Manchete nos Jornais para esta Segunda-Feira 05 de Novembro de 2012

85

Acordo não reduz multa do FGTS; Empresas de mão de obra terceirizada não podem reduzir a multa de 40% do FGTS em troca de contratação ou estabilidade com a próxima tomadora de serviços. A decisão é do Tribunal Superior do Trabalho e não cabe mais recurso. Servidor que não quis acordo volta a negociar; Miriam Belchior, do Planejamento, receberá amanhã representantes de parte do funcionalismo que não aceitou o reajuste salarial de 15,8% e prolongou a greve.  …- Infância perdida na chuva; Tromba d’água arrasta carro e mata duas crianças na Serra do Cipó. Outras duas estão sumidas…

O Globo

Manchete: Eleições nos EUA – Obama disputa voto a voto para se reeleger

Empatados, candidatos fazem maratona na véspera de votação

Presidente mantém pequena vantagem sobre Romney em 5 de 9 estados decisivos

Na véspera da eleição, o presidente Barack Obama e o ex-governador Mitt Romney tentam romper o empate nas pesquisas, numa última arrancada de comícios em estados que vão decidir o pleito. Cada candidato percorre hoje três estados à caça de votos, numa maratona que ontem abrangeu, no total, outros sete. No complicado xadrez eleitoral, Obama tenta manter a vantagem, ainda que dentro da margem de erro, em cinco dos nove estados essenciais, especialmente no Meio-Oeste – o suficiente para assegurar a reeleição, relatam as correspondentes Fernanda Godoy e Flávia Barbosa. Romney, por sua vez, corre o risco de ganhar na votação popular, mas perder no Colégio Eleitoral. (Págs. 1 e 22 a 26)

Virgínia escolhe candidato de olho em gasto militar (Págs. 1 e 25)

Eleitores afetados por Sandy podem votar por e-mail (Págs. 1 e 26)

Enem tem 28% de faltosos em todo o país

O Enem terminou ontem com abstenção de 27,9% (1,61 milhão de candidatos), índice maior que o de 2011 (26,4%). Em Mato Grosso do Sul, uma jovem de 17 anos deu à luz no local de prova antes do exame. (Págs. 1 e 9)

Mercadores da miséria: Fraudes vão do leite à luz

Empresas usavam ‘laranjas’ para desviar verba de programa

Na Paraíba, 112 mil famílias de baixa renda com crianças, idosos ou grávidas estão desde maio sem receber leite de um dos programas do Brasil Sem Miséria. A PF descobriu que pessoas que não eram produtoras foram incluídas, em alguns casos sem conhecimento, na lista de beneficiados no projeto de compra de leite de pequenos pecuaristas para distribuição a famílias pobres. Os desvios chegam a R$ 10 milhões. Em Nova Ubiratã (MT), o MP investiga o ex-secretário de agricultura, suspeito de ter cobrado para instalar energia do programa Luz Para Todos, que é gratuito. (Págs. 1, 3 e 4)

Desafios brasileiros: Energia para o Brasil crescer

Apostas são pré-sal e eólica, mas há apagões, como mostra a série “Desafios Brasileiros”, de O Globo e “O Estado de S.Paulo”. (Págs. 1 e Caderno Especial)

Digital & Mídia: Pagamento móvel vem aí

Prestes a ser regulamentado no país, o pagamento por celular deverá movimentar US$ 617 bilhões em 2016 no mundo. Comodidade e integração ao sistema bancário são vantagens, mas há riscos. (Págs. 1 e 19)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: STF ordena que ação de Valério no BC seja apurada

Operador do mensalão é suspeito de tráfico de influência em favor de bancos

O ministro do STF Joaquim Barbosa ordenou a abertura de inquérito para apurar se Marcos Valério fez tráfico de influência no Banco Central em favor dos bancos Rural e Econômico.

Segundo a PF, o operador do mensalão tentou influir no processo de socorro financeiro do Econômico e do Mercantil, que pertence ao Rural. Valério e os bancos negam irregularidades.

O empresário tem ameaçado fazer novas revelações sobre o escândalo e outros casos. Para ministros, ele tenta reduzir suas penas.

