Manchete nos Jornais para esta Quarta-Feira 21 de Novembro de 2012

104

Carvalho: ‘Violência em SP mata mais que Gaza’; O ministro Gilberto Carvalho disse que a onda de violência em SP mata mais do que o conflito na Palestina. Para Alckmin, a comparação é “infeliz”… – Greve paralisa a Argentina;Serviços públicos, comércio, transportes… Nada funcionou no primeiro protesto geral enfrentado pelo governo de Cristina Kirchner. Brasileiros ficaram presos no aeroporto… – Programas sociais e INSS puxam gastos; INSS e programas de transferência de renda puxaram o aumento de 11,8% nas despesas não financeiras do governo federal de janeiro a setembro, que atingiram R$ 587,7 bilhões, ou 18,03% do Produto Interno Bruto (PIB)…

O Globo

Manchete: No fim da CPI…Justiça manda soltar Cachoeira após 9 meses

Bicheiro foi condenado a 5 anos em regime semiaberto e autorizado a sair da Papuda

Relatório final da CPI do Cachoeira, que será apresentado hoje, terá capítulo inteiro sobre relação da construtora Delta com contraventor

Preso desde o fim fevereiro, o bicheiro Carlinhos Cachoeira deixará a Penitenciária da Papuda, em Brasília, por determinação da juíza da 5ª Vara Federal da capital federal. Cachoeira foi condenado ontem a cinco anos de prisão por formação de quadrilha e tráfico de influência, mas, como a pena deve ser cumprida em regime semiaberto, a juíza Ana Claudia Barreto expediu o alvará de soltura. A Justiça ainda vai decidir em que prisão ele se apresentará para dormir. Neste processo, o bicheiro foi condenado por tentar fraudar o sistema de bilhetagem do transporte público de Brasília. Ele também é acusado de corromper policiais em Goiás. A operação Monte Carlo, da PF, provocou a cassação do senador Demóstenes Torres (GO) e a instauração da CPI do Cachoeira, no Congresso. (Págs. 1 e 3)

Com Barbosa mais forte, STF retoma hoje mensalão

O ministro Joaquim Barbosa estreia hoje na presidência do Supremo Tribunal comandando o julgamento do mensalão. Ministros esperam que, após duros embates com colegas, Barbosa aja para apaziguar os ânimos e aliviar tensões. “Que reine a paz. Na presidência, não dá para a pessoa ser trepidante, tem que ser tranquila” disse Marco Aurélio Mello. (Págs. 1, Elio Gaspari e Zuenir Ventura)

Impasse no Oriente Médio

Em maratona diplomática, acordo para cessar-fogo chegou a ser anunciado por palestinos, mas emperrou. Israel e Hamas intensificam ataques em Gaza e no Sul do país, transformando rotina de civis em martírio. (Págs. 1 e 29 a 33)

Fotolegenda: A arte da guerra

Pintadas de vermelho, as paredes do Museu de Arte de Tel Aviv estão vazias, depois que as cem telas do pintor flamengo Pieter Brueghel foram levadas para um cofre à prova de foguetes. (Págs. 1 e 31) 

Teste para Cristina K.: Greve geral na Argentina afeta Brasil

A primeira greve geral enfrentada pela presidente Cristina Kirchner parou transportes, coleta de lixo e levou ao cancelamento de 25 voos entre Buenos Aires e cidades brasileiras. Centenas de turistas que foram passar o último feriadão do ano na Argentina ficaram presos nos aeroportos, conta Janaína Figueiredo. (Págs. 1, 23 e 24)

Retrato do Brasil: Violência explode em Salvador

Estudo mostra que o número de homicídios quintuplicou em Salvador num período de dez anos. São 61 homicídios por 100 mil habitantes, cinco vezes mais do que a ONU considera suportável. (Págs. 1 e 10)

