Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) prenderam quatro homens e apreenderam dois adolescentes, de 16 anos, suspeitos de envolvimento no estupro e tentativa de homicídio contra uma enfermeira, de 38 anos. O crime ocorreu em 24 de novembro do ano passado, no Novo Mundo, em Curitiba, e o grupo foi detido entre terça e quinta-feira (22 e 24).

Segundo a polícia, Anésio de Jesus Costa Júnior, 39 anos, ex-marido da vítima, pediu ajuda a Misael Andrade dos Santos, 42, que o levou até Lucas Henrique dos Santos, 18. O jovem teria, então, contratado Jean Carlo dos Santos, 25, e os dois adolescentes para estuprar e matar a mulher. Cada um receberia R$ 300, conforme informou o delegado-titular da DFR, Amarildo José Antunes.

“Todos foram até a casa da vítima. O trio entrou, fez todas as barbaridades e voltou para ser conduzido pelos contratantes até as suas casas”, contou o delegado. O namorado da enfermeira estava na casa e foi agredido e amarrado em um banheiro. Ela foi estuprada pelos três e levou marteladas na cabeça.

Os bandidos pensaram que a mulher estivesse morta e, para despistar as investigações, o trio levou uma TV, um DVD player, um tablet, um notebook e dois telefones celulares. A vítima sobreviveu. O material roubado foi dividido entre os outros participantes do crime, de acordo com a polícia.

RELACIONAMENTO – Anésio é motorista e foi casado com a vítima por 17 anos. O casal teve dois filhos. Eles estavam separados há cinco anos, mas mesmo assim o homem insistia em reatar o relacionamento. “A casa dela foi arrombada e furtada, o carro dela apareceu riscado, ela recebia ligações de pessoas que não se identificavam e em uma oportunidade pessoas entraram na casa dela e mexeram na instalação elétrica. Ela descobriu, com um eletricista, que aquilo era uma armadilha para incendiar a casa”, explicou Antunes, destacando que um carro da mulher também foi incendiado.

Antunes explicou que, após serem procurados pela vítima, os policiais da DFR iniciaram as investigações. “O ex-marido foi conduzido à delegacia e negou os fatos. Todavia, nós conseguimos provar que ele esteve no Novo Mundo na noite do crime”, contou o delegado. Antunes destacou que Anésio foi preso terça-feira (22), em sua casa, no Xaxim, com mandado de prisão temporária. “Depois disso prendemos os outros responsáveis pelos crimes na manhã desta quinta-feira (24)”, contou o delegado.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.