Guerra contra o cigarro

Um novo conjunto de advertências contra os perigos do fumo para a saúde, que devem ser colocadas nas embalagens de cigarros, causou revolta entre gigantes do tabaco nos Estados Unidos.

A Food and Drug Administration, agência governamental americana que regula medicamentos e alimentos, divulgou recentemente as novas imagens e mensagens, que devem ser adotadas por todas as empresas até setembro de 2012.

É a primeira vez em que elas terão imagens de advertência. Os anúncios devem ocupar a metade das partes da frente e de trás da embalagem.

Na última terça-feira, as empresas RJ Reynolds Tobacco, Lorillard Tobacco, Commonwealth Brands, Liggett Group e Santa Fe Natural Tobacco anunciaram um processo contra o governo americano por causa da nova regra.

Segundo as empresas, as advertências com imagens irão forçá-las a deixar os consumidores “deprimidos, desencorajados e com medo de comprar o produto”.

“O governo pode pedir advertências que sejam diretas, mas não pode pedir que um pacote de cigarros sirva como um mini outdoor para sua campanha anti-fumo” disse o advogado Floyd Abrams, que representa as empresas, em um comunicado.

No mês de junho, a secretária de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Kathleen Sebelius, disse que as novas advertências podem impedir que jovens comecem a fumar e dar a adultos um novo incentivo para deixar o cigarro.

“O presidente Obama quer que as mortes relacionadas ao tabaco sejam parte do passado da nação, e não do nosso futuro’, disse.

Estima-se que o consumo de tabaco seja responsável por 443 mil mortes nos EUA a cada ano.

BBC Brasil

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.