Gol contra: Juíza rejeita nova manobra de Bruno

Em novo dia tumultuado, o goleiro Bruno destituiu seu advogado, tentando adiar o julgamento em que é acusado da morte de Eliza Samudio. A juíza rejeitou o pedido e manteve a audiência. (Págs. 1 e 14)

Ciência: Fim da epidemia de aids está perto

A ONU anunciou redução de 51% no número de novos casos de Aids. E, pela primeira vez, afirmou que está próximo o dia em que o HIV deixará de causar epidemia. No Brasil, o total de casos caiu de 600 mil para 500 mil. Entre os homossexuais, no entanto, o percentual de infectados chega a 10%. (Págs 1 e 34)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Justiça condena, mas decide soltar Cachoeira

Decisão ocorre após empresário ser condenado a 5 anos em regime semiaberto

A Justiça do Distrito Federal condenou Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, a cinco anos de prisão em regime semiaberto.

Ele foi condenado por formação de quadrilha (dois anos) e tráfico de influência (três anos), além de multa.

Ao proferir a sentença, a juíza determinou a soltura do empresário, preso preventivamente há 266 dias.

Ele poderá recorrer da condenação em liberdade e só cumprirá a pena no semiaberto após o trânsito em julgado do processo.

Até a noite, o empresário permanecia preso no complexo penitenciário da Papuda (DF) devido ao processo decorrente de uma operação que investigou tentativas de fraudes na emissão de bilhetes do transporte público do Distrito Federal.

Cachoeira foi detido em fevereiro em uma operação da Polícia Federal que investigou a exploração de jogos ilegais em Goiás. (Págs. 1 e Poder A4)

Petrobras quer alta de até 15% na gasolina e no diesel em 2013

A Petrobras estuda elevar em até 15% os preços da gasolina e do diesel no próximo ano. A Folha apurou ainda que a empresa analisa se a alta será de uma só vez, de 12% a 15%, ou se será dividida em duas, em fevereiro e em agosto.

Com preços defasados em relação ao mercado externo, a estatal quer evitar cortar investimentos. A empresa não comentou. (Págs. 1 e Mercado B1)

Israel e Gaza adiam trégua, e violência se intensifica

Os confrontos entre Israel e extremistas palestinos da faixa de Gaza se intensificaram em meio à tentativa de obter o cessar-fogo. O grupo islâmico Hamas chegou a anunciar o acordo, o que foi negado pelos israelenses.

Ontem, 20 pessoas foram mortas em Gaza, e duas, em Israel — em sete dias, já morreram 130 palestinos e cinco israelenses. (Págs. 1 e Mundo A14)

Fotolegenda: Sem defesa

Na Cidade de Gaza, palestinos arrastam o corpo de um dos seis homens mortos em público por suspeita de colaborarem com Israel. (Págs. 1 e Mundo A14)

Aécio deve assumir comando do PSDB a partir de 2013 (Págs. 1 e Poder A12)

Boa notícia: Novos casos de Aids têm queda de 20% em dez anos (Págs. 1 e Saúde C9)

Saúde: Fabricantes de adoçantes à base de estévia são multadas (Págs. 1 e C9)

Editoriais

Leia “A regra do atraso”, a respeito de balanço das obras do PAC, e “O preço da ignorância”, acerca de demanda crescente por ensino de qualidade. (Págs. 1 e Opinião A2)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Senadores se livram de pagar IR sobre 14º e 15º salários

Cobrança de imposto não recolhido entre 2007 e 2011 chega a R$ 64 mil por parlamentar; decisão foi do plenário

O Senado aprovou projeto que livra os parlamentares de pagar Imposto de Renda não recolhido sobre o 14° e o 15° salários entre 2007 e 2011. A cobrança no período chega a R$ 64 mil para cada senador, excluídos juros e correção monetária. A medida confirma ato da Mesa Diretora, que decidiu custear o imposto devido, e abre margem para que a Advocacia-Geral do Senado recorra à Justiça para reaver os pagamentos feitos. A discussão sobre a cobrança da dívida começou em agosto, depois que a Receita Federal enviou a conta para cada congressista. Ato do Senado sustentava que a verba tinha natureza indenizatória, mas o Fisco entendeu ter caráter remuneratório, o que obriga a incidência da alíquota de 27,5% referente ao imposto. Nenhum senador manifestou-se durante a votação. (Págs. 1 e Nacional A4)