As punições podem se agravar com investigações desmembradas que venham a resultar em novas ações como no caso do suposto tráfico de influência. (Págs. 1 e Poder A4)

PF tem 8.110 investigações abertas para apurar fraudes em contratos que somam R$ 11,6 bilhões. (Págs. 1 e A9)

Denúncias de pornografia infantil na rede chegam a 40%

A pornografia infantil domina as denúncias de crime na internet feitas no Brasil. De janeiro de 2006 ao mês passado, 40,5% do que foi denunciado no país mirava esse tipo de conteúdo. Inédito, o levantamento é da ONG Safernet e resultou na central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos, que entra no ar hoje. (Págs. 1 e TEC F1)

MEC elimina 65 que publicaram fotos no Enem (Págs. 1 e Cotidiano C4)

Marcos Augusto Gonçalves

SP minimiza facção que age no vazio deixado pelo poder. (Págs. 1 e Cotidiano C2)

Em favelas feitas de barracas, EUA escancaram crise

Em Lakewood, Nova Jersey, em uma das cerca de cem “tent cities” que surgiram nos EUA desde a crise de 2008, o banheiro é no penico, e o banho é de bacia, relata Patricia Campos Mello. Efeito da recessão econômica, principal ingrediente da eleição presidente de amanhã. (Págs. 1 e Mundo A10)

Editoriais

Leia “A conta não fecha”, acerca de gastos do governo federal, e “Cristinoduto”, a respeito de favores da presidente da Argentina à imprensa governista. (Págs. 1 e Opinião A2)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: STF avalia dar penas mais leves para Valério

Depoimentos do mineiro e de Jefferson ajudaram condenações no mensalão; julgamento volta na 4ª

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já debatem uma possível redução da pena do empresário Marcos Valério e do deputado Roberto Jefferson por suas contribuições às investigações que resultaram na condenação dos acusados de integrar o esquema do mensalão. A decisão não tem relação com o depoimento prestado espontaneamente por Valério à Procuradoria-Geral da República em setembro. Valério entregou ao Ministério Público Federal, durante o processo, uma lista de beneficiários dos pagamentos do mensalão e Jefferson foi quem trouxe a público o esquema em 2005. A pena imposta a Valério supera 40 anos pelos crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas, corrupção ativa e peculato. Mas um integrante do tribunal admite que a Corte pode reduzir “drasticamente” a pena quando esse assunto for discutido. O tribunal retoma o cálculo das penas na quarta-feira sem ter uma definição do critério a ser utilizado. A expectativa de alguns ministros é de que o julgamento se encerre em quatro sessões. Nesse caso, o presidente do STF, Carlos Ayres Brito, participaria até o final e se aposentaria em seguida. Ele completa 70 anos no dia 18 e compulsoriamente deixará a Corte. (Págs. 1 e Nacional A8)

Tema inesperado pode baixar notas da redação do Enem

Mais de 4,17 milhões de estudantes brasileiros fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste final de semana. Ontem, os candidatos enfrentaram uma redação sobre movimentos de imigração do Brasil no século 21. Professores consultados pelo Estado afirmaram que a escolha do tema surpreendeu e que a complexidade da prova pode resultar em queda média do desempenho dos alunos, que fizeram ainda exames de português e matemática. No sábado eles haviam resolvido questões de Ciências Humanas e da Natureza. A taxa de abstenção do Enem 2012 foi semelhante à do ano passado, 27,9%. Sem registro de incidentes graves, os principais problemas se concentraram na internet. Pelo menos 65 candidatos foram eliminados por postar imagens da prova ou do cartão de respostas nas redes sociais – 28 deles só ontem. (Págs. 1 e Vida A16 e A17)

Aluna dá à luz antes da prova

Estudante de MS que deu à luz um menino no banheiro da escola poderá refazer o exame. (Págs. 1 e A16)

‘Bico’ de Natal salda dívidas de assalariado

Quase um quarto dos trabalhadores que procuram emprego temporário neste fim de ano têm como objetivo obter uma renda extra para pagar dívidas. Destes, mais de metade (59%) já está empregada e nunca prestou serviços temporários anteriormente. (Págs. 1 e Economia B1)

