Pratini diz que governo não deve temer embargo russo – Finalmente, eólica vai de vento em popa – Insegurança: Policiais e bombeiros anunciam greve no Rio – Maria da Penha vale para casos sem denúncia – Saúde: Jejum pode reduzir a propagação de câncer. – R$ 9.288,05: É com esse salário que os vereadores de BH terão de se virar para sobreviver – Seca leva produtores ao Proagro – Valec busca fornecedor de trilhos – Selic em queda reduz margem dos bancos – Dilma exige linha dura contra PMs conspiradores…

O Globo

Manchete: PMs desocupam Assembleia, mas mantém grave na Bahia

Quatro líderes são presos, além de soldado que incitou a invasão

Depois de ocupar a Assembleia Legislativa durante a greve que já dura dez dias e diante da iminente invasão do prédio por soldados das Forças Armadas, policiais militares baianos em greve desocuparam ontem o local. Horas mais tarde, porém, os grevistas decidiram manter a paralisação iniciada no último dia 31. Para sair da Assembleia, líderes grevistas negociaram a rendição, e quatro deles foram presos por homens da Polícia Federal e do Exército. Dos 12 mandados de prisão, outros dois já tinham sido cumpridos. Também uma soldado que negociava a invasão do Batalhão de Guarda da PM foi presa. No prédio da Assembleia, policiais federais encontraram lixo, colchões, travesseiros e restos de comida. (Págs. 1, 3 a 13 e editorial “Não há alternativa à aplicação da lei”)

E no Rio, ameaça parar, mesmo obtendo aumento

Policiais civis, militares e bombeiros do Rio também ameaçam entrar em greve por melhorias salariais. A Assembleia Legislativa do Rio aprovou ontem projeto que trata do reajuste salarial para as forças policiais do estado, com antecipação de um reajuste e novo aumento em 2014, entre outros benefícios. (Págs. 1 e 3)

Dilma critica anistia que ela própria sancionou. (Págs. 1 e 11)

Pane em trem e quebra-quebra

Policiais entram em choque com passageiros na Central

Um defeito no freio que fez um trem enguiçar no ramal de Japeri gerou uma onda de revolta dos passageiros e quebra-quebra em quatro estações. Na Central, houve confronto com policiais, que usaram gás lacrimogêneo e balas de borracha, spray de pimenta e cassetetes para conter os manifestantes. Em Madureira, catracas foram quebradas; e em Deodoro, painéis foram destruídos. O secretário de Transportes, Julio Lopes, criticou o comportamento dos usuários. (Págs. 1 e 16)

Revoltas nos países árabes, iniciadas há pouco mais de um ano, já são tema de 15 filmes no Festival de Berlim (Págs. 1 e Segundo Caderno)

Juiz que prendeu Pinochet é condenado

Num julgamento que polarizou espanhóis, o juiz Baltasar Garzón foi condenado à perda, durante 11 anos, do direito de exercer suas funções como magistrado, por ter ordenado escutas ilegais num caso de corrupção. Ironicamente, o juiz, que ganhou projeção internacional pela prisão do ex-ditador Augusto Pinochet, foi acusado pelo Tribunal Supremo de usar práticas de regimes totalitários. (Págs. 1 e 35)

Lei Maria da Penha: Supremo facilita denúncia

Por 10 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal decidiu ontem que qualquer pessoa, e não só a mulher vítima de violência doméstica, como é atualmente, poderá denunciar o agressor à polícia. (Págs. 1 e 15)

Lucro da Petrobras cai à metade

O aumento de custos na exploração do petróleo e com pessoal fizeram com que a Petrobras tivesse queda de 52,3% no lucro do último trimestre de 2011, para R$ 5 bi. No ano, ficou 5% menor. (Págs. 1, 27 e 28)

Fontes alternativas de energia ainda longe da eficiência (Págs. 1 e 38)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: ‘Estarrecida’ Dilma diz ser contra anistia a PMs em greve

Presidente reage à articulação de policiais da Bahia para cometer vandalismo; paralisação é mantida

