O Paraná realizou, entre janeiro e setembro deste ano, 1.091 transplantes de órgãos e tecidos. O número é 41,5% maior do que o registrado no mesmo período de 2010 (771) e supera o total do ano passado, quando 1.010 transplantes foram realizados.

Apesar do aumento, ainda são registradas muitas negativas familiares. “Já iniciamos a criação de uma campanha estadual e vamos mobilizar os cidadãos paranaenses para ampliar a doação de órgãos. As famílias devem estar conscientes da importância deste ato que salva vidas. O mote é o Paraná pela Vida”, afirma o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto.

O transplante de córneas lidera a lista, com 886 procedimentos realizados em 2011, contra 651 em 2010. A diretora da Central Estadual Transplantes, Arlene Badoch, explica que em Curitiba já não há fila de espera para pacientes ativos – aqueles que dependem apenas do transplante de córnea. “Há somente pacientes semiativos, que são pessoas com indicação para o transplante, mas que, por algum motivo, como falta de exames, ainda não podem receber uma córnea”, diz.

Nos transplantes conjugados de rim e pâncreas também houve um aumento significativo. Até setembro de 2010, nenhum procedimento deste tipo havia sido realizado. Neste ano, já foram feitos 16 transplantes de rim/pâncreas no Paraná.

De acordo com Arlene, as doações aumentaram porque as famílias se sentem mais seguras em autorizar a doação. “Nas campanhas, mostramos que o transplante é um processo transparente, gerenciado por órgão estadual, com critérios técnicos e subordinado ao Sistema Nacional de Transplante”, explica.

O trabalho das Comissões de Procura de Órgãos e Tecidos (Copots) de Londrina, Maringá e Cascavel tem sido fundamental para o aumento das doações e a qualidade dos transplantes realizados no Paraná. “As comissões monitoram possíveis doadores e orientam as famílias nos hospitais”, enfatiza Arlene.

O aumento também se deve à agilidade das equipes na captação e no transporte dos órgãos, inclusive com a utilização dos aviões e helicópteros do governo. Hoje, no Estado, são 54 serviços credenciados para a realização de transplantes de órgãos e córneas.

HOMENAGEM – Na terça-feira (27), Dia Nacional do Doador de Órgãos e Tecidos, o padre Reginaldo Manzotti celebrará uma missa na igreja Nossa Senhora do Guadalupe, em Curitiba, a pedido da Central Estadual de Transplantes. A Central convida familiares de doadores, transplantados e amigos a participarem da missa em intenção aos Doadores de Órgãos e Tecidos que será realizada na Igreja Nossa Senhora do Guadalupe, às 12 horas. A Paróquia fica na praça Senador Corrêa, 128.

LONDRINA – A Central Estadual de Transplantes promove, em parceria com hospitais da cidade, na terça-feira (27) o II Encontro com Professores da rede de ensino sobre Doação de Órgãos e Tecidos. O evento será na Associação Medica de Londrina, das 8 às 12 horas. Como parte da campanha de esclarecimento para a população sobre Morte Encefálica, a central convidou o médico neurologista da Universidade Federal do Paraná Carlos Silvado, que participou da elaboração do “Protocolo de Diagnóstico de Morte Encefálica”. Ele também dará entrevistas aos veículos de comunicação da cidade.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.