Desafios brasileiros: Energia para o Brasil crescer

Terceiro caderno da série trata dos dilemas do setor de energia no Brasil, que busca novas formas de geração ambientalmente corretas. Até 2021, por exemplo, 9% da energia consumida pelos brasileiros deve ser proveniente dos ventos. (Págs. 1 e Caderno Especial)

Eleição acirrada dos EUA deve atrasar resultado

A disputa acirrada entre Barack Obama e Mitt Romney pode atrasar o resultado da eleição nos EUA. Se a contagem final das urnas depender de Estados como Ohio, o nome do vencedor vai demorar a sair porque os votos enviados pelo correio levam até 10 dias para serem computados. (Págs. 1 e Internacional A10)

José Roberto de Toledo

2012 + 2

Prefeitos são bons cabos eleitorais. Pesquisadores estimam que a eleição de um prefeito aumenta em 20% os votos para deputado federal. (Págs. 1 e Nacional A8)

Lúcia Guimarães

De costas para o futuro

Se dependesse dos republicanos, milhões de americanos não teriam direito de votar. Seu partido tentará confundir minorias e idosos amanhã. (Págs. 1 e Caderno 2, D10)

José de Souza Martins

O poste

O que seria de nós sem o poste? “Sou o poste de Lula”, foi o primeiro discurso do prefeito eleito. Se prefeito é poste, quem será o prefeito? (Págs. 1 e Cidades C8)

Notas & Informações

Falta a opção pela competência

Fé e esperança podem ser virtudes, mas é difícil acompanhar o otimismo federal. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Flagrante de um sequestro em Brasília

Câmera do circuito interno de quadra nobre do Plano Piloto filma o momento em que dois homens fazem motorista refém, assumem o controle do carro e deixam rapidamente o local

A estudante voltava para casa depois de ter saído para comprar um lanche. Os assaltantes a renderam antes que ela deixasse o carro e, em segundos, a sequestraram. Uma hora depois, a jovem foi deixada em um local ermo do Park Way. Aos prantos, ela acabou socorrida por um motorista, que a levou até um posto policial. Em nove meses deste ano, foram registrados mais de 550 sequestros relâmpagos no DF. Secretário de Segurança Pública diz que o governo estuda a instalação de 2 mil câmeras em diversos pontos estratégicos da cidade para coibir a ação dos bandidos. (Págs. 1, 19 e 20)

Abstenção: 1,6 milhão de candidatos perdem Enem

A estimativa é de que cerca de 27,9% dos inscritos não compareceram às provas no segundo dia de exame em todo o país. No DF, o índice de faltas chegou a 32%. Uma jovem que deu à luz na hora da prova terá nova chance. MEC vai avaliar pedido de aluno do Marista, em Brasília, que não pôde fazer o teste porque foi espancado e está internado em hospital. (Págs. 1 e 6)

STF volta a definir penas do mensalão na quarta-feira (Págs. 1 e 2)

Servidor que não quis acordo volta a negociar

Miriam Belchior, do Planejamento, receberá amanhã representantes de parte do funcionalismo que não aceitou o reajuste salarial de 15,8% e prolongou a greve. (Págs. 1 e 9)

O Brasil torce por Obama

As relações entre Brasil e EUA independem do novo líder americano, mas, segundo analistas, há em nosso país predileção pelo nome de Barack Obama. Com as pesquisas apontando empate técnico, a disputa se mantém acirrada. Ontem, Obama fez campanha com o ex-presidente Bill Clinton. Mitt Romney deu autógrafos a eleitores. (Págs. 1 e 12 a 15)
————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: ‘Ficha limpa’ do BC barra executivos do mercado

A inabilitação de dirigentes bancários alcançou um recorde neste ano. Desde janeiro, o Banco Central proibiu a atuação de 364 administradores de instituições financeiras e a tendência é que esse número aumente ainda mais. Inspirado na Justiça Eleitoral, o BC está exigindo “ficha limpa” dos administradores de instituições financeiras.

