Ameaça ao trabalhador – Fundo terá rombo de R$ 7,2 bi este ano; Gastos com seguro-desemprego e abono levarão a déficit recorde. Para 2014, resultado negativo previsto nas contas do FAT chega a R$ 9,3 bi. Especialistas culpam ainda fraudes. Com a disparada das despesas de seguro-desemprego e abono salarial, o Fundo de Amparo ao Trabalhador terá déficit recorde no ano, segundo fontes do Conselho do FAT. As contas devem fechar com resultado negativo de R$ 7,2 bilhões. Para 2014, o rombo previsto é de R$ 9,3 bilhões, o que exigiria mais aportes do Tesouro. Em dez anos, as receitas do FAT subiram 79%, mas os gastos cresceram até 325%, apesar do
desemprego menor. Especialistas dizem que entre as razões estão ganhos do salário mínimo, que elevam despesas do seguro e do abono, rotatividade de trabalhadores e fraudes…

 

O Globo

Manchete: Ameaça ao trabalhador – Fundo terá rombo de R$ 7,2 bi este ano

Gastos com seguro-desemprego e abono levarão a déficit recorde
Para 2014, resultado negativo previsto nas contas do FAT chega a R$ 9,3 bi. Especialistas culpam ainda fraudes
Com a disparada das despesas de seguro-desemprego e abono salarial, o Fundo de Amparo ao Trabalhador terá déficit recorde no ano, segundo fontes do Conselho do FAT. As contas devem fechar com resultado negativo de R$ 7,2 bilhões. Para 2014, o rombo previsto é de R$ 9,3 bilhões, o que exigiria mais aportes do Tesouro. Em dez anos, as receitas do FAT subiram 79%, mas os gastos cresceram até 325%, apesar do desemprego menor. Especialistas dizem que entre as razões estão ganhos do salário mínimo, que elevam despesas do seguro e do abono, rotatividade de trabalhadores e fraudes. (Págs. 1 e 21)

Roberto Carlos surpreende: Rei defende biografias não autorizadas

O cantor Roberto Carlos disse ontem ao “Fantástico” ser a favor de biografias não autorizadas, mas com ajustes. “Temos que conversar, discutir e chegar a uma conclusão que seja boa para todo mundo.” No entanto, contratou o escritório do criminalista Antônio Carlos de Almeida para defender o movimento Procure Saber. (Págs. 1, 6 e Ancelmo Gois)

Agressões reduzem apoio aos protestos (Págs. 1 e 4)

Kirchnerismo perde eleições legislativas (Págs. 1 e 26)

Educação – Enem: MEC vigiou 2 milhões de posts

Total de eliminados por postarem fotos do exame em redes sociais foi de 36, número que pode subir caso ministério identifique outras postagens. (Págs. 1 e 3)

Colunistas: George Vidor

Na contramão do PIB fraco, setores registram até 15% de crescimento. (Págs. 1 e 22)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Oposição avança na Argentina, diz boca de urna

Grupo político ligado a Cristina Kirchner amarga derrotas em grandes centros e terá maioria reduzida
Projeções divulgadas logo após o encerramento da votação de ontem indicam que a Frente para a Vitória, da presidente Cristina Kirchner, perdeu a votação para deputados e senadores nos centros mais importantes da Argentina, como Córdoba, Santa Fé, Distrito Federal e em várias outras partes da Província de Buenos Aires. Apesar do retrocesso nas urnas, Cristina deve preservar uma estreita maioria no Congresso, contando com aliados. Teria 132 cadeiras na Câmara Federal, três além das necessárias para aprovar projetos. A base aliada no Senado deve cair de 42 para 38 cadeiras, duas a mais do que o mínimo de votos para manter a maioria. (Págs. 1 e Internacional A8)
Carlos Fara Analista político “A dúvida é se, ao longo do tempo, não haverá deserção na base aliada”

Lei de Acesso à Informação ainda patina

Após quase dois anos da aprovação, apenas 16 Estados e 13 capitais regulamentaram a lei que permite à população o acesso a documentos oficiais que ajudariam a cobrar melhores serviços públicos. (Págs. 1 e Política A7)

PM quer isolar black bloc nas redes sociais

A Polícia Militar está publicando avisos em páginas do Facebook que organizam protestos de rua. A ideia é arregimentar a ajuda de manifestantes pacíficos e tentar isolar radicais, como os black blocs. (Págs. 1 e Metrópole A12)

Link: Marco civil

Regras para uso da web vão à votação na Câmara. (Págs. 1 e B12)

EUA reveem política para Oriente Médio (Págs. 1 e Internacional A10)

Lobista do caso Alston é indiciado na Suíça (Págs. 1 e Política A6)

Enem: redação surpreende candidatos

A redação do Enem, cujo tema era os impactos da Lei Seca, pegou de surpresa muitos candidatos e professores de cursinhos, que esperavam assuntos como pré-sal, manifestações e a visita do papa ao País. Matemática foi considerada a prova mais complexa. (Págs. 1 e A14)

Bernard Appy

Reforma do ICMS já
As medidas em discussão no Senado e no Confaz estão longe de ser as ideais, mas apontam para uma saída para o imbróglio atual. (Págs. 1 e Economia B2)

James Stavridis

Tensão no Extremo Norte
O potencial de mineração e as reservas de petróleo e gás no Ártico vão criar novas discórdias. Como evitar que a região vire zona de conflito? (Págs. 1 e Internacional A9)

Notas & Informações

A ‘modulação’ dos precatórios
Voto de relator no STF está, ainda, longe de garantir pagamento da dívida em cinco anos. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Mulher é minoria no serviço público

Estudo da Enap mostra que, em 26 órgãos analisados, 54% dos servidores públicos são homens e predominam em sete ministérios — no Desenvolvimento Social, são 57%. Nos últimos 15 anos, a participação das mulheres cresceu pouco mais de 1%, Em 1998, representavam 44,14% do funcionalismo. Em 2013. o percentual subiu para 45,54%. Essas da foto ao lado são da Previdência, em que 55% são do sexo feminino. E não foi só o prestígio delas que ganhou relevância: em 10 anos, o percentual de funcionárias com cargos comissionados (DAS) cresceu, principalmente em categorias com remunerações mais altas. (Págs. 1, 8 e 28)

Enem: Participação recorde em dois dias de prova

Mais de 5 milhões de estudantes encararam os testes de olho numa vaga na universidade, a maior participação nos últimos 15 anos. O gabarito oficial sai dia 30 e o resultado, na primeira semana de janeiro. (Págs. 1 e 19)

Argentina: Cristina Kirchner terá oposição turbinada

Com saúde debilitada e sem um nome aliado definido para sucedê-la em 2015, a presidente vê adversários ganharem força depois do pleito para renovar parte do Legislativo. (Págs. 1 e 12)

Deputados fazem bico

Com agenda tranquila e sem pautas no Congresso, eles ganham mais tempo para trabalhar nos estados como médicos, advogados, empresários… (Págs. 1 e 2)

Diabetes, um mal que avança entre brasileiros (Págs. 1 e 15)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Os confinados

Mais de 2 mil cães foram recolhidos das ruas de BH somente este ano. Dezenas ainda estão à espera de um dono
Todo dia, sete cachorros são levados das ruas para o canil municipal. Tratados e encaminhados à adoção, permanecem lá aguardando um lar ou protetor que os abrigue. São 27 mil cães abandonados na capital. O Estado de Minas percorreu o Centro de Zoonoses e ONGs atrás de relatos de quem acolhe os animais e torce para que Mel, Marrom, Bartô, Isabela, Rebeca, Chandele, Maria Baiana, Lobo, Toninho, Jeany e muitos outros cães ganhem um dono, exatamente num momento em que se reacende a polêmica sobre maus-tratos. (Págs. 1, 17, 18 e Nacional, 7)

Confins em turbulência

Somente um terço das intervenções previstas para o aeroporto de Confins está concluído. Em reforma há dois anos, a confusão de máquinas, tapumes e muita poeira faz parte da rotina de passageiros e funcionários, que aguardam a conclusão até abril do ano que vem. (Págs. 1, 10 e 11)

Um terço dos alunos desiste do Enem

Mais de 2 milhões de candidatos não compareceram ao Exame Nacional do Ensino Médio. No segundo dia de provas, redação sobre a Lei Seca causou surpresa e agradou aos estudantes. (Págs. 1 e 19)

Cidades ‘Fora da lei’

Minas tem 547 municípios com menos de 12 mil habitantes. Significa que 64% das 853 cidades do estado não teriam condição de se emancipar, conforme projeto de lei aprovado pelo Senado. (Págs. 1 e 3)

Agropecuário: Preço do leite dispara e surpreende produtor (Págs. 1 e Capa e 3 a 5)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Armando larga na frente

Pesquisa do Instituto Maurício de Nassau (IPMN) para o Governo de Pernambuco, em parceria com o JC e LeiaJá, aponta o senador Armando Monteiro, do PTB, liderando com índices entre 23% e 28%, dependendo do cenário. O ex-ministro Fernando Bezerra Coelho aparece como a mais forte opção do PSB, com 12% das intenções de voto.
Daniel Coelho e João Paulo são nomes fortes no Recife.
Lula e Eduardo na briga como bons “padrinhos”.
Número ainda muito alto de eleitores indecisos.
2.423 pessoas ouvidas entre os dias 21 e 22 deste mês. (Págs. 1, 3 e 4)

Gabaritos do Enem saem até próxima quarta-feira

“Os efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil” foi o tema da redação. Resultado sai primeira semana de janeiro. (Págs. 1 e 6)

Alckmin que lei mais dura para agressor de PM (Págs. 1 e 12)

Mais 13 mil médicos estrangeiros até início de 2014

No Recife, mas 70 profissionais desembarcaram ontem, na Base Aérea. Outros 75 já chegam ainda hoje. Eles irão trabalhar, a partir do dia 4, num total de 56 municípios pernambucanos. (Págs. 1 e 5)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Em 18 anos de real, serviços sobem até o triplo da inflação

Contas que pesam no orçamento doméstico, como água, luz, telefone, transporte público e planos de saúde, tiveram reajuste de 474%, em média, diante dos 261% do IPCA. (Págs. 1 e 16)

Recorde: Enem teve participação 20% maior neste ano

Cerca de 5 milhões de alunos fizeram as provas do final de semana. Gabarito oficial sai no dia 30. (Págs. 1, 24 e 25)

Obama sabia? Governo dos EUA desmente jornal alemão

Publicação informou que presidente americano tinha conhecimento de que Angela Merkel era vigiada. (Págs. 1 e 22)

Na Câmara: “Constituição” da internet de volta ao debate

Votação de projeto que regula uso da web tem pedido de urgência e divide governo e empresas. (Págs. 1, 4 e 5)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: ‘Justiça do Trabalho afasta investimento’

O presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Andrade, considera o principal gargalo do setor a quantidade de regras impostas para o empregador. Segundo ele, o excesso de exigências causa insegurança e eleva os custos das empresas. “A Justiça do Trabalho faz o papel do Congresso, promulga as leis e decide de maneira diferente em cada cidade”, criticou Andrade. O presidente da CNI mostra-se compreensivo com o Banco Central: “Não estou dizendo que concordo com a política de aumento dos juros. Estou dizendo que o Banco Central não tem outra saída”. (Págs. 1 e 4 a 7)

Gás de Xisto: ANP cria normas para exploração

Agência restringe uso de água, exige estudo detalhado do subsolo antes do fraturamento e propõe regras para tentar evitar a contaminação de aquíferos. Para ambientalista, as medidas são insuficientes. (Págs. 1 e 8)

Telefonia móvel: Operadoras na onda do big data

As teles brasileiras estudam formas de monetizar as informações de sua rede de clientes. Segundo consultores, três empresas já utilizam dados para ofertas de pacotes personalizados e fidelização. (Págs. 1, 12 e 13)

Bolsas: Banco do Brasil aumenta limite para participação de estrangeiros (Págs. 1 e 22)

Plano de negócios: Sebrae cria maratona para estimular investimento em projetos sociais (Págs. 1 e 15)

Finanças: Anbima discute com CVM regras para popularizar aplicação em fundos (Págs. 1 e 20)

Informe NY: Em guerra permanente, EUA caminham para isolamento político (Págs. 1 e 29)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.