Cooperativas investirão R$ 640 milhões na produção de suínos

77

Representantes das cooperativas agrícolas Castrolanda, Batavo e Capal apresentaram nesta terça-feira (20/03) ao governador Beto Richa um projeto de expansão da produção de suínos na região dos Campos Gerais. A previsão é de que sejam investidos até R$ 640 milhões, com geração de cerca de sete mil empregos diretos e indiretos.

O projeto prevê a construção de um frigorífico (no valor de R$ 180 milhões), 11 unidades de produção de leitões (R$ 250 milhões), 220 granjas de terminação de suínos (R$ 180 milhões) e a ampliação de uma fábrica de rações (R$ 30 milhões). A intenção é que as obras comecem no final de ano, com conclusão em um ano e meio.

O diretor-presidente da cooperativa Castrolanda, Frans Borg, disse que o grupo pretende estabelecer uma parceria com o Governo do Estado nas áreas fiscal e de infraestrutura. “Temos uma agenda de investimentos e queremos contar com o apoio do governo, principalmente na infraestrutura do local que receberá o frigorífico”.

O governador Beto Richa destacou a força do cooperativismo paranaense e afirmou que o projeto vai fomentar a produção da suinocultura na região, gerando renda, empregos e riquezas para o Estado. “O governo estadual vai dar apoio para que as unidades sejam construídas. O Paraná vive um novo momento de crescimento e desenvolvimento social e econômico”.

O Governo do Estado e as cooperativas estudam enquadrar o investimento no Paraná Competitivo, programa que concede incentivos para a atração de indústrias para o Estado. “Trata-se de um programa excelente, que tem atraído grandes negócios. Temos confirmados investimentos de R$ 9 bilhões e há mais R$ 15 bilhões em negociação”, afirmou o governador. A previsão é de que o novo empreendimento gere R$ 60 milhões em Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação De Serviços (ICMS).

O investimento será financiado pelas três cooperativas e terá o objetivo de agregar valor na cadeia produtiva do agronegócio do Paraná, evitando que os suínos sejam vendidos vivos e processados em outros estados.

A nova planta proposta será a segunda maior do Brasil na atividade, com capacidade para abater 9,2 mil suínos por dia. As cooperativas Castrolanda, Batavo e Capal têm faturamento anual superior a R$ 2,6 bilhões e cerca de 2.280 associados.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *