Presidente Dilma bate de frente com sindicalistas – “Não podemos ceder à pressão”; Ayres Britto, novo presidente do Supremo defende um julgamento técnico do mensalão. “Senão é linchamento” – Economia: Quem ganhará com a nova paz nos portos – Servidor vira alvo preferido dos agiotas – Patrimônio de Demóstenes quadruplicou após eleição; Senador disse à Justiça Eleitoral ter R$ 374 mil, mas logo depois comprou apartamento de R$ 1,2 milhão…

O Globo

Manchete: Delta é acusada de contratar fantasmas e abandonar obras

Empresa também é suspeita de apresentar documentos falsos em licitação

Contratação de funcionários fantasmas, obras de má qualidade ou abandonadas são algumas das acusações enfrentadas país afora pela Delta, construtora do centro do escândalo que levou à criação da CPI sobre atividades de Carlinhos Cachoeira. No Rio, a empreiteira abandonou a construção do Engenhão, em 2007, por falta de condições de entregar a sua parte da obra no prazo. O Ministério Público investiga ainda a contratação de 67 funcionários fantasmas para trabalhar na coleta do lixo em Duque de Caxias. Em São Paulo, o alvo dos promotores é um contrato de R$ 1,1 bilhão para varrição de lixo, assinado entre a prefeitura da capital e o consórcio do qual a Delta faz parte. Há suspeita de apresentação de documentos falsos na licitação. Em Recife, moradores de uma comunidade abandonaram suas casas às pressas porque uma caixa d’água, construída pela empresa, ameaça desabar. (Págs. 1, 3 e 4)

Proposta indecente

Uma proposta de R$ 1 milhão foi oferecida a deputados por donos de casas de jogos eletrônicos em 2010, quando se discutia uma proposta para legalizar bingos. O então presidente da Câmara, Michel Temer, após saber que seu nome era usado na negociata, não pôs o projeto em votação. (Págs. 1 e 10)

Fotolegenda: Uma cidade esquecida

O Ministério Público vai à Justiça contra o governo do estado e a Delta para que o conjunto Nova Sepetiba II seja concluído. Construídas há dez anos numa área de Mata Atântica, as 319 casas populares – vazias até hoje – já consumiram R$ 30,5 milhões. (Págs. 1 e 17)

Descoberta de pré-sal do gás trará autonomia

Estudo da Agência Nacional do Petróleo (ANP) revela que o Brasil tem reservas de gás natural em bacias terrestres que devem elevar a oferta em 360% na próxima década, mostram Ramona Ordeñez e Bruno Rosa. Em 5 anos, o país já será autossuficiente, diz Edison Lobão, ministro de Minas e Energia. (Págs. 1, 37 e 38)

Brasil não consegue deter avanço chinês

A China passou dos EUA e virou o principal fornecedor de manufaturados do Brasil no 1º trimestre. Para analistas, as medidas adotadas contra o país são uma “gota no oceano”. (Págs. 1 e 42)

Imposto de Renda

Fazer declaração logo evita o congestionamento amanhã, último dia. (Págs. 1 e 41)

Índia estuda implantar o Bolsa Família

A Índia analisa adotar o Bolsa Família como modelo no combate à pobreza e atenuar, assim, o contraste entre prosperidade e miséria, revela Sandra Cohen. (Págs. 1 e 44)

Um Rio menos violento e com mais investimentos

Em 1992, o Rio recebia a conferência da ONU sobre meio ambiente com tanques nas ruas. Empresas deixavam a cidade. Duas décadas depois, a Rio+20 acontece com favelas em paz e a cidde repleta de investimentos. O Globo terá um site em inglês para a cobertura da conferência. (Págs. 1, 27 e 28)

Delfim Netto

O Brasil pode crescer 5% sem degradar ambiente. (Págs. 1 e 39)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Patrimônio de Demóstenes quadruplicou após eleição

Senador disse à Justiça Eleitoral ter R$ 374 mil, mas logo depois comprou apartamento de R$ 1,2 milhão

Quatro meses depois das eleições de 2010, o patrimônio do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) praticamente quadruplicou. O parlamentar suspeito de participar de esquema com o contraventor Carlinhos Cachoeira, comprou um apartamento de R$ 1,2 milhão em Goiânia. O imóvel tem 701 metros quadrados e está num dos edifíciios mais luxuosos da cidade. Em 2010, quando se reelegeu senador, Demóstenes declarou patrimônio de R$ 374 mil – na relação entregue à Justiça Eleitoral, não constam imóveis. Promotor de Justiça, Demóstenes optou pelo salário de senador ao assumir o cargo e recebe mensalmente R$ 26,7 mil. O parlamentar negou irregularidades. (Págs. 1 e A4)

Vinho de R$ 30 mil

Em áudio, Demóstenes encomenda a Cachoeira a compra de Cheval Blanc, safra 1947. (Págs. 1 e A6)

Fotolegenda: A favela se valorizou

Moradores de favela urbanizada se divertem na represa Billings; melhorias de infraestrutura em grandes comunidades, como Paraisópolis e Heliópolis, fazem os imóveis locais custarem até R$ 50 mil. (Págs. 1 e C1)

Juros custam R$ 195 bilhões ao brasileiro

Os brasileiros gastam R$ 194,8 bilhões por ano com pagamento de juros de empréstimos bancários. Se todas as 54 milhões de pessoas com conta em banco hoje tivessem buscando crédito no sistema financeiro, cada uma teria gasto anual de R$ 3,6 mil, segundo cálculos de empresa de classificação de risco. (Págs. 1 e B1)

Taxa menor reduz opções de crédito

Com a redução da diferença de juros cobrados entre os bancos no financiamento de veículos, o poder de barganha diminuiu. (Págs. 1 e B3)

O avanço da direita radical

A extrema direita adaptou seu discurso e, diante da crise na Europa, chegou ao poder nos últimos anos em vários pontos do continente. (Págs. 1, A11 e A12)

Ativista chinês tem proteção dos EUA

O ativista cego Chen Guangcheng, que escapou de prisão domiciliar há uma semana, está sob proteção dos EUA em Pequim, informou a entidade ChinaAid. (Págs. 1 e A13)

Prêmio celebra jovens lideranças do Brasil (Págs. 1 e B10)

Barry Eichengreen: Primavera européia

A recessão alimenta uma reação política contra os governos europeus que estão implementando medidas de austeridade. (Págs. 1 e B11)

João Ubaldo Ribeiro: Reflexão dominical

Um povo que tolera ou pratica todo tipo de desonestidade é um povo honesto? Tudo leva a crer que não, embora com a exceção da gente. (Págs. 1 e D5)

Notas & Informações

Uma proposta de estarrecer

Está em curso na Câmara dos Deputados uma tentativa de golpe contra o Judiciário. (Págs. 1 e A3)
———————————————————————————–

Correio Braziliense

Manchete: Cachoeira espionou a diretoria do DNIT

Interessado nas licitações milionárias, o bicheiro se aproximou de empreiteiras beneficiárias de repasses volumosas no órgão, que passou a ser estratégico para ele. Além de tentar emplacar superintendências, Carlinhos Cachoeira pediu ao araponga Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, para vasculhar a vida do diretor-geral do DNIT, Jorge Fraxe, assim que o nome deste foi oficializado pela presidente Dilma Rousseff, durante a faxina no Ministério dos Transportes, em agosto do ano passado. (Págs. 1, 2 e 7)

Servidor vira alvo preferido dos agiotas

Usando nomes de instituições idôneas para atrair endividadas, golpistas oferecem crédito fácil. Mas o que parece ser solução logo se revela uma armadilha. Proliferação desse tipo de negócio pelo DF já fez acender o sinal de alerta do Banco Central e da Susep. (Págs. 1 e 14)

Chance de economizar

Redução de juros na Caixa torna vantajosa portabilidade no financiamento de imóveis. (Págs. 1, 18 e 19)

Mais cuidado com o IR

Na reta final do prazo, fluxo de informações na web exige atenção dobrada do contribuinte. (Págs. 1 e 16)

Produtores brigam por água no DF

Vizinhos de propriedade na zona rural do Gama trocam socos e vão à delegacia por causa de intervenção no abastecimento. Disputa por recurso já gerou até morte. (Págs. 1, 27 e 28)

Impunidade protegida em lei

Abusos e crimes cometidos por representantes de embaixadas e consulados permanecem sem solução. Imunidade dimplomática é garantida pela Convenção de Viena. (Págs. 1 e 33)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Pequenas cidades, grandes rombos

Sem a repercussão dos escândalos financeiros de âmbito nacional, o desvio de verbas também sangra em milhões de reais os cofres públicos nos municípios miúdos. A CGU investigou 1.941 com menos de 500 mil habitantes, detectou irregularidades em praticamente todos e, em 20% deles, falhas graves. O Estado de Minas visitou quatro cidades mineiras nas regiões Sul e Norte e constatou a roubalheira.
Em geral, são fraudes em licitações que impedem a execução ou deixam pela metade obras como escolas e pontes. Em Ouro Fino, no Sul do estado, parte do dinheiro de convênio federal sumiu e a creche a que ele se destinava ficou inacabada (E). Cinco funcionários da prefeitura estão presos, inclusive a responsável pelas concorrências. Na conta do filho adolescente da servidora foram encontrados R$ 600 mil . (Págs. 1, 3 e 4)

Procurador impedido de depor na CPI

Embora os parlamentares insistam, barreira legal impede o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de atender eventual convocação. Houve precedente na CPI dos Correios.
O cartão de crédito de Carlinhos Cachoeira foi usado pelo senador Demóstenes Torres para comprar vinhos de R$ 28 mil. (Págs. 1, 9, 10 e 12)

Casa própria

Uma oportunidade para reduzir as taxas de juros
Quem já tem financiamento de crédito imobiliário pode economizar se migrar de banco. (Págs. 1 e 20)

Consumo

Mercado aposta no poder de compra dos jovens da Classe C (Págs. 1 e 16)

Luxo

Venda de carros acima de R$ 300 mil triplica no país (Págs. 1 e 17)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Promessas no lixo

O JC mostra hoje e amanhã, a realidade dos lixões da RMR, que há mais de dez anos sobrevivem a projetos e prazos que prometem acabar com este cenário macabro. Descaso pode causar impacto nos cofres públicos. (Págs. 1, Cidades 4 e 5)

Rio+20 vai priorizar os negócios (Pág. 1)

Aumento da energia entra em vigor hoje (Pág. 1)

Presidente Dilma bate de frente com sindicalistas ( Pág. 1)

————————————————————————————

Veja

Manchete: As lições das chefonas

8 presidentes de grandes empresas no Brasil e 12 especialistas em carreira ensinam como chegar ao topo sem abrir mão da vida pessoal. (Pág. 1)

Vou explodir!

Andressa Mendonça, mulher do contraventor Carlinhos Cachoeira, preso e investigado por uma CPI, diz que o marido pode revelar tudo o que sabe. (Pág. 1)

————————————————————————————

Época

Manchete: Exclusivo: Da Tijuca para Wall Street

O espetacular sucesso do jovem banqueiro André Esteves na Bolsa de Valores – e suas lições para o empreendedor brasileiro.

“Xô, complexo de inferioridade! O sucesso só depende da gente”, diz a ÉPOCA o carioca que transformou o banco BTG Pactual num colosso de US$ 15 bilhões. (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ

Manchete: Veta, Dilma!

Vergonha: deputados derrotam o governo e provocam um retrocesso nas leis ambientais. Mas a presidenta Dilma Rousseff ainda pode derrubar o novo Código Florestal, que permite ampliar o desmate no País. (Pág. 1)

Lavagem de dinheiro

Cachoeira adotava o sistema usado pelo terrorista Bin Laden para financiar seu esquema. (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Manchete: As marcas mais valiosas do Brasil em 2012

Ranking exclusivo Dinheiro/Brand Analytics revela:
As marcas brasileiras atingem um valor de R$ 111 bilhões. Aquelas que souberam driblar as dificuldades impostas pela crise global se saíram melhor. Conheça as estratégias das líderes petrobras, Bradesco, Itaú, Skol e Banco do Brasil. (Pág. 1)

Economia: Quem ganhará com a nova paz nos portos (Pág. 1)

Bancos: Pressão do Planalto chega aos fundos (Pág. 1)

————————————————————————————

Carta Capital

Manchete: “Não podemos ceder à pressão”

Ayres Britto, novo presidente do Supremo defende um julgamento técnico do mensalão. “Senão é linchamento” (Pág. 1)

Maranhão: A morte de Décio Sá, amigo da família Sarney (Pág. 1)

————————————————————————————

EXAME

Manchete: As maiores fortunas da Bolsa

Como um ex-engraxate, um filho de agricultores e um pequeno empresário entraram para o seleto grupo dos maiores investidores do país. O que eles têm a ensinar a quem aplica na bolsa – e por que ajudam a transformar a economia brasileira. (Pág. 1)

Exclusivo:

Tapas, insultos, pressão por resultados. Funcionários acusam empresas asiáticas instaladas no Brasil de maus-tratos nas fábricas (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Telefonia Móvel

À espera do 4G, clientes enfrentam rede limitada

Nas próximas semanas, o Brasil avançará no serviço de quarta geração, tentando superar lentidão e cobertura restrita do 3G. Uma certeza: a novidade será bem mais cara. (Págs. 1 e Caderno Dinheiro)

Transparência

Estado não vai cumprir prazo da nova lei

Órgãos dizem que barreiras técnicas prejudicam abertura de dados à sociedade a partir de 16 de maio, como manda regra. (Págs. 8 e 10)

Clipping Radiobrás

Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.