano. (Págs. 1 e Vida A12)

Acionistas agem para reerguer a Usiminas

Investidores minoritários conseguem colocar representante no conselho e tentam reverter situação da siderúrgica, que perdeu 75% de valor de mercado em cinco anos. (Págs. 1 e Negócios)

Correa se reelegeu no Equador, diz boca de urna

Pesquisas de boca de urna mostram que o presidente Rafael Correa foi reeleito para seu terceiro mandato no Equador. Ele teria 61,5% dos votos. Seu rival mais próximo, 20%. (Págs. 1 e Internacional A8 e A9)

Sem incidentes, Yoani Sánchez deixa Cuba

Após 20 tentativas fracassadas de sair do país, a blogueira Yoani Sánchez embarcou ontem para o Brasil. Seu voo chegaria no Recife nesta madrugada. (Págs. 1 e Internacional A11)

Governador de SC admite erros antes de ataques (Págs. 1 e Cidades C3)

Em Buenos Aires, consumo da classe média cai até 30% (Págs. 1 e Economia B6)
Luis Eduardo Assis
Ver para crer

No momento, resta ao governo moderar a introdução de novidades e abster-se de fazer previsões exaltadas sobre o andamento da economia. (Págs. 1 e Economia B2)

Notas & Informações

Santas Casas asfixiadas
Com crescentes dificuldades financeiras, elas não recebem a atenção que merecem. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————
Correio Braziliense
Manchete: A escalada do tráfico de drogas no Plano Piloto
No primeiro mês de 2013, a polícia efetuou 41 flagrantes de comércio de entorpecentes na área central, que inclui Rodoviária e Esplanada dos Ministérios, e nas asas Sul e Norte. Esse número é 36,6% maior do que o registrado em janeiro do ano passado. Outro dado preocupa: enquanto a taxa desse tipo de crime é de 70,8 casos por 100 mil habitantes no DF, a proporção no Plano é de 159 ocorrências para o mesmo grupo. Especialistas apontam o alto poder aquisitivo e o grande volume de pessoas que circulam nessa região como fatores que atraem os traficantes. (Págs. 1 e 17)

Justiça: Duro golpe na violência doméstica

Em sentença inédita no país, a Justiça Federal do Rio Grande do Sul condena homem que matou a ex-mulher a reembolsar os gastos do INSS com a pensão aos filhos. A decisão é vista como um marco. (Págs. 1 e 6)

Papa convoca multidão para renovar a Igreja

Em celebração dominical na Praça de São Pedro, Bento XVI conclamou os fiéis a fazerem orações para ele e para o seu sucessor: “Eu imploro para que vocês rezem por mim”. (Págs. 1 e 13)

Legislativo: Orgia de gastos na Câmara

Casa gastou R$ 44,4 milhões para pagar funcionários que fazem horas extras. Desembolso com o benefício quintuplicou em 2012. Já o Senado conseguiu reduzir a despesa com o controle de ponto. (Págs. 1 e 7)

As estratégias de Dilma contra os potenciais rivais

A presidente, Lula e o PT apostam no constrangimento de aliados que cogitem aderir a projetos alternativos liderados pelo governador Eduardo Campos e pela ex-ministra Marina Silva. (Págs. 1 e 2)

Rafael Correa comemora vitória no Equador (Págs. 1 e 13)

Pesquisa
Navios superequipados garantem a continuidade do programa brasileiro na Antártida. (Pás. 1 e 16)

————————————————————————————

Valor Econômico
Manchete: Saldo comercial deixa de cobrir déficit de serviços
Os saldos comerciais tornaram-se insuficientes para cobrir o enorme buraco na conta de serviços do Brasil com o exterior, que no ano passado chegou a US$ 41 bilhões. Esse déficit representou o dobro do superávit obtido pelo país no comércio de bens, e indica uma tendência, pois foi o terceiro ano consecutivo que a relação entre as duas balanças foi negativa. Nos últimos 30 anos, e considerando os períodos em que o país teve superávit comercial, essa conta só havia sido negativa em 1983, 2010 e 2011.

No ano passado, as despesas do Brasil com aluguel de equipamentos, viagens ao exterior, transportes e outros serviços somaram US$ 80,9 bilhões, enquanto as receitas obtidas com esse tipo de “exportação” foram de US$ 39,8 bilhões. Para analistas, a balança de serviços vem acompanhando o aumento da participação desse setor na economia nacional e reflete mudanças no padrão de consumo e na própria atividade doméstica. Assim, ganham peso as viagens das famílias brasileiras ao exterior e o aluguel de equipamentos para a exploração do pré-sal e obras de infraestrutura. (Págs. 1 e A3)

Ibama notifica construtoras de Belo Monte

Um ano e meio depois de iniciadas as obras da usina de Belo Monte, com execução de mais de 20% do projeto, o consórcio Norte Energia não entregou o cadastro socioeconômico das milhares de famílias que serão afetadas. Essa é uma das medidas condicionantes que deveriam ter sido cumpridas pela empresa responsável pela obra, mas que estão atrasadas, segundo o Ibama, que acaba de notificar o consórcio. A notificação tem caráter de alerta e pode levar a penalidades se os problemas não forem solucionados em até 60 dias.

O pacote de ações compensatórias de Belo Monte soma R$ 3,88 bilhões. A Norte Energia informou que R$ 722,7 milhões foram aplicados nos 11 municípios da área de influência da usina. (Págs. 1 e B7)

Investidor em título público agora perde

Não foram só os fundos de renda fixa os atingidos pela reviravolta de expectativas quanto aos juros após a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). A maioria dos títulos públicos vendidos pelo sistema Tesouro Direto, para pessoas físicas, registrou até sexta-feira rentabilidade negativa nos últimos 30 dias e também no ano, ainda que esse movimento não tenha ofuscado os bons ganhos que vários desses papéis oferecem para quem os comprou 12 meses atrás.

Essas perdas em relação ao valor nominal dos títulos se acentuaram na virada de janeiro para fevereiro e chegam a ser de 7% em 30 dias no papel mais longo. Os especialistas, porém, ressaltam que as pessoas que já compraram esses títulos não devem vender agora. O momento também não é de claras oportunidades. Boa parte dos consultados só recomenda a compra para aqueles investidores que pretendem ficar com os papéis até a data do vencimento. (Págs. 1 e D1)

Duplicação de rodovias terá R$ 7 bilhões

Mesmo com planos de transferir 7,5 mil quilômetros de rodovias à iniciativa privada, o governo federal quer acabar com a paralisia do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) causada pela “faxina” no órgão, que esteve no centro de uma onda de denúncias de corrupção no início do governo de Dilma Rousseff.

Em 2013, a meta do Dnit é lançar editais para a duplicação de 1.038 km de estradas, que deverão somar aproximadamente R$ 7 bilhões em novos contratos. Alguns dos principais eixos rodoviários do país estão incluídos no plano. Entre eles, um dos trechos mais perigosos da BR-381, em Minas Gerais, entre Governador Valadares e a variante sobre o rio Santa Bárbara, com 38,8 km. “Só essa obra deverá exigir investimentos de R$ 1 bilhão”, disse ao Valor o ministro dos Transportes, Paulo Passos. (Págs. 1 e A4)

Correa depende cada vez mais da China para investir no Equador (Págs. 1 e A11)

Distorções federativas
Estudo mostra que os municípios brasileiros gastaram mais de R$ 19 bilhões em 2011 para oferecer serviços à população que, por lei, deveriam ter sido custeados pela União e pelos Estados. (Págs. 1 e A6)

Preço emperra venda do Aché

Enquanto grandes grupos estrangeiros avaliam a compra da farmacêutica Aché, o governo tenta articular uma operação entre BTG Pactual, BNDES e Hypermarcas para fortalecer a indústria nacional. (Págs. 1 e B1)

Desaquecimento imobiliário

A compra de terrenos diminuiu no principal mercado imobiliário do país, a cidade de São Paulo. Na ponta vendedora, os preços continuam altos, mas com a resistência das incorporadoras a previsão é de estabilidade e até queda nos valores, diz Emílio Fugazza, da EZTec. (Págs. 1 e B6)

Apoio ao trigo

Plano de safra de inverno a ser anunciado até o fim do mês dará ênfase à produção de trigo, que poderá ter o preço mínimo reajustado para incentivar o plantio. O plano terá até R$ 480 milhões para comercialização das culturas de inverno. (Págs. 1 e B12)

Gestoras externas evitam bolsa

A preocupação com a inflação, a baixa competitividade brasileira e a maior intervenção do governo na economia têm afastado os gestores estrangeiros do mercado de ações brasileiro. (Págs. 1, C1 e C7)

Grafistas veem perda de suporte

Ao encerrar o pregão de sexta-feira abaixo dos 58 mil pontos, o Ibovespa pode despencar, segundo analistas técnicos. A perda desse suporte pode levar o indicador a até 55.100 pontos, que seria o piso mais significativo para estancar a queda. (Págs. 1 e D2)

Produção infantil ainda engatinha

Estratégicos para a formação do público no futuro em mercados maduros como EUA e Europa, os filmes infantis representam cerca de um terço das bilheterias no Brasil, mas a participação das produções nacionais é ínfima. (Págs. 1 e D4)

‘Limbo’ do auxílio-doença

Jurisprudência nos tribunais trabalhistas condena empresas a pagar salários aos empregados que, liberados pela perícia do INSS após período de licença médica, não são reintegrados por discordância da avaliação médica da companhia. (Págs. 1 e E1)

Ideias

Renato Janine Ribeiro
Temer, Eduardo Campos e outros podem bem vir a ocupar o Planalto, mas só por acaso, se uma desgraça ocorrer a Dilma. (Págs. 1 e A8)

David Kupfer
Níveis de uso da capacidade da ordem de 80%, como os atuais, não costumam motivar ciclos relevantes de investimento. (Págs. 1 e A13)

