Manchete nos Jornais para esta Terça-Feira 13 de Dezembro de 2011

79

Receita extingue 6 impostos, simplifica a vida e passa a aceitar cartão de crédito -Metrô e ônibus de qualidade só na promessa – Crescimento gaúcho supera média do país graças ao agronegócio -“O consumo interno sustenta qualquer negócio” – Denúncia: OAB abre investigação contra o próprio presidente – TRT: Servidora suspeita de fraude tem bens bloqueados – FHC: Dilma deve se livrar de ‘canga’ …

O Globo

Manchete: Crise global afeta crédito para empresas brasileiras
Agência ameaça rebaixar Alemanha e França; bolsas caem e dólar sobe

Com o agravamento da crise global, empresas brasileiras estão sofrendo restrições ao crédito. Dados do BC mostram que, em outubro, o financiamento de matrizes estrangeiras para filiais brasileiras desacelerou fortemente, a US$ 1,2 bilhão, queda de 60% sobre setembro e metade da média nmensal de 2011. Os exportadores reclamam ainda que bancos pequenos e médios pararam de conceder empréstimo, evitando riscos. Quando emprestam, cobram mais caro. A associação de importadores de máquinas diz que “a fonte secou, já que as matrizes não têm crédito, o BC identificará quem tomar empréstimo acima de R$ 1 mil. (Págs. 1 e 19 a 22)
Imposto pago no cartão
O brasileiro poderá pagar impostos com cartões de crédito e débito. A partir de 30 de junho de 2012, a Receita permitirá, nos aeroportos, pagamento no cartão de débito. No futuro, aceitará o de crédito para todos os tributos. Já quem tem só uma fonte de renda não precisará preencher a declaração de IR. (Págs. 1 e 30)
Quem paga o pato?
Falta de fiscalização agora é com os pedalinhos da Lagoa Rodrigo de Freitas

A empresa Little Boat, dona do pedalinho que naufragou com um casal, sábado à noite, na Lagoa, estava proibida de operar desde agosto, segundo informou ontem Corpo de Bombeiros, responsável pela fiscalização. Apesar disso, funcionou normalmente, à vista de todos, nos últimos quatros meses. A empresa alega que nunca recebeu auto de interdição. A outra operadora de pedalinhos da Lagoa, a Klein, foi reaberta ontem. (Págs. 1 e 12)

Eike Batista recua apresentará outro projeto para Marina. (Págs. 1 e 13)
Espanha: rei afasta genro por desvio de recursos
O rei Juan Carlos, da Espanha, decidiu retirar o genro, Iñaki Urdangarín, da agenda real, afastando-o de compromissos oficiais. Casado com a infanta Cristina, Urdangarín, o duque de Palma, está envolvido num escândalo de desvio de dinheiro público. Juan Carlos prometeu ainda mais transparência sobre o uso dos £8,4 milhões do Orçamento do Estado destinados à Coroa espanhola. (Págs. 1 e 31)
Governo abre o cofre em troca de votos
Para garantir apoio em votações capitais no Congresso, o governo, nesta reta final do ano, acelerou o empenho (promessa de pagamento) de emendas parlamentares, que chegou a R$653 milhões em novembro – 16 vezes mais do que em setembro. (Págs. 1 e 3)
Morte de juíza: PMs vão para presídio federal
Dois oficiais acusados da morte da juíza Patrícia Acioli, em agosto passado, serão tranferidos para fora do Rio e ficarão em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) por seis meses, em penitenciária de segurança máxima. Os 11 acusados vão a júri popular. (Págs. 1 e 17)
No Rio, Detran suspende 5.738 carteiras
O Detran bloquiou carteira de habilitação de 5.738 motoristas que acumularam 20 pontos ou mais por causa de infrações. Para recuperar o documento, eles precisarão fazer curso de reciclagem e prova. Quem for flagrado dirigindo poderá ter a carteira cassada. (Págs. 1 e 15)
Terapia de genes trata a hemofilia
Um tratamento com DNA abriu o primeiro caminho concreto para a cura da hemofilia. Seis pacientes que receberam a terapia genética ficaram livres da doença. Novos testes deverão comporvar a eficácia a longo prazo. (Págs. 1 e 34)
Câncer de Lula regride 75% após duas quimioterapias (Págs. 1 e 10)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Mercado considera pacto fiscal da UE insuficiente
Agência de risco Moody’s ameaça rebaixar nota do bloco, critica falta de ‘ação decisiva’ e bolsas caem

Acordo fechado na sexta-feira passada pela União Europeia para salvar o euro foi mal recebido pelos mercados. Ontem, os pregões foram abertos com a agência de classificação de risco Moody’s alertando que poderia rebaixar a nota da UE, porque o acordo não garantiu uma “ação decisiva” e a crise continua em seu estágio “crítico”. Houve baixa em Madrid(3,1%), Milão (3,7%), Frankfurt (3,3%), Paris(2,6%), Londres(1,8%), Nova York(1,34%) e São Paulo (1,53%). Líderes europeus saíram em defesa do acordo para tentar dar garantias aos mercados. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Colunista: Celso Ming

Não há garantias de que o acordo será suficiente para reduzir pressões sobre a área do euro. (Págs. 1 e Economia B2)
Receita facilita pagamento de impostos aduaneiros
Quem precisa declarar à Receita produtos comprados no exterior poderá, a partir de 30 de junho, pagar tributos aduaneiros com cartão de débito. A facilidade está sendo negociada com bancos e integra o pacote de simplificação tributária que vem sendo divulgado nos últimos dias. Ontem, foram anunciados o fim da entrega da declaração anual do Simples Nacional, para microempresas, e a extinção de outros documentos que são enviados ao Fisco. (Págs. 1 e Economia B8)
Câncer regride e Lula não será operado
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reagiu melhor do que o esperado a dois ciclos de quimioterapia e não precisará ser submetido a uma cirurgia na laringe, hipótese não descartada inicialmente. A bateria de exames que foi submetido ontem no Hospital Sírio-Libanês para avaliar a eficácia do tratamento mostrou que o tumor, diagnotiscado em outubro, sofreu redução de 75% em relação ao tamanho inicial, de três centímetros de diâmetro. (Págs. 1 e Nacional A9)
FHC: Dilma deve se livrar de ‘canga’
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso classificou de “entulho pesado” os ministros herdados pela presidente Dilma Rousseff e que marcaram, com escândalos, o primeiro ano de seu governo. “Ela tem de se livrar dessa canga”, disse à Rádio Estadão ESPN. (Págs. 1 e Nacional A8)
Bilionário russo entra na disputa contra Putin pela presidência
O bilionário russo Mikhail Prokhorov anunciou que concorrerá à presidência contra o premiê Vladimir Putin na eleição de março e disse esperar apoio da classe média, majoritária nos protestos contra o governo. Mas Prokhorov disse não avalizar todas as críticas da oposição. (Págs. 1 e Internacional A11)
Escolas em tempo integral do governo paulista caem 40%
Criado em 2006 pelo governador Geraldo Alckmin como aposta para o ensino fundamental, o programa de Escola em Tempo Integral do Estado de São Paulo reduziu sua presença na rede de 514 para 309 unidades. Parte da diminuição é atribuída pelo governo à municipalização de escolas. (Págs. 1 e Vida A16)
Notas & informações
Muito pouco para o clima

Manda o realismo esfriar a euforia manifestada por alguns delegados que participaram da COP-17. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Brasileiros vão pagar imposto com cartão
Receita Federal anuncia pacote de facilidades para o contribuinte. Uma das medidas é a cobrança eletrônica por excesso de bagagem. Empresas e pessoas físicas poderão parcelar débitos previdenciários pela internet. (Págs. 1 e 9)
Um dia de caos…
Quem moram em Brasília foi obrigado a um grande exercício de paciência para enfrentar ontem os transtornos provocados pela greve dos metroviários, os engarrafamentos e as longas filas para marcação de consulta no Hopistal de Base.

