Atleta de projeto cambeense se destaca no Vôlei Marechal

0
Foto: Divulgação
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

A jogadora cambeense de vôlei Maria Eduarda de Sousa, de 16 anos, vem se destacando na equipe do Vôlei Marechal, time da cidade de Marechal Cândido Rondon, no oeste paranaense. A atleta começou a carreira aos 12 anos, no projeto Cambé Vôlei, da Secretaria Municipal de Esportes. “Ela começou no polo do Jardim Santo Amaro e já no início nós percebemos características que a destacavam dentro de quadra”, explica Reginaldo Mazzola, que foi treinador de Maria Eduarda no projeto.

Segundo Mazzola, pouco tempo depois de começar os treinos eles já a inseriram dentro das categorias de base: “fizemos essa transição ao longo dos anos, mas sem pular etapas ou apressar o desenvolvimento dela”. O treinador ainda pontua que Maria Eduarda tem duas características que a diferenciava das demais atletas: 1,80m de altura e um alcance de ataque muito alto. “Ela também jogava com as categorias de base do time adulto e com isso ela teve um crescimento técnico muito grande”, ressalta.

Após essas experiências com o time de base adulto, a atleta defendeu a cidade de Cambé e de Arapongas em competições paranaenses. “Foi em um desses jogos que o Miro dos Santos, técnico do clube de Marechal e da seleção brasileira sub-21 de vôlei feminino, ficou interessado no trabalho dela”, pontua. “Nós conversamos e ele mostrou interesse em tê-la nas categorias de base do Vôlei Marechal. Os familiares dela ficaram bem nervosos com essa possibilidade, principalmente por ela ser muita nova”, explica o treinador. Ainda segundo Mazzola, o clube e a família entraram em um acordo e ela foi transferida para o time de Marechal Cândido Rondon no início de 2019.

Reginaldo Mazzola explica que ela já está jogando no sub-17 do Vôlei Marechal. “Ela faz algumas participações pontuais na equipe principal e essa é uma oportunidade para que as portas do vôlei nacional se abram para ela”, pontua. Ele ainda ressalta que está na torcida para que ela não desista, pois a caminhada nessas equipes é muito difícil: “ela é muito dedicada e tem o apoio da família, o que é muito importante para que ela tenha uma jornada de sucesso”.

Projeto Cambé VôleiSegundo o treinador Reginaldo Mazzola, o projeto Cambé Vôlei auxilia na construção de novos talentos no esporte. “Cambé possibilita essa formação de base no esporte, outras cidades não têm esse apoio e enfrentam dificuldades para formar atletas de base”, explica. Segundo ele, no pós-pandemia a intenção é voltar a trabalhar o esporte com as crianças e auxiliar na relação delas com o esporte e com a educação: “a mudança de vida vem com a união entre o esporte e o estudo”.

O secretário de Esportes de Cambé, Eduardo Cazarim, ressaltou a importância dos projetos esportivos para a cidade e destacou o trabalho feito no Cambé Vôlei. “É motivo de muita alegria ver que o caminho que estamos traçando no esporte de base em Cambé está dando resultados. A Maria Eduarda é mais uma atleta da cidade que sai desse projeto maravilhoso para buscar seu sonho de ser jogadora”, afirmou Cazarim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.