Primeira morte por variante delta no país é de gestante de Apucarana, diz Ministério da Saúde

0

O Ministério da Saúde confirmou, neste domingo (27) que primeira paciente a morrer no Brasil com diagnóstico da variante delta do novo coronavírus foi uma mulher de Apucarana-PR (42 Km de Cambé). 

Segundo o órgão, ela estava grávida e tinha 42 anos. A morte foi registada em 18 de abril. A vítima tinha viajado do Japão para Apuracana.

O primeiro resultado teria dado negativo para covid-19, antes da gestante embarcar para o Brasil. Mas, a mulher teria começado a apresentar problemas respiratórios no dia 7 de abril, dois dias depois de chegar ao país. A paciente refez o teste e o resultado foi positivo.

No dia 15 de abril, uma semana após, a gestante foi internada. Ela teve que passar por uma cesariana de emergência, três dias depois. O estado de saúde se agravou e ela morreu. O bebê nasceu com 28 semanas e teve o resultado negativo para a doença. 

A paciente morta é considerada a paciente 0 de uma transmissão comunitária que ocorreu no Paraná pela variante delta, identificada na Índia. Uma idosa de 71 anos foi infectada pela filha, que era amiga da gestante e tinha ido visitá-la. 

A idosa já teve alta. Como a filha, que teve contato com a gestante, só fez o teste de antígeno, não foi possível traçar o sequenciamento genético do vírus.

(Agência Brasil/TarobaNews)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.