Oportunidade: Emprego de haitianos cresce no RS – Termina a greve dos PMs na Bahia – Segurança Pública: Greve chega ao conselho político – MST: Reforma ainda não deu frutos – Que festa: Administrações gastam com shows – Ricos caloteiros já devem R$ 276 bilhões – Paralisação de bombeiros e policiais perde força no Rio – CNJ agora quer apressar pagamento de precatórios – Meninos são aliciados no NE para virar travestis – A semana que abalou dogmas do PT…

O Globo

Manchete: A nova economia nas favelas

Histórias e números revelam que negócios prosperam após pacificação das comunidades

A ocupação de comunidades do Rio foi apenas o abre-alas. Atrás vieram outras forças promovendo a economia. Nas comunidades ocupadas ou pacificadas, negócios florescem ajudados por oferta de crédito, cursos, parcerias. Há histórias fascinantes. Leonardo, cabeleireiro no Alemão, fez o melhor plano de negócios num curso em que entraram 600. Levi e Rodrigo equiparam e formalizaram um estúdio de fotografia na Rocinha. Elói fez uma laje amarela para atrair turistas. Bancos públicos concederam desde setembro em três comunidades R$ 1,8 milhão de microcrédito. A inadimplência é quase zero. A Investe Rio oferecerá R$ 6 milhões à Rocinha. Pesquisa no entorno de 17 comunidades com UPPs mostra que um em cada quatro lojas vendeu mais. Em alguns bairros as vendas subiram até 46%. Personagens e números contam que o enredo começa a mudar. (Págs. 1, 41 e 42)

Desigualdade menor

Estudo mostra que as UPPs valorizaram os imóveis do Rio em 15% em média. Com isso, a distribuição da riqueza ficou menos desigual entre os cariocas: caiu 45% a distância entre o imóvel mais caro e o mais barato no município. (Págs. 1 e 43)

A semana que abalou dogmas do PT

O PT comemorou seus 32 anos tendo que encarar a queda de alguns dogmas que o marcaram como um partido de massa: a privatização, a repressão a grevistas e alianças com partidos de centro-direita. (Págs. 1 e 14)

Caetano Veloso

Tarde demais para lamentar a desatenção do governador Jacques Wagner aos problemas que levaram à greve. (Pág. 1 e Segundo Caderno)

Infraestrutura do Rio requer R$ 15,8 bi

Para superar gargalos de infraestrutura expostos em casos como o desabamento e as falhas nos transportes de massa, o Rio vai precisar de R$ 15,8 bilhões em investimentos públicos e privados até 2020. (Págs. 1 e 19)

Sergio Besserman

Quem é o economista que organiza a Rio+20, conferência da ONU que juntará 50 mil ambientalistas na cidade. (Págs. 1 e 22)

Meninos são aliciados no NE para virar travestis (Págs. 1, 3 e 4)

Carnaval 2012

Fortinhos em vez de fortões: A uma semana do carnaval, a greve tirou os salva-vidas sarados das praias, ocupadas por oficiais com barriguinhas visíveis. No Leblon, o bloco “Imaginou? Agora amassa!” fez a festa dos foliões. (Págs. 1, 24 e 31)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: CNJ agora quer apressar pagamento de precatórios

Dados do conselho indicam que dívidas judiciais de Estados e municípios somam R$ 84 bilhões

Após o julgamento que devolveu os poderes de investigação do Conselho Nacional de Justiça, a corregedoria do órgão deverá agir contra a demora no pagamento de precatórios, informa a repórter Mariângela Gallucci. As dívidas de Estados e municípios reconhecidas pelo Judiciário chegam a R$ 84 bilhões. Parte delas tem origem em ações judiciais iniciadas há mais de 100 anos. Isso resulta da desorganização dos setores de pagamento de precatórios, o que estimula desvios. O CNJ ofereceu ajuda para reestruturar os setores. “A transparência é o primeiro passo para barrar a corrupção”, disse a corregedora Eliana Calmon. Um dos maiores desafios está no TJ paulista, onde os precatórios somam cerca de R$ 20 bilhões. (Págs. 1 e Nacional A4 e A6)

‘Tricoteiras dos Precatórios’

Conhecidas após um acidente da TAM em 2006, grupo de mulheres ainda tenta receber créditos que têm com o governo gaúcho. (Págs. 1 e Nacional A4)

Meninos do Contestado

Reportagens dão voz aos sobreviventes da Guerra do Contestado (1912-16), a maior rebelião do País no século 20. (Págs. 1 e Caderno Especial)

Paralisação de bombeiros e policiais perde força no Rio

A greve decretada por bombeiros, policiais civis e militares perdeu força no Rio. Na segunda madrugada da paralisação, não houve registro de ocorrências graves nem diminuição do patrulhamento no centro e na zona sul. Dezesseis policiais e um bombeiro, apontados como líderes, continuam presos e os salva-vidas já iniciam negociação para não serem punidos. Na Bahia, o número de homicídios ainda é mais que o dobro do normal, apesar do enfraquecimento da greve. (Págs. 1 e Cidades C1, C3 e C4)

O apagão da segurança

As greves de policiais não são motim, mas fenômeno social, diz José Vicente Tavares dos Santos. Para Guaracy Mingardi, o Exército não tem preparo para substituir a polícia. (Págs. 1 e Aliás)

Governador de SP insiste em Kassab

O governador Geraldo Alckmin diz que a ida de Gilberto Kassab ao ato do PT não fecha diálogo entre PSDB e PSD. Para Fernando Haddad, o partido que quer vencer tem de fazer aliança. (Págs. 1 e Nacional A8)

Grécia vota pacote de austeridade hoje (Págs. 1 e Economia B17)

Um voo de luxo

Voar entre Rio e São Paulo já custa mais do que trechos bem mais longos no exterior. Especialistas dizem que a falta de concorrência gera a distorção. (Págs. 1 e Economia B9)

Pedro S. Malan

Vivendo e aprendendo

Após anos de hesitação do antecessor, o governo Dilma chegou à mesma conclusão a que havíamos chegado há mais de 15 anos. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações

Perigo nas contas externas

O governo tem de fortalecer a indústria para competir em todos os mercados. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Ricos caloteiros já devem R$ 276 bilhões

Levantamento do Banco Central (BC) aponta que as dívidas acima de R$ 50 mil são as que mais crescem no país. O valor, que estava na casa dos R$ 203 bilhões para pessoas físicas, subiu 36% em 12 meses. Segundo especialistas, os novos integrantes da classe A, que passaram recentemente em concursos e agora contam com altos salários, ajudaram a fazer com que o calote disparasse. Dados da Pesquisa Nacional de Inadimplência revelam que, nos lares com rendimentos acima de 10 salários mínimos, o índice de famílias endividadas passou de 48,9% para 53,4%. (Págs. 1 e 11 a 13)

Concurso ameaçado

Descoberta de que servidora da comissão organizadora faria processo seletivo do Senado deve resultar em enxurrada de ações judiciais. (Págs. 1 e 15)

Carteira de “piloto”

Dois acidentes com carros superpotentes em São Paulo motivaram um projeto de lei que exige habilitação de motorista categoria C a proprietários de veículos com mais de 300 cavalos de potência. Dono de um Corvette com 440cv e de uma frota de máquinas velozes, o empresário Carlos Bacarense considera a iniciativa inócua: “Veículos comuns chegam a 180Km/h e matam do mesmo jeito. O que precisa mudar é a educação”. (Págs. 1 e 27)

Ex-presidente Lula é internado em São Paulo (Págs. 1 e 8)

IR: Na hora de declarar, saiba o que fazer para não cair na malha fina (Págs. 1 e 14)

MST: Reforma ainda não deu frutos

Dez anos após implantação de assentamentos em Minas, famílias transformam terras cedidas em ranchos de pesca. (Págs. 1 e 9)

Que festa: Administrações gastam com shows

Cidades do DF torraram R$ 35 milhões com eventos em 2011, 62% a mais do que o aplicado em obras. (Págs. 1 e 25)

Segurança Pública: Greve chega ao conselho político

A crise na segurança pública em função da paralisação dos policiais militares da Bahia será o tema da primeira reunião do ano entre Dilma Rousseff e os presidentes e líderes de partidos da base aliada. No Rio, ontem à noite, a Polícia Civil suspendeu a participação no movimento grevista do estado. (Págs. 1, 2 e 3)

Violência: Elas não se calaram

Na semana em que a Lei Maria da Penha teve eficácia reafirmada, conheça as histórias de mulheres que denunciaram os companheiros e se libertaram de uma rotina de abusos. (Págs. 1 e Revista do Correio, 22 a 27)
————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Terra improdutiva

Assentamentos de sem-terra localizados nas regiões do Alto Paranaíba e do Triângulo Mineiro são o retrato de um modelo de distribuição de terrenos que não deu certo. O Estado de Minas localizou e percorreu lotes e fazendas em Ibiá e Uberlândia e constatou a falência do programa implantado há pouco mais de 10 anos nesses locais. (Pág. 1)

Em tratamento

Lula perde apetite, reclama de fadiga e é internado. (Pág. 1)

Termina a greve dos PMs na Bahia (Pág. 1)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Um imenso salão de baile

Há dias Pernambuco vem sendo palco de prévias, mas a partir de hoje nada mais segura o folião. Nos quatro cantos do Estado, o frevo, um batuque, um estandarte que seja, reúne multidões. O carnaval chegou com toda a sua intensidade e a ordem é brincar. (Pág.1)

Lula passa mal e é internado em SP

Tratando de um câncer na laringe, ex-presidente apresentou quadro inflamatório com fadiga e falta de apetite. (Pág. 1)

PMs da Bahia encerram greve de doze dias (Pág. 1)

————————————————————————————

Veja

Manchete: A sedutora e o poder

As explosivas revelações da advogada que uma máfia de corruptos infiltrou no governo em Brasília. (Pág. 1)

PrivaTização

O PT entregou aeroportos à iniciativa privada. (Pág. 1)

Greves

A radicalização política de policiais é uma real ameaça à estabilidade. (Pág. 1)

Cérebro

Por que a ideia de vida após a morte não morre. (Pág. 1)

————————————————————————————

Época

Manchete: Reféns da Polícia

Como chegamos a este ponto?

A delinquência da greve policial

A politicagem criminosa

A omissão na segurança pública

(Pág. 1)

Justiça

A incrível história do homem que processou o Brasil (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ

Manchete: Lula, o mito se renova

Exclusivo: A reta final na vitória contra o câncer

Os novos planos políticos

A estratégia para fincar uma conquista eleitoral em São Paulo

O megaprojeto do Memorial da Democracia

(Pág. 1)

Polícia terrorista

Como foi armada a onda de crimes dos PMs que deveriam proteger a população. (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Manchete: Os novos donos dos aeroportos

+ de 24 bilhões de reais serão pagos pelos consórcios liderados por Invepar, Triunfo e Engevix. Conheça o destino dessa bolada.

Quem são os grandes vencedores da privatização dos terminais aéreos e como eles pretendem transformar Cumbica, Viracopos e Brasília em máquinas de fazer dinheiro.

Saiba também o que mudará para 50 milhões de passageiros. (Pág. 1)

Exclusivo: ex-diretor do BC revê a fraude do Panamericano (Pág. 1)

Bancos: as tacadas de Itaú, BTG Pactual e Bradesco (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Custo de estádios da Copa já subiu 21%

Total do investimento para construção e reforma dos locais que receberão os jogos do Mundial de 2014 no país será de pelo menos R$ 6,69 bilhões.

Ministro do Esporte visita Beira-Rio e Arena terça-feira.

Veja o andamento das obras em infográfico. (Pág. 1 e Esportes)

Antídoto às greves

Governo espalha arapongas e militares pelos Estados em resposta a paralisações que ameaçam a segurança. (Págs. 1, 4 e 5)

Oportunidade: Emprego de haitianos cresce no RS

Pelo menos 63 imigrantes ocupam vagas em empresas, após entrar no país pelo Acre. (Págs. 1, 18 e 19)

Balanço: As despesas dos deputados federais

Radiografia expõe gastos e atuação da bancada gaúcha. (Págs. 1, 10 e 11)

Aeroporto, um limite à capital (Págs. 1 e 32 a 34)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.