10406485_759359614139372_6990940603695528262_nA UCES – União Cambeense dos Estudantes Secundaristas, lutam contra o fechamento de uma importante instituição escolar que fica no KM 9, Zona Rural de Cambé. O encerramento das atividades na Escola Estadual do Campo João de Santa, ocorrerá conforme notificação do NRE em meado do mês de Novembro de 2014, com justificativa de que este corpo discente não tem número mínimo de estudantes para que continue em funcionamento, motivo ao qual não tem uma base fundamentalista, isto é, as escolas e colégios que se localizam na Zona Rural, há uma flexibilidade quanto ao número, além do fechamento não atende aos interesses da comunidade escolar, e conforme diz o texto da democracia, “A VONTADE DA MAIORIA SEMPRE DEVE PREVALECER”, algo que foi totalmente diferente nessa região, além de não proceder o cumprimento do texto doART.28., LEI Nº 12.960, De 27 de Março de 2014, ART.28. – “O fechamento de escolas do campo, indígenas e quilombolas será precedido de manifestação do órgão normativo do respectivo sistema de ensino, que considerará a justificativa apresentada pela Secretaria de Educação, a análise do diagnóstico do impacto da ação e a manifestação da comunidade escolar.”, e o cessar das atividades nesse ambiente escolar, pode até mesmo se caracterizar ilegal. E vale ressaltar de que a UCES, tem em mãos com seu presidente, documentos que atestam que a escola tem capacidade, estrutura e estudantes para que continue em funcionamento, e salientamos de que o planejamento da SEED – Secretária de Educação do Paraná, diz que os estudantes serão todos remanejados para o colégio mais próximo, ou seja, a mais de 15 KM que fica a instituição escolar mais próxima, e são os colégios do centro da cidade de Cambé, e agora eu pergunto, como esses estudantes irão deslocar para esses colégios, sendo que não ouve proposta da SEED, quanto ao transporte e viabilização de merendas aos estudantes, ao adentrarem de manhã no corpo discente, sendo que há alunos(as) que vem da divisa entre Cambé e Warta, para estudar no João de Santa, e agora indo para o centro? É critico hein!
Em analise a UCES, organização que tem mais de 50 anos de história, teve como líder o magnifico jovem, Valdir Umberto de Azevedo, e também ouve uma expressa participação do atual prefeito de Cambé, João Damásio Pavinato, qual se colocou em nossa disposição em reunião no mês de Dezembro de 2014, após o CONUMES – Congresso da União Municipal dos Estudantes Secundaristas, qual elegeu a nova gestão da UCES, após desativa a anos, e agora na liderança do jovem, Bruno Silva, ex-presidente do grêmio estudantil do colégio em que estuda, participante de movimentos estudantil desde de muito cedo, preocupado com o bem coletivo, amigo de todos, tem apenas 17 anos e muita inteligência em organização, planejamento e um excepcional em liderar suas equipes e todos ficaram muito animados e totalmente confiantes, pela coragem, animação e muito pelo companheirismo, fala popular, muito jovem e não tem medo de fazer política saudável e acredita que no movimento estudantil poderá aplicar tudo que adquiriu em sala de aula e em casa, todos os conhecimentos e experiências, a ética e moral, e sempre disposto a ajudar, além de militar no movimento estudantil, ajuda sua comunidade referenciando políticos aos moradores, para que os mesmo possa reivindicar e cobrar gradativamente, o presidente e toda equipe acredita em fortes indícios de que somará um índice maior de Analfabetos e Semianalfabetos, com o cessar das atividades neste ponto educacional, que é a Escola Estadual do Campo João de Santa.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.