Após a divulgação de escutas que mostram líderes da greve da Polícia Militar da Bahia planejando atos de vandalismo, a presidente Dilma Rousseff afirmou estar “estarrecida” e se mostrou contrária a perdão aos amotinados. “Se anistiar, aí vira um país sem regras”, disse. Ela condenou que “se instaure o pânico, o medo” e se crie “situações incompatíveis com a democracia”. Pela manhã, os grevistas desocuparam o prédio da Assembleia. Após negociação durante o dia, a categoria decidiu manter a paralisação. Com a prisão dos líderes, a governo acredita que haverá desmobilização do movimento grevista. Se condenados, os líderes podem pegar até 14 anos de prisão. (Págs. 1 e Cidades C1, C3 e C4)

Foto-legenda: Desocupação

Policiais militares em greve deixam a Assembleia Legislativa da Bahia, após dez dias; clima em Salvador era de crítica ao movimento.

Ação no Rio perde força

A suspeita de que há motivação político-eleitoral por trás do movimento para deflagrar greve de policiais militares no Rio de Janeiro, revelada em escutas telefônicas enfraqueceu a mobilização. (Págs. 1 e Cidades C4)

Dora Kramer
Pesos e medidas

Ou bem o governo mantém o rugido com que entrou na greve ou sai dela aos miados. (Págs. 1 e Nacional A8)

Carnaval

Maranhão paga R$ 1,5 milhão para ser tema da Beija-Flor. (Págs. 1 e Cidades C6)

Petistas dizem que privatizam melhor que os tucanos

Versão preliminar de resolução apresentada ontem ao Diretório Nacional do PT reage às declarações do ex-presidente FHC segundo as quais o leilão dos aeroportos “desmistificou o demônio privatista”. “Não é verdade que acabou a disputa ideológica sobre as privatizações”, diz o texto. O partido ressalta para a militância as supostas diferenças: “Antes, as empresas eram torradas na bacia das almas a preços de compadre. Agora, os ganhos são aplicados no desenvolvimento do País.” (Págs. 1 e Nacional A4)

Controle da mídia, de novo

O rascunho de resolução do PT retoma a defesa do controle da mídia. O partido fala em fazer “campanha pela democratização dos meios de comunicação de massa”. (Págs. 1 e Nacional A4)

Marta rejeita ‘mãos dadas com Kassab’

A senadora Marta Suplicy não disfarçou o mal-estar com a possibilidade de aliança entre Fernando Haddad (PT) e o PSD de Gilberto Kassab. “Preciso ser muito cuidadosa, porque senão corro o risco de acordar num palanque de mãos dadas com Kassab.” (Págs. 1 e Nacional A8)

Grécia aprova novos cortes para obter ajuda

Como exigido pelos credores internacionais, as líderes políticos em Atenas chegaram a acordo sabre um novo pacote de austeridade na esperança de desbloquear um resgate internacional de € 130 bilhões, após sete meses de negociações. A iniciativa deve evitar um calote grego desordenado. Mas a acordo ainda não foi suficiente para que a União Europeia e o FMI dessem sinal verde para o pacote de ajuda. (Págs. 1 e Economia B1)

Frio acirra disputa por energia na Europa (Págs. 1 e Internacional A13)

Mata Atlântica tem taxa zero de desmate (Págs. 1 e Vida A16)

Termina carreira de juiz que prendeu ditadores

Por ter ordenado escutas em processo sabre corrupção, a Corte da Espanha proibiu Baltasar Garzón de atuar como juiz por 11 anos. Ele ganhou fama por ter aberto processos contra ditadores. (Págs. 1 e Internacional A12)

Celso Ming

Maldades para os gegos

Para garantir a liberação de um pacote de alívio, a população grega vai ter de carregar um enorme saco de maldades. (Págs. 1 e Economia B2)

Notas & Informações

Por onde andava a presidente?