————————————————————————————

Estado de Minas
Manchete: Custo de vida no interior já é maior que em BH
A inflação em cidades médias donas de bons indicadores de qualidade de vida chega a ser quase o dobro do índice de variação dos preços na capital. Em Viçosa, na Zona da Mata, e em Lavras, no Sul de Minas, a alta do custo de vida fechou 2012 acima dos dois dígitos. Alimentos, serviços pessoais e transporte são os maiores vilões. Em Montes Claros, no Norte, a estiagem prolongada obrigou o município a importar comida, trazendo com ela os gastos do frete. Em Uberlândia, no Triângulo, os consumidores sentem no bolso a mais alta inflação dos últimos cinco anos. E não deixarão de conviver com isso tão cedo. Segundo especialistas ouvidos pelo Estado de Minas, o alívio no orçamento doméstico só virá no meio do ano, com a expectativa da boa safra de grãos que o Brasil deve colher, o que acaba reduzindo as cotações. (Págs. 1 e 10)

Violência: Lei Maria da Penha sai fortalecida do Tribunal

Sentença inédita no país obriga homem que matou ex-mulher a reembolsar a Previdência pelos gastos no pagamento da pensão aos filhos. (Págs. 1 e 9)

Lei Seca tira seguro de carro em acidente (Págs. 1 e 13)

Tom de despedida
A renúncia do papa Bento XVI faz crescer os embates entre conservadores e liberais no clero. De sua janela na Praça de São Pedro, Bento XVI voltou a defender a renovação da Igreja. Em BH, dezenas de jovens se reuniram em oração pelo futuro da fé católica. (Págs. 1, 2 e 15)

Vitória esperada: Rafael Correa é reeleito com folga no Equador (Págs. 1 e 14)

Agropecuário: Guardadas no campo
Apesar da falta de recursos, programa de estímulo à preservação de matas nativas, o Bolsa Verde, entra em nova etapa. (Págs. 1, Capa e 3 a 5)

A morte lenta do Velho Chico: Veneno desce pelo Rio

A maior ameaça ao Rio São Francisco vem da concentração de poluentes em áreas industriais acima do permitido. Em Januária, no Norte de Minas, por exemplo, foram detectados níveis de cobre 31% além do tolerável, segundo relatório do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). Como mostra reportagem especial, a responsabilidade é atribuída a indústrias e curtumes que lançam seus rejeitos no rio. O cobre causa lesões no fígado humano e é nocivo aos peixes. (Págs. 1, Gerais, Capa e 18)

————————————————————————————

Jornal do Commercio
Manchete: Na torcida pela vida (Págs. 1 e Esportes 1 a 8)
Aposentadoria pode mudar de novo
Cálculo em estudo pode substituir o fator previdenciário por uma regra que mescla idade mínima e tempo de contribuição. (Págs. 1 e 6)

Novo partido

PSB promete diálogo com o Rede Sustentabilidade, de Marina Silva. (Págs. 1 e 3)

Benção do Papa

Sorridente, Bento XVI fez ontem sua penúltima oração do Angelus dominical. (Págs. 1 e 5)

————————————————————————————

Zero Hora
Manchete: Os próximos passos da guerra ao crime em SC
Após as primeiras prisões e transferências de líderes da facção PGC, governos federal e estadual planejam ações como pente-fino nas cadeias e combate à lavagem de dinheiro.

Fotolegenda: Em avião da FAB, policiais da Força Nacional de Segurança levaram detentos a prisão federal no Rio Grande do Norte. (Págs. 1, 4 e 5)

Educação: Mensalidades escolares sobem acima da inflação

Alta foi de 9,2% nos maiores colégios e de 7,62% nas universidades. (Págs. 1 e 14)

Santa Maria, 27/01/2013: Cianeto pode não ter sido tão determinante

Teste não teria confirmado alta dose da substância no sangue de vítimas. (Págs. 1 e 45)

————————————————————————————

Brasil Econômico
Manchete: Fundos de pensão poderão entrar nos novos leilões de aeroportos
Diante da pressão dos maiores fundos do país, como Previ, Petros e Funcef, o governo está revendo sua decisão de proibir a participação de grandes investidores em mais de um aeroporto. Mas desde que não componham os mesmos consórcios. (Págs. 1 e 6)

“Correios cumprem seu papel e não vão abrir mão do monopólio”

Em entrevista ao Brasil Econômico, o presidente da estatal, Wagner Pinheiro, diz que o aniversário de 350 anos será marcado com abertura de escritório em Miami até abril e o lançamento de celular e seguros. (Págs. 1 e 4)

Os acadêmicos que criaram um fundo de private equity de R$ 2,5 bi (Págs. 1 e 31)

Possível alta dos juros básicos tira ações de bancos do marasmo (Págs. 1 e 30)
Belo Horizonte busca empresa para gerir parque tecnológico (Págs. 1 e 24)
Empreendedores unem negócios e sustentabilidade
Os projetos socioambientais se tornam uma opção atraente para os jovens que sonham em fundar sua própria empresa. (Págs. 1 e 35)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.