Nota da Prefeitura de Cambé
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 4th maio 2016

A localização estratégica e também o fácil acesso a PR445 e a BR 369, fizeram de Cambé, uma forte candidata a se tornar sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu),em 2009, quando um estudo foi elaborado pela Secretaria de Saúde do Estado, que na época tinha como gestor Gilberto Martin, atual Secretário de Saúde de Londrina.
Mas como a Rede de Urgência e Emergência, ligada a 17ª Regional de Saúde, compõe 21 municípios, e Rolândia está mais perto de cidades como: Prado Ferreira, Miraselva, Guaraci, Jaguapitã, Pitangueiras, Lupionópolis e Centenário, a conclusão deste estudo mais detalhado apontou que a instalação da Sede do Samu deveria ser feita em Rolândia e não em Cambé, como anteriormente havia sido constatado.
É preciso que nos atentemos as questões técnicas, já que quando tratamos de serviços de urgência e emergência, as ações são baseadas em tempo resposta para atender os pacientes com a maior agilidade possível. Com isso, é simples concluir que a alteração da cidade/base não foi uma questão política e sim técnica, discutida, avaliada e realizada por especialistas da área.
Na ocasião, os adultos e crianças atingidos pelo incêndio receberam atendimento de seis profissionais da Unidade Maria Anideje ( Posto 24 Horas de Cambé) , que atenderam a ocorrência com o apoio do SAMU, SIATE, e por conta da gravidade do incêndio um médico da Unidade 24Hrs precisou reanimar uma das crianças. Ainda como consequência do acontecido a Dra. Soraya do Samu precisou entubar três crianças e tudo caminhou como o esperado.
O que fica do triste episódio que atingiu uma família que reside no Jardim Ana Eliza III, foi o resultado do trabalho de todos os setores da saúde que prestou socorro e atendeu a todos com muita sabedoria e dedicação.

Compartilhe nossa Matéria