O Globo Manchete: Advogados a serviço do crime são novo alvo da intervenção
Autoridades de Segurança do Rio ampliam investigação sobre defensores de bandidos…
O Estado de S. Paulo Manchete : Sem dinheiro, partidos buscam candidatos ricos
Com proibição de doações empresariais, políticos que possam custear a própria campanha levam vantagem…
Folha de S. Paulo Manchete: Informalidade ameaça alta do PIB neste ano
Renda dos sem carteira assinada ê menor e já afeta consumo das famílias…
———————————————————————

O Globo

Manchete: Advogados a serviço do crime são novo alvo da intervenção
Autoridades de Segurança do Rio ampliam investigação sobre defensores de bandidos
Objetivo é desmantelar o esquema que permite a chefes de facções continuar repassando ordens para quadrilhas mesmo estando dentro da cadeia

CHICO OTAVIO E DANIEL BIASETTO
O desafio para fazer com que o sistema penitenciário do Rio deixe de reunir “escritórios do crime” passa pelo cerco a advogados que atuam como “pombos-correio”, usando as prerrogativas que possuem para entrar em presídios e transmitir recados a bandidos. Esse é o foco do secretário estadual de Administração Penitenciária, delegado David Anthony, que afirma ter carta branca do general Walter Souza Braga Netto, interventor federal na Segurança, para vistoriar todas as unidades do estado. (PÁGINA 14)

Caravana de Lula é atacada, e militantes entram em confronto
A violência marcou a passagem da comitiva petista por cidades de Santa Catarina. Pedras, ovos e rojões foram lançados contra a caravana. Grupos ligados ao Partido dos Trabalhadores entraram em confronto com manifestantes contrários à presença de Lula na região. Em Chapecó, uma pedra atingiu a orelha do ex-deputado Paulo Frateschi, que estava ao lado do ex-presidente. O TRF-4 julga hoje o último recurso, e Lula pode virar ficha-suja. (PÁGINA 3)

Ceará: ao menos 70 veículos queimados em atentados
Criminosos atacaram prédios públicos e incendiaram ao menos 70 veículos, incluindo motos e 10 ônibus, no Ceará. Ações podem ser reação à instalação de bloqueadores de celular em presídios. (PÁGINA 5)

Ricardo Rangel
Supremo segue se esforçando para ser um lugar que envergonha a todos. (PÁGINA 2)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Sem dinheiro, partidos buscam candidatos ricos
Com proibição de doações empresariais, políticos que possam custear a própria campanha levam vantagem
A ausência de um limite para o autofinanciamento de campanhas eleitorais, aliada à proibição das doações empresariais, aumentou a influência de políticos ricos na definição das candidaturas majoritárias. Pelas regras atuais, todas as despesas, desde que não ultrapassem o teto definido para o cargo pleiteado, poderão ser pagas pelo próprio candidato. Com os partidos obrigados a fazer conta para custear campanhas, dirigentes admitem que políticos com maior patrimônio pessoal tornaram-se ativos eleitorais. Em alguns casos, a capacidade de se autofinanciar virou condição decisiva para a montagem dos palanques regionais. Ao menos três pré-candidatos têm fortuna superior a R$ 100 milhões, como João Doria (PSDB), Henrique Meirelles (PSD) e o empresário Flavio Rocha, da Riachuelo, que na semana passada confirmou a intenção de se candidatar à Presidência.
(Política / Pág. A4)

Regra é contestada no STF
PT, PDT, PSOL e PCdoB questionam no STF a resolução do TSE sobre autofinanciamento. O argumento é de que a regra afeta o equilíbrio da disputa. Para o cientista político Marco Antonio Teixeira, é preciso haver isonomia.
(PÁG. A4)

Nomeações em bancos públicos vão passar pelo BC
O governo decidiu dar ao Banco Central o poder de aprovar ou vetar a nomeação de dirigentes de bancos públicos federais. A medida estava em estudo na área econômica, como antecipou o Estado, e ontem recebeu sinal verde do presidente Michel Temer. A decisão foi confirmada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O Planalto avalia a edição de um decreto para a alteração.(ECONOMIA / PÁG. B5)

Lula é recebido com pedradas e chuva de ovos em SC
A caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos Estados do Sul do País foi marcada por protestos e ataques de grupos contrários ao PT. Em todas as cidades por onde passou, manifestantes foram às ruas bloqueando estradas e protestando contra o petista. Ontem, em São Miguel do Oeste (SC), o ônibus de Lula foi recebido com pedradas e chuva de ovos.
(POLÍTICA / PÁG. A6)

TRF-4 julga recursos do ex-presidente
Caso a Corte confirme, hoje, decisão da 8.ª Turma, que condenou o ex-presidente, ele poderá ser preso se o STF negar habeas corpus, em abril. O PT aposta na absolvição ou na transferência de votos de Lula para outro candidato.
(PÁG. A6)

Ceará tem onda de violência no fim de semana
Uma série de ataques a ônibus, prédios públicos e torres de telefonia em Fortaleza deixou três mortos. A polícia acredita que a onda de terror tenha sido reação ao plano do governo de instalar bloqueadores de celulares em presídios. (METRÓPOLE / PÁG. A14)

Residência médica tem 40% das vagas ociosas (Metrópole / Pág. A12)

Cida Damasco
A grande esperança de crescimento seria a retomada dos investimentos.
(ECONOMIA / PÁG. B5)

Notas & Informações
Investimentos em São Paulo
O expressivo aumento nos investimentos anunciados para o Estado de São Paulo em 2017 é mais um indicador que confirma o vigor da retomada econômica no País.
(PÁG. A3)

Confiança para crescer
A confiança dos empresários da indústria, segundo a FGV, continuou em alta em março.
(PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Informalidade ameaça alta do PIB neste ano
Renda dos sem carteira assinada ê menor e já afeta consumo das famílias
O aumento da informalidade no mercado de trabalho vem segurando a reação do consumo e pode provocar um crescimento da economia menor do que o esperado para 2018. No ano passado, 1,8 milhão de vagas foram criadas, todas no setor informal. A renda média dos trabalhadores sem carteira e dos chamados conta própria é metade da recebida pelos formais. Como o consumo das famílias responde por 65% do PIB, a falta de vigor no mercado formal de trabalho tem levado consultorias a revisar de 3% para cerca de 2,5% o crescimento neste ano. 0 consumo no país atingiu seu pico entre 2011 e 2014, quando a proporção de trabalhadores formais na população ocupada estava no teto, ao redor de 45%. Hoje, esse percentual está em 42%. No ano passado, a liberação de R$ 44 bilhões de contas inativas do FGTS pode ter dado fôlego ao comércio, diz Marcelo Gazzano, da consultoria AC Pastore. “Não ê que não haverá recuperação. Ela virá, mas menos robusta do que se imaginava.” (Mercado A16)

Ônibus de Lula é atacado com pedras e ovos no Sul
Cerca de 30 manifestantes jogaram ovos e pedras contra os três ônibus da caravana do ex-presidente Lula na chegada à cidade de São Miguel do Oeste (SC). A janela do motorista do ônibus de Lula foi quebrada. No sábado (24), o hotel do ex-presidente foi cercado e o coordenador da caravana, o ex-deputado Paulo Frateschi, levou uma pedrada na orelha enquanto tentava proteger Lula. (Poder A6)

Celso Rocha de Barros
Petista se livrará da cadeia quando todo mundo se livrar
Dois ministros do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes e Rosa Weber, sugeriram que não concedei ão habeas corpus a Lula. Nesse caso, ele será preso. Mas tudo isso tem muito de teatro. Lula deve se livrar da cadeia na hora em que todo mundo se livrar: quando a revisão da prisão em segunda instância for votada. (Poder A6)

Credores cobram R$ 46 milhões em dívidas do PT
Empresas que trabalharam para o PT nas últimas campanhas eleitorais cobram judicialmente ao menos R$ 46 milhões em dívidas deixadas pelo partido. Entre os credores, há gráficas, produtoras e empresas de marketing político. O PT tem feito ações para levantar fundos. (Poder A4)

Ceará tem noite de incêndios e ataque a prédios públicos
Seis pessoas foram presas sob suspeita de terem participado de ataques a prédios públicos e incêndios a ônibus em Fortaleza. Houve ao menos dez ataques na capital, em Cascavel e em Sobral, com conflitos entre facções criminosas. (Cotidiano B3)

Editoriais
Leia “Economia na balança” , sobre dúvidas a respeito da retomada, e “Intolerância” , acerca de agressões a imigrantes venezuelanos em Roraima. (Opinião A2)

————————————————————————————

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.