No Cariri, a “gerentona” não teve como disfarçar a verdade ocultada pela propaganda enganosa. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Tolerância zero para quem bate em mulher

STF confirma a constitucionalidade da Lei Maria da Penha e garante ao Ministério Público o poder de abrir processos mesmo que as vítimas retirem a queixa na polícia ou se neguem a representar na Justiça contra os agressores. (Págs. 1 e 9)

Dilma exige linha dura contra PMs conspiradores

Presidente considera uma afronta à democracia as atos de policiais para instaurar pânico na população

Pouco depois da prisão de dois líderes do movimento grevista em Salvador, a presidente Dilma Rousseff determinou punição exemplar aos militares que cometem ilegalidades. “Crimes contra as pessoas e crimes contra a ordem pública não podem ser anistiados.” Ontem à noite, policiais militares decidiram manter a paralisação. (Págs. 1, 2 e 3)

Concurso: Vagas no STJ e na Liquigás

Subsidiária da Petrobras abre quase mil empregos em todo o país. Já o tribunal seleciona para 28 cargos no DF. (Págs. 1 e 11)

Chagas: Falta o Estado reagir

Para especialistas, ações coordenadas de todas as esferas do governo podem erradicar o mal e auxiliar os doentes. (Págs. 1 e 7)

Os recados do novo chefe da polícia

Terceiro diretor da Polícia Civil do DF em pouco mais de um ano, Jorge Luiz Xavier assume o cargo com o desafio de acabar com a crise que paralisa a instituição. Em tom conciliador, ele garantiu que não haverá mudanças radicais. E mandou um aviso aos distritais: não pretende aceitar interferências políticas. (Págs. 1 e 23)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: União renovará concessões de energia com tarifa menor

O governo está praticamente decidido a prorrogar por um período de 30 anos as concessões de usinas hidrelétricas, distribuidoras de energia e linhas de transmissão que vencem em 2015, faltando apenas o aval da presidente Dilma Rousseff. Haverá a exigência de desconto nas tarifas. A possibilidade de nova licitação dos ativos foi descartada. Dilma pretende resolver o assunto ainda neste semestre.

Diferentemente do esperado, a solução para as concessões não virá por meio de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nem por Medida Provisória (MP), mas por projeto de lei com regime de urgência. Na avaliação do governo, não há entrave constitucional para resolver a questão e nem necessidade de validação imediata da prorrogação, o que justificaria a edição de uma MP. (Págs. 1 e A5)

JBS dá força à Vigor, que volta à bolsa

Três anos depois de se retirar da bolsa, a Vigor está de volta ao mercado. A JBS vai abrir o capital da empresa. Documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários também inclui pedido para a realização de oferta pública voluntária a todos os acionistas da JBS para a aquisição de ações ordinárias de emissão da própria companhia, “mediante a permuta por ações de emissão de sua subsidiária integral Vigor Alimentos”.

Nos planos da JBS, uma atuação forte no mercado de leite era estratégica. A Vigor já tinha como meta em 2011 mais que triplicar sua receita até 2015, de esperados R$ 1,5 bilhão para R$ 5 bilhões. (Págs. 1 e D3)

EUA perto da independência energética

Os EUA estão mais próximos que nunca de atingir a autossuficiência energética. O país persegue a meta desde que o embargo árabe do petróleo, em 1973, desencadeou uma recessão e levou à formação de filas nos postos de gasolina. Hoje, a produção doméstica de petróleo é a maior em oito anos. O país reverteu um declínio na independência energética que já durava duas décadas e nos últimos seis anos aumentou a parcela da demanda atendida por fontes domésticas para 81% nos dez primeiros meses de 2011, o maior nível desde 1992, segundo dados compilados pela Bloomberg no Departamento de Energia. (Págs. 1 e A14)

Foto-legenda: Corrida contra o tempo

A Invepar, que assume a gestão do aeroporto de Guarulhos em setembro, pretende transformar as receitas não tarifárias na principal fonte de renda do negócio. O foco inicial será um prédio de estacionamento para 15 mil carros, diz o presidente da empresa, Gustavo Rocha.(Págs. 1 e B8)

STJ veda saque de depósito judicial à Oi

Disputa entre a Telemar (atual Oi) e o Estado de Minas Gerais chegou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) criando um precedente perigoso para empresas com contenciosos tributários. A operadora venceu processo para não pagar ICMS sobre a instalação de telefones. O próprio STJ decidiu que a cobrança é ilegal. Durante mais de dez anos, a empresa depositou o valor do imposto em juízo. O governo mineiro se apropriou do depósito (cerca de R$ 150 milhões) e agora tenta evitar que a Telemar o recupere. O argumento é que os custos do ICMS foram repassados ao consumidor, assim a quantia não seria da empresa. (Págs. 1 e E1)

Selic em queda reduz margem dos bancos

Os ganhos com operações que envolvam juros ficarão sob pressão neste ano com as reduções sucessivas da taxa básica, a Selic, que tende a chegar a um dígito, preveem os bancos. Bradesco, Itaú Unibanco, Caixa Econômica Federal e Santander já alertaram que não passarão incólumes ao chamado “cenário Dilma”.

A queda dos juros afeta o balanço dos bancos principalmente pelo lado da gestão de seus recursos. Títulos com rentabilidade prefixada, por exemplo, levam o banco a registrar um ganho. Por outro lado, ativos que são remunerados pela Selic – e que, em geral, são a maior parte – perdem com a redução da taxa. (Págs. 1 e C1)

BC acena com mais regulação e menos juros

Novos sinais emitidos pelo Banco Central levaram os mercados a uma reviravolta nas avaliações nos últimos dias. O mais incisivo indício de mudança de “paradigma” da política monetária consta da apresentação feita pelo diretor do BC, Luiz Awazu Pereira, no sábado, em Comandatuba (BA). Ele alertou que a experiência de 2011, quando o BC usou a combinação de medidas macroprudenciais e juros para buscar a estabilidade econômica e financeira, foi muito bem-sucedida e veio para ficar.

A “caixa de ferramentas” do BC se mostrou mais poderosa do que ele próprio imaginava e mais célere do que os juros para esfriar a demanda e conter a inflação. Mirando esse raio de ação ampliado e já testado, Pereira reiterou o compromisso do BC com o centro da meta de inflação de 4,5% para o fim deste ano – que o mercado considera inalcançável. (Págs. 1 e A2)

Delfim, aquele que foi capaz de se reinventar

Conselheiro dos governos da era PT, Antônio Delfim Netto não se sente constrangido por ter sido ministro de presidentes-generais. “Tinha uma divisão absolutamente total entre política e economia. Fiz minha tarefa de economista”, disse durante almoço, “À Mesa com o Valor”. Delfim falou com entusiasmo sobre sua época no governo, a democracia, os tempos de estudante na USP, religiosidade, a origem do homem e seu papel social. Para economistas, observou, é fundamental entender que o ser humano é muito mais complexo do que os modelos que usam.

Delfim mantém-se ativo, aos 84 anos, como consultor, palestrante, articulista. Discretíssimo na vida pessoal, escondeu os 18 dias em coma e outros 60 que passou internado no Incor, com embolia pulmonar e problemas cardíacos. Enquanto saboreava uma truta com espinafre, recordou de quando desembarcou com um grupo de ex-alunos (os “Delfim boys”) no Rio, em 1967, para assumir a Fazenda. Diziam: “Chegou esse gordo, italiano e vesgo. Vamos matá-lo em seis meses, tá certo?” (Págs. 1 e Eu& Fim de Semana)

Reservas argentinas de petróleo e gás de xisto podem equivaler a meio pré-sal (Págs. 1 e A11)

Morre Abraham Kasinski, pioneiro da indústria de autopeças (Págs. 1 e B8)

Mergulho do superávit comercial

O governo trabalha com um saldo comercial entre US$ 10 bilhões e US$ 12 bilhões neste ano, muito inferior aos US$ 29,8 bilhões de 2011. Se confirmado, será o menor superávit desde 2001. (Págs. 1 e A2)

Valec busca fornecedor de trilhos

A Valec prepara concorrência internacional para adquirir 1,3 mil quilômetros de trilhos para o trecho da Norte-Sul entre Ouro Verde (GO) e Estrela d’Oeste (SP). O contrato deve se aproximar de R$ 200 milhões. (Págs. 1 e B1)

Wikipedia quer atrair brasileiros

A Wikimedia Foundation, organização responsável pela Wikipedia, planeja abrir escritório no Brasil ainda neste semestre. “Os brasileiros ainda colaboram pouco com a edição de conteúdos e vamos buscar parcerias com universidades, museus e outras instituições”, diz Kul Wadhwa. (Págs. 1 e B3)

Ensino a distância quer nova imagem

Até o fim da década, o número de alunos matriculados em cursos regulares a distância deve superar 3 milhões de pessoas. O negócio está em expansão acelerada, mas ainda enfrenta preconceitos. (Págs. 1 e B4)

Cenário crítico nos aeroportos

Estudo do Ipea mostra que dos 20 maiores aeroportos do país, 17 estão com a capacidade comprometida. Considerando-se apenas os 13 principais para a Copa, só três — Salvador, Porto Alegre e Manaus — dispõem de capacidade razoavelmente adequada. (Págs. 1 e B8)

Seca leva produtores ao Proagro

As comunicações de perdas ao Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) do governo federal deverão encerrar a safra 2011/2012 com o dobro de pedidos de ressarcimento em relação ao ciclo anterior. (Págs. 1 e B12)

Bolsa Verde negocia com Bovespa

A Bolsa Verde do Rio de Janeiro (BVRio), que espera negociar seus primeiros contratos de crédito de carbono durante a Rio+20, em junho, discute parceria com a BM&FBovespa. (Págs. 1 e C8)

IPOs voltam para a gaveta

As duas empresas que tentaram uma oferta inicial de ações neste início de ano — a prestadora de serviços na área de petróleo Seabras e a holding de turismo Brasil Travel — tiveram que adiar as operações diante da resistência dos investidores. (Págs. 1 e D1)

Ideias

Maria Cristina Fernandes

As privatizações do PT preservaram uma fatia maior com o Estado, o que, por si só, não lhes garante selo de qualidade. (Págs. 1 e A6)

Ideias

Samuel Pessoa

O Brasil terá de encontrar formas de crescer sem grandes elevações da poupança doméstica. (Págs. 1 e A11)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: R$ 9.288,05: É com esse salário que os vereadores de BH terão de se virar para sobreviver

E mais: R$ 15 mil por mês de verba indenizatória, auxílio-paletó, franquia de telefone…

A forte pressão popular nos últimos meses e os protestos nas galerias da Câmara ontem deram resultado e, por 21 votos a 10, os parlamentares mantiveram o veto do prefeito Marcio Lacerda ao aumento de 61,8%. Com a votação secreta, porém, o placar foi mais apertado do que apontava a sondagem feita na véspera, em que 31 vereadores garantiam estar a favor do veto e apenas dois contra. Mesmo sem o reajuste, o vencimento básico ainda equivale a quase 15 salários mínimos. (Págs. 1, 3, 4 e Editorial, 8)

Valeu, Peixe

Deputado Romário (PSB-RJ) denuncia que há três semanas vai à Câmara trabalhar e não tem nada para fazer. (Págs. 1 e 11)

Segurança: Policiais do Rio decidem fazer greve

Em assembleia, policiais militares, civis e bombeiros do Rio de Janeiro decretaram greve a partir da zero hora de hoje. Eles reivindicam piso salarial de R$ 3.500 e libertação de colega preso. O Exército e a Força Nacional estão de prontidão para garantir a segurança. Na Bahia, PMs grevistas desocuparam a Assembleia Legislativa, em Salvador, mas decidiram manter a paralisação. (Págs. 1 e 12)

Arremetida de Confins

Governo de Minas reage à retirada do aeroporto dos leilões e fará pressão para privatizá-lo. (Págs. 1 e 16)

Proteção à mulher

Supremo decide que MP pode agir com base na Lei Maria da Penha, mesmo sem denúncia da agredida. (Págs. 1 e 22)