A regra é negar homologação aos envolvidos em fraudes ou em condutas indevidas no sistema financeiro, além daqueles que respondem a ações judiciais ou processos administrativos. Essa tendência já foi captada por administradores de bancos que, em resposta, entraram com dezenas de ações contra o BC em pelo menos quatro unidades da Federação – Rio de Janeiro, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. (Págs. 1 e C14)

Licenciamento ambiental será simplificado

Duas medidas na área ambiental que estão sendo costuradas pelo governo devem tornar mais rápida a liberação de grandes obras de infraestrutura, alterando a forma de atuação do Ibama. Comissão formada por representantes da União, Estados e municípios analisa decreto que definirá qual tipo de obra cada esfera de governo terá de licenciar, liberando o Ibama de se envolver em milhares de pequenas operações. Além disso, serão simplificados os estudos para obtenção de licenciamento. Em vez de exigir para todas as obras um Estudo de Impacto Ambiental (EIA-Rima), será pedido Relatório Ambiental Simplificado (RAS). Como o próprio nome diz, o RAS terá uma quantidade menor de informações, com custos mais baixos e maior rapidez para conclusão. (Págs. 1 e A3)

Novo investidor aplica R$ 3,5 bi em shopping

Novas empresas de shoppings têm sido criadas com recursos de fundos de investimentos, de executivos do mercado e de tradicionais empresários da construção. Redução dos juros, resultados favoráveis dos shoppings e forte valorização do capital aplicado no negócio fizeram surgir novas sociedades no setor nos últimos três anos.

Nesse grupo estão a 5R Shopping Centers, criada por Edmundo Rossi, da Rossi Construtora, e a Vértico, braço do grupo WTorre, do empresário Walter Torre. Ex-sócio do Sonae Sierra, Henrique Falzoni, da Enplanta Engenharia, anunciou seu retorno ao mercado meses atrás e um grupo de ex-executivos da Brookfield Incorporadora, donos da WGL Administração e Participações, criou há pouco mais de um ano um fundo gerido pelo Credit Suisse Hedging-Griffo para construir shoppings para a classe C. Esse conjunto de empresas anunciou, desde 2010, cerca de R$ 3,5 bilhões em investimentos em 20 shopping centers em construção ou em fase de obtenção de licenças finais. (Págs. 1, B1 e B5)

Garimpo ilegal agita ‘Areinha’

Nas margens barrentas do rio Jequitinhonha, na região de Diamantina (MG), quase 2 mil pessoas extraem diamantes em um garimpo ilegal que desafia o governo e interesses de duas empresas. A Mineração Rio Novo, do grupo Andrade Gutierrez, que tem o direito de exploração, abandonou a área – apelidada “Areinha” – em 2007. Desde então, garimpeiros a ocuparam e movimentam o comércio da cidade.

A atividade, porém, atraiu uma rede de compradores com vínculos com o contrabando internacional de diamantes. E há ainda uma questão ambiental: a Rio Novo concorda em transferir os direitos de exploração aos garimpeiros, como eles pedem, mas quer que o Ministério Público a isente de responsabilidade pelos danos ambientais na região. (Págs. 1 e B10)

Adversários propõem ajustes fiscais diferentes para os EUA

Apesar das profundas divisões ideológicas que separam o presidente Barack Obama e seu adversário republicano, Mitt Romney, os planos de governo dos dois candidatos poderão ter efeitos muito parecidos sobre a economia americana em 2013: provocar uma desaceleração ainda mais profunda.

Quando forem às urnas amanhã, os americanos vão escolher entre reeleger um presidente que defende o papel do Estado para recuperar e desenvolver a economia ou colocar em seu lugar um candidato de oposição que acredita que só um mercado mais livre das amarras do governo poderá tirar os Estados Unidos da armadilha do baixo crescimento. As pesquisas de opinião do fim de semana confirmam que a vitória de um ou de outro será por uma margem extremamente apertada. (Págs. 1 e A13)

