Governo prevê receita recorde e mínimo de R$ 788 em 2015

O governo enviou ao Congresso proposta de Orçamento incompatível com as projeções mais consensuais para a economia em 2015…

Greve contra a política econômica para Buenos Aires

Ação conjunta de centrais sindicais resultou em uma das maiores greves gerais do governo Cristina Kirchner, paralisando Buenos Aires. O setor de transportes foi afetado, com cancelamento de voos para o Brasil. Entre as reivindicações, estão reajuste na aposentadoria e correção na tabela do IR…

 Marina defende usineiros e acena ao agronegócio

Candidata busca aproximar-se de setor, com o qual teve relação atribulada; Dilma diz que oposição faz ‘campanha da mentira’, e Mantega critica rivais. Em visita a uma feira do setor sucroalcooleiro na região de Ribeirão Preto (SP), a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, adotou discurso pró-usineiros. Ela disse que, se for eleita, buscará corrigir políticas “equivocadas” do governo Dilma Rousseff (PT). Segundo Marina, os usineiros “fizeram o dever de casa, se ajustaram”, mas não tiveram apoio da presidente…

PT reclama de montagem com vídeo de Lula

O PT anunciou que pedirá na Justiça a retirada de um vídeo com montagem de Lula apoiando Marina. O PSB nega a autoria…

Elétricas poderão se endividar mais

O governo elevou o limite de endividamento de empresas estaduais de energia de R$ 800 milhões para R$ 1,9 bilhão. A ação beneficia a Celg, comprada pela Eletrobras…

O Globo

Manchete: Programa de Marina deve tirar prioridade do pré-sal

Candidata se encontra com usineiros e promete investir em etanol, se eleita

Proposta que será apresentada hoje prevê também que Mercosul terá menos importância que acordos bilaterais, manutenção do tripé da economia e investimento de 10% das receitas da União em Saúde (Págs. 01, 03 e 04)

Atraso nos repasses fica sem parecer

Ao responder a ofício do BC, a Procuradoria da Fazenda alegou não ter competência para avaliar se o atraso nos repasses do Tesouro à Caixa fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Para técnicos, a procuradoria quis evitar embaraço, já que a manobra fere a lei. (Págs. 01 e 25)

Elétricas poderão se endividar mais

O governo elevou o limite de endividamento de empresas estaduais de energia de R$ 800 milhões para R$ 1,9 bilhão. A ação beneficia a Celg, comprada pela Eletrobras. (Págs. 01 e 25)

Chefe da Petrobras suspeito de fraude em CPI perde cargo

O chefe do escritório da Petrobras em Brasília, José Eduardo Sobral Barrocas, perdeu o cargo depois de aparecer num vídeo em que discute as perguntas que seriam feitas a diretores e ex-diretores da estatal na CPI do Senado. A denúncia de fraude na CPI está sendo investigada pela Polícia Federal. Barrocas chega a dizer no vídeo que “um gabarito” foi distribuído para evitar contradições nos depoimentos. Ele foi transferido para o Rio, onde está trabalhando como assistente da chefia de gabinete da presidente Graça Foster. (Págs. 01 e 13)

Mantega defende Dilma e ataca Arminio, de Aécio

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que algumas das propostas de adversários da presidente Dilma (PT) levarão à recessão e ao desemprego. Ele criticou Arminio Fraga, anunciado como ministro da Fazenda num eventual governo Aécio, dizendo que ele não cumpriu metas de inflação quando presidiu o BC. (Págs. 01 e 08)

Campos deu incentivos a empresa de jato que caiu

Revendedora de pneus foi beneficiada, em 2011, por decreto de Eduardo Campos, informa Merval Pereira. (Págs. 01 e 04)

PT reclama de montagem com vídeo de Lula

O PT anunciou que pedirá na Justiça a retirada de um vídeo com montagem de Lula apoiando Marina. O PSB nega a autoria. (Págs. 01 e 06)

Fraude é cime, diz MP

Ministério Público investigará criminalmente quem fraudar sistema de cotas. (Págs. 01 e 28)

Governo propõe mínimo de R$ 788

O governo propôs, para o Orçamento de 2015, reajuste de 8,8% no mínimo. Ministros do STF querem elevar seus salários para R$ 35.900. (Págs. 01, 8 e 14)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Cenas de uma tragédia familiar

Trechos de vídeo gravado por pai e madrasta de Bernado mostram que menino implorou para denunciar maus-tratos e acabou dopado. (Págs. 01 e Notícias 6 e 7)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Aeroportos : Infraero tira consórcio de obra por lentidão

Orçamento de 2015 ignora todas as previsões pessimistas

A proposta de Lei Orçamentária Anual enviada ontem pelo governo ao Congresso traça um cenário bastante otimista para o ano que vem. O PIB tem crescimento projetado em 3%, contra 1,2% previsto pelo mercado, e a inflação de 5%, bem abaixo da média de 6,28% estimada por instituições financeiras. Na Previdência, o déficit ficaria em 0,8% do PIB, abaixo do 1% registrado em 2013. O salário mínimo foi fixado em R$ 788,06. (Págs. 1, 4 e 5)

Clientes vão à Justiça contra hidrelétrica

Grandes consumidores de energia questionam a responsabilidade por um rombo de R$ 1 bilhão provocado pelo não cumprimento de contratos pela usina de Santo Antônio, no Rio Madeira. (Págs. 1 e 12)

Telefônica vence disputa pela GVT

A Vivendi descartou a proposta da Telecom Itália e aceitou os € 7,45 bilhões da espanhola. Com a transação, a empresa francesa ainda pode ficar com participação nas duas operadoras. (Págs. 1 e 14)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Copa do Mundo ajuda a reduzir dívida pública em julho 
A dívida pública federal recuou 1,35% em julho, para R$ 2,17 trilhões, em meio a uma redução no volume de títulos negociados como resultado da Copa do Mundo. Segundo o Tesouro, a menor procura pelos papéis durante o Mundial já era esperada.

Marina defende usineiros e acena ao agronegócio

Candidata busca aproximar-se de setor, com o qual teve relação atribulada; Dilma diz que oposição faz ‘campanha da mentira’, e Mantega critica rivais

Em visita a uma feira do setor sucroalcooleiro na região de Ribeirão Preto (SP), a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, adotou discurso pró-usineiros. Ela disse que, se for eleita, buscará corrigir políticas “equivocadas” do governo Dilma Rousseff (PT). Segundo Marina, os usineiros “fizeram o dever de casa, se ajustaram”, mas não tiveram apoio da presidente. (Págs. 01 e Poder A10)

Governo prevê receita recorde e mínimo de R$ 788 em 2015

O governo enviou ao Congresso proposta de Orçamento incompatível com as projeções mais consensuais para a economia em 2015. (Págs. 01 e Mercado B1)

IBGE divulga que população do Brasil é de 202,8 milhões (Págs. 01 e C4)

Greve contra a política econômica para Buenos Aires

Ação conjunta de centrais sindicais resultou em uma das maiores greves gerais do governo Cristina Kirchner, paralisando Buenos Aires. O setor de transportes foi afetado, com cancelamento de voos para o Brasil. Entre as reivindicações, estão reajuste na aposentadoria e correção na tabela do IR. (Págs. 1 e Mundo A16)

Petrobras tira de escritório acusado de vazar questões

A Petrobras tirou da gerência de seu escritório em Brasília o funcionário envolvido em denúncia de repasse prévio à diretoria de perguntas de CPI que investiga os negócios da companhia. José Eduardo Barrocas voltou ao Rio e assumiu cargo de assistente do chefe de gabinete da presidente da estatal, Graça Foster. A Petrobras não explicou o motivo da mudança. (Págs. 1 e Poder A15)

Morador de bairros ricos economizou menos água
A rica região dos Jardins, em São Paulo, que engloba também Alto de
Pinheiros, Boaçava, Lapa, Sumaré e Perdizes na divisão de abastecimento
da Sabesp, é a que menos poupou água na cidade entre janeiro e junho

DESTROÇOS

Agência da Caixa parcialmente destruída por investida de ladrões na madrugada de ontem (28); 15 homens com fuzis e bombas atacaram em série três bancos em Cidade Jardim, bairro nobre de São Paulo
Greve contra a política econômica para Buenos Aires

Ação conjunta de centrais sindicais resultou em uma das maiores 
greves gerais do governo Cristina Kirchner, paralisando Buenos Aires
Fotos revelam ação militar russa na Ucrânia, diz Otan

A Otan (aliança militar ocidental) divulgou fotos de satélite que mostrariam unidades de artilharia russas operando no leste da Ucrânia, junto a grupos separatistas. Seriam as primeiras provas da atuação de militares russos no país vizinho

Goleiro Aranha, do Santos, é alvo de racismo no Sul
Eram “palavras racistas, como preto fedido”. Depois, “começaram com o
barulho de macaco”. Assim o goleiro Aranha, do Santos, relatou as ofensas
dirigidas a ele por torcedores no jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre

 

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.