No metrô: A paralisação pegou de surpresa mais de 160 mil pessoas. Com menos de 50% dos trens em circulação, passageiros se espremiam nos vagões superlotados. Em assembleia, à noite, funcionários decidiram manter o movimento por tempo indeterminado. (Págs. 1 e 23)

No trânsito: Em vez de ajudar, intervenções que o Detran fez no Eixo Monumental complicaram a situação. Os mais prejudicados foram os motoristas qu seguiam no sentido Congresso, com engarrafamento da Catedral Rainha da Paz ao Parque da Cidade. (Págs. 1, 21 e 22)

No Hospital de Base: Qum decidiu encerrar o primeiro dia de marcação de consultas para janeiro e fevereiro se deparou com uma imensa confusão. POr volta das 8h, as filas davam voltas no estacionamento e chegavam até a Rua das Famárcias. (Págs. 1 e 28)
TRT: Servidora suspeita de fraude tem bens bloqueados
Suspeita de desviar mais de R$ 7 milhões em indenizações trabalhistas, a funcionária teve recursos de contas bancárias, imóveis e carros congelados pela Justiça no valor de até R$3 milhões. O bloqueio atinge também parentes de primeiro grau. (Págs. 1 e 2)
Denúncia: OAB abre investigação contra o próprio presidente
Ophir Cavalcante é acusado de acumular cargos públicos no Pará e terá de se explicar ao Conselho Federal. Ele foi denunciado por Jarbas Vasconcelos, seu rival político no estado. Ophir diz que as denúncias são uma reação à intervenção da OAB na seccional paraense. (Págs. 1 e 3)
Justiça: Novo juiz assumirá processo contra Durval
O TJDF deferiu mandado de segurança e mudou o fórum do processo contra Durval Barbosa, delator do escândalo Caixa de Pandora, por suposto abuso sexual de duas crianças. O caso seguirá 6ª Vara do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. (Págs. 1 e 26)
DF ganha 16,5 mil novas casa populares
Riacho Fundo 2, Gama, Sobradinho, Samambaia, Santa Maria e Recanto das Emas serão as regiões beneficiadas pelos programas Morar Bem e Minha Casa, Minha Vida. (Págs. 1 e 24)
Tratamento em Lula dá resultados
Médicos do ex-presidente afirmam que o câncer na laringe regrediu 75% e descartam a realização de cirurgia. (Págs. 1 e 7)
————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Conteúdo local aumentará para toda montadora
O governo quer aumentar o percentual de componentes nacionais nos automóveis produzidos no país. As montadoras, no entanto, tentarão evitar que amedida seja feita por meio de mudança na forma de cálculo. Hoje, o conteúdo local é calculado com base nas despesas, o que inclui não apenas o custo com as peças do veículo mas outros gastos da empresa, incluindo até publicidade. A alteração fará parte do novo regime automotivo que o governo pretende adotar durante o período entre 2012 e 2016, informou ao Valor a secretária de desenvolvimento da produção, do Ministério do Desenvolvimento, Heloísa Menezes. Ela não detalha, porém, quais mudanças estão sendo avaliadas. “Há várias metodologias. Estamos estudando a melhor forma de cálculo, que dê estímulo à produção e à aquisição de peças no Brasil”.

Se a nova fórmula passar a exigir que o índice mínimo de conteúdo local seja por peças, não apenas as marcas que ainda não construíram suas fábricas como também as que estão no país há décadas terão de rever completamente a forma de produzir veículos no Brasil. A secretária prefere não se comprometer com prazos, mas afirma que as novas regras devem sair ainda neste ano. “Não é só uma política de curto prazo. Queremos preparar a indústria nacional para fornecer as autopeças”. (Págs. 1 e A3)
Renúncia fiscal em alta traz riscos
As desonerações tributárias e os incentivos fiscais concedidos pelo governo podem superar R$ 40 bilhões em 2012 e se tornar obstáculos para uma queda mais forte dos juros. Somente a renúncia fiscal referente à nova política industrial — o programa Brasil Maior — deve ficar em R$ 26,4 bilhões. Na semana passada, o governo anunciou medidas de estímulo
ao consumo, ao crédito e à devolução de receita aos exportadores.