Dúvida sobre renovação de concessões

Os critérios para renovação das concessão no setor elétrico, divulgados na noite de quinta-feira, foram considerados tão desfavoráveis ao setor privado que especialistas passaram a duvidar se as empresas decidirão pela prorrogação dos contratos. Segundo Lilyanna Yang, do banco UBS, os termos anunciados contrariaram as expectativas de que haveria uma melhora nas condições para a renovação. A tarifa média proposta – de R$ 9,50 por MWh – para cobrir os custos de operação e manutenção implicará um corte de 70% na receita das geradoras. Para as transmissoras, a redução média será de 67%. Com isso, a expectativa é de uma reação negativa na bolsa de valores, já que as regras foram divulgadas após o fechamento do mercado. (Págs. 1 e B8)

Sonegação no setor de combustíveis chega a R$ 1 bilhão por ano (Págs. 1 e A3)

Argentina volta a barrar entrada de carne suína brasileira (Págs. 1 e B13)

Com apoio do BNDES, Cast investe em expansão, diz Calazans (Págs. 1 e B2)

Favelas do Rio movimentam R$ 13 bi

No Rio de Janeiro, a parcela dos moradores de favelas que integram a classe C passou de 29% para 66% do total em dez anos. Somadas, essas comunidades movimentam R$ 13 bilhões por ano. (Págs. 1 e A2)

Sem risco de estagnação

Otimista quanto às perspectivas para a economia brasileira, estudo do Deutsche Bank aponta que é um erro considerar o atual nível de crescimento como o início de um longo período de estagnação. (Págs. 1 e A4)

Rendimento formal cresce mais

Pela primeira vez desde 2008, o rendimento dos trabalhadores com carteira assinada na iniciativa privada cresce com mais força que no setor informal. De janeiro a setembro, o ganho médio real desses profissionais foi de 3,5% sobre igual período de 2011. (Págs. 1 e A5)

Punição à associação criminosa

O governo trabalha para aprovar na Câmara dos Deputados, ainda neste anos, projeto de lei que estabelece o crime de associação a organização criminosa, lacuna penal apontada pelo STF em julgamentos recentes, como no caso do mensalão. (Págs. 1 e A6)

MG alivia taxa sobre mineração

As mineradoras terão desconto de até 70% na taxa instituída em março pelo governo de Minas Gerais para cobrir custos com a fiscalização de atividades minerárias. A cobrança tem sido alvo de questionamentos na Justiça. (Págs. 1 e E1)

Acordo não reduz multa do FGTS

Empresas de mão de obra terceirizada não podem reduzir a multa de 40% do FGTS em troca de contratação ou estabilidade com a próxima tomadora de serviços. A decisão é do Tribunal Superior do Trabalho e não cabe mais recurso. (Págs. 1 e E1)

STF julgará habeas data fiscal

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai decidir, em repercussão geral, o direito de os contribuintes terem acesso aos dados da Receita Federal por meio da ação de habeas data, instrumento pouco utilizado no direito tributário. (Págs. 1 e E1)

Ideias

Sergio Leo

Governo ainda não chegou a consenso sobre o futuro do Reintegra, programa de incentivo aos exportadores. (Págs. 1 e A2)

Marcelo Côrtes Neri e outros

Contrariando algumas visões disseminadas, carência mais grave e generalizada de mão de obra se dá na base da pirâmide. (Págs. 1 e A14)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Infância perdida na chuva

Tromba d’água arrasta carro e mata duas crianças na Serra do Cipó. Outras duas estão sumidas

A tempestade que atingiu vários pontos da Grande BH provocou uma tragédia na Serra do Cipó, em Jaboticatubas. O Mitsubishi L-200 dirigido pelo sociólogo Breno Calábria, que está internado em BH, depois de operar a clavícula no Hospital Odilon Behrens, foi atingido por uma tromba d’água e arrastado pelas águas de um córrego. Duas crianças morreram no local. Outras duas estão desaparecidas. Nenhuma delas tinha sido identificada até a noite de ontem. A menina Beatriz Julião Reis foi atendida no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, para onde também foram levadas sua mãe e mulher de Breno, Andréia Julião de Oliveira,e uma amiga da família. A chuva forte também causou transtornos e alagamentos em vários bairros da capital. (Págs. 1 e 17)

Yes, nós temos turistas!

