Santuário da Vila Nova faz missa em ritmo sertanejo e reza pelos trabalhadores do campo

0
Divulgação: Padre Rodolfo celebrando missa
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

O Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na Vila Nova em Londrina, abre as portas para o ritmo sertanejo. No próximo sábado (3) e domingo (4), respectivamente às 18h30 e 16h, serão realizadas missas com músicas do gênero e vai rezar, de forma especial, pelos trabalhadores, profissionais e empresas ligadas ao campo e ao trabalho rural. A participação é aberta a toda a comunidade e haverá transmissão pelas redes sociais do santuário. As celebrações presenciais seguem todos os protocolos sanitários editados pelas autoridades públicas: uso de máscara, distanciamento e álcool em gel.

“Queremos colocar em oração todos os profissionais ligados ao campo, que incansavelmente, mesmo em tempos tão difíceis, trabalham para levar os alimentos à mesa de todos nós”, ressalta o padre Rodolfo Trisltz, pároco e reitor do santuário e que vai celebrar as missas. Para tanto, a ornamentação da igreja será característica, com itens do trabalho rural, assim como o momento do ofertório. Também haverá um repertório musical especial, incluindo sanfona e berrante. “Estamos convidando todas as entidades da área para rezarem conosco”, diz o sacerdote.

O grupo Vozes de Maria é que será responsável pelas músicas. Um dos destaques é, justamente, a adaptação dos cantos da liturgia no ritmo sertanejo, o que traz bastante saudosismo. Seo Laércio Pereira Lima será o responsável em dar o toque especial da safona.

Além disso, o santuário, considerado a segunda paróquia de Londrina, criado em 1952 e prestes a completar 70 anos como paróquia e 25 como santuário, quer resgatar a origem rural dos primórdios de Londrina. Naquela época, a Vila Nova de Londrina estava sendo construída em meio a sítios, fazendas e plantações. “Essa história é muito importante para nossa comunidade, porque se confunde com a história da própria Londrina e de nossos pioneiros”, ressalta o padre Rodolfo.

Via: Assessoria de Imprensa/Fábio Luporini

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.