Estudo realizado pelo Credit Suisse mostra que as desonerações e incentivos podem chegar a R$ 42,1 bilhões em 2012, mais que o dobro dos R$ 17,2 bilhões projetados para 2011. Na conta estão incluídos R$ 12 bilhões da equalização de juros do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do BNDES, que financia a compra de bens de capital. Outras estimativas apontam renúncias fiscais entre R$ 30 bilhões e R$ 35 bilhões, mas não incluem o PSI. (Págs. 1 e A4)
Uma dúvida sobre preço de bilhete aéreo
Nem sempre é verdadeira a regra de que as passagens aéreas compradas com antecedência são mais baratas. Levantamento feito pelo Valor mostra que os passageiros que ainda não compraram bilhetes para algumas datas no fim do no têm chance de pagar menos do que se tivessem feito a compra no início de novembro. O acompanhamento incluiu 60 passagens, de três companhias, para cinco rotas domésticas. Do total, 34 ficaram mais baratas, 20 subiram, cinco não tiveram alteração e uma esgotou-se. A concorrência entre as empresas explica o resultado, mas elas mantêm a recomendação de que comprar com antecedência é melhor para o passageiro. (Págs. 1 e B5)
Novas ações contra usinas do Teles Pires
O Ministério Público Federal do Pará e o Ministério Público Estadual do Mato Grosso iniciaram uma batalha judicial contra a forma como os projetos de construção de hidrelétricas no rio Teles Pires têm sido liberados e executados. Na semana passada, foram ajuizados três processos pedindo a paralisação da usina Teles Pires por razões socioambientais. Parte das ações também será direcionada às cinco hidrelétricas que estão em fase de estudos ou construção na região. (Págs. 1 e B9)
Bava aposta no triângulo Brasil, África e Portugal
Apesar de enfrentar uma severa recessão doméstica neste ano e no próximo, enquanto o governo implementa um programa de austeridade para controlar seu déficit orçamentário, a Portugal Telecom teve aumento de 83% na receita do terceiro trimestre, para 1,75 bilhão de euros (US$ 2,34 bilhões), superando as expectativas dos analistas. Muito do futuro da Portugal Telecom depende da aposta de seu presidente, Zeinal Bava, no Brasil, seu maior mercado em número de clientes e receita, gerando 60 milhões dos 90 milhões de usuários da empresa e em torno de 50% da receita. O restante vem em grande parte de Portugal, com algumas operações na África.

“Para nós, o mercado é este triângulo formado por Portugal, África e Brasil, ou as 249 milhões de pessoas que falam português”, disse Bava. “O Brasil nos dá escala, a África nos dá rentabilidade e crescimento e Portugal nos dá experiência com tecnologia de ponta”. (Págs. 1 e B10)
Sob pressão da crise nos países centrais, economias emergentes desaceleram (Págs. 1 e A9)

ADM busca liderança em biodisel no país, dis Schaffer (Págs. 1 e B14)

Disputa pela EDP
A Three Gorges, da China, apresentou a melhor proposta financeira para compra de 21,35% da EDP, com prêmio superior a 40% do valor de mercado. Com propostas próximas, a alemã E.ON, Eletrobras e Cemig ainda estariam na disputa. (Págs. 1 e B1)
‘Vale desconto’ para produtoras
A Rio Film, agência de fomento à produção audiovisual do governo fluminense, lança cartão de descontos para atrair produtoras nacionais e estrangeiras a escolher o Estado para suas locações. O instrumento será apresentado hoje a representantes do setor. (Págs. 1 e B2)
Parceria Microsoft-Nissan
Microsoft e Nissan anunciaram parceria para desenvolver um sistema de gerenciamento da rede de concessionários da montadora. O sistema será adotado inicialmente no Japão e outras “regiões estratégicas”. (Págs. 1 e B3)
EMC terá centro de pesquisas
A empresa americana de tecnologia da informação EMC Corporation, especializada no armazenamento de dados, vai construir um centro de pesquisas no Parque Tecnológico da UFRJ, na Ilha do Fundão. (Págs. 1 e B3)
Ameaça aérea
O Sindicato Nacional dos Aeronautas, ligado à CUT, aprovou indicativo de greve para o dia 22 de dezembro. Os aeroviários, trabalhadores de serviços em terra, marcaram manifestações para quinta-feira em Congonhas e Santos Dumont. (Págs. 1 e B5)
Yuny adere ao boom santista
A incorporadora paulistana Yuny, especializada em edifícios residenciais de alto padrão, elegeu a cidade de Santos como sua segunda praça. O primeiro empreendimento deverá estar pronto em 2016. (Págs. 1 e B7)
Arconvert amplia produção
O grupo brasileiro Gafor, com negócios nas áreas logística, imobiliária e industrial, vai ampliar sua presença no mercado de papéis autoadesivos. Em parceria com a italiana Fedrigoni, vai instalar a segunda linha de produção da Arconvert, em Jundiaí (SP). (Págs. 1 e B7)
ContiTech amplia produção
A fabricante de autopeças ContiTech, divisão do grupo alemão Continental, investe no Brasil para aumentar a produção de correias em sua fábrica de Ponta Grossa (PR). (Págs. 1 e B8)
Fundo do Modal entra na Brastec
De olho em aquisições e nos investimentos para a exploração do pré-sal, a Brastec, uma das principais fabricantes nacionais de tubos flexíveis para a indústria de petróleo, recebeu aporte do fundo de participações do Banco Modal. (Págs. 1 e B8)
Especial/Mineração e Siderurgia
Enquanto os ventos sopram a favor do setor brasileiro de mineração, a siderurgia nada contra a corrente, com excedente de produção e concorrência do aço importado. “A hora é de direcionar estratégias para o aumento da competitividade e eficiência operacional”, diz Wilson Brumer, da Usiminas. (Pág. 1)
Ideias
Antonio Delfim Netto

O problema cambial escondido na zona do euro foi a causa eficiente de seu problema fiscal. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Yoshiaki Nakano

Fatores conjunturais e maior agilidade do BC e do Executivo para reagir a choques trazem otimismo para 2012. (Págs. 1 e A11)
————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Outdoors irregulares voltam a poluir BH
Um ano e oito meses depois que entrou em vigor legislação restringindo severamente a instalação de painéis na capital, eles se multiplicam novamente, manchando as paisagens urbanas. Em apenas duas horas, em dias de chuva e trânsito lento, o Estado de Minas flagrou sete situações de engenhos publicitários descumprindo o Código de Posturas.

As placas ilegais, que muitas vezes dividem espaço com as licenciadas, estão em avenidas como Raja Gabaglia, Silva Lobo e Tancredo Neves. (Págs. 1, 21, 22 e o editorial ‘o Belo em perigo’ na 10)
Lula: Câncer do ex-presidente sofre regressão de 75% (Págs. 1 e 6)

Esporte cancela verba para ONGs
O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, informou que todos os contratos com ONGs, alvos de denúncias de desvio de dinheiro, foram extintos. (Págs. 1 e 3)
Vereadores querem 61,8% de aumento
Projeto de lei que garante o polpudo reajuste foi apresentado pela Mesa Diretora da Câmara de BH. O salário pularia de R$9.288,05 para R%15.031,76. (Págs. 1 e 7)
Menos burocracia ao pagar imposto
Receita Federal anuncia medidas que prometem cortar as obrigações para pessoa jurídica e simplificar a declaração de pessoa física. (Págs. 1 e 16)
————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: comprar carro está mais difícil
Crise da Europa faz estragos também no Brasil e bancos ficam mais criteriosos nos financiamentos. Inadimplência creceu cerca de 17% este ano. Comprar sem entrada e parcelar em 60 vezes é raro. Modelos mais prejudicados são os seminovos. (Págs. 1 e Economia 1)
Voz do leitor
“O prefeito adotou a filosofia de que o recifense vive de pão e circo. Desviou verba do saneamento para alocar na decoração.” Wlademir Laerda. (Págs. 1 e 11)
Chaveiro flagrado traficando drogas dentro de presídio (Págs. 1 e Cidades 2)

Igarassu fará concurso público com 490 vagas. (Págs. 1 e cidades 3)

Recife reduz em 99% o número de casos de filariose (Págs. 1 e cidades 5)

Metrô e ônibus de qualidade só na promessa
Na série sobre mobilidade urbana, veja que apesar de muito se falar sobre prioridade para o transporte público, pouco é feito na prática. (Págs. 1 e cidades 5)
Prefeito de Arapina perde o cargo
Lula Sampaio é acusado de chefiar esquema de desvio de verbas. O vice, Alexandre Arraes, já foi empossado. (Págs. 1 e 4)
Presidente do SJCC abre congresso
João Carlos Paes Mendonça abordou ontem, no Fala Nordeste, da Asserpe, novas ideias em sintonia com o futuro. (Págs. 1 e capa dois)
Defesa do consumidor é tema de debates
4º Congresso Nacional de Direito do Consumidor começou ontem no Recife abordando assuntos que geram polêmica. (Págs. 1 e economia 4)
————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Crescimento gaúcho supera média do país graças ao agronegócio
Desempenho da economia foi alimentado principalmente pela alta de 11,3% na agropecuária, vocação que continua norteando o Estado no século 21. (Págs. 1, 4 e 5)
Nova ponte: RS recebe Dilma com expectativa de anúncio
Na Capital para celebrar seus 64 anos, presidente deve confirmar a segunda travessia do Guaíba. (Págs. 1, 6 e Rosane de Oliveira 10)
Dica ZH: O que muda no Imposto de Renda (Págs. 1 e 24)

1948-2011: O nativismo está de luto
Cantor e compositor, José Cláudio Machado morre aos 63 anos. (Págs. 1 e 37)
Antiguidade desempata eleição no TJ
Marcelo bandeira Pereira assume presidência em fevereiro. (Págs. 1 e 12)
————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Governo insiste em PIB de 5% em 2012, mas mercado desconfia
A possibilidade de crescimento em torno de 5% no próximo ano, como deseja o governo, vem sendo questionada por organismos como a OCDE, que ontem divulgou um índice de desaceleração que o mostra o Brasil como o segundo pior entre 34 países. Já a agência Fitch diminuiu para 3,2% a expansão da economia em 2012. O governo, no entanto, segue otimista. Aposta no mercado interno e na queda dos juros para crescer forte. (Págs. 1 e 4)
“O consumo interno sustenta qualquer negócio”
Ivan Zurita, da Nestlé, diz ao Brasil Econômico que a crise não afeta seus planos e que investirá no mínimo R$500 milhões no Brasil. (Págs. 1 e 16)
Agrenco fica sem presidente e sem perspectiva
Diretores e conselheiros saem e acentuam a crise de dinheiro (e de confiança) da empresa. (Págs. 1 e 18)
Marfrig vai vender negócios para reduzir sua dívida
Em reunião tensa com analistas, companhia diz que levará o passivo a “níveis normais”. (Págs. 1 e 32)
Ações da Eztec e JHSF contrariam setor e sobem
Construtoras são as únicas so segmento com resultado posivito na bolsa este ano. (Págs. 1 e 34)
Receita extingue 6 impostos, simplifica a vida e passa a aceitar cartão de crédito
O pacote de Natal prevê ainda que 17 milhões de brasileiros vão receber, a partir 2014, as declarações já preenchidas. A novidade vai valer para quem tem uma só fonte de renda e optar pelo modelo simplificado. (Págs. 1 e 8)
Caso de prostituição no Brasil afeta banco
O Wüstenrot investiga se empregados seus recorreram a serviços de prostitutas durante viagem ao país, patrocinada pelo banco alemão. (Págs. 1 e 37)
Nove milhões de turistas? Só em 2020
Prevista para 2007, meta para a entrada de visitantes estrangeiros no Brasil foi adiada. Com o crescimento econômico, o país virou exportador de turistas. (Págs. 1 e 6)
Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *