Mais nove cidades do Paraná recebem nesta terça-feira (8) autorização para dar início à construção dos Centros da Juventude. O governador Orlando Pessuti e os secretários da Criança e da Juventude, Thelma Alves de Oliveira, do Desenvolvimento Urbano, Wilson Bley Lipski, assinaram ordens de serviço para obras em Almirante Tamandaré, Cascavel, Foz do Iguaçu, Castro, Francisco Beltrão, Palmas, Paranaguá, Pinhais e São José dos Pinhais.

Os Centros da Juventude vão atender adolescentes e jovens entre 12 e 18 anos. Em todo o Paraná, serão construídos 30 Centros da Juventude, com recursos do Tesouro do Estado, via Fundo da Infância e da Adolescência, e mais quatro com outras fontes de financiamento. “Vamos superar o preconceito de que jovens pobres são potencialmente bandidos”, disse Thelma.

De acordo com a secretária, trata-se da primeira política pública direcionada exclusivamente ao jovem. “É um espaço que segue o conceito de socialização saudável, para que o jovem possa viver nesta perspectiva. É um programa exclusivo, mas não restritivo. O objetivo é que a juventude conviva em um espaço democrático e universal”, explicou.

O objetivo é que sejam espaços de referência para a juventude, acessíveis, abertos e democráticos, que possibilitem aos adolescentes produzir e acessar bens culturais e artísticos, participar de atividades esportivas, tecnológicas e profissionalizantes, além de desenvolver e participar de ações que favoreçam a formação pessoal, profissional e política.

“Trinta e dois municípios foram selecionados para receber os Centros da Juventude. Estes recursos estão em caixa, apenas esperando o inicio das obras. Faremos um esforço adicional para resolvermos as questões pendentes”, explicou Pessuti.

As cidades que vão receber o Centro da Juventude são Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Londrina, Cascavel, Guarapuava, São José dos Pinhais, Paranaguá, Castro, Maringá, Prudentópolis, Almirante Tamandaré, Campo Largo, Piraquara, Campo Mourão, Pitanga, Irati, Apucarana, Lapa, Francisco Beltrão, Toledo, Pinhais, Umuarama, Telêmaco Borba, Paranavaí, São Mateus do Sul, Cambé, Palmas, Laranjeiras do Sul, Jacarezinho, Guaratuba, Ivaiporã e Curitiba, que contará com três unidades.

Para o prefeito de Paranaguá, José Baka Filho, a política de valorização dos jovens é essencial para a valorização cívica. “Hoje o jovem não tem o espaço dele, ele acaba ficando na rua. Nestes espaços eles terão acesso a cursos, esportes, um ambiente elaborado especialmente para a juventude”, disse.

No projeto arquitetônico elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano estão previstos equipamentos como laboratório de informática, biblioteca, auditório, salas multiuso, bloco para atividades esportivas, praça, teatro de arena, pista de skate e ginásio poliesportivo, além de piscina. Os Centros da Juventude serão construídos pelo Governo do Paraná e mantidos pelas prefeituras.

Cada unidade do Centro da Juventude custará, em média, R$ 2,3 milhões, entre a construção e a colocação dos equipamentos necessários para o funcionamento. Em Almirante Tamandaré, o Centro da Juventude será construído no bairro Grande Cachoeira. Em Cascavel, no Loteamento Jaborá. Em Castro, será na Vila Rio Branco.

Em Francisco Beltrão, a obra será feita no Pinheirão. Em Palmas, no Hípica. Na cidade de Paranaguá, será no Jardim Bertioga. Em Pinhais, ficará na Vila Maria Antonieta. Em Foz do Iguaçu, será no Jardim Naipi. Já em São José dos Pinhais, será construído no bairro Borda do Campo.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.