Reajuste de 5%

Primeira votação do projeto do Orçamento aprovou reajuste de 5% para o funcionalismo, incluindo Judiciário, como quer o Planalto. (Págs. 1 e A4)

Juíza condena Cachoeira por explorar jogo e manda soltá-lo

A juíza Ana Cláudia Barreto, da 5ª Vara Criminal de Brasília, mandou soltar o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, que estava preso desde fevereiro. A decisão foi dada logo após a própria juíza condená-lo a cinco anos de reclusão, em regime semiaberto, pelos crimes de formação de quadrilha, exploração de jogos e tráfico de influência. (Págs. 1 e Nacional A8)

Trégua em Gaza não sai e Israel fala em invasão

Divergências não especificadas entre o Hamas e Israel frustraram o anúncio de um cessar-fogo em Gaza, apesar da ida da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, à região. O premiê israelense, Binyamin Netanyahu, disse preferir uma solução diplomática para o conflito, mas alertou que está pronto para intensificar a ofensiva. Diante do fracasso diplomático, Hillary reiterou que o “compromisso dos EUA com a segurança de Israel é sólido como uma rocha”. Tropas de Israel continuam às portas do território palestino e uma ofensiva por terra ainda não foi descartada. (Págs. 1 e Internacional A12 e A13)

Governo vai abater R$ 25,6 bilhões da meta de superávit

O governo vai abater R$ 25,6 bilhões da meta fiscal deste ano, segundo dados divulgados ontem. O valor será excluído das despesas com o PAC e com o Minha Casa, Minha Vida. (Págs. 1 e Economia B4)

Carvalho: ‘Violência em SP mata mais que Gaza’

O ministro Gilberto Carvalho disse que a onda de violência em SP mata mais do que o conflito na Palestina. Para Alckmin, a comparação é “infeliz”. (Págs. 1 e Cidades C3)

Caso Bruno: ex-policial teria assumido morte

O preso Jaílson de Oliveira confirmou que Marcos dos Santos, o Bola, confessou a morte da ex-amante do goleiro Bruno Eliza Samudio. (Págs. 1 e Cidades C4)

Cristina Kirchner enfrenta greve geral de 24 horas

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, enfrentou ontem a primeira greve geral desde que assumiu, acertada por alas de centrais sindicais descontentes com a política econômica e que acusam o governo de trair a “política popular” de Néstor Kirchner. A paralisação afetou o sistema de transportes, escolas, bancos e coleta de lixo. Ao menos 26 voos entre Brasil e Buenos Aires foram prejudicados. O chefe do gabinete de ministros, Juan Abai Medina, minimizou: “É só um grande piquetaço nacional”. (Págs. 1 e Internacional A16)

País tem 1 caso/dia de aids passado de mãe para filho (Págs. 1 e Vida A18)

Avibrás vende US$ 400 mi em armas para Indonésia (Págs. 1 e Economia B10)

Marta Suplicy lança ‘ação afirmativa’ na Cultura (Págs. 1 e Vida A20)

Rolf Kuntz

As razões da Tia Dilma

Dilma Rousseff ofereceu aos europeus, mais uma vez, lições de política econômica. Nenhuma autoridade local perguntou por que o Brasil deve crescer tão pouco. (Págs. 1 e Economia B4)

Antero Greco

Rumo certo

Viramos gente desconfiada, mas até prova em contrário, Corinthians e Caixa selaram contrato comercial como ocorre todos os dias, em qualquer área. (Págs. 1 e Esportes E2)

