O curto caminho do crack para a aids; Pesquisa mostra que, no Recife, 5,3% dos usuários possuem HIV. Fato se dá porque muitos viciados se prostituem sem qualquer proteção para conseguir o dinheiro de comprar a droga. Conhecer essa população ajudaria a guiar políticas públicas… – Trabalho: O mercado se rende às mulheres; Pesquisa do IBGE mostra que elas já são maioria em 62 de 122 carreiras de nível superior no Brasil. A ala de pediatria do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) é exemplo dessa realidade: há 27 médicas residentes e apenas dois médicos…

O Globo

Manchete: Rio tem recorde de multas de trânsito

Mas só gastou 0,3% dos R$ 174 milhões em ações educativas

De janeiro a dezembro, foram registradas 2,4 milhões de infrações na cidade, o que representa 4,5 por minuto. A maioria foi aplicada por pardais eletrônicos

A prefeitura do Rio teve uma arrecadação recorde de R$ 174,4 milhões com multas de trânsito em 2012, mas aplicou em ações educativas apenas R$ 550 mil, ou 0,3% do total, segundo o site oficial Rio Transparente. O valor superou em 28% os R$ 133 milhões de recolhimento previstos no orçamento. Em toda a cidade, foram aplicadas 2,4 milhões de multas, ou 4,5 infrações por minuto. Quase 70% foram registradas por pardais eletrônicos. O governo atribuiu o recorde a uma decisão do STF, que desde abril do ano passado obriga motoristas a quitarem seus débitos antes de fazer vistoria. (Págs. 1 e 12)

Foto-legenda: Beleza por um fio

Concluídas em julho passado, as obras de revitalização do Porto Maravilha não incluíram a troca da fiação aérea pela subterrânea. (Págs. 1 e 13)

Saída tecnológica: Superlinha para evitar apagão

Em meio ao risco de um racionamento, o governo estuda nova tecnologia, a ultra-alta-tensão, que seria adotada no sistema em 2016. E economizaria energia equivalente à de Belo Monte. (Págs. 1, 30 e Míriam Leitão)

O herdeiro de Chávez: Origem popular favorece Maduro

O passado como motorista de ônibus é um trunfo de Nicolás Maduro para conquistar os simpatizantes de Chávez, que acham que um homem do povo deve estar à frente da Venezuela, informa Mariana Timóteo da Costa. (Págs. 1 e 41)
10 anos de PT no poder: Incertezas marcam o aniversário

Ao completar uma década no poder, o PT não aproveitou o bom momento inicial para fazer reformas estruturais, que agora travam o crescimento. E vem abandonando o tripé que estabilizou a economia (metas de inflação, câmbio flutuante e responsabilidade fiscal), alertam economistas. (Págs. 1 e 3)

Falta investir em saúde, educação e moradia

Para especialistas, a agenda social avançou, e há menos pobres. Mas frisam que essas iniciativas esbarram na falta de investimentos em educação, saúde e habitação. (Págs. 1 e 6)
Mensalão põe petistas numa encruzilhada

Abalados com a condenação de seus dirigentes pelo mensalão, petistas discutem como superar o trauma e mudar práticas para tentar permanecer no poder. (Págs. 1 e 4)

Brasileiro é cético sobre Bolsa Família

Apesar de apoiar a continuação do Bolsa Família, a maioria dos brasileiros não acredita que o programa vai tirar os mais pobres dessa situação, revela estudo inédito feito pela UFRJ sobre a percepção da população em relação à desigualdade. A maior parte dos brasileiros valoriza a renda que é obtida pelo trabalho, diz a pesquisa. (Págs. 1 e 10)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Só 3 de 82 obras da Copa mantêm cronograma

Atrasadas, intervenções de mobilidade tiveram prazo alterado ou foram trocadas por outras, mais simples

Das 82 obras de mobilidade urbana, de portos e de aeroportos inicialmente prometidas para a Copa de 2014, apenas três permanecem com cronograma e orçamento inalterados. Dessas, só duas foram entregues até agora, mas o previsto eram 37, informa Eduardo Bresciani. Vinte e um empreendimentos foram retirados da matriz de responsabilidades, documento assinado em 2010 contendo compromissos dos governos federal, estaduais e municipais, e 25 tiveram orçamento modificado. As outras sofreram alteração de prazo. Além das mudanças, houve a inclusão de 28 obras no documento, das quais 7 saíram do papel. Intervenções de maior impacto deram lugar a outras mais simples e, em alguns casos, serão parcialmente entregues. O governo considera ajustes “naturais”. (Págs.1, Esportes E4 e E5)

Portal sem transparência

Feito para monitoramento das obras em tempo real, Portal da Transparência da Controladoria-Geral da União tem números defasados. (Págs. 1, E4 e E5)

Símbolos do combate à fome viram reféns do Bolsa Família

Dez anos após sua implantação, os planos dos governos Lula e Dilma de combate à miséria ampliaram a transferência de renda e melhoraram indicadores sociais, mas patinam quando se trata de aumentar oportunidades de trabalho para essas famílias, relatam Roldão Arruda e Lisandra Paraguassu. Em Guaribas (PI), um dos símbolos dessas políticas, mortalidade infantil e analfabetismo caíram e a fome praticamente desapareceu. A dependência do cartão de benefícios, porém, cresceu. (Págs. 1, Nacional A4, A6 e A8)

Restrição a novos reservatórios deixa setor elétrico vulnerável

A fragilidade do setro elétrico deve-se às restrições, por questões ambientais, para construir hidrelétricas com reservatórios. Com isso, o País perde capacidade de suportar períodos de seca, apesar de ter aumentado o parque gerador e os sistemas de transmissão desde o apagão de 2001. (Págs. 1 e Economia B1)

Senado autoriza Obama agir se não tiver acordo (Págs. 1 e Economia B8)

Notas & Informações

A maquiagem da inflação

O governo continua mais preocupado com a aparência do que com a realidade da inflação. (Págs. 1 e A3)

Estilo Chávez deixa “revolução” sem líder

Presidente venezuelano, que fez apelo a partidários por unidade, sempre evitou surgimento de nomes que pudessem ameaçar sua liderança, informa Roberto Lameirinhas. (Págs. 1 e Internacional A12)

Alejandro Katz

Perigos do poder na Argentina

Quem detém o poder sente-se psicologicamente invisível e, assim, liberado do olhar dos outros, faz o que lhe dá na telha. (Pags. 1 e Visão Global A14)

Aliás: Mulher na índia

Para a filósofa indiana Vandana Shiva, o caso do estupro coletivo que matou universitária “detonou uma revolução social no país”. (Págs. 1 e Aliás)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: A revolução que brota da terra a131km do DF

Beneficiada pela localização e pela ampla oferta de recursos hídricos, Cristalina se consolida como maior polo de agronegócio do Brasil. Em 2012, a cidade goiana movimentou R$ 1,3 bilhão, recorde histórico. Só a empresa Goiás Verde, faturou R$ 500 milhões, informa o engenheiro Antonio Carlos Ramalho, assessor da diretoria do grupo. Os números colocam o município no topo do ranking do PIB agrícola em todo o país. (Págs. 1 e 21 a 23)

Deputados usam dinheiro público em campanha

Levantamento realizado pelo Correio nas notas fiscais apresentadas à Câmara dos Deputados mostra que parte da verba de gabinete foi utilizada para pagar pesquisas eleitorais. Casa não fiscaliza as despesas. (Págs. 1, 2 e 3)

MP combaterá venda ilegal de suplemento

Após denúncia do Correio, promotor de Justiça de Defesa da Saúde planeja se reunir com Anvisa e Polícia Civil para criar força-tarefa no combate à comercialização ilegal do composto alimentar OxyElite Pro. (Págs. 1 e 28)

Trabalho: O mercado se rende às mulheres

Pesquisa do IBGE mostra que elas já são maioria em 62 de 122 carreiras de nível superior no Brasil. A ala de pediatria do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) é exemplo dessa realidade: há 27 médicas residentes e apenas dois médicos. (Págs. 1 e 9 a 11)

Venezuela vive entre a idolatria e o ódio a Chávez (Págs. 1 e 16)

Volta às aulas conectado

Suplemento especial mostra como a tecnologia é cada vez mais usada nas escolas. Eduardo Assunção ganhou um iPad em concurso do Correio. (Págs. 1 e Caderno Volta às Aulas)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Em busca de um bom negócio

Maioria dos empreendedores abre empresa por necessidade e não por vocação

De cada 10 pessoas que partiram para montar um negócio próprio, sete pretendiam seguir carreiras convencionais, bem empregadas em companhias privadas ou no setor público. Mas se viram impelidas a criar empresas pelo desemprego, para melhorar a renda ou para ascender socialmente. É o que mostra pesquisa concluída no mês passado pela PUC Minas com 100 empreendedores da indústria de BH. O estudo revela que 98% dos empreendimentos são pequenos, com menos de 99 empregados. E que entre os entrevistados originários de classes sociais mais baixas, 100% elevaram o padrão de vida. (Págs. 1 e 14)

Chuvas: Resta a cidades de MG orar a São Pedro

Sem planos de emergência e com dificuldade de obter recursos para prevenção, municípios devastados há um ano, como Além Paraíba e Guidoval, se apegam a orações. (Págs. 1, 3 e 4)

Projeto libera arma de fogo para cidadãos (Págs. 1 e 10)

Vazias de água e de peixes

A drástica redução do nível das represas das hidrelétricas, que acendeu o sinal de alerta para o risco de racionamento de energia, também prejudica os produtores de peixes. Em Furnas e Três Marias, estima-se que a produção de tilápias para a semana santa será reduzida em 3,8 mil toneladas. O piscicultor Manoel Jardim Ribeiro Leite explica que a água reduzida fica mais quente, o que provoca a morte de boa parte da criação em cativeiro. (Págs. 1 e 12)

Havana: Kirchner se encontra com Fidel, mas não vê Chávez (Págs. 1 e 17)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: O curto caminho do crack para a aids

Pesquisa mostra que, no Recife, 5,3% dos usuários possuem HIV. Fato se dá porque muitos viciados se prostituem sem qualquer proteção para conseguir o dinheiro de comprar a droga. Conhecer essa população ajudaria a guiar políticas públicas. (Págs. 1 e Cidades 4)

PCR tem como desafio agilizar a própria gestão

Prefeito Geraldo Julio recebeu estrutura acostumada a executar de forma lenta as ações que foram planejadas. (Págs. 1 e Economia 8 e 9)

A Venezuela de Hugo Chávez vista de ângulos diferentes (Págs. 1 e 22)

JC Negócios

Fernando Castilho

Rua para trafegar
O nível de desagregação dos espaços chegou a tal ponto que tornou-se urgente solução de curto prazo. (Págs. 1 e Economia 2)

————————————————————————————

Veja

Manchete: O que você não sabe sobre a vitamina do Sol

Ela continua a surpreender a medicina com novos efeitos benéficos. (Pág. 1)

Sinal vermelho

O risco de racionamento é maior do que o governo quer admitir. (Pág. 1)

Fora da lei

A confirmação de Chávez como presidente não preenche o vazio de poder na Venezuela. (Pág. 1)

————————————————————————————

Época

Manchete: Emagreça e fique sarado sem sair de casa

As virtudes – e os riscos – do P90X, a ginástica dos famosos que está bombando na internet.(Pág. 1)

Exclusivo: As suspeitas sobre o gestor do fundo de R$ 160 bilhões. (Pág. 1)

América Latina: A briga pelo poder na Venezuela com a doença de Hugo Chávez. (Pág. 1)

Colunas

– Felipe Patury e a política depois do mensalão;

– Ruth de Aquino e o amor depois dos 80 anos;

– Marcio Atalla e a vida depois da esbórnia de fim de ano. (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ

Manchete: Por que o Brasil não aproveita seus gênios

Mais de três milhões de crianças e adolescentes brasileiros são superdotados, mas o País não está preparado para identificar e desenvolver esses talentos, que acabam brilhando no Exterior. (Pág. 1)

Política: A luta de FHC para reorganizar a oposição. (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Manchete: A força das empresárias digitais

Quem são as empreendedoras brasileiras que montaram os negócios mais atraentes do mercado de internet e tecnologia e como elas conquistaram milhões de dólares dos fundos de investimento Tiger Global, Redpoint Ventures e 500 Start-ups. (Pág. 1)

Abilio Diniz: Ex-controlador do Pão de Açúcar cobiça a BR Foods. (Pág. 1)

Energia elétrica: A falsa polêmica do racionamento. (Pág. 1)

————————————————————————————

Carta Capital

Manchete: Turismo sexual

O Nordeste Brasileiro continua a ser um dos principais destinos de um negócio que cresce no mundo inteiro. (Pág. 1)
Energia: Os exageros de quem se apressa em prever o racionamento (Pág. 1)

Belluzzo: O fetiche do superávit primário a todo custo (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Assaltos violentos mudam os hábitos de moradores na Serra

Explosões, agressividade de bandidos e uso de reféns aumentam a sensação de insegurança até em zonas rurais de municípios antes conhecidos pela tranquilidade. (Págs. 1, 34 e 35)

10 anos depois: O que ficou do Lula do Fórum de Porto Alegre

ZH revisita o discurso do então presidente, que, recém empossado, atraía os olhares do mundo em 2003. (Págs. 1, 6 e 8)

Polêmica: O congelamento de células-tronco em discussão

Cientistas debatem eficácia e uso do método em futuros tratamentos. (Págs. 1, 4 e 5)

Clipping Radiobrás

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.