22.4 C
Cambé
quinta-feira, abril 25, 2024
spot_img

Manchete dos Jornais nesta Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

0:00

Escute a noticia. Clique no Player acima!

Estado do Rio tem 3 mortes confirmadas
Mais duas mortes foram registradas ontem, elevando para três os óbitos no estado: um em Teresópolis e dois em Valença. Falta vacinar 8 milhões de habitantes.
Segurança no TRF-4 preocupa
A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, tratou ontem em Brasília com o desembargador federal Thompson Flores, presidente do TRF-4, das condições de segurança para o julgamento do recurso do ex-presidente Lula, marcado para a próxima semana em Porto Alegre. Associações de juízes estão preocupadas com ameaças que teriam sido feitas aos desembargadores que vão julgar o caso. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou que a Polícia Federal pode ser acionada. A Força Nacional está escalada para proteger os prédios públicos.
Capez é denunciado na ‘máfia da merenda’
O deputado estadual Fernando Capez (PSDB) foi denunciado pelo Ministério Público por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, ele teria recebido propina da “máfia da merenda”, que operou contratos superfaturados com a Secretaria Estadual da Educação. Outras oito pessoas também foram denunciadas.

—————————————————————–

O Globo

Manchete: Bancos começam a ocupar espaço do BNDES
Mudança nos juros estimula concorrência
Inflação menor facilita crédito de longo prazo. Instituições estão de olho em leilões
Com a queda nos empréstimos do BNDES, bancos privados começam a aumentar sua participação no financiamento à infraestrutura. Segundo fontes, o Itaú BBA desembolsou R$ 7 bilhões ao setor em 2017, alta de 70% em relação ao ano anterior. O Santander fechou parceria com o banco do Brics, que tem US$ 100 bilhões disponíveis para investimentos. Os bancos estão de olho nos leilões previstos para este ano. Para analistas, a mudança nos juros do BNDES estimulou a concorrência ao corrigir distorções, e a inflação mais baixa facilita a concessão de crédito de longo prazo. (PÁGINA 15)

PF indicia Fernando Haddad por caixa dois
A Polícia Federal indiciou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, acusado do recebimento, via caixa dois, de R$ 2,6 milhões da empreiteira UTC na campanha de 2012. Haddad nega a acusação. O ex-presidente Lula marcou viagem para a Etiópia logo depois do julgamento do dia 24. (PÁGINA 3 e editorial “PT é o responsável pela segurança em Porto Alegre”)

Estado do Rio tem 3 mortes confirmadas
Mais duas mortes foram registradas ontem, elevando para três os óbitos no estado: um em Teresópolis e dois em Valença. Falta vacinar 8 milhões de habitantes. (PÁGINA 7)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Em 3 anos, Estados saem do azul para rombo de R$ 60 bi
Estudo mostra que, se ajuste fiscal não for feito, situação vai piorar; RN teve deterioração mais acentuada
O peso crescente da folha de pagamento e a queda de arrecadação provocada pela crise econômica fizeram com que em três anos – do início de 2015 ao final de 2017 – os Estados saíssem de um resultado positivo de R$ 16 bilhões para um déficit de R$ 60 bilhões em suas contas. O levantamento – feito pelo especialista em contas públicas Raul Velloso a pedido do Estado – mostra que, se os governadores não tomarem medidas drásticas, o déficit será ainda maior. O Rio Grande do Norte teve a piora fiscal mais acentuada. Após ter acumulado superávit de R$ 4 bilhões entre 2011 e 2014, o Estado registrou déficit de R$ 2,8 bilhões em outubro passado. Rio, Minas Gerais, Goiás, Pernambuco e Sergipe também estão mal avaliados. Em Alagoas, Paraná, Ceará, Maranhão e Piauí as contas não se deterioraram. Com déficit de R$ 3 bilhões em 2017, a situação de São Paulo ficou estável no período. (ECONOMIA / PÁG. B1)

Prévia do PIB cresce pelo 3º mês
A atividade econômica cresceu pelo terceiro mês seguido, segundo o Banco Central. O Índice de Atividade da instituição (IBC-Br) subiu 0,49% em novembro ante outubro. Em relação a novembro de 2016, o indicador saltou 2,82%. (PÁG. B4)

PF indicia Haddad por caixa 2 na eleição de 2012
A Polícia Federal indiciou o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) por falsidade ideológica durante a campanha à Prefeitura de São Paulo, em 2012. Segundo as investigações, a empreiteira UTC teria pago dívida de R$ 2,6 milhões do partido com uma gráfica por meio de caixa 2. Também foram indiciados o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso desde 2015, e mais cinco pessoas. (POLÍTICA / PÁG. A5)

Segurança no TRF-4 preocupa
A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, tratou ontem em Brasília com o desembargador federal Thompson Flores, presidente do TRF-4, das condições de segurança para o julgamento do recurso do ex-presidente Lula, marcado para a próxima semana em Porto Alegre. Associações de juízes estão preocupadas com ameaças que teriam sido feitas aos desembargadores que vão julgar o caso. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou que a Polícia Federal pode ser acionada. A Força Nacional está escalada para proteger os prédios públicos. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Capez é denunciado na ‘máfia da merenda’
O deputado estadual Fernando Capez (PSDB) foi denunciado pelo Ministério Público por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, ele teria recebido propina da “máfia da merenda”, que operou contratos superfaturados com a Secretaria Estadual da Educação. Outras oito pessoas também foram denunciadas. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Terapia contra aids tem oferta restrita (METRÓPOLE / PÁG. A9)

Auditoria detecta ação política na Caixa (ECONOMIA / PÁG. B3)

Eliane Cantanhêde
Apesar do pavor do TRF-4, o mundo não vai acabar e o Brasil não vai parar no dia 24. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Notas & Informações
A animadora prévia do PIB
A julgar pelos números acumulados até novembro, só a irresponsabilidade política impedirá um crescimento econômico próximo de 3% neste ano. (PÁG. A3)

A ineficiência da vinculação
Não basta destinar verba para que serviço público funcione. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Promotoria de SP e Odebrecht devem fechar 30 acordos
Ministério Público do Estado não endossou leniência da empreiteira com a Lava Jato e discute novas colaborações
Depois de fechar a maior leniência (espécie de delação premiada para empresas) da Operação Lava Jato, com o Ministério Público Federal, a Odebrecht precisará fechar ao menos outros 30 acordos em São Paulo. A empreiteira é alvo de processos no Estado por ter subornado políticos e agentes públicos com o objetivo de conquistar contratos do Metrô, Dersa e da prefeitura paulistana, entre outros. Isso ocorre porque o Ministério Público de SP se recusou a endossar a colaboração fechada com a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Sem isso, porém, os promotores do Estado não teriam acesso aos relatos e às provas apresentados pela empresa. Para resolver a questão, terão de fechar acordos com a Odebrecht para cada um dos temas sobre os quais a empreiteira havia revelado ilegalidades.Estão em discussão na Promotoria do Patrimônio Público pagamentos de suborno em obras do Rodoanel, de três linhas do Metrô e do estádio do Corinthians. Além disso, os acordos tratam de contribuições via caixa dois para campanhas do senador José Serra (PSDB), do ex-prefeito Fernando Haddad (PT) e do ex-deputado Gabriel Chalita (PDT). Eles dizem que nunca receberam recursos ilegais. (Poder A4)

PF indicia Haddad sob suspeita de caixa 2 em eleição
A Polícia Federal indiciou o ex-prefeito de SP Fernando Haddad (PT) e funcionários de sua campanha em 2012 sob suspeita de caixa dois. A ação apura pagamento, pela empreiteira UTC, de dívidas da chapa do petista referente a serviços gráficos no valor de R$ 2,6 milhões. A defesa de Haddad diz que “não há o mínimo indício” de sua participação em irregularidades. (Poder A4)

Capez, do PSDB, é denunciado no caso da merenda
O Ministério Público de SP denunciou à Justiça o deputado estadual Fernando Capez (PSDB), ex-presidente da Assembleia Legislativa, sob acusação de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no escândalo conhecido como máfia da merenda. Se a denúncia for aceita, o tucano se tornará réu. Capez nega que tenha cometido crimes e diz não haver provas contra ele. (Poder A5)

Bolsonaro pouco atua em cidade onde mantém servidora (Poder A7)

————————————————————————————

📲 Siga o Portal Cambé no Instagram: @portalcambe
📲 Participe do nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/K6R666pxmUqLtqZ1uRcWiU
📲 Quer anunciar no Portal Cambé, entre em contato com nosso departamento comercial: *Contato: - (43) 9.9954-5270

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Redes Sociais

150,000FãsCurtir
44,604SeguidoresSeguir
50,000SeguidoresSeguir
1,633SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
spot_img
Podologia Cambé
https://miliozzi.com.br/loja/

Mensagens de Boa Noite

WhatsApp chat