Notas & Informações

Atrasos e caneladas

Mais que contestável, dizer que atraso “é regra do jogo”, sobre o PAC, é afirmação perigosa. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Cachoeira é condenado, mas fica livre da cadeia

Juíza da 5ª Vara Criminal de Brasília pune bicheiro com cinco anos de prisão em regime semiaberto por causa de esquema montado para vencer contrato de bilhetagem no transporte do DF. No entanto, determinou a soltura do contraventor por considerar que ele já não pode mais influenciar testemunhas nem atrapalhar a coleta de provas. Cachoeira saiu da Papuda à 0h05 de hoje. (Págs. 1 e 2)

Plano de saúde dribla proibição e antecipa reajuste

Impedidas de elevar o valor da mensalidade depois que o cliente completa 60 anos, as operadoras de planos de saúde estão aumentando o preço antes. Em geral, os custos passaram a pesar mais a partir do 44º aniversário. Ao completar 59, o consumidor pode se deparar com alta de até 94%. (Págs. 1 e 10)

Greve paralisa a Argentina

Serviços públicos, comércio, transportes… Nada funcionou no primeiro protesto geral enfrentado pelo governo de Cristina Kirchner. Brasileiros ficaram presos no aeroporto. (Págs. 1 e 13)

Apagão é risco para Dilma

Os reservatórios com nível baixo e a redução de investimento no sistema podem afetar o fornecimento de energia em 2013, com ameaça de racionamento. (Págs. 1 e 11)

Entre a trégua e a selvageria

Enquanto negociadores tentam, no Egito, um cessar-fogo em Gaza, palestinos do Hamas executam suspeitos de espionagem. Os ataques de Israel mataram 26 ontem. (Págs. 1, 16 e 17)

Ingresso para a emoção

Em altura, ele é o maior estádio do Mundial de 2014. E ainda supera Camp Nou e Bernabéu. Levantamento feito pelo Correio mostra por que o Mane Garrincha se tornará também uma das arenas em que a presença da torcida será sentida mais fortemente, com barulho de 110 decibéis na hora do gol. Quem quiser experimentar essa sensação deve correr: começa hoje, às 9h, a pré-venda das entradas para a Copa das Confederações. (Págs. 1 e Super Esportes, 7 a 9)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Bancos ganham na Justiça ações contra os derivativos

Os contratos de derivativos cambiais, que durante a crise de 2008 e a disparada do dólar afetaram as finanças de grandes grupos como Sadia, Aracruz e Votorantim, causando prejuízos bilionários, têm sido reconhecidos como legítimos pelo Judiciário. As empresas que questionaram a validade dessas operações têm perdido os processos tanto na primeira quanto na segunda instância. Nas condenações, os magistrados consideram que as companhias assumiram riscos previsíveis ao apostar nesse tipo de investimento e determinam que os bancos sejam ressarcidos.

Levantamento feito para o Valor pelo escritório Wald Associados Advogados mostra que há pelo menos 27 ações sobre o tema em tramitação na Justiça. Em praticamente todas as instituições financeiras tiveram ganho de causa. Treze desses processos já chegaram aos Tribunais de Justiça com vitória também dos bancos. Entre os casos há ações de empresas como a Imcopa, processadora de soja, a catarinense Tuper, processadora de aço, a Doux Frangosul, produtora de aves e embutidos, e a varejista de móveis e decoração Tok & Stok. (Págs. 1 e E1)

Programas sociais e INSS puxam gastos

INSS e programas de transferência de renda puxaram o aumento de 11,8% nas despesas não financeiras do governo federal de janeiro a setembro, que atingiram R$ 587,7 bilhões, ou 18,03% do Produto Interno Bruto (PIB). Os gastos com INSS subiram 12,9% no período, para R$ 231,5 bilhões, enquanto que os do Bolsa Família, benefícios da Lei Orgânica de Assistência Social, seguro-desemprego e abono salarial avançaram quase 18%, para R$ 70,1 bilhões. Juntas, aumentaram 0,58% do PIB, respondendo por 73% do crescimento total das despesas não financeiras, de 0,79% do PIB.

