Cambé é quem mais gerou empregos em 2021 entre as cidades com mais de 100 mil habitantes

0

O município de Cambé ficou em primeiro lugar na geração de empregos em 2021 entre as 21 cidades no Paraná com mais de 100 mil habitantes. O município está há 11 meses seguidos com saldo positivo, gerando 2.875 novos postos de trabalho no período. De janeiro a novembro, Cambé empregou 12.688 pessoas e demitiu outras 9.813, crescendo 13,39%. Percentualmente, a geração de empregos da cidade foi superior a de cidades como Curitiba (7,01%), Londrina (6,36%), Maringá (6,8%), Foz do Iguaçu (7,49%) e Paranaguá (5,44%).

“Não podíamos fechar um ano tão difícil como foi em 2021 com uma notícia melhor. Uma de nossas principais missões é alavancar a geração de empregos na cidade, proporcionando renda e dignidade às famílias cambeenses e fazendo a economia ficar cada vez mais aquecida. Estamos conseguindo. Fomos os recordistas em 2021 e isso só aumenta nosso desafio para 2022, que é de mantermos o nível de empregabilidade de Cambé”, comemorou o prefeito Conrado Scheller.

Os resultados deste ano são muito superiores aos números dos 12 meses de 2020, em que a cidade cresceu 3,19% e ficou com saldo de pouco mais de 660 empregos gerados. Segundo o economista, consultor e professor universitário, Marcos Rambalducci, a cidade de Cambé vem se consolidando como recordista na geração de empregos em 2021. Ele destaca que a indústria de transformação foi responsável por 43% do total de empregos criados entre janeiro e novembro deste ano, seguida do comércio com 28,6% e da prestação de serviços com 19,6%. “O perfil da cidade de Cambé vem acentuando a vocação industrial do município, principalmente porque o setor emprega 33,7% do total dos trabalhadores formais da cidade”, pontua.

Em relação ao mês de novembro, a cidade admitiu 1.261 pessoas e desligou 833, ficando com saldo positivo de 428 novos postos de trabalho gerados no mês e um crescimento de 1,79% em comparação ao mês anterior, o maior percentual do ano. No mês, o crescimento dos postos de trabalho da cidade continuou se destacando em relação à Londrina (0,66%), ao Paraná (0,61%) e ao Brasil (0,79%). No mês, o comércio, a prestação de serviços e a indústria foram os setores que mais se destacaram, com saldos positivos de 155, 131 e 84 empregos gerados, respectivamente. A construção civil e a agropecuária também contrataram mais do que demitiram, superando os resultados negativos de outubro.

Para o secretário municipal de Trabalho e profissionalização de Cambé, José Aparecido Rolim, o Kid, os números refletem o esforço coletivo da administração em desburocratizar as operações, em atrair empresas e em dar segurança jurídica para os empresários investirem na cidade, além das forças tarefas de qualificação profissionais da população e busca ativa de trabalhadores para preencher as vagas. “Nos desdobramos para atendermos tanto as empresas, que precisam de mão de obra qualificada, como os trabalhadores, que precisam de recolocar no mercado de trabalho, e o resultado foi esse. Temos uma equipe muito comprometida com a geração de empregos e com a qualificação das pessoas”, destacou Kid.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.