Saúde: Jejum pode reduzir a propagação de câncer. (Págs. 1 e 26)

Transporte público: O que irrita passageiros da capital

Pesquisas mostram que a precariedade dos pontos é a maior reclamação dos usuários de ônibus, seguida do descumprimento de horários. Em relação aos táxis, o que mais gera queixas são o mau comportamento dos motoristas e a recusa de viagens. Já as pessoas que andam de metrô apontam a falta de limpeza e a dificuldade de embarque como principais problemas. (Págs. 1, 19 e 20)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Polícia e bombeiros do Rio entram em greve

Insatisfeitos com o aumento aprovado pelo Estado, policiais militares, civis e bombeiros fluminenses decidiram ficar aquartelados. Exército irá para as ruas. Na Bahia, PM mantém paralisação. (Págs. 1, 11 e 12)

Dilma mantém discurso duro

No Sertão, presidente avisou às empreiteiras que não dará mais nenhum aditivo à Transnordestina. (Págs. 1 e Economia 4 a 6)

Foto legenda: Visita

Em Salgueiro, Dilma cumprimentou operários e destacou a importância da ferrovia. Mudança na agenda frustrou São José do Belmonte.

Maria da Penha vale para casos sem denúncia

Supremo decide que, nos casos de agressão, processo judicial deve ser iniciado independentemente da vontade da mulher. (Págs. 1 e 9)
————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Quatro horas de medo em assalto a banco na Capital

Relatos reconstituem o drama dos 35 reféns mantidos na mira de três assaltantes que invadiram agência ao final do expediente. (Págs. 1, 4 e 5)

Foto-legenda
Assaltante armado usa refém de escudo em negociação.

Insegurança: Policiais e bombeiros anunciam greve no Rio

Às vésperas do Carnaval, decisão levará Exército a colocar 14 mil homens nas ruas do Estado.

Greve de PMs perde força na Bahia. (Págs. 1 e 44)

Reviravolta: Presidente do TJ volta ao cargo

Após decisão do STF, Bandeira Pereira retoma função hoje. (Págs. 1 e 8)

Balada Segura muda comportamentos

Em seis meses, o número de motoristas autuados por embriaguez em Porto Alegre caiu 45%. (Págs. 1, 42 e 43)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Salário mínimo e envelhecimento aumentam déficit da Previdência

Depois de um período de queda, o déficit da Previdência deve dobrar. Se em 2011 o rombo ficou em 0,8% do PIB, as projeções indicam que este ano será de 1,04% e chega a 1,5% em 2019. A alta do mínimo e da expectativa de vida são as causas. (Págs. 1 e 8)

Pratini diz que governo não deve temer embargo russo

Embora dois frigoríficos devam ser autorizados a voltar a exportar para a Rússia, ex-ministro afirma ao BRASIL ECONÔMICO que também devemos ser protecionistas. (Págs. 1 e 10)

Pratini de Moraes: “Se a Rússia não comprar bovinos do Brasil, vai comprar de quem?”

A conta que nunca fecha

Governo dos EUA e 5 bancos do país firmam acordo de US$ 25 bi para minimizar a crise das hipotecas. (Págs. 1 e 37)

Grécia à espera de € 130 bi para não quebrar

União Europeia reluta em liberar os recursos e exige ajustes como a redução do salário mínimo. (Págs. 1 e 36)

Lucro da Petrobras cai pela metade

Receita financeira menor e recuo na venda de gás derrubaram ganho no 4º tri de 2011 para R$ 5 bi. (Págs. 1 e 40)

Finalmente, eólica vai de vento em popa

Há muitos anos, o Brasil tenta criar mercado para a energia eólica. Parece que está conseguindo. A produção vai crescer 13 vezes em 8 anos. (Págs. 1 e 4)

Vale briga para fugir do imposto mineral

A mineradora vai iniciar uma batalha contra os estados produtores de minério de ferro que vão adotar tarifa de fiscalização já em março. (Págs. 1 e 16)
Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.