22.4 C
Cambé
quinta-feira, abril 25, 2024
spot_img

Manchete nos Jornais desta Quarta-feira, 20 de Março de 2019

0:00

Escute a noticia. Clique no Player acima!

O Globo

Manchete : Bolsonaro cede, e Trump promete apoio comercial
Brasileiro foi dúbio sobre possível ajuda em ação militar dos EUA na Venezuela
Após concessões do presidente Jair Bolsonaro, que aceitou abrir mão da condição de país em desenvolvimento na Organização Mundial do Comércio, o presidente Donald Trump prometeu apoio à entrada do Brasil na OCDE, grupo de nações mais ricas do mundo. O Brasil também ganharia status de aliado extra na Otan. Após encontro amistoso no qual trataram da crise na Venezuela, Bolsonaro foi dúbio, em entrevista na Casa Branca, sobre eventual ajuda do Brasil a uma intervenção militar dos EUA. (PÁGINAS 22 a 24)
CHANCELER INFORMAL
Eduardo Bolsonaro ganha status de convidado VIP no Salão Oval (PÁGINA 24)
MERVAL PEREIRA
Visita aos EUA é sucesso, mas tem uma sequência de embaraços (PÁGINA 2)
MÍRIAM LEITÃO
Brasil fez concessões concretas, e recebeu apenas promessas (PÁGINA 18)
BERNARDO MELLO FRANCO
Trocar gentilezas é normal, mas Bolsonaro foi além do protocolo (PÁGINA 6)
Análise – Conquistas para o governo, incertezas para o Brasil
O presidente Bolsonaro obteve vitórias significativas junto a Trump para seu governo e as bases que o apoiam. Porém, analistas veem na forte vinculação da imagem do Brasil ao presidente americano, cujo mandato se encerra no próximo ano, consequências perigosas a médio e longo prazo. (PÁGINA 23)

Pressão de praças faz governo rever reforma de militar
O presidente Bolsonaro analisará mais de uma proposta de reforma da Previdência para as Forças Armadas, em razão da pressão da base da hierarquia militar, os praças ou graduados. A reestruturação da carreira, com mais benefícios a oficiais, é um ponto polêmico. O prazo para envio da proposta ao Congresso acaba hoje. (PÁGINA 17)

Moraes diz que STF mantém inquérito: ‘Pode espernear’
Designado para presidir as investigações sobre os ataques ao STF, o ministro Alexandre de Moraes minimizou as críticas do Ministério Público à abertura do inquérito. “Pode espernear à vontade. Nós vamos prosseguir com a investigação.” (PÁGINA 6)
Ação de caixa dois de Lindbergh passa à Justiça Eleitoral
O ex-senador do PT do Rio Lindbergh Farias foi o primeiro beneficiado pela decisão do STF de enviar investigações de crimes de caixa dois à Justiça Eleitoral. Outros políticos já anunciaram que entrarão com recursos para levar seus casos aos tribunais eleitorais. (PÁGINA 4)
Elio Gaspari
STF diz poucas e boas, mas não gosta de ouvir (PÁGINA 3)
Editorial
SUPREMO TEM SEUS LIMITES INSTITUCIONAIS (PÁGINA 2)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Bolsonaro não descarta opção militar contra Maduro.Questionado se apoiaria intervenção na Venezuela, desconversou: ‘Há questões que não podem ser divulgadas’. Após encontro com Donald Trump, ontem, na Casa Branca, Jair Bolsonaro passou a adotar estratégia dos americanos e deixou em aberto as opções para a Venezuela ao ser questionado se apoiaria uma possível intervenção militar contra o regime de Nicolás Maduro, chamado por ele de ditador. “Tem certas questões que se você divulgar deixam de ser estratégicas”, disse o presidente brasileiro. “Assim sendo, essas questões se forem discutidas, se já não foram, não podem ser divulgadas.” Trump costuma dizer que “todas as opções estão na mesa”, o que foi repetido ontem, de acordo com Bolsonaro. “A certeza: nós queremos resolver essa situação, porque o Brasil está sendo prejudicado”, emendou. Em comunicado, os presidentes se comprometeram a manter o apoio a Juan Guaidó. Nos bastidores, autoridades americanas dizem que os EUA não pretendem investir em uma intervenção militar, mas preferem deixar a ameaça em aberto. Militares brasileiros também preferem descartar o apoio ao uso de armas no país vizinho.INTERNACIONAL / PÁGS. A10 a A13
Chanceler informal
Parte da comitiva brasileira, Eduardo Bolsonaro assumiu o posto de “chanceler informal” do governo, participou de encontro que deveria ser restrito aos presidentes americano e brasileiro e recebeu elogios públicos de Donald Trump.
PÁG. A12
Trump promete apoio em ‘clube dos ricos’
Trump se comprometeu a apoiar o Brasil como candidato a membro da OCDE, o “clube dos ricos”. Em troca, Bolsonaro aceitou abrir mão de prerrogativas dadas a países em desenvolvimento na Organização Mundial do Comércio (OMC).
INTERNACIONAL / PÁG. A10 e ECONOMIA / PÁG. B4

Levy cobra BB, Caixa e Estados e compara BNDES à Nasa
Joaquim Levy, presidente do BNDES, diz que a devolução de R$ 126 bilhões do banco ao Tesouro, pedida pelo Ministério da Economia, está atrelada ao pagamento de empréstimos feitos à Caixa, ao Banco do Brasil e a Estados. Juntos, eles devem R$ 36,5 bilhões ao BNDES. Ele ainda compara o banco à Nasa. “A fase de apoiar grandes siderúrgicas passou, como passou o programa de foguetes Apolo. Os desastres de empréstimos a Cuba e Venezuela têm de servir de lição.”ECONOMIA / PÁGS. B1 e B3

Presidente do Senado resiste à CPI da Lava Toga
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, foi aconselhado pelo Planalto a segurar a CPI da Lava Toga, que pretende investigar suposto ativismo judicial em tribunais superiores. Ontem, senadores apresentaram requerimento na Casa para a criação da comissão. O receio do governo é de que a CPI desvie o foco da reforma da Previdência, que está na Câmara e é prioridade da equipe econômica. “O País não pode criar um conflito entre as instituições”, disse Alcolumbre.POLÍTICA / PÁG. A4
Governo recua e muda decreto das nomeações
Pressionado por líderes partidários, o governo decidiu alterar o decreto das exigências mínimas para cargos no Executivo. Tida como moralizadora, a medida foi avaliada na Câmara como tentativa de perseguição à classe política.POLÍTICA / PÁG. A8
Após benefícios, GM vai investir R$ 10 bi (Economia / Pág. B10)
Notas & Informações
Tropeçando na Casa Branca
O presidente Jair Bolsonaro foi incapaz de responder, no jardim da Casa Branca, se o Brasil apoiará ou não uma ação militar dos EUA contra a Venezuela. PÁG. A3
A questão da reciprocidade
Jair Bolsonaro precisa deixar claro até onde seu governo pretende ir na aproximação com os Estados Unidos. PÁG. A3
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Trump apoia a entrada do Brasil em clube dos ricos
Em visita aos EUA, Bolsonaro não descarta apoiar ação militar na Venezuela
Em reunião ontem na Casa Branca, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) conseguiu o apoio do presidente dos EUA, o republicano Donald Trump, para a entrada do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o clube dos países ricos. O governo brasileiro vê a entrada na OCDE como um selo de qualidade de políticas econômicas. Em troca do apoio norte-americano, o Brasil abrirá mão do tratamento especial na OMC (Organização Mundial do Comércio), que dá prazo maior em acordos comerciais. No encontro, ao ser indagado sobre a situação na Venezuela, Bolsonaro não descartou apoiar uma intervenção militar dos EUA. Pessoas ligadas ao governo disseram, porém, que isso não ocorrerá e que o presidente deu a declaração para satisfazer Trump. (Mundo A12)
Análise – Igor Gielow
Status militar do Brasil de aliado extra-Otan é marco, mas pode ser inócuo (A12)
TODA MÍDIA
Nas redes americanas, presidente brasileiro perde para McCain (A14)

Maia muda o tom na defesa da reforma da Previdência
Principal fiador da proposta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse estar frustrado com a relação com o presidente Jair Bolsonaro e reclamou da falta de lideranças capazes de atender os deputados. (Mercado A16)

Procuradores podem criticar e espernear, diz Moraes
O ministro Alexandre de Moraes, responsável no Supremo Tribunal Federal pelo inquérito aberto para apurar fake news e ameaças contra membros da corte, respondeu às críticas do Ministério Público. “Podem espernear e criticar à vontade. Quem interpreta o regimento do Supremo é o Supremo. Vamos prosseguir com a investigação”, disse. (Poder A4)
Governo corta 13,7 mil cargos em universidades
Decreto assinado por Jair Bolsonaro para extinguir cargos e funções na administração pública atingiu em cheio as universidades públicas federais. Das 21 mil vagas eliminadas pelo governo, ao menos 13.710 estavam ligadas a instituições de ensino. (Mercado A20)
Suspeito de atuar em massacre em escola, jovem é apreendido
O suspeito de 17 anos que seria o terceiro envolvido no massacre de Suzano foi levado à Fundação Casa. Mensagens mostraram à Justiça indícios da participação. Seu advogado declarou que não teve acesso às provas. (Cotidiano b1)

Depois de surtos, país vai perder certificação de livre do sarampo (B3)

Agressores de mulheres não vão poder tirar OAB
Nova súmula prevê que bacharéis em direito com histórico de agressão a mulheres sejam impedidos de conseguir inscrição na OAB e exercer a advocacia. Advogados já inscritos na entidade também poderão perder o registro caso tenham agredido uma mulher. (Cotidiano b5)

Editoriais
Sem recíproca
Sobre fim da exigência de vistos para americanos (A2)
Maratona anti-CPI
Acerca de manobra tucana na Assembleia paulista (A2)
————————————————————————————

📲 Siga o Portal Cambé no Instagram: @portalcambe
📲 Participe do nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/K6R666pxmUqLtqZ1uRcWiU
📲 Quer anunciar no Portal Cambé, entre em contato com nosso departamento comercial: *Contato: - (43) 9.9954-5270

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Redes Sociais

150,000FãsCurtir
44,604SeguidoresSeguir
50,000SeguidoresSeguir
1,633SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
spot_img
Podologia Cambé
https://miliozzi.com.br/loja/

Mensagens de Boa Noite

WhatsApp chat