PT teme multa milionária por desvios na Petrobras

Punição, estimada em US$ 200 mi, pode inviabilizar partido, dizem dirigentes
A cúpula do PT teme que o funcionamento do partido seja inviabilizado pela multa “astronômica” que deve receber para ressarcir os cofres públicos pelos desvios na Petrobras. O valor deve ficar entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões, calcula…

Drogas sem paradigmas: Campanha prega mais informação

O Centro de Estudos de Segurança e Cidadania lança hoje a campanha “Da proibição nasce o tráfico”, que visa a desmistificar preconceitos em relação às drogas… 

————————————————————————————

O Globo

Manchetes: Petrobras paga por equipamento inútil

Empresa gasta US$ 3 milhões por ano com material sem uso

Itens comprados em 2010, em caráter emergencial, perderam a função após mudança no projeto do complexo petroquímico, em Itaboraí; hoje estão armazenados em dois pátios, ao custo médio de U$$ 360 por hora

Mudança no projeto do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, tornou inútil metade do equipamento comprado pela Petrobras, em caráter emergencial, em 2010. Todo esse material permanece há cerca de três anos em pátios na Ilha do Governador e em Itaguaí, onde o armazenamento custa em média US$ 360 por hora. A despesa anual com o depósito é de US$ 3 milhões contam José Casado, Bruno Rosa e Ramona Ordonez. (Págs. 1 e 3)

Projetos falhos facilitavam propina

Em depoimento de delação premiada à Polícia Federal, o vice-presidente da Camargo Corrêa, Eduardo Leite, afirmou que projetos malfeitos pela Petrobras facilitavam a inserção dos valores das propinas nos contratos feitos com a estatal. (Págs. 1 e 4)

Nível da dívida pública do Brasil é administrável, garante Levy

Planejamento estuda novos modelos para concessão de ferrovias, para diminuir risco de prejuízo ao governo

Em seminário em Washington, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que o nível de endividamento público brasileiro está sob controle e é perfeitamente administrável. “Dívida nem sempre é ruim. Pode ser muito útil, porque vira moeda”, afirmou. Sobre o novo programa de concessões, citado pelo ministro no sábado, o Planejamento estuda novos modelos de leilão de ferrovias, que reduzam o risco de perdas para os cofres públicos. (Págs. 1 e 15)

‘Pedaladas fiscais’: FH acha impeachment precipitado

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso considera precipitado pedir agora o impedimento da presidente Dilma Rousseff sem “razão objetiva” Eduardo Cunha afirmou que “pedaladas fiscais” são praticadas há l5 anos e não sustentam pedido de afastamento. (Págs. 1 e 4)

Muito além da inflação: Na crise, reajuste para executivos

Ao convocar assembleias de acionistas, empresas têm proposto elevar salários de diretores e conselheiros em até 57%. Para analistas, momento não é adequado. A inflação de 2014 foi de 6,41%. (Págs. 1 e 13)

Falha de investigação: FBI diz que emitiu laudos errados

O FBI e o governo dos EUA admitiram que 257 de 268 análises de cabelos usadas como provas em julgamentos de 1989 a 2000 estavam erradas. Dos réus, 32 foram condenados à morte. (Págs. 1 e 20)

Drogas sem paradigmas: Campanha prega mais informação

O Centro de Estudos de Segurança e Cidadania lança hoje a campanha “Da proibição nasce o tráfico”, que visa a desmistificar preconceitos em relação às drogas. (Págs. 1 e 17)

Colunistas

JOSÉ EDUARDO AGUA LUSA
Devíamos ser ensinados, desde os bancos das escolas, a amar a diferença. (Pág. 1 e Segundo Caderno)

RICARDO NOBLAT
Oito histórias relembram a trajetória de Tancredo Neves, morto há 30 anos. (Págs. 1 e 2)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchetes: Reforma nos aeroportos começará por Passo Fundo

Cidade é a primeira da lista do plano de aviação regional no Estado. Rio Grande, Santa Rosa, Santo Ângelo e São Borja também têm sinal verde para anteprojeto. (Pág. 1 e Notícias 6 e 7)

FHC e Cunha esfriam o debate do impeachment (Pág. 1 e Notícias 10 e 11)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchetes: “É preciso convicção de que o Executivo não governa sozinho”

O vice-presidente, Michel Temer, ressalta que todo governo democrático pressupõe apoio do Congresso Nacional. É com isso em mente que ele assumiu a articulação política em momento de crise no país. Temer considera natural as eventuais emendas que os parlamentares façam na proposta de ajuste fiscal. “Quando você fala de ajuste, isso é pauta do poder Executivo. Mas quando fala de projetos que evitem aumentar despesas, é uma pauta do Congresso”. Michel Temer inicia hoje uma série de compromissos em Portugal, para tratar de questões comerciais e diplomáticas. (Págs. 1 e 4 a 6)

Octávio Costa

Em meio a tantos escândalos, cabe a pergunta: será que a corrupção não tem fim? (Págs. 1 e 32)

Bancos

HSBC está prestes a encerrar suas operações de varejo no Brasil. (Págs. 1 e 19)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchetes: PT teme multa milionária por desvios na Petrobras

Punição, estimada em US$ 200 mi, pode inviabilizar partido, dizem dirigentes

A cúpula do PT teme que o funcionamento do partido seja inviabilizado pela multa “astronômica” que deve receber para ressarcir os cofres públicos pelos desvios na Petrobras. O valor deve ficar entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões, calcula.

A quantia equivale ao total citado em delação por Pedro Barusco, ex-gerente da petrolífera, como propina paga à sigla e ao seu então tesoureiro, João Vaccari Neto, entre 2003 e 2013. O dinheiro saiu dos 90 maiores contratos da empresa.

O Ministério Público já sinalizou que pedirá punições às legendas envolvidas na Lava Jato, mas não detalhou quais serão. Para petistas, a sanção financeira “destruirá” o partido porque a fonte de arrecadação de recursos para pagá-la “secou”.

Mesmo antes de decidir, na sexta (17), suspender o recebimento de doações de empresas privadas, o PT já avaliava que as contribuições desapareceriam. Em caso de punição, o acesso ao fundo partidário também pode ser suspenso. (Pág. 1 e Poder A6)

Em SP, salário de professor está defasado, mesmo após reajustes

Em greve há 36 dias, professores da rede estadual de SP tiveram reajuste médio de 28% desde junho de 2012, para uma inflação de 16%. Mas ainda ganham menos que outras categorias com formação semelhante, informa Fábio Takahashi.

Docentes pedem reajuste de 75%. O governo diz que quem faz jornada de 40 horas têm salário similar ao dos demais profissionais com ensino superior. (Pág. 1 e Cotidiano C4)

Editoriais

Leia “Artes da discrição”, sobre fisiologismo do PMDB nos tempos atuais, e “Chile em crise”, acerca de escândalos envolvendo a classe política do país. (Pág. 1 e Opinião A2)

Mauro Paulino

Jovens devem ser os grandes prejudicados por mudanças no país

Inflação alta, cortes na educação, mudanças na lei de terceirização e redução da maioridade penal têm potencial muito maior para frustrar os jovens do que qualquer outro estrato da população. O país pode estar armando uma bomba-relógio demográfica. (Pág. 1 e Poder A6)

Entrevista da 2ª – Fernando Santos-Reis

Fernando Santos-Reis, presidente da Odebrecht Ambiental, diz que, apesar da torcida de concorrentes e investigadores, o grupo não tem motivo para ser pego no esquema de corrupção na Petrobras. Segundo ele, a empresa tem uma atitude diferente da adotada por outras empreiteiras e nunca pagou propina. “Nós contribuímos com campanha, mas na legalidade.” (Págs. 1 e A12)

EBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.