Número de visitantes estrangeiros cresce 10 vezes mais do que a média nacional em BH, a quarta cidade mais procurada para negócios e eventos no país. (Págs. 1 e 10)

Brasil ganha mais com Obama ou com Romney?

O resultado das eleições americanas, que ocorrerão amanhã, pouco ou nada mudará nossas relações com os EUA, segundo entendidos em política externa. O Brasil ficou fora do programa de ambos e dos debates. E a única diferença, apontam, é que Romney pode cobrar uma postura brasileira mais dura com desafetos de Washington, como Cuba, Venezuela e Irã. (Págs. 1, 14 e 15)

Eleições 2012: Debate político nas redes sociais foi considerado insignificante (Págs. 1 e 5)

Dinheiro falso: Polícia apreende R$ 29 mil em blitz da lei seca na capital (Págs. 1 e 18)

Enem: Exame transcorre tranquilo no 2º dia e abstenção chega a 27,9% (Págs. 1 e 23)

Agropecuário: Produção sob pressão

O mercado leiteiro tem perspectiva positiva, mas sofre ameaças das importações da Argentina e do Uruguai e da alta de insumos, como o milho e a soja. Planejamento é fundamental. (Págs. 1, Capa e 6 a 8)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Timbu e Leão arrasadores (Págs. 1 e Esportes 1 a 4)

Ministro quer coibir boataria

Mercadante propôs mudança na lei penal para punir quem espalhar boatos que prejudiquem o Enem. (Págs. 1 e 9)

Obama e Romney empatados

Às vésperas das eleições presidenciais americanas, candidatos democrata e republicano têm, cada um, 48% das intenções de voto. (Págs. 1 e 5)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: PCC tentou instalar “filial” no Estado

Manuscritos que circularam no Presídio Central mostram que táticas da facção paulista incluíam rifas de motos para levantar fundos. Polícia diz que ação foi contida. (Págs. 1, 34 e 35)

Enem 2012: Redação traz tema complexo

Candidatos escreveram sobre vinda de estrangeiros ao Brasil. Gabarito pode ser antecipado de quarta para amanhã. (Págs. 1 e 25)

Eleições americanas

Rodrigo Lopes
Enviado Especial

Na véspera do grande dia, empate nas pesquisas.

Um Obama forte em New Hampshire.

Temas verdes estão fora das discussões. (Págs. 1, 4 e 5)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: PT chega a consenso e decide que Dilma será candidata à reeleição

Em jantar amanhã no Palácio da Alvorada , a presidente começará a traçar com a cúpula do PT e do PMDB a estratégia para 2014. Também recebeu aval do ex-presidente Lula a permanência do deputado Rui Falcão no comando petista até 2018. (Págs. 1 e 12)

“Menos de 10% das operadoras de saúde continuarão vivas”

A previsão é de João Carlos Regado, presidente da Golden Cross, em entrevista ao BRASIL ECONÔMICO. Para o executivo, aumento de custos e necessidade de capital acentuarão o processo de consolidação do setor. (Págs. 1 e 4)

CSN investe R$ 1 bi em cimento em MG

Siderúrgica é seguida por outras empresas do país, que têm aumentado os recursos na expansão dos negócios, com novos projetos no estado. (Págs. 1 e 18)

Crise mundial dura mais cinco anos

Considerado um guru dos investidores, John Mauldin diz ao BRASIL ECONÔMICO que economia global só voltará a crescer com fim do déficit dos EUA. (Págs. 1 e 31)

Safra recorde na Argentina pode ajudar a indústria

Receita com soja e trigo subirá para US$ 40 bi, abrindo espaço para exportações brasileiras. (Págs. 1 e 10)

Campanha nos EUA chega ao fim sem favorito

Pesquisa ABC/Washington Post mostra Obama e Romney com 48% das intenções de voto. (Págs. 1 e 36)

Pagamento virtual atrai e mobiliza as empresas do setor

Uso do celular como substituto das maquininhas e leitoras móveis está entre as novidades. (Págs. 1 e 30)

Domenico de Masi

Ócio criativo é caminho para país crescer, diz especialista ao BRASIL ECONÔMICO. (Págs. 1 e 16)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *