Famílias estão penduradas em dívidas; Apesar de as pessoas terem se arriscado menos com medo da inflação em 2012, débitos estão maiores…- Popularidade de Dilma segue despencando; Pesquisa mostra que avaliação positiva do governo da presidente foi de 54,2% em junho para 31,3% este mês. E a pessoal caiu de 73,7% para 49,3%…- Contra médicos estrangeiros; Médicos e estudantes de Medicina protestaram em São Paulo contra medidas do governo para ampliar número de médicos no País…

O Globo

Manchete: Francisco em Copacabana – Rio terá dois ‘réveillons’ na semana que vem

Segurança para jornada do Papa é reforçada Protestos marcados nas redes sociais alertaram Abin. Contingente de militares aumentou 68%, passando para mais de 14 mil soldados Para ver o Papa, Copacabana terá na próxima semana esquema especial, com interdições de ruas, semelhante ao adotado no réveillon. Nos dias 25 e 26, durante a Jornada Mundial da Juventude, a Acolhida e a Via Sacra vão levar ao bairro mais de 1,5 milhão de fiéis. Protestos marcados pelas redes sociais para os dias da visita do Pontífice aumentaram a preocupação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e levaram as Forças Armadas a multiplicar o número de militares na segurança. Em dois meses, o aumento no contingente foi de 68%, passando de 8.500 para 14.300 soldados. (Págs. 1, 9 e 11)

Paes: confissão para políticos

Ao falar de protestos na visita do Papa, prefeito diz que governantes deveriam confessar seus pecados. (Págs. 1 e 9)

Fotolegenda: Protestos raciais continuam nos EUA

Manifestantes protestam em Los Angeles contra a absolvição do ex-vigia George Zimmerman, que matou com um tiro o jovem negro desarmado Trayvon Martin, de 17 anos, na Flórida no ano passado. Foi o terceiro dia seguido de tumultos em cidades americanas, com 23 prisões. O cantor Stevie Wonder anunciou um boicote artístico à Flórida e a estados com leis de legítima defesa como as que permitiram o veredicto que inocentou Zimmerman. (Págs. 1 e 26)

Depois das ruas: Lulista vai coordenar reforma

Com o apoio de Lula, o deputado Cândido Vaccareza (PT-SP) venceu a disputa com o colega Henrique Fontana (PT-SP) e coordenará o grupo de trabalho sobre reforma política na Câmara. (Págs. 1 e 3)

Lula cobra renovação no PT

Em artigo no “New York Times”, o ex-presidente disse que o PT está distante dos movimentos sociais. (Págs. 1 e 5)

PM do Rio faz autocrítica

Comandante da PM do Rio diz que reduzirá uso de gás lacrimogêneo. (Págs. 1 e 6)

Exército de olho nas redes

O Centro de Defesa Cibernética do Exército monitora pelas redes sociais os líderes das manifestações. (Págs. 1 e 6)

Crédito a empresas ‘X’: BNDES prestará esclarecimentos

Comissão do Senado aprovou convite para Luciano Coutinho, presidente do banco, detalhar os empréstimos à EBX, de Eike. Oposição quer CPI. (Págs. 1 e 23)

Reino quase unido: Inglaterra aprova casamento gay

O Parlamento aprovou o casamento homossexual na Inglaterra e no País de Gales. Irlanda do Norte e Escócia ainda não decidiram. (Págs. 1 e 27)

Israel na mira da UE: Europa boicotará assentamentos (Págs. 1 e 25)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Abin avança que protesto é ameaça na visita do papa

‘Grupos de pressão’ aparecem como a maior preocupação da agência tanto no Rio como em Aparecida A uma semana da Jornada Mundial da Juventude, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) vê as manifestações nas ruas como a maior “fonte de ameaça” à visita do papa Francisco, tanto em Aparecida como no Rio. Apesar do monitoramento, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general José Elito Siqueira, diz que os protestos não serão um “problema”. O alerta estava exposto em painel de informações na Abin, em Brasília, durante visita aberta a jornalistas. No Rio, aparecem como “fontes de ameaça” incidentes de trânsito, crime organizado, organizações terroristas, movimentos reivindicatórios, grupos de pressão e criminalidade comum. Mas o alerta vermelho é com os “grupos de pressão”. Durante a Jornada, o fluxo de turistas deve provocar recorde na movimentação dos aeroportos do Rio, com média de 70 mil passageiros por dia. (Págs. 1 e Metrópole A13 e A14) Prefeito do Rio faz apelo Eduardo Paes (PMDB) disse que Francisco não deveria ser alvo dos protestos. “O papa não tem relação direta nenhuma com os pecados dos governantes brasileiros”, afirmou. (Págs. 1 e A13)

Ceticismo sobre reforma política cresce com brigas no PT

A discussão da reforma política – sugerida pela presidente Dilma Rousseff após os protestos – está emperrada no Congresso com brigas entre petistas e uma rebelião do PMDB, que defende o fim da reeleição e da doação de empresas aos partidos. Ontem, a Câmara instalou o grupo de trabalho que discutirá a reforma, mas os parlamentares entraram em recesso. Já o PT apresentou a proposta de decreto legislativo, que não durou oito horas. Após críticas, o partido reduziu os itens. (Págs. 1 e Política A4)

Avaliação de Dilma cai a 31%, mostra pesquisa

Pesquisa do instituto MDA feita entre os dias 7 e 10 e divulgada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) confirmou a queda de avaliação positiva do governo Dilma Rousseff, de 54,2% em junho para 31,3% agora. A avaliação negativa subiu de 9% para 29,5%. Nas intenções de voto para as eleições de 2014, Dilma caiu de 52% para 33,4% e Marina Silva subiu de 12,5% para 20,7%. (Págs. 1 e Política A5)

Lula quer renovação ‘profunda’ do PT

Em sua coluna mensal publicada no jornal americano The New York Times, o ex-presidente Lula afirmou que o PT precisa passar por uma “renovação profunda” e apresentar “novas soluções para novos problemas”. (Págs. 1 e A6)

Oposição na Espanha ameaça premiê

A oposição na Espanha ameaçou ontem apresentar uma moção de censura contra o premiê Mariano Rajoy se ele rejeitar comparecer ao Parlamento para dar explicações sobre as denúncias de financiamento ilegal de políticos de sua legenda, o Partido Popular (PP). Luis Bárcenas, ex-tesoureiro do PP acusado de corrupção, afirmou que deu dinheiro a Rajoy. (Págs. 1 e Internacional A10)

Decisão do Congresso onera Tesouro

Enquanto o governo tenta cortar despesas, parlamentares ampliaram ontem por um ano o Reintegra, programa que devolve às empresas 3% do faturamento com as vendas externas de manufaturados. Também estenderam a desoneração da folha de pagamento para empresas varejistas de eletrônicos e redes de lojas cujas vendas de alimentos superem 10% de sua receita. (Págs. 1 e Economia B1)

Fotolegenda: Contra médicos estrangeiros

Médicos e estudantes de Medicina protestaram em São Paulo contra medidas do governo para ampliar número de médicos no País. (Págs. 1 e Metrópole A15)

MP investigará verba extra de Assembleia

O Ministério Público de São Paulo vai investigar a distribuição da Gratificação Especial de Desempenho pela Assembleia. Reportagem publicada ontem no Estado mostrou que houve aumento do bônus distribuído entre servidores dos gabinetes dos parlamentares. A decisão da Assembleia foi tomada três semanas após a Justiça determinar o fim do pagamento de auxílio-moradia aos deputados. (Págs. 1 e Política A7)

Novo estádio em Cuiabá terá dinheiro do PAC (Págs. 1 e Esportes A22)

Ex-agente da CIA pede asilo temporário à Rússia (Págs. 1 e Internacional A12)

Fauna brasileira: País descobre aves

Quinze espécies de aves foram descobertas na Amazônia. Desde 1871 não eram descritas tantas espécies de aves brasileiras de uma só vez, e em uma única publicação. (Págs. 1 e Metrópole A18)

Dora Kramer

Baile à fantasia No início dos protestos, Dilma tinha certeza absoluta que não era com ela e somente prefeitos e governadores seriam atingidos. (Págs. 1 e Política A6)

Notas & Informações

A crise maior é de confiança Três sondagens evidenciaram a crise de confiança no governo e nas perspectivas da economia. (Págs. 1 e A3) ————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Fazenda de gado no DF virou aeroporto

Com três vezes mais hangares que o JK, aeródromo funciona em terreno público cedido sob concessão No meio do verde, onde antes havia gado, desponta a pista de 1.750 metros, pouco menor que a do aeroporto de Congonhas (SP). Construído em área rural de São Sebastião, o Aeródromo Botelho fica a 20km da Praça dos Três Poderes. Foi aberto há dois anos, mas começou a crescer sem parar nos últimos seis meses, atraindo os endinheirados da capital, principalmente empresários. Em média, registra 400 decolagens e pousos por mês e abriga, hoje, 105 aviões de particulares em seus 65 hangares, enquanto no Aeroporto Internacional de Brasília há apenas 20 espaços desse tipo. (Págs. 1, 19 e 20)

Bolívia invadiu aviões da FAB ao menos três vezes

Os bolivianos estão indignados com o tratamento que Evo Morales recebeu na Europa, onde a aeronave presidencial foi revistada, mas já usaram o mesmo procedimento com autoridades brasileiras. Os incidentes ocorreram em 2011, em La Paz, e o Brasil protestou oficialmente. (Págs. 1 e 4)

Protestos são o maior risco para o papa

O esquema de segurança de Francisco pode enfrentar problemas com as manifestações populares no Rio. Segundo a Abin, essa é a principal ameaça durante a Jornada da Juventude. (Págs. 1 e 6)

Fotolegenda: Servidores – PF pressiona nas ruas

Com um elefante branco simbolizando a demora do governo em atender as reivindicações, 500 agentes, escrivães e papiloscopistas marcharam na Esplanada cobrando a reestruturação das carreiras. Os pedidos custariam R$ 500 milhões por ano ao Executivo. (Págs. 1 e 8) ————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Os fundos que driblaram a queda da bolsa no semestre

No pior semestre para a bolsa brasileira desde a crise de 2008, em que o Ibovespa perdeu 22,14%, um grupo de 40 fundos de ações conseguiu resultados positivos para seus cotistas. Metade deles deu rendimento superior ao CDI. Como regra, aqueles que conseguiram oferecer ganhos apostaram em companhias que independem do cenário macroeconômico seja aqui ou lá fora. Tiveram, porém, de contar com uma ajuda crucial de uma parcela vendida (“short”, no jargão do mercado) da carteira – ou seja, que apostava na queda de determinados papéis. Levantamento feito pelo Valor Data mostra que o fundo mais rentável, com retorno de 23,44% no semestre, foi o Bradesco FIA BDR Nível 1, beneficiado por dois vetores: está fora de ativos locais e ainda contou com a ajuda da alta do dólar. Esse fundo investe em papéis de empresas americanas negociados na bolsa local por meio de Brazilian Depositary Receipts (BDRs). (Págs. 1, D1 e D2)

Oferta da CPFL testa interesse do mercado

A CPFL Renováveis testa hoje o apetite dos investidores pelas ofertas de ações, paralisadas há um mês por conta da instabilidade no mercado. Até ontem à noite, a demanda por ações da empresa de energia estava fraca, apurou o Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor. A operação será realizada porque o BTG Pactual deu garantia firme de colocação de até R$ 500 milhões. Outros R$ 400 milhões têm comprador certo, o fundo de pensão Previ. Com isso, há demanda suficiente para todo o lote inicial da operação. O grande teste será para saber qual o verdadeiro apetite de outros investidores pela operação. (Págs. 1 e C1)

Fotolegenda: Duas prioridades

O presidente da Vale, Murilo Ferreira, define prioridade em dois grandes projetos, com investimentos de US$ 26 bilhões: o ferro de Carajás e o carvão de Moçambique. (Págs. 1 e B1)

Lucros em excesso nos bancos dos EUA

Os maiores bancos americanos estão às voltas com um problema insolúvel: estão às vésperas de ganhar dinheiro demais. O J.P. Morgan Chase está prestes a receber US$ 25 bilhões ou mais este ano — o equivalente ao Produto Interno Bruto do Paraguai —, com um retorno de pelo menos 17% sobre as ações ordinárias. (Págs. 1 e C10)

China e União Europeia na mira do G-20

O impacto global da desaceleração econômica da China deverá entrar nas discussões de ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais do G-20, nesta semana, em Moscou. A China deve contribuir com 13% da atividade econômica global neste ano, ante 5% em 2006. E analistas reconhecem que mesmo uma pequena baixa em sua expansão tem efeito internacional importante. Os EUA querem ouvir dos chineses “como eles vão sustentar a demanda, assim como os europeus e os japoneses”, disse a vice-secretária do Tesouro, Lael Brainard. O alvo principal de Washington, porém, é a política de austeridade da União Europeia. (Págs. 1 e A9)

Abin atribui alto risco à visita papal

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e outros órgãos que atuam no planejamento da segurança da Jornada Mundial da Juventude atribuem a esse evento um nível máximo de ameaça de manifestações populares e ações de grupos de pressão. A jornada, de 23 a 28 de julho, marcará a primeira visita do papa Francisco ao Brasil. Autoridades aguardam mais de 1,5 milhão de pessoas para na Via Sacra da orla de Copacabana. As “fontes de ameaça” à jornada estão listadas em painel eletrônico na sede da Abin, em Brasília, onde se reúnem os órgãos do Sistema Brasileiro de Inteligência (Sisbin). Para a Secretaria de Segurança do Rio, o evento é “a mais complexa operação policial da história” do Estado. Sete mil policiais civis e militares reforçarão o contingente que atua na região metropolitana do Rio. Nas redes sociais, protestos arregimentam desde o Fórum de Lutas contra o Aumento de Passagem até os militantes LGBT. (Págs. 1 e A6)

STJ impede Fisco de usar dado dos cartões de contribuintes

Numa decisão inédita, o Superior Tribunal de Justiça não admitiu a exclusão de uma microempresa do Simples Paulista com base apenas em dados obtidos na Operação Cartão Vermelho, feita em 2007 pela Fazenda paulista. Na operação, o Fisco cruzou dados obtidos por meio das administradoras de cartões de crédito e débito com as declaradas dos contribuintes. Nos casos em que foram constatadas divergências, autuou as empresas por sonegação de ICMS. A decisão abre um precedente para esses contribuintes. Na época, 93,6 mil empresas foram notificadas. (Págs. 1 e E1)

Não é piada, PIB cresce a 4% ao ano no país

Os números do IBC-BR indicam que no segundo trimestre a economia crescia a 4% ao ano. Não é piada ou expressão de desejo. Para ter ideia precisa do que ocorre na economia, é mais seguro olhar variações em doze meses. Se compararmos o trimestre de março a maio com o mesmo período de 2012, obtemos 3,74%. Em 2013, a variação em doze meses nos grupos sucessivos de três meses só aumentou: 1,55% até janeiro, 1,71% até fevereiro, 2,86% até março, 3,5% até abril e 3,74% até maio. Mesmo se em junho houver queda de 2,5% em relação a maio, a variação em doze meses para o segundo trimestre será de 3,95%. Mas esses números não repercutem. Mídia e analistas sofrem de pessimismo obsessivo, caso clássico do que a psicologia chama de “viés de confirmação”, quando as pessoas só são sensibilizadas por informações que pareçam confirmar suas crenças ou hipóteses, ignorando outras evidências. (Págs. 1 e A10)

Comércio exterior

O Ministério das Relações Exteriores considera que a decisão da Aliança do Pacífico de zerar tarifas para 90% do comércio dentro do bloco não representará mudança significativa no comércio da região. (Págs. 1 e A2)

Renúncia do ICMS

A renúncia fiscal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) representa 16,6% da arrecadação total do tributo. O estudo leva em conta a arrecadação de 2012. (Págs. 1 e A3)

Debêntures da Brasil Pharma

Num ano que começou mais desafiador do que os anteriores para a Brasil Pharma, a rede de farmácias fará uma emissão de debêntures, no montante de R$ 250 milhões, para reduzir endividamento e reforçar o caixa. (Págs. 1 e B4)

Eletrodomésticos mais caros?

Fabricantes de eletrodomésticos fazem nova tentativa no ano de reajustar preços. Na Eletrolar Show, feira do setor que acontece esta semana em São Paulo, as tabelas de preços estão de 5% a 12% acima dos valores apresentados no ano passado. (Págs. 1 e B5)

Aprovação para Belo Sun

A companhia canadense Belo Sun, que pretende extrair ouro perto do rio Xingu, conseguiu obter avaliação positiva de viabilidade ambiental do governo do Pará para o empreendimento. (Págs. 1 e B7)

Concentração no campo

Os valores brutos da produção de soja, milho e cana deverão representar 60,9% do montante total previsto pelo Ministério da Agricultura para os 20 principais cultivos temporários e perenes em 2013. (Págs. 1 e B12)

Travelex investe no país

A Travelex, maior empresa de casas de câmbio do mundo, vai adquirir no ano que vem a fatia de 51 % do Grupo Confidence Câmbio, o primeiro banco de câmbio do país. A informação é de Lloyd Dorfman, fundador e presidente do conselho de administração da Travelex. (Págs. 1 e Cl)

Felicidade nas escolas de negócios

O tópico da moda nas escolas de negócios é a felicidade, tratada de várias formas. Na Ross School of Business, da Universidade de Michigan, tratam da “prosperidade humana”. Na Singapore Management University, de “bem-estar subjetivo”. (Págs. 1 e D3)

Ideias

Rosângela Bittar Trabalha o comitê da reeleição com a evidência de que o movimento das ruas funcionou positivamente para Marina Silva. (Págs. 1 e A6) Martin Wolf Apesar da enorme crise financeira, a tendência para a integração da economia global continuou. (Págs. 1 e A11)

O período de abril a junho será o mais forte do ano para a indústria, prevê a FGV (Págs. 1 e A4)

Empresas de energia elétrica entram em telecomunicações (Págs. 1 e B3)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Uma chance para a Pampulha

Dragas flutuantes já chegaram à orla e começam, na próxima semana, de acordo com previsão da Prefeitura de Belo Horizonte, a recolher material poluente do leito da lagoa. O grupo contratado para o trabalho espera retirar cerca de 800 mil metros cúbicos de detritos em oito meses. É mais uma ação concreta anunciada para desafogar o espelho d’água de um dos mais visitados cartões-postais da cidade. A expectativa é entregar a represa limpa ainda para a Copa do Mundo no ano que vem. Mas especialistas advertem que essa medida não será suficiente para melhorar o aspecto do lago se não houver tratamento da água e a interceptação pela Copasa de esgotos lançados diretamente nela ou nos córregos que compõem a bacia hidrográfica, como o Sarandi e o Ressaca. A obra vai custar R$ 108 milhões aos cofres do município. (Págs. 1, 17 e 18)

Congresso esquece a voz das ruas

Deputados e senadores entram de férias sem votar maior parte da chamada agenda positiva,criada em resposta as manifestações populares. As votações serão retomadas em agosto. (Págs. 1 e 3)

Outros 19 são indiciados por vandalismo

Inquérito policial sobre destruição na Pampulha durante os jogos da Copa das Confederações tem 59 acusados de dano ao patrimônio, formação de quadrilha, furto, pichação e corrupção de menores. (Págs. 1 e 2)

Festa da fé

Abertura da semana missionária que antecede a Jornada Mundial da Juventude, no Rio, reuniu ontem à noite na Pampulha católicos de vários países em show do padre Fábio de Melo. Serviço de inteligência brasileiro vê protestos como a maior “ameaça” à visita do papa. (Págs. 1, 7 e 21) ————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: O Recife contra o crime

Será lançado, hoje, o Pacto pela Vida municipal. Projeto vai começar por 13 bairros, com quatro eixos: controle urbano, prevenção, recuperação de situação de risco e participação social. Meta é reduzir os números da violência em 12%. (Págs. 1 e Cidades 1)

Popularidade de Dilma segue despencando

Pesquisa mostra que avaliação positiva do governo da presidente foi de 54,2% em junho para 31,3% este mês. E a pessoal caiu de 73,7% para 49,3%. (Págs. 1 e 3)

Desempenho positivo do ensino estadual

Média das escolas públicas no Idepe garante bônus a 56% das unidades. Vão ser distribuídos R$ 60,1 milhões para 23.440 profissionais. (Págs. 1 e Cidades 4)

Famílias estão penduradas em dívidas

Apesar de as pessoas terem se arriscado menos com medo da inflação em 2012, débitos estão maiores. (Págs. 1 e Cidades/Economia 5)

Manifestações deixam o papa sob risco

A uma semana da Jornada da Juventude, Abin admite que protestos nas ruas são ameaça real para o pontífice. (Págs. 1 e 5) ————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Transparência – O mapa dos cargos em comissão da Assembleia

Quem são, quanto ganham e onde atuam os 690 CCs lotados nos gabinetes dos 55 deputados, em levantamento de ZH, via Lei de Acesso à Informação. (Págs. 1, 4 e 5)

Deu no NYT: PT precisa se renovar, diz Lula em artigo

Ex-presidente afirma que o partido deve retomar a comunicação com movimentos sociais. (Págs. 1 e 6)

Fotolegeda: Obra sob mau tempo

De oito projetos para o Salgado Filho, metade está atrasada. Prometido há 16 anos, sistema para operar com neblina agora tem prazo até dezembro. (Págs. 1 e Dani Barcellos, Especial Transparência, 16)

Jalecos brancos: Médicos voltam às ruas para protestar

Profissionais da Capital fazem assembleia hoje e discutem greve da categoria para o dia 23. (Págs. 1 e 29) ————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Economia em baixa leva empresas ao mercado de energia

Vendas em queda e adiamento de projetos têm levado indústrias de peso a ter excedente de eletricidade. Com os preços do mercado à vista em alta, esta sobra está gerando um alívio financeiro para companhias como Vale, CSN e Usiminas. (Págs. 1 e 11)

Falta de infraestrutura encarece imóveis

O vice-presidente da CBIC, José Carlos Martins, diz que falta terreno com urbanização razoável para o crescimento das grandes cidades, o que eleva os valores do mercado imobiliário. (Págs. 1 e 7)

Mosaico: Siemens pode revelar caminhos do propinoduto

Autoridades esperam que a empresa, após admitir atuação no cartel de venda de trens, ajude a identificar os corruptos, revela Gilberto Nascimento. (Págs. 1 e 2)

Crédito: Inadimplência volta a preocupar os bancos

O nível de endividamento das famílias e a retomada da alta dos juros fazem as instituições prestarem mais atenção na qualidade de suas carteiras. (Págs. 1 e 20)

Concessões: Governo conta com o sucesso dos leilões, mas incertezas rondam a maioria dos setores (Págs. 1, 4 e 5)

Pesquisa: Confirma queda da popularidade da presidente Dilma após as manifestações nas ruas (Págs. 1 e 9)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.