Já os gastos com pessoal subiram 3,2% e caíram de 4,32% do PIB nos três primeiros trimestres de 2011 para 4,17% no mesmo período de 2012. (Págs. 1 e A3)

Energia eólica atrai o Santander

O Santander inaugura em dezembro, no Ceará, o primeiro dos dez parques eólicos nos quais tem participação acionária no Brasil. Único banco que investe diretamente em projetos de geração de energia eólica no país, pretende expandir sua atuação nos próximos leilões do governo. Na Espanha, o Santander tambem é um dos maiores investidores nessa área.

Hoje, o banco controla ou é sócio de três complexos em construção no Nordeste e no Rio Grande do Sul, que reúnem dez parques eólicos. Juntos, terão capacidade para gerar 226 MW quando concluídos, entre 2014 e 2015. Só na subsidiária brasileira, cerca de 40 pessoas estão envolvidas com essa área. O Santander não revela quanto investiu no setor. O banco ajudou a desenvolver outros projetos, mas vendeu sua participação. (Págs. 1 e B9)

Fotolegenda: Teste de forças

A presidente Cristina Kirchner enfrentou ontem a primeira greve geral desde que assumiu o poder, em 2007. O movimento parou serviços de ônibus, trem e metrô em Buenos Aires. Estações movimentadas, como a de Retiro, ficaram desertas. Bancos, muitas escolas e parte do comércio fecharam. (Págs. 1 e A13)

Compra de imóvel dá visto para a Europa

Quem passeia por Madri vê muitos cartazes de apartamentos à venda, refletindo a tentativa desesperada de seus proprietários de se livrarem de dívidas. A Espanha tem estoque de 800 mil a um milhão de imóveis à venda – e não há compradores. Os preços já caíram 30% desde o início da crise.

O governo espanhol planeja agora atrair estrangeiros com autorização de residência quase automática por três anos aos que adquirirem um imóvel no país por montante superior a € 160 mil (R$ 426 mil). Essa exceção na lei de estrangeiros para investidores se baseia no que já fizeram outros países em crise na zona do euro. Há um mês, Portugal passou a dar carta de residência para todo estrangeiro que comprar um imóvel de pelo menos € 500 mil (R$ 1,33 milhão), norma igual à da Irlanda. No Reino Unido o valor mínimo é de € 1,25 milhão. Na França, a exigência é maior: € 10 milhoes. (Págs. 1 e A13)

Fotolegenda: Petróleo é prioridade

Reinaldo Garcia, presidente da GE na América Latina: empresa vai avançar no setor de petróleo no Brasil e investe R$ 500 milhões em seu centro de pesquisa no Rio. (Págs. 1 e B7)

México ganha maior peso na indústria automotiva (Págs. 1 e B11)

CEOs dão a receita para retomada do crescimento nos Estados Unidos (Págs. 1 e B12)

Cade “estreia” a lei antitruste

Cinco meses após a nova lei antitruste, pela primeira vez o Cade barrou um negócio antes de sua realização. A compra da Seaviation pela Proair, prestadoras de serviços aeroportuários, dependerá de alterações no contrato para viabilizar a concorrência. (Págs. 1 e B5)

BNDESPar entra na Oceana

O BNDESPar anuncia hoje seu primeiro investimento no setor de construção naval ao assumir 25% da Oceana Offshore — empresa pré-operacional de construção e operação de navios de apoio à produção de petróleo e gás — por R$ 122 milhões. (Págs. 1 e B7)

Ammann terá fábrica no país

A fabricante suíça de equipamentos Ammann vai instalar em Gravataí (RS) sua fábrica na América Latina para produção de usinas de asfalto. Em uma segunda fase deverão ser montados compactadores e pavimentadores. (Págs. 1 e B10)

Mais dinheiro no campo

O Valor Bruto da Produção agropecuária do país deverá alcançar R$ 367 bilhões neste ano, segundo projeção da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. Se confirmado, será 11,2% superior ao de 2011. (Págs. 1 e B18)

Ideias

Cristiano Romero

Não há mais dúvidas de que o governo deixará o real se desvalorizar ainda mais frente ao dólar. (Págs. 1 e A2)

Pedro Cavalcanti e Renato Fragelli

A crescente intervenção do governo na economia aponta para um país menos produtivo e mais ineficiente. (Págs. 1 e A15)

Os executivos mentem, dizem os executivos

Os dirigentes brasileiros mentem, principalmente quando o assunto é gestão. É o que mostra pesquisa realizada com 330 representantes do alto escalão das maiores empresas em operação no país, sendo 48% com faturamento anual superior a R$ 5 bilhões. No estudo, os executivos admitem que a mentira em suas companhias é comum em assuntos relacionados aos funcionários, fornecedores, parceiros e até ao governo. “Eles dizem uma coisa e fazem outra”, afirma a pesquisadora e consultora Betania Tanure, que conduziu o estudo. Entre os pesquisados, 74% admitem que o discurso oficial é oposto ao que acontece na prática. (Págs. 1 e D3)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Prevenção de enchentes – 15 obras ficaram no papel

De 40 intervenções prometidas para evitar inundações em BH, só 14 foram concluídas

As obras foram programadas depois das chuvas de 2008/2009, quando cinco pessoas morreram. No entanto, ações importantes para áreas de fluxo intenso de veículos ou com grande população estão só na prancheta, como as do Ribeirão Arrudas, avenidas Cristiano Machado, Bernardo Vasconcelos e Francisco Sá, Córrego da Ressaca e Lagoa da Pampulha. Nesses locais já foram registrados prejuízos e morte nesta temporada chuvosa. Para piorar, mesmo em lugares em que os trabalhos de contenção foram efetivamente executados, os problemas voltaram a ocorrer, caso da drenagem da Avenida Silviano Brandão, que custou R$ 1,2 milhão, mas não evitou que a via alagasse novamente no último dia 15. (Págs. 1 e 25)

Barbárie

Israel desmente acordo de cessar-fogo anunciado pelo grupo islâmico Hamas e afirma que negociações são prematuras. Na Faixa de Gaza, a imagem de um grupo de palestinos arrastando o corpo de suposto colaborador dos judeus marcou o sétimo dia de conflitos. A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, está em Jerusalém para tentar solução diplomática para a crise. (Págs. 1 e 19)

Derrotas fazem Bruno tentar melar o jogo

Comum júri integrado por ampla maioria de mulheres (seis dos sete jurados) e quatro depoimentos considerados prejudiciais aos seus interesses, o ex-goleiro tentou uma jogada para adiar seu julgamento. Ele pediu a destituição de toda a sua defesa. A juíza Marixa Rodrigues, porém, barrou a manobra. A magistrada manteve um dos advogados, que defende também a ex-mulher de Bruno, Dayanne de Souza, e desmembrou o julgamento dela, que ocorrerá em outra ocasião. Mas especialista acredita que todo o processo pode ser postergado.

Bola na mira
Preso diz ter ouvido ex-policial assumir o assassinato de Eliza.

Língua solta
Novo advogado de Bruno disse no Twitter que ele deveria confessar. (Págs. 1 e 21 a 23)

Plano de saúde: Operadoras antecipam os reajustes

Proibidas de aumentar mensalidade de quem tem mais de 60 anos e contrato assinado a partir de 1999, operadoras têm compensado restrição com duas altas anuais para usuários a partir dos 19 anos. (Págs. 1 e 12)

Mau exemplo: Ex-deputado condenado continua livre

Sentenciado a sete anos, o ex-deputado federal Tatico teve sua prisão determinada em dezembro de 2010. Mas embargos e outras manobras o mantêm livre, num mau presságio em relação aos deputados do mensalão. (Págs. 1 e 3)

