Gerson Moraes de Araújo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)
Gerson Moraes de Araújo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)
Gerson Moraes de Araújo
Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu nesta quarta-feira (24), por 6 votos a 0, pela cassação do mandato do vereador Gerson Araújo (PSDB), que em setembro do ano passado, faltando duas semanas para a eleição, assumiu a Prefeitura de Londrina. Araújo disse que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e deve ficar no cargo até o julgamento do mérito da ação. O mandato do tucano foi cassado numa ação proposta pelo PTC. O partido, cuja coligação ficou a pouco mais de 100 votos de eleger um vereador, tem interesse em anular os votos dele, forçando um novo cálculo do quociente eleitoral. Se ocorrer a recontagem, o PTC emplaca Roberto Fortini na Câmara.

O problema para o PTC é que o TRE decidiu pela cassação de Araújo, mas não pela anulação dos votos do tucano. Nesse cenário, quem assume a cadeira é Amauri Cardoso, primeiro suplente da chapa de vereadores do PSDB. Assim como Araújo, o PTC vai recorrer da decisão para conseguir anular os votos e conquistar uma cadeira na Câmara.

“Essa é uma discussão nova para o TSE, vai formar jurisprudência”, declarou Piovezan sobre a questão da anulação dos votos, que é o foco principal do partido. Quanto à condenação de Araújo, ele afirmou que “a lei é clara e não tem o que fazer”, disse o advogado Edson Morais Piovezan, que representou o PTC na ação.

Sobre a cassação do seu mandato, Araújo disse que sabia do risco. “Assumi o compromisso de enfrentar a Prefeitura pelas necessidades que todos conhecem”. “Eu seria um covarde se não assumisse [o mandato] à época”, completou o tucano. Ele afirmou que o PTC “tem o direito de lutar” pela vaga, mas que pretende recorrer. Os advogados do tucano devem pedir, inclusive, efeito suspensivo para que ele continue vereador enquanto recorre.

Histórico

Araújo assumiu a Prefeitura em setembro do ano passado, quando faltavam duas semanas para a eleição. Ele era o terceiro na linha sucessória por ser o presidente da Câmara. O ex-prefeito Barbosa Neto (PDT) foi cassado pela Câmara no final de julho e o vice José Joaquim Ribeiro renunciou depois de ter admitido ser portador de propina paga por empresários.

A assessoria da Câmara de Londrina informou que a Casa não se manifestaria sobre a decisão do TRE, já que ainda cabe recurso.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.