Plano de saúde tem alta maior que a inflação; Desde 2010, reajuste dos planos individuais chegou a 35,3%. Inflação acumulada no período foi 20,1%…- Nuvens negras no horizonte; Pesquisa mostra o brasileiro menos confiante, com perspectivas ruins para o emprego e as finanças nos próximos 12 meses e mais preocupado em pagar suas dívidas, o que adiciona combustível às perspectivas já ruins dos empresários sobre a economia… – Emprego formal desacelera; A geração de empregos no 1º semestre teve o pior desempenho em 4 anos. Foram 826.168 contratações, queda de 21,2% ante o mesmo período de 2012…

O Globo

Manchete: Jornada mundial da juventude: Rio falha no teste de transporte

Pane elétrica deixou o metrô parado por duas horas no dia da missa de abertura da Jornada.

Secretário municipal de Transportes diz que o pior dia para o trânsito será hoje à tarde, já que o Vaticano não informa com antecedência o roteiro da visita do Papa Francisco a um hospital na Tijuca, depois que ele voltar de Aparecida.

Um dia após erro da prefeitura deixar o Papa Francisco engarrafado na Avenida Presidente Vargas na chegada ao Rio, o que alarmou responsáveis pela segurança do Pontífice, ontem peregrinos e cariocas sofreram com uma pane no metrô, que ficou parado por mais de duas horas. Passageiros chegaram atrasados ou tiveram de se espremer em ônibus para chegar à missa de abertura da Jornada Mundial da Juventude, em Copacabana. Visitantes também se queixam dos ônibus, cujos pontos não informam rotas e horários de chegada de veículos. Na saída da missa, à noite, o trânsito voltou a ficar caótico. O secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, disse que o dia não será melhor hoje, já que o Vaticano mantém em sigilo o roteiro da visita do Papa a um hospital na Tijuca. (Págs. 1 e 5)

A tensão dos seguranças (Págs. 1 e 5)

Sem família, sem sexo e sem escola (Págs. 1 e 6 e 7)

Desde menino: Irmã do Papa diz que é difícil controlá-lo (Págs. 1 e 9)

Emprego tem o pior nível em 4 anos

O número de vagas abertas com carteira assinada no país recuou 21% no semestre, já descontadas as demissões. O resultado foi o pior desde maio de 2009, em plena crise global. (Págs. 1 e 18 e Míriam Leitão)

Policiais infiltrados causam polêmica

Decreto de Cabral sobre quebra de sigilo de vândalos também é criticado

A PM admitiu ontem ter usado agentes infiltrados em manifestações como a de anteontem no entorno do Palácio Guanabara, mas disse que ataques à tropa não partiram desses policiais. O decreto do governo Sérgio Cabral que cria comissão especial para investigar vandalismo em manifestações também foi criticado por constitucionalistas porque por erro de redação, o texto prevê quebra de sigilos telefônicos e de internet de investigados. À noite, o governo reconheceu não ter esse poder e afirmou que qualquer pedido de quebra de sigilo passará pela Justiça. (Págs. 1 e 9 e 11)

Artigo: Ellen Gracie: Uma letra morta no Supremo

Embargos infringentes, por meio dos quais se tenta novo julgamento para mensaleiros, não cabem mais. (Págs. 1 e 15)

Obituário: Dominguinhos: Herdeiro de Gonzagão

Sanfoneiro autor de músicas como “Eu só quero um xodó”, aos 72 anos. (Págs. 1 e 6)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Pane no metrô causa tumulto no Rio no 1º teste da Jornada

Peregrinos desistiram da missa inaugural, que reuniu 400 mil em Copacabana • Ônibus ficaram lotados • Hospital que será inaugurado não ficou pronto • Guaratiba ainda recebia retoques ontem

No dia da abertura da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o rompimento de cabo de energia deixou o Rio sem metrô. Muitos peregrinos desistiram de acompanhar a missa inaugural, que reuniu 400 mil pessoas em Copacabana, segundo a PM, e foi celebrada por d. Orani Tempesta. Os ônibus circularam superlotados. As chuvas ameaçam transformar o local escolhido para a missa final do papa, em Guaratiba, em um lamaçal. Ontem foram despejados no terreno cerca de 50 caminhões de brita. Outro problema refere-se ao complexo para internação de dependentes químicos no Hospital São Francisco de Assis, na zona norte, que deve ser inaugurado pelo papa mesmo sem ter ficado pronto. (Págs. 1 e Metrópole A12 a A19)

Lula diz que vai defender Dilma com ‘unhas afiadas’

O ex-presidente Lula disse ontem que vai lutar com as “unhas afiadas” para defender a presidente Dilma Rousseff dos ataques dos adversários. Em palestra no Museu Nacional, em Brasília, Lula disse que Dilma é vítima de “preconceito” por parte da elite brasileira e sofre “falta de respeito” por ser mulher. “Dilma não é mais do que uma extensão da gente lá. Nós seremos responsáveis pelos acertos e pelos erros que ela cometer”, afirmou. (Págs. 1 e Política A5)

Déficit nas contas externas cresce 72% no 1º semestre

O rombo nas contas externas do País subiu 72% no primeiro semestre do ano ante o mesmo período de 2012, totalizando US$ 43,48 bilhões. Com isso, o Brasil ultrapassou a metade do resultado esperado pelo Banco Central para o ano (US$ 75 bilhões). Apesar desse quadro, o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, diz que as contas estão sob controle e o déficit será, em grande parte, financiado por investimento estrangeiro. (Págs. 1 e Economia B1)

Emprego formal desacelera

A geração de empregos no 1º semestre teve o pior desempenho em 4 anos. Foram 826.168 contratações, queda de 21,2% ante o mesmo período de 2012. (Págs. 1 e B3)

São Paulo ganhará novo aeroporto

O governo assina hoje a permissão para construção do Aeródromo Privado Rodoanel, em Parelheiros, zona sul de São Paulo. O empreendimento custará cerca de R$ 1 bilhão. (Págs. 1 e Economia B6)

Só 3 cursos em SP farão o Revalida

Os principais cursos de Medicina de SP estão fora da lista dos que realizarão o teste para a revalidação de diplomas de médicos formados no exterior. (Págs. 1 e Metrópole A20)

Bancos lançam crediário no cartão (Págs. 1 e Economia B9)

Celso Ming

Preço alto

A política fiscal não é uma catástrofe. É apenas confusa, opaca e não suficientemente austera de modo a ajudar a devolver a inflação à meta. (Págs. 1 e Economia B2)

Notas & Informações

Corte de vento

Em mais uma encenação, o governo anunciou corte adicional de R$ 10 bilhões nos gastos do ano. (Págs. 1 e A3)

Análise: Dora Kramer

Incenso e mirra

Francisco, como João Paulo II em 1980, oferece os gestos corretos no momento certo para o País. (Págs. 1 e Política A6)

Cabral é criticado por quebra de sigilo em vandalismo

Decreto do governador Sérgio Cabral (PMDB) que cria no Rio a comissão de investigação de atos de vandalismo estabelece que operadoras de telefonia e provedores de internet terão 24 horas para atender pedidos de informações do órgão. Juristas questionam a legalidade do decreto. (Págs. 1 e A14)

Missa de pontífice hoje em Aparecida reunirá 200 mil

O papa Francisco realizará hoje uma missa na Basílica de Aparecida, que deve reunir mais de 200 mil pessoas dentro e fora do santuário. A segurança será feita por 7,7 mil agentes, que ontem vistoriavam a entrada da cidade. Há riscos de ocorrerem protestos durante a visita. (Págs. 1 e A15)

Adeus do sanfoneiro: Dominguinhos, de 72 anos, lutava contra um câncer (Págs. 1 e Caderno 2)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: A teologia da reconciliação

Reforma da Cúria, pregação e atitudes do papa Francisco apontam para uma Igreja mais próxima da opção preferencial pelos pobres e reacendem em religiosos escanteados por João Paulo II e Bento XVI a esperança de reaproximação com o Vaticano. Na Argentina, as favelas sempre estiveram no centro das atenções de Bergoglio. (Págs. 1, 4 e 5)

Segurança: Esquema terá mudanças para evitar novos riscos nos deslocamentos do papa (Págs. 1, 2 e 3)

Lula eleva o tom e vai ao ataque

Em clima de campanha, o ex-presidente discursou para 500 pessoas em Brasília e defendeu o programa Mais Médicos e a contratação de profissionais estrangeiros. Ele também condenou os críticos de Dilma e a proposta de redução de ministérios. (Págs. 1, 6 e Tereza Cruvinel, 4)

Ataque de tubarão reabre polêmica

Ministério Público pede interdição da praia do Recife onde uma banhista foi atacada. Bruna, de 18 anos, morreu na segunda-feira à noite. (Págs. 1 e 8)

Aeroporto ilegal venceu licitação de R$ 300 mil da Funai (Págs. 1 e 23)

Dominguinhos, 72, o sanfoneiro encantado

O compositor pernambucano, que lutava contra um câncer de pulmão havia seis meses, morreu por volta das 18h de ontem. Ele costumava dizer que o momento mais emocionante de sua carreira foi quando Luiz Gonzaga o apontou como sucessor. Dominguinhos honrou a distinção e deixou à MPB canções que vivem na memória dos brasileiros. Algumas, em parcerias célebres, como Lamento sertanejo e Abri a porta, com Gilberto Gil; e Tantas palavras e Xote da navegação, com Chico Buarque. (Págs. 1 e 7)

A construção de Brasília resgatada em 25 cinejornais (Págs. 1 e 19)

Preço da comida no DF sobe acima da média nacional (Págs. 1 e 27)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: BB volta a elevar juros no crédito a empresas

O Banco do Brasil começou a corrigir excessos no processo de redução das taxas de juros iniciado em abril do ano passado. Levantamento feito pelo Valor, com base em dados do Banco Central, mostra que o BB elevou em mais de 10% as taxas de juros cobradas nos empréstimos para pessoas jurídicas no segundo trimestre deste ano em relação ao trimestre anterior.

O banco iniciou o movimento de corte de juros depois de um apelo nesse sentido feito pela presidente Dilma Rousseff, no início de 2012. De abril até o quarto trimestre, a queda média foi de 26% nas taxas de empréstimos para empresas, considerando-se as seis linhas de crédito avaliadas pelo levantamento. (Págs. 1 e C12)

Lei ameaça exportações para os EUA

Governo e iniciativa privada temem que a regulamentação da Lei de Modernização da Segurança Alimentar (FMSA, na sigla em inglês) dos EUA imponha barreiras não tarifárias às exportações brasileiras para aquele mercado. Em vigor desde 2011, mas em processo de regulamentação, a lei pretende melhorar processos que garantam a segurança dos produtos consumidos no país.

Para a Confederação Nacional da Indústria, o risco é que o processo seja cooptado por grupos de interesse. “Risco de protecionismo disfarçado sempre existe”, afirma Diego Bonomo, da CNI. Duas questões preocupam os exportadores. A lei torna o importador americano responsável por qualquer problema advindo do consumo do produto adquirido do exterior. “O provável é que os riscos sejam repassados para as empresas brasileiras em forma de custo”, diz Bonomo. Além disso, a FMSA exige que a equivalente americana da Anvisa realize vistoria nas fábricas para garantir a rastreabilidade dos alimentos. Como não há pessoal suficiente para fazer essas visitas em todo o mundo, é possível que o serviço seja terceirizado, com risco para o segredo industrial. (Págs. 1 e B12)

Importação de carro de luxo em alta

A desvalorização do real não impediu o avanço nas importações de carros de luxo neste ano. Marcas como Audi, BMW e Land Rover recuperaram as vendas perdidas em 2012 com as barreiras impostas aos veículos importados e já estão operando acima dos volumes de dois anos atrás, quando a demanda por esses automóveis batia recorde no Brasil.

A cota de importação estabelecida pelo governo, de até 4,8 mil veículos por ano livres do IPI extra de 30%, atendeu bem as necessidades das marcas que exploram nichos de mercado como o de luxo. Mas os importados de preços mais baixos foram prejudicados pelo IPI extra na competição com os similares fabricados no Brasil. A Kia Motors, por exemplo, que chegou a emplacar quase 80 mil carros no Brasil em 2011, vende hoje menos da metade desse volume. (Págs. 1 e B1)

Câmbio inflaciona, mas traz receita

O câmbio, desvalorizado em quase 10% desde o fim de maio, pressiona a inflação, mas também garante ao governo arrecadação extra. A reavaliação de receitas e despesas mostra que a União teve um aumento de R$ 1,51 bilhão com a variação cambial. Esse efeito é captado principalmente no Imposto de Importação e no IPI vinculado à importação. Quando o real se desvaloriza, o preço dos bens estrangeiros convertido para moeda nacional aumenta e, em consequência, o imposto devido também sobe.

Apesar da queda da inflação em julho, as expectativas do mercado são pessimistas para o último quadrimestre por conta da alta do dólar. A inflação esperada pelo mercado em geral para julho recuou de 0,2% para 0,05%. A inflação projetada para o ano, porém, caiu bem menos: 0,05 ponto percentual, de 5,8% para 5,75%. Os analistas dos chamados “Top 5” de curto prazo, grupo de cinco departamentos econômicos que mais acertam suas projeções, fizeram uma revisão ainda mais expressiva, projetando inflação de 0,01% em julho. Apesar disso, suas projeções para a inflação no ano subiram de 5,73% para 5,77%. (Págs. 1 e A3)

Parceria entre Gol e Alitalia

A Gol anunciou ontem um acordo de compartilhamento com a Alitalia, a sexta parceria desse tipo firmada pela companhia aérea brasileira. A expectativa é concluir mais um “code share” ainda neste ano. (Págs. 1 e B5)

Nuvens negras no horizonte

Pesquisa mostra o brasileiro menos confiante, com perspectivas ruins para o emprego e as finanças nos próximos 12 meses e mais preocupado em pagar suas dívidas, o que adiciona combustível às perspectivas já ruins dos empresários sobre a economia. (Págs. 1 e Dl)

Lei vincula Fisco a decisão judicial

Presidente Dilma sanciona lei que obriga a Receita Federal a seguir as decisões proferidas pelos tribunais superiores na fiscalização tributária. Intenção é dar mais eficiência à administração pública e evitar ajuizamento de ações sobre questões já definidas. (Págs. 1 e E1)

Tarifa por esgoto inexistente

A Justiça do Rio de Janeiro proibiu a concessionária do serviço de saneamento básico Prolagos, da Região dos Lagos, de cobrar tarifa de esgoto dos consumidores que não têm acesso ao serviço. (Págs. 1 e El)

Ideias

Rodrigo R. Loures e José Luís Oreiro

Governo precisa contribuir para o desenvolvimento da indústria e da economia com o aumento da poupança pública. (Págs. 1 e A10)

Roberto Pereira D’ Araújo

Adoção do sistema de bandeiras tarifárias a partir de 2014 é ilegal e empurra para o consumidor o risco da atividade. (Págs. 1 e A11)

Avanço dos genéricos

A venda de medicamentos genéricos alcançou 373,2 milhões de unidades no primeiro semestre, com aumento de 16% sobre o mesmo período do ano passado. Em receita, a alta foi de 23,5%, para R$ 6,3 bilhões, diz Telma Salles, presidente-executiva da Pró-Genéricos (Págs. 1 e B7)

A delicada arte de aumentar preços (Págs. 1 e B9)

 Esqueça os bancos e o ouro, o futuro está nas terras (Págs. 1 e D2)

 ————————————————————————————

Estado de Minas

 Manchete: Hora de escrever a história

Os 11 jogadores que entram em campo às 21h50 no Mineirão têm a missão de lutar até o último minuto pela maior conquista do Atlético ao longo de sua trajetória, de 105 anos. Os 60 mil alvinegros no Mineirão vão cantar, rezar, gritar com o coração na boca para empurrar o time. O Galo precisa bater o Olimpia por mais de dois gols de diferença para levantar o troféu da Libertadores ou por dois para decidir na prorrogação ou nos pênaltis uma glória maior do que o título brasileiro de 1971. Confira o guia para chegar ao estádio com tranquilidade. (Págs. 1 e Superesportes, Capa e 2 a 7)

Influenza: Minas quer ação rápida contra gripe

Secretaria de Estado da Saúde envia orientação a médicos de que receitem com urgência o antiviral Tamiflu a pacientes com suspeita de ter o vírus influenza. Mortes em Minas este ano chegam a 56, aumento de 19% em relação a 2012. (Págs. 1 e 17)

Sob forte segurança, Papa celebra missa hoje no Santuário de Aparecida (Págs. 1 e 3 a 5)

 Luto no forró: Música brasileira perde Dominguinhos

Sanfoneiro de 72 anos estava internado desde janeiro e lutava contra um câncer de pulmão. (Págs. 1 e 7)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

 Manchete: MP quer fechar praias

Após a morte de turista atacada por tubarão em Boa Viagem, o Ministério Público expediu recomendação formal para que trechos de praias da RMR sejam interditados. Wilson Damázio, titular da SDS, descarta, mas proposta ainda será discutida.

Coragem dos bombeiros

Comandante destacou o heroísmo de seus homens no resgate da jovem, com destaque para o soldado Figueiredo, que pulou na água durante o ataque.

Destaque pelo mundo

Tragédia teve forte repercussão em jornais e sites internacionais. Site americano Huffington Post coloca Boa Viagem como 8ª praia mais perigosa do mundo.

Enterro em Pernambuco

Bruna Gobbi, 59ª vítima de tubarão no Estado, será sepultada em Escada, onde vive sua avó materna. Ela voltaria hoje para São Paulo. (Págs. 1 e cidades 1 a 4)

Nos braços da paz

Morreu ontem, aos 72 anos, Dominguinhos. Com seu coração, silencia a sanfona do garanhuense, que tantas alegrias espalhou pelo mundo. (Págs. 1 e 5 a 8)

Plano de saúde tem alta maior que a inflação

Desde 2010, reajuste dos planos individuais chegou a 35,3%. Inflação acumulada no período foi 20,1%. (Págs. 1 e economia 1)

Dia de descanso para Francisco

Depois de muita agitação na chegada ao Brasil, papa repousou ontem, no Rio de Janeiro. Hoje, faz a primeira homilia no Brasil, em visita cercada de segurança ao santuário de Aparecida, em São Paulo. (Págs. 1 e 10 a 13)

PPP da Compesa

Foi detalhado, ontem, o choque de gestão de 100 dias no saneamento. (Págs. 1 e economia 3)

————————————————————————————

Zero Hora

 Manchete: 2 dias,104 cidades com neve

Lugares que há décadas não viam o fenômeno amanheceram brancos nas duas últimas manhãs nos três Estados do Sul. O frio deve seguir intenso pelo menos até amanhã. (Págs. 1, 4, 5 e 32)

Jornada no Brasil: Lotada, Copacabana celebra os jovens

Sem a presença do papa Francisco, que descansou ontem, Jornada Mundial da Juventude foi aberta no Rio.

Mais segurança para o Pontífice em Aparecida. (Págs. 1 e 26 a 29)

Com pompa: Boa safra dá otimismo à Expointer

Feira, de 24 de agosto a 1º setembro, será lançada hoje. (Págs. 1, 16, 17 e 20)

————————————————————————————

Brasil Econômico

 Manchete: Acordo com CVM paralisa investigação de processos

Procedimento legal de acordo adotado pela Comissão de Valores Mobiliários, chamado Termo de Compromisso, permite o encerramento de processos da autarquia. Até crimes financeiros, como o uso de informação privilegiada e manipulação de mercado, têm apuração interrompida em troca de valores negociados com os acusados. (Págs. 1, 18 e 19)

Sul teme efeito do frio nos preços

Geada, como a da foto feita em Santa Catarina, ameaça cultura de hortaliças e especialistas calculam o impacto na inflação, caso a condição climática perdure. (Págs. 1, 4 e 5)

Autonomia

A simplicidade do Papa Francisco fez com que o Idea da Fiat ocupasse, na segunda-feira, um espaço na mídia de valor inestimável. O carro agora vai direto para o museu da montadora. (Págs. 1 e 17)

Novo aeroporto de SP será perto de Embu-Guaçu

Nova unidade para jatos executivos e helicópteros ficará à margem do trecho sul do Rodoanel Mário Covas e próximo da divisa com Embu-Guaçu. (Págs. 1, 10 e 11)

Projetos prontos já terão verba da mobilidade

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse ontem, na reunião com membros do Conselho de Cidades, que o governo vai liberar recursos ainda este ano. (Págs. 1 e 3)

Câmbio

Volta de investidores estrangeiros ajuda a reduzir cotação da moeda americana, sem interferência do Banco Central. (Págs. 1 e 21)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.