Cidades históricas: Prefeitos cobram verba do PAC para preservação (Págs. 1 e 10)

Aids no Brasil: Um quarto dos infectados não sabe que contraiu o HIV (Págs. 1 e 28)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Desconto de 50% para cheques sem fundo

Medida tenta resolver pendências. A CDL quer que o inadimplente quite dívidas e volte a consumir. Entidade pretende recuperar cerca de R$ 1 milhão em cheques devolvidos desde 2009. (Págs. 1 e Economia 1)

Cachoeira deixa a prisão depois de nove meses (Págs. 1 e Capa Dois)

Bebida liberada durante as copas

Comissão de Justiça da Assembleia Legislativa decidiu pela permissão na Arena Pernambuco durante a Copa das Confederações e a do Mundo. Ingressos para a primeira começam a ser vendidos a partir de hoje. (Págs. 1 e Esportes)

Rural reserva metade das vagas

Apesar da Lei das Cotas determinar que esta política pode ser efetivada até 2016, a UFRPE antecipou a decisão já para suas próximas turmas. Vestibular da UPE começa domingo com mais tempo de provas para o fera. (Págs. 1 e Cidades 1)

Sindicalistas de Suape barrados em Brasília (Págs. 1 e Capa Dois)

Bruno falha ao tentar manobra para adiar o júri (Págs. 1 e 8)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Brigada Militar tem excesso de oficiais fora da linha de frente

Promoção de coronéis, tenentes-coronéis e majores acima do previsto em lei desvia policiais para cargos fora da segurança pública e com salários reforçados. (Págs. 1, 4 e 5)

Onde estão os oficiais cedidos a outros órgãos.

Previdência: Pressão por mudanças na aposentadoria

Governo resiste, mas sindicatos e deputados querem o fim de fator previdenciário. (Págs. 1 e 14)

Após 266 dias: Juíza manda soltar bicheiro Cachoeira

Contraventor é condenado ao semiaberto, mas deve cumprir prisão domiciliar. (Págs. 1 e 6)

Triste repetição: Pelo quarto ano, Capital e RS lideram casos de aids

Estado tem o dobro da média nacional de infectados pelo HIV, aponta levantamento. (Págs. 1 e 26)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Fundo imobiliário dispara 150% e capta R$ 2,2 bilhões em 2012

Com a queda das taxas de juros, o número de investidores nesta modalidade subiu 40% e o volume de operações alcançou R$ 351 milhões em outubro, batendo recorde mensal, segundo a BM&F. O total de negócios saltou de 77 mil para 212 mil. (Págs. 1 e 30)

Infraero terá que realizar obras da Copa

Com dificuldade para promover os leilões de concessão do Galeão e de Confins, o governo delega para a estatal a responsabilidade pelas reformas nos aeroportos. (Págs. 1 e 6)

Ação da B2W mostra reação na Bovespa

Depois de atingir a baixa histórica em junho, papéis da companhia de comércio eletrônico sobem 107%. Para analistas, é reflexo da melhora no desempenho financeiro. (Págs. 1 e 31)

São Paulo se arma para disputar o circuito dos grandes eventos

Cidade apresenta amanhã na França sua candidatura para sediar a Expo 2020, um dos três mais importantes eventos mundiais, junto à Copa e às Olimpíadas. Promete investir R$ 4,4 bilhões em mobilidade urbana. (Págs. 1 e 4)

CEF reserva R$ 100 bilhões para crédito

Banco estatal pretende conceder esse volume de financiamentos ao longo do último trimestre do ano; de janeiro a setembro, total atingiu R$ 198 bilhões. (Págs. 1 e 32)

Argentina em crise

Uma greve geral paralisou os transportes públicos em Buenos Aires e suspendeu voos, inclusive para São Paulo. (Págs. 1 e 38)

Clipping Radiobrás

 



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *