Atleta de projeto cambeense se destaca no Vôlei Marechal

0
Foto: Divulgação
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

A jogadora cambeense de vôlei Maria Eduarda de Sousa, de 16 anos, vem se destacando na equipe do Vôlei Marechal, time da cidade de Marechal Cândido Rondon, no oeste paranaense. A atleta começou a carreira aos 12 anos, no projeto Cambé Vôlei, da Secretaria Municipal de Esportes. “Ela começou no polo do Jardim Santo Amaro e já no início nós percebemos características que a destacavam dentro de quadra”, explica Reginaldo Mazzola, que foi treinador de Maria Eduarda no projeto.

Segundo Mazzola, pouco tempo depois de começar os treinos eles já a inseriram dentro das categorias de base: “fizemos essa transição ao longo dos anos, mas sem pular etapas ou apressar o desenvolvimento dela”. O treinador ainda pontua que Maria Eduarda tem duas características que a diferenciava das demais atletas: 1,80m de altura e um alcance de ataque muito alto. “Ela também jogava com as categorias de base do time adulto e com isso ela teve um crescimento técnico muito grande”, ressalta.

Após essas experiências com o time de base adulto, a atleta defendeu a cidade de Cambé e de Arapongas em competições paranaenses. “Foi em um desses jogos que o Miro dos Santos, técnico do clube de Marechal e da seleção brasileira sub-21 de vôlei feminino, ficou interessado no trabalho dela”, pontua. “Nós conversamos e ele mostrou interesse em tê-la nas categorias de base do Vôlei Marechal. Os familiares dela ficaram bem nervosos com essa possibilidade, principalmente por ela ser muita nova”, explica o treinador. Ainda segundo Mazzola, o clube e a família entraram em um acordo e ela foi transferida para o time de Marechal Cândido Rondon no início de 2019.

Reginaldo Mazzola explica que ela já está jogando no sub-17 do Vôlei Marechal. “Ela faz algumas participações pontuais na equipe principal e essa é uma oportunidade para que as portas do vôlei nacional se abram para ela”, pontua. Ele ainda ressalta que está na torcida para que ela não desista, pois a caminhada nessas equipes é muito difícil: “ela é muito dedicada e tem o apoio da família, o que é muito importante para que ela tenha uma jornada de sucesso”.

Projeto Cambé VôleiSegundo o treinador Reginaldo Mazzola, o projeto Cambé Vôlei auxilia na construção de novos talentos no esporte. “Cambé possibilita essa formação de base no esporte, outras cidades não têm esse apoio e enfrentam dificuldades para formar atletas de base”, explica. Segundo ele, no pós-pandemia a intenção é voltar a trabalhar o esporte com as crianças e auxiliar na relação delas com o esporte e com a educação: “a mudança de vida vem com a união entre o esporte e o estudo”.

O secretário de Esportes de Cambé, Eduardo Cazarim, ressaltou a importância dos projetos esportivos para a cidade e destacou o trabalho feito no Cambé Vôlei. “É motivo de muita alegria ver que o caminho que estamos traçando no esporte de base em Cambé está dando resultados. A Maria Eduarda é mais uma atleta da cidade que sai desse projeto maravilhoso para buscar seu sonho de ser jogadora”, afirmou Cazarim.

---------------